Profissionais da saúde enfrentam atoleiros e percorrem até 300 km de distância para vacinar moradores contra Covid-19 em MT

E você aí achando que tem muito perrengue no seu trabalho #G1

12/04/2021 21:30:00

E você aí achando que tem muito perrengue no seu trabalho G1

O município de Nossa Senhora do Livramento, por exemplo, tem 13.104 mil habitantes, mas 70% da população ficam na zona rural.

Mato Grosso tem uma das vacinações mais lentas do país. É a segunda mais lenta, só fica atrás do Acre. Só 6% da população foi vacinada até o momento e um dos principais motivos é a logística para chegar aos locais de difícil acesso.

Bolsonaro critica isolamento na pandemia: ‘Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa’ - Política - Estadão Corpo de MC Kevin será velado na madrugada desta terça-feira no Parque Novo Mundo, na Zona Norte de SP Grupo que aconselha ministério faz parecer contra uso de cloroquina em pacientes hospitalizados por Covid

As equipes enfrentam atoleiros e percorrem até 300 km de distância em dia para vacinar moradores contra Covid-19 em Mato Grosso.No estado que é um dos mais extensos do país, para a vacina chegar à população de cidades distantes da capital, ou com zona rural muito extensa e sem estrutura de estradas, equipes de profissionais de saúde percorrem grandes distâncias por dia, com atoleiros, estradas esburacadas, trabalham até de noite.

Alguns municípios são exemplos da dificuldade: Barão de Melgaço e Poconé, no Pantanal mato-grossense; São Félix do Araguaia, próximo ao Xingu; há desafios como atoleiros que prejudicam o escoamento da produção agrícola, também atrapalha a vacinação e Nossa Senhora do Livramento. headtopics.com

Profissionais de saúde andam a pé em alguns locais para a vacinaçãoNossa Senhora do Livramento, por exemplo, tem 13.104 mil habitantes, mas 70% da população fica na zona rural.O município tem 96 comunidades. Em um dia de vacinação as equipes percorram 300 km, por exemplo, e são estradas de terra, muitas esburacadas, cheias de pedras e com pontes de madeira em más condições.

Consulte Mais informação: G1 »

Resumão diário #32: Quarta-feira, 5 de maio

Luiz Henrique Mandetta foi o primeiro ex-ministro da Saúde a depor na CPI da Covid. Hoje seria a vez de Eduardo Pazuello, mas o depoimento foi adiado para o dia 19 de maio. Um rapaz de 18 anos assassinou 2 funcionárias e 3 crianças numa creche em Santa Catarina. E com 90,15% dos votos, Juliette é a grande campeã do BBB 21.

Que absurdo que isso seja necessário O “lacrador” passando pano para a exploração. Logo logo as pessoas iram normalizar o trabalho escravo: “pelo menos tem o que comer e onde morar”. Tempos sombrios. Saudades da época em que as pessoas se indignavam com aumento de R$ 0,20 na passagem de ônibus e no preço do tomate

Mais um “Absurdo normal”. Todos tem perrengue no trabalho, para de desmerecer os perrengues dos outros. E ainda romantiza o trabalho precário. Queria eu ter um trabalho pra poder passar perrengue E quem levou vírus pra lá? Problema deles, eu tenho os meus E jornalista chorando pq é questionado em rede social