Queiroga diz que ministério planeja cancelar aquisição da vacina Sputnik V - ISTOÉ Independente

O ministro da Saúde alega que a vacina ainda não recebeu o registro emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

29/07/2021 23:08:00

O ministro da Saúde alega que a vacina ainda não recebeu o registro emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

(Reuters) – O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quinta-feira que o acordo inicial para compra de 10 milhões de doses da vacina russa Sputnik V deve ser cancelado. Queiroga alega que a vacina ainda não recebeu o registro emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Brasil, no momento, não tem […]

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga29/07/21 - 15h16 - Atualizado em 29/07/21 - 15h17(Reuters) – O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quinta-feira que o acordo inicial para compra de 10 milhões de doses da vacina russa Sputnik V deve ser cancelado.

Jovem desiste de ser o 'Ken Humano' e diz que 'estava se perdendo' com as transformações em SP Mãe de Samuel desabafa: 'O sonho dele era ser militar e usar farda' Jornalista Anderson Cooper diz que não pretende deixar fortuna para o filho

Queiroga alega que a vacina ainda não recebeu o registro emergencial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Brasil, no momento, não tem mais necessidade de compra nem da vacina indiana Covaxin nem da Sputnik, já que há previsão de chegada de imunizantes suficientes de outros laboratórios que já contam com autorização da Agência.

Segundo o ministro, isso pode ser alterado caso a vacina russa obtenha autorização de uso definitivo ou emergencial pela Anvisa no futuro.O contrato para a compra de 10 milhões de doses da Sputnik V foi acertado em março, quando Eduardo Pazuello era o ministro da Saúde. headtopics.com

A decisão do ministério não afeta o acordo com os governos estaduais, que obtiveram autorização de importação emergencial e pretendem comprar 66 milhões de doses da Sputnik.No entanto, o acordo prevê uma importação inicial de apenas 1 milhão de doses que devem ser aplicadas em uso controlado para estudos de segurança e eficácia, já que a Anvisa disse não ter recebido dados suficientes do próprio laboratório russo Gamaleya.

Até agora, segundo a Anvisa, apenas quatro dos nove estados importadores assinaram o termo de compromisso que autorizaria o uso da Sputnik V dentro dessas condições controladas e nenhuma vacina chegou ao Brasil. Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

A saga de iraniano que tentou por um ano cruzar canal para chegar à Inglaterra - BBC News Brasil

A BBC passou um ano na cidade francesa de Calais acompanhando um imigrante iraniano chamado Alex, enquanto ele tentava cruzar o Canal da Mancha com um traficante de pessoas.

Vai usar a União Química ligada a lobby político?

Queiroga diz que orientou veto a lei que facilitaria o acesso a remédios contra o câncerSegundo o ministro, a medida pode aumentar o preço dos planos de saúde; governo avalia outras maneiras de implementá-la Esse é outro: 'um manda outro obedece' pra encobrir a cagada do chefe Ele se acha Não é difícil entender que um pais cuja preocupação com os planos de saude esta acima da saude do seu povo, que o investimento na saude pública tenda diminuir !! E digo mais, não houvesse tanta corrupção na saude publica ja teria acabado !!

Na TV, Queiroga diz que 100% dos adultos receberão a 2ª dose até dezembroEm pronunciamento, o ministro também se dirigiu 'aos brasileiros que estão com a 2ª dose em atraso' Adultos é mais de 45?

Adolescentes de 12 a 17 anos podem receber vacina contra a covid após adultos, diz ministério - Saúde - EstadãoEm nota conjunta, Ministério da Saúde, Conass e Conasems aconselham Estados e municípios a seguirem ordem decrescente de idade Se não for após adultos vai ser o que? A pior adm da história Espero que o ministério ENTREGUE as vacinas

Ministério da Saúde determina cancelamento definitivo de contrato de compra da Covaxin - ISTOÉ IndependentePor Lisandra Paraguassu BRASÍLIA (Reuters) – O Ministério da Saúde determinou o cancelamento definitivo do contrato com a Precisa Medicamentos para a compra de 20 milhões de doses da vacina Covaxin, do laboratório indiano Bharat Biotech, depois que auditoria da Controladoria-Geral da União demonstrou irregularidades em documentos apresentados pela Precisa na negociação com o ministério. […] Não muda nada. Teve gente querendo ganha por fora com isso Não fosse a atuação dos servidores Luís e William o pagamento antecipado teria sido feito e de vacinas que nunca iriam aparecer por aqui. E o novo contrato pra preservativos? Uma empresa dessa não pode fornecer ao governo, se o faz é porque alguém lucra com isso.

Clínicas cobram devolução de R$ 1,5 milhão por vacina vendida pela Precisa | Radar EconômicoProcessos reclamam que empresa não devolveu dinheiro pago adiantado para a compra da vacina Covaxin EconomicoRadar Vão chorar no colo do Bolsonaro... EconomicoRadar Manda cobrar do carlosjordy Ele tá dizendo que nao houve compra hahaha

Bolsonaro diz que 'não tem base' pedir impeachment por descobertas de CPI da Covid - ISTOÉ IndependenteBRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira que “não tem base” falar em se apresentar um pedido de impeachment dele com base em descobertas da CPI da Covid do Senado, em meio a investigações sobre suspeitas de irregularidades nas tratativas para a compra de vacinas pelo governo federal. “Isso passa pelo Ministério […] O senado? Desgastando vc né, idiota? E desde quando a opinião de Bolsonaro tem valor pra algo de bom. Só faz cagadas. Quem desgasta, destrói, afunda, etc. qualquer coisa é vc, Jail Bolsonaro.