Professor de educação física com Síndrome de Down é exemplo de superação: 'Mostrando minha total capacidade'

Professor de educação física com Síndrome de Down é exemplo de superação: 'Mostrando minha total capacidade' #g1

25/09/2021 21:30:00

Professor de educação física com Síndrome de Down é exemplo de superação: 'Mostrando minha total capacidade' g1

João Vitor Mancini Silvério, de 34 anos, se formou em bacharel e também buscou fazer licenciatura. Ele dá aula para crianças em um colégio de Curitiba.

João Vitor Mancini Silvério, de 34 anos, é professor de educação física, em Curitiba, e nasceu com Síndrome de Down. Formado em bacharelado, logo depois também quis fazer licenciatura e ainda pretende cursar uma especialização.

Arqueólogos descobrem restos mortais com mais de mil anos de 29 pessoas no Peru; veja FOTOS 'Alec Baldwin não tem culpa', diz pai de diretora de fotografia morta durante gravação Secretaria de Cultura amplia aval a projetos religiosos via Lei Rouanet

Segundo o professor, a cada passo da trajetória dele, foram muitos os obstáculos vencidos.De acordo com João, ele enfrentou discriminações em todas as etapas da vida escolar.Na faculdade, ficava por último na hora da formação de equipes para os trabalhos acadêmicos.

Depois, ainda tinha o descrédito em relação à capacidade dele, mas, aos poucos, foi provando que era capaz.“Me superando, acreditando, mostrando minha total capacidade."João Vitor é professor de educação física, em Curitiba — Foto: RPC/Reprodução headtopics.com

Desde os primeiros meses de vida, a preocupação dos pais do João foi para que ele tivesse uma infância cercada de muitos cuidados e normal.Até os dois anos e meio, ele teve estimulação precoce na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Depois foi para uma pré-escola, de onde saiu alfabetizado aos 7 anos para o ensino fundamental.

“Como os meus pais me estimularam para ter a minha vida, agora quem quer fazer esse trabalho sou eu, para essas futuras crianças que estão vindo com a Síndrome de Down", disse João.EducaçãoA Síndrome de Down não é uma doença, é uma ocorrência genética natural que acontece por motivos desconhecidos, na gestação, durante a divisão das células do embrião.

A ocorrência é uma alteração cromossômica que acontece quando crianças nascem dotadas de três cromossomos, a trissomia 21, e não dois, como o habitual.Esta alteração genética afeta o desenvolvimento do indivíduo, determinando algumas características físicas e cognitivas específicas.

O João Vitor faz parte de um grupo ainda pequeno, mas muito significativo de pessoas com Síndrome de Down que cursaram uma universidade.João se formou em bacharel e depois buscou fazer licenciatura também, em Curitiba — Foto: Arquivo pessoal/RPC headtopics.com

Menina esmagada por muro do metrô tem alta da UTI e vai para enfermaria; 'conversa tudo', diz mãe Roberto Jefferson é internado com queda de pressão e taquicardia | Maquiavel Em 'Eternos', Chloé Zhao faz o filme mais bonito e autoral da Marvel; G1 já viu

De acordo com o Movimento Down, que atualiza os dados há mais de uma década, a história recente do Brasil teve 76 Dows matriculados em instituições superiores de ensino.Educação física, gastronomia e pedagogia são os cursos mais procurados pelas pessoas com a síndrome.

A primeira professora com Síndrome de Down habilitada a dar aulas na América do Sul foi a Potiguar Debora Seabra de Moura, em 2004. Débora também é autora de livros.João gosta de estudar e pretende fazer uma especialização — Foto: Arquivo pessoal

ExemploDesenvolto e bem comunicativo, João tem construído uma trajetória de destaque. Recentemente, ele conversou com o ministro Dias Tofolli sobre inclusão, em uma videoconferência.Atualmente, ele é um autodefensor da Federação Brasileira de Sindrome de Down, vice-diretor de Comunicações da Associação Reviver Down de Curitiba, dá palestras de superação e motivação.

"É um batalhador, é um vencedor. É importante ele passar essa mensagem para os pais acreditarem mais nos filhos, né?", disse o pai do professor, Gonçalo Silvério.De acordo com João, em todos momentos, foi indispensável o apoio da família. headtopics.com

"Os meus pais são não só de fundamental importância, mas é pra vida, e pra qualquer coisa. Não só para a vida de estudo", contou João.Apoio da família foi indispensável na trajetória de João — Foto: Arquivo pessoal

Para a supervisora pedagógica do Sistema de Ensino Aprende Brasil, que atende a rede pública municipal de ensino em mais de 200 municípios, Vanessa Zanoncini, é preciso fazer valer os direitos de inclusão.Sobre o assunto, ela destacou que os maiores exemplos que tivemos recentemente foram os atletas paralímpicos.

Homem nada em lago proibido para banho e é atacado por jacaré, em MS; veja vídeo 'Prosperidade comum': a doutrina 'igualitária' que avança na China e impacta o mundo Americanos fazem homenagem à diretora de fotografia morta durante gravação do filme de Alec Baldwin

"Descobrimos, o mundo descobriu, que existe um número significativo de pessoas com deficiências e que elas devem e precisam ter acesso ao seu direito a aprendizagem, ao ensino. Para nós está assegurado por lei, mas mais que a lei, está assegurado pelo nosso fazer pedagógico, pelo nosso fazer didático, por ensinar as nossas crianças e nós mesmos."

Síndrome de DownSegundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil existem aproximadamente 300 mil pessoas com Síndrome de Down.Os direitos são assegurados pela convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência da Organização das Nações Unidades (ONU), ratificada pelo brasil com força constitucional e pela Lei Brasileira de Inclusão (IBI).

Toda criança tem direito inalienável à educação, segundo a constituição brasileira.No ensino superior, a presença de pessoas com síndrome de down ainda é escassa, menos de 100 conseguiram concluir uma graduação, segundo o Ministério da Educação (MEC).

No Brasil, dentre as mais de 270 mil pessoas com essa síndrome, cerca de 74 alcançaram êxito e concluíram uma graduação, conforme o movimento Down.A convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência foi aprovada no Brasil em 2008 como norma constitucional.

Conforme a convenção, cabe ao estado e a sociedade buscar formas de garantir os direitos de todas as pessoas com deficiência em igualdade de condições com os demais. VÍDEOS: Mais assistidos do G1 PR Consulte Mais informação: G1 »

O Assunto #561: Aula presencial - hora de reverter a evasão

A partir desta segunda-feira (18), os alunos das redes estaduais de São Paulo, Bahia e Mato Grosso voltam às aulas 100% in loco - além deles, mais 11 Estados optaram pelo presencial. Urgência no retorno às escolas é para garantir acesso a mais de 5 milhões de estudantes privados à educação durante a pandemia.

Não era falta de capacidade para ser superação e sim falta de oportunidade! Superação? Putz.....a sociedade que não é inclusiva e ele que supera?! Chega de usar essa palavra como um troféu para pcds.... DIREITO! INCLUSÃO É DIREITO! Porque será que eu ainda me expanto com títulos de matérias capacitistas usando histórias de vivências de pessoas com deficiência vindos da mídia?! Cada vez piora mais. 😔

Só do cara ser PROFESSOR no 🇧🇷 já tem que tirar o chapéu !!! Ótima notícia em meio ao caos ! Clichê de filme barato Mostra q a sociedade e empresas ainda são hipócritas e não aceitam PCD trabalhando normalmente. A limitação deles é física em alguns casos, mas a de mts 'perfeitos' ainda é moral. Pois é, se dependesse de quem apoia o aborto ele não estaria demonstrando sua capacidade!

MP-SP cria grupo para investigar denúncias contra a Prevent SeniorEmpresa é acusada de pressionar médicos a tratar pacientes com o chamado 'kit Covid'; procurador-geral de Justiça determinou atenção total ao caso Me ajudem por Deus ,tô passando por muitas necessidades!!🙏😢Estou Sem trabalho a meses,tá dificil arrumar o q comer e pagar aluguel,e uma situação desesperadora nem sei mais o que fazer Se alguém puder me ajudar esse é meu Pix 675d0d84-a668-4078-ad30-405cbd652db4 Como se existisse ministério público. Bolsonaro fecha acordo com a Revista Veja para elogiar seu governo e atacar Lula. E$tá u$ando dinheiro público para mentir ?

Quem ficou com a fortuna bilionária de Hitler? - BBC News BrasilApesar de promover imagem pública frugal, o führer amealhou fortuna com direitos autorais de seu livro, Minha Luta. Bolsonaro kkkkk Toda vez que eu vejo esta foto do Adolf me dá vontade de socar a cara dele. Está na hora da repensar as imagens de thumbnail das matérias hein. Tenho visto uma tendência feia aí, estou quase deixando de seguir.

Casos de síndrome respiratória apresentam tendência de queda no País, aponta Fiocruz - Saúde - EstadãoSegundo dados do Boletim InfoGripe, apenas três Estados têm sinal de crescimento de longo prazo: Espírito Santo, Piauí e Rondônia A PEC32 era p combater privilégios, mas q tem férias d 60 dias continua tendo; q tinha vitaliciedade tmbm, inclusive futuros candidatos d carreiras d elite! Então o objetivo d Reforma foi legitimar o aumento d desigualdades entre os func públ? Parabéns!👎

Conselheiros do CDC recomendam reforço da Pfizer para alguns gruposIdosos com mais de 65 anos, residentes de instituições de longa permanência e pessoas de 50 a 64 anos com comorbidades para casos graves foram incluídas

Com investigação contra Flávio travada, MP fecha cerco sobre Carlos Bolsonaro: entenda - BBC News BrasilEm decisão que determinou quebra de sigilo, vereador é citado como chefe de organização criminosa Carlos Bolsonaro vai mofar na cadeia. ❤️ Entra ano e sai ano e essas narrativas para prejudicar os caras. Quem paga pelo prejuízo da imagem?

Dana White, sobre prisão de Jon Jones por violência doméstica: 'É algo que nem me choca mais'🗣️ Dana White, sobre prisão de Jon Jones por violência doméstica: 'É algo que nem me choca mais' lancenet Mas deveria.