Queda do bitcoin: entenda a desvalorização da moeda digital

Movimento de queda do bitcoin pode ser reflexo da baixa no índice S&P 500 e crise da gigante chinesa Evergrande

25/09/2021 14:00:00

[MAIS LIDAS DA SEMANA] Movimento de queda do bitcoin pode ser reflexo da baixa no índice S&P 500 e crise da gigante chinesa Evergrande! tecmundo

Movimento de queda do bitcoin pode ser reflexo da baixa no índice S&P 500 e crise da gigante chinesa Evergrande

127 ComentáriosDesde o último dia 7 de setembro, o bitcoin enfrenta uma correção acentuada que pode ameaçar sua forte tendência de alta mensal. Na ocasião, a principal criptomoeda eranegociada acima dos US$ 52 mile chegou a encarar uma queda de quase 19% até os US$ 42,8 mil. Nos dias seguintes, o preço do ativo conseguiu recuperar 14% de seu valor inicial em um movimento que indicava uma retomada positiva, porém, logo despencou em busca do fundo no patamar dos US$ 40 mil. Mas o que causou essa desvalorização?

Após debandada na equipe econômica, Bolsonaro entrega medalhas ao filho Flávio e a aliados - Política - Estadão Em coletiva, Bolsonaro confirma novo aumento nos combustíveis e Guedes diz que não se demite 5 pontos que autoridades precisam esclarecer em suspeita de racismo na Zara no Ceará - BBC News Brasil

Antecipação e realizaçãoAntes de tudo, é importante denotar que o bitcoin acompanha o mercado tradicional de ações e que, neste contexto, os meses de setembro e março são os menos favoráveis em uma tendência de alta — de modo geral, considerando os registros históricos. Contudo, o desanimo mensal pode não ter sido o único fator participante neste movimento de queda.

Considerando que o medo e o otimismo são os predominantes motores nos mercados voláteis, o atual momento de baixa torna-se um pouco menos misterioso. Além da especulação natural, um dos principais fatores para a queda do bitcoin há duas semanas foi a estreia da moeda como headtopics.com

curso legal em El Salvador, que gerou bastante ansiedade e culminou no movimento de venda — impulsionado pela liquidação dos derivativos futuros em otimismo.Porém, a estreia do bitcoin no país da América Central pode não ter sido a única causa do momento ruim. Segundo os sites

CNBCMoney Times,os mercados voláteis estão receosos há algum tempo quanto ao posicionamento do Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos sobre o reajuste nas taxas de juros e o relatório de inflação do país. Este fator, por si só, pode ter contribuído com o sentimento de queda e de precaução também no bitcoin.

Conforme detalha o gráfico abaixo, o bitcoin e o índice S&P 500 (representante das maiores empresas norte-americanas) podem estar mais correlacionados do que o esperado:Gráfico mostra a possível correlação entre o bitcoin e o S&P 500 — em laranja e cinza, respectivamente. (Fonte: Trading View, Wind_surfer/Reprodução)

Fonte:Trading View, Wind_surferEnquanto a taxa de inflação norte-americana foi anunciada no último dia 12 de setembro, registrando 0,1% abaixo dos esperados 5,4%, o mercado se antecipou e iniciou uma discreta correção ainda no dia 3 de setembro. O movimento perdurou por pelo menos mais 10 dias e levou a uma queda efetiva de 2,2% no índice S&P 500. headtopics.com

Dinâmica do Twitter favorece políticos de direita e veículos conservadores Triste ironia: liberal, Alec Baldwin sempre foi contra venda de armas Deputado que quebrou placa de Marielle propõe homenagem à vereadora

Ethereum: US$ 1 bilhão foram 'queimados' desde atualização LondonAgora, o mercado parece repetir o mesmo movimento de antecipação, já que nesta semana o Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos se reunirá para discutir possíveis reajustes nas taxas de juros nacionais e a suspensão dos programas de auxílio emergencial em razão da covid-19. O sentimento de queda já reflete, nesta segunda-feira (20), a uma retração de 5% do topo histórico do S&P 500 — algo que não ocorre desde outubro do ano passado.

Crise na China: o caso EvergrandePara agravar a situação, um novo fator ganhou os holofotes nos últimos dias. O caso trata-se da gigante chinesa Evergrande, que despontou no mercado atuando no ramo de incorporação imobiliária. Ao longo dos últimos anos, a empresa acumulou dívidas ao efetuar empréstimos para expandir sua capacidade de produção e, por consequência, seu crescimento e lucro — algo também comum para suas concorrentes.

Apesar de ter funcionado, a decisão culminou no débito estimado em US$ 300 bilhões. O problema poderia ter sido resolvido através do próprio modelo de negócios da Evergrande, porém, uma série de novas regulamentações impostas pelo governo chinês no final do ano passado delimitou um teto máximo para o endividamento de empresas no país, desfalcando a estratégia da empresa.

Evergrande ameaça economia chinesa. (Fonte: Seu Dinheiro/Reprodução)Fonte:Seu DinheiroAgora, caso a Evergrande falhe em quitar suas dívidas (seja com o auxílio do governo ou não), uma reação em cadeia pode ocorrer na China. Como a maior parte dos ativos da empresa trata-se de imóveis, estes serão vendidos por um preço menor do que o exigido em sua construção, resultando em uma desvalorização geral do mercado imobiliário — como em 2008, nos EUA. headtopics.com

E como isso afeta o bitcoin?Naturalmente, o sentimento predominante de apreensão leva à busca por liquidez nos ativos, incluindo o bitcoin — embora este seja entendido por entusiastas como uma reserva de valor contra crises. Todavia, parte dos especialistas entendem que a criptomoeda

neste ano, caso o mercado siga otimista. Consulte Mais informação: TecMundo »

O Assunto #564: A implosão do teto e da equipe econômica

O governo rasgou o que restava de sua fantasia de responsabilidade fiscal ao executar manobra que abrirá espaço de R$ 83 bilhões no Orçamento de 2022. Na prática, isso rompe o limite de gastos introduzido na Constituição em 2016. Parte desse dinheiro será usada para bancar o Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família que Jair Bolsonaro pretende usar como ativo na campanha do ano que vem. E parte é cobiçada pelo Congresso na forma de mais emendas.

China declara que bitcoin é ilegal. E agora? | Radar EconômicoBitcoin cai e chega próximo dos 40 mil dólares (via EconomicoRadar)

Comissão da Câmara aprova texto-base da reforma administrativa; entenda as mudanças - Economia - EstadãoProposta foi aprovada por 28 votos a favor e 18 contra; o relator, deputado Arthur Maia, retomou o prazo de 10 anos de vigência para contratos temporários firmados por Estados e municípios Economia Não melhora o funcionalismo e mantém privilégios dos mais graduados

E se o Brasileirão pontuasse como a F1?Já imaginou se fizéssemos um ranking acumulado do Brasileirão pontuando os clubes pelos critérios da Fórmula 1? Entenda e veja o resultado!

Coerente com convicções, Tabata Amaral vive rotina de agressões e ameaçasTabata Amaral vive rotina de agressões e ameaças dos radicais da esquerda e da direita zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz rs Vive nada, quem vive é o Xandão.

Enviado dos EUA ao Haiti renuncia e denuncia deportações 'desumanas' de imigrantes; entenda a criseGoverno Biden começou a deportar milhares de haitianos que chegaram ao Texas pela fronteira do México. Representante americano no país mergulhado em profunda miséria e convulsão social diz que mandá-los de volta é 'decisão desumana e contraproducente'. A insensatez humana no país mais rico do planeta. E os Americanos hein? heróis da democracia, salvadores do mundo. Direitos humanos... não sabem nem o que é isso. A imprensa deveria refletir sobre sua participação no tratamento desumano que o Governo americano impõe a este povo sofrido. Apoiaram Biden e hoje posam de humanitários, indgnados. Não façam o mesmo com o Brasil jogando o povo nas trevas ao apoiar um tirano frio e perverso

Injustice: filme da DC ganha novo e violento trailer para adultos; veja!Filme animado sobre realidade alternativa dos personagens da DC será lançado em outubro! tecmundo