Por que fazer elogio é bom para quem o faz – mesmo que ele não saiba - BBC News Brasil

25/11/2021 19:39:00

Você costuma elogiar as pessoas ao seu redor? Estudos revelam que fazer elogios traz enormes benefícios, para ambas as partes; ouça no podcast #BBCLê 🎧

Bbclê

Você costuma elogiar as pessoas ao seu redor? Estudos revelam que fazer elogios traz enormes benefícios, para ambas as partes; ouça no podcast BBCLê 🎧

Pesquisas indicam que temos receio de fazer elogios - afinal, ninguém quer parecer desajeitado, paternalista ou puxa-saco. Mas estudos também revelam que elogiar as pessoas traz enormes benefícios — para ambas as partes.

Em um estudo memorável de 2010, Naomi Grant, professora associada de psicologia na Mount Royal University em Calgary, no Canadá, convidou os participantes a participar de um estudo sobre "formação de impressões".O estudo mais recente de Grant mostra que isso vem de um senso de reciprocidade.

("pagando" um elogio a alguém, em tradução literal) — e a pesquisa de Grant sugere que geralmente consideramos isso como parte de uma transação.You Have More Influence Than You Think ("Infelizmente, a própria pesquisa de Bohns mostra que raramente valorizamos o poder de nossas palavras.

Consulte Mais informação:
BBC News Brasil »

Carlos Andreazza: Sem avançar no Nordeste, Bolsonaro não subirá montanha de 6 milhões de votos

No CBN Em Foco, você acompanha uma análise aprofundada dos temas que dominam o noticiário. Um programa que tem a proposta de separar os fatos da espuma. Com ... Consulte Mais informação >>

A imprensa FOMENTA a SEGMENTACAO na sociedade e depois vem na cara de pau dizer que elogios sao bons. A IMPRENSA TRADICIONAL PERDEU SUA FUNCAO NA DEMOCRACIA Reportagem BBC. Sempre algo indigente e irrelevante. Diga a Dra_Deolane

Por que geração millenial enfrenta estresse e burnout em cargos de chefia - BBC News BrasilJovens trabalhadores que estão ocupando cargos equivalentes a gerência de nível médio hoje em dia enfrentam um conjunto de circunstâncias específico que favorece estresse e burnout. Porque trabalha para o patrão ficar rico e ele para pagar conta. Eu trabalhei ate as 4 da madrugada hj, e já acordei as 8 pra entrar as 9. Muito trabalho, pouco tempo livre e nenhum dinheiro...

Black Friday: por que compramos compulsivamente - BBC News BrasilAs marcas competem para vender mais, e os consumidores por comprar mais. Segundo o economista Victor Lebow, o consumismo se converteu em um estilo de vida Óbvio que é um problema social. Somos bombardeados com propagandas 24h, as redes sociais vivem em função de colher nossos dados para nos oferecer produtos para consumo.

A influencer transgênero muçulmana presa 'por usar roupas de mulher' - BBC News Brasil'Como mulher transgênero e muçulmana, acredito que tenho o direito de expressar minha religião da minha própria forma. Não há razão para que eles me condenem como se estivessem fazendo o trabalho de Deus', disse a influencer Nur Sajat, que foi acusada de insultar o Islã. Todos dois moveram multidões. A OTAN começou a trilhar um caminho perigoso. Lembro do personagem Barrabás, no livro Eu Judas, que diz 'Precisamos de um símbolo que se contraponha ao mito da invencibilidade romana'. Lula encarna a ideia de distribuição e o menino de estilingue o Davi.

A explosão no número de brasileiros, desde 2018, que vivem na Itália - BBC News Brasil🇮🇹 🇧🇷 O tamanho da comunidade brasileira na Itália quase dobrou em dois anos, segundo levantamento do Itamaraty Uai, a população deles está envelhecendo, nada melhor que uns brasileiros a mais, por um mundo sem fronteiras 🙏🏼 Aposto que a maioria votou no coisa ruim Invasão? É retorno. Da mesma forma que os italianos e outros europeus vieram para cá nos dois séculos passados. Aliás, usem a palavra invasão quando falarem da chegada dos portugueses em 1500.

De Picasso a Banksy, como a arte ajuda a denunciar atrocidades históricas - BBC News BrasilGuernica, de Pablo Picasso; Três de Maio de 1808, de Francisco Goya; A morte de Marat, de Jacques-Louis David: entenda neste vídeo as denúncias por trás de famosas obras de arte 👇 Contratando pessoal online? Escrevo boas críticas de séries e filmes (posso escrever sobre qualquer outro assunto, como política). Uma amostra do meu trabalho.

O mineral nunca visto antes encontrado dentro de um diamante - BBC News BrasilO diamante 'imperfeito' continha um mineral nunca antes visto diretamente por cientistas, já que sua existência só ocorre em locais de alta pressão e temperatura, como no manto da Terra. fenandismo Nasaincerta coelhojack

A equipe da BBC News Brasil lê para você algumas de suas melhores reportagens Episódios Fim do Podcast Só há relativamente pouco tempo é que os psicólogos passaram a prestar mais atenção aos elogios, com a maior parte das primeiras pesquisas analisando seu potencial persuasivo.A equipe da BBC News Brasil lê para você algumas de suas melhores reportagens Episódios Fim do Podcast E os chefes em nível médio que são da geração millenial são mais propensos a sentir a pressão.A equipe da BBC News Brasil lê para você algumas de suas melhores reportagens Episódios Fim do Podcast A perda de controle nas compras pode ser considerada não apenas um problema individual, mas um sintoma de um problema social.A equipe da BBC News Brasil lê para você algumas de suas melhores reportagens Episódios Fim do Podcast Nur Sajat é uma empresária bem sucedida, que construiu sua carreira sozinha.

Em um estudo memorável de 2010, Naomi Grant, professora associada de psicologia na Mount Royal University em Calgary, no Canadá, convidou os participantes a participar de um estudo sobre "formação de impressões". Enquanto os participantes preenchiam um questionário um tanto enfadonho, um ator — se passando por um estudante iniciante de psicologia — puxava um papo que envolvia elogiar casualmente as roupas do participante. Isso ocorre, em parte, porque eles cresceram em uma cultura que glorifica a sobrecarga de trabalho, além de serem de uma geração que foi sobrecarregada com a responsabilidade de cuidar dos pais e dos filhos. Depois de um pouco mais de conversa fiada, o ator mencionava que estavam distribuindo panfletos sobre um evento profissionalizante na universidade e perguntava ao participante se ele gostaria de pegar alguns para distribuir. Segundo o economista Victor Lebow, o consumismo se converteu em um estilo de vida. Os efeitos do elogio foram dramáticos: 79% dos participantes ofereceram ajuda para divulgar o evento, em comparação com apenas 46% dos participantes de um outro grupo de controle, que não receberam o elogio. Além dos chefes da geração millenial, quase todos os trabalhadores estão sentindo alguma forma de estresse no trabalho durante a pandemia. O estudo mais recente de Grant mostra que isso vem de um senso de reciprocidade. Na verdade, nunca havia sido um segredo.

Em geral, quanto mais as pessoas acreditam que uma boa ação merece outra, mais propensas são de acompanharem o elogio com uma ação prestativa. Segundo uma pesquisa conduzida pelo LinkedIn com quase 5 mil norte-americanos, 74% das mulheres afirmaram que estavam estressadas, em maior ou menor nível, por motivos relativos ao trabalho, em comparação com apenas 61% dos homens empregados participantes. Atualmente, é possível comprar com um só clique. Em inglês, costumamos dizer que estamos "paying" someone a compliment ("pagando" um elogio a alguém, em tradução literal) — e a pesquisa de Grant sugere que geralmente consideramos isso como parte de uma transação. O senso de reciprocidade também pode explicar por que o feedback positivo pode ser uma ferramenta tão poderosa no ambiente de trabalho. Em muitos casos, esses cargos são concedidos a funcionários mais jovens, promovidos pela primeira vez. Um estudo realizado por pesquisadores da empresa de tecnologia Intel e da Duke University, nos EUA, mostrou que elogios verbais eram mais eficazes para aumentar a produtividade do que bônus em dinheiro. 4) A publicidade favorece compras que supervalorizam bens materiais desnecessários e gera novas necessidades que se satisfazem mediante o consumo materialista. "As pessoas geralmente não percebem que algo tão pequeno pode ter um impacto tão grande", explica Vanessa Bohns, professora de psicologia social na Universidade Cornell, nos EUA, e autora de You Have More Influence Than You Think (" Você tem mais influência do que pensa", em tradução literal ). E a gerência de nível médio, por definição, exige que eles desempenhem papéis duplos, assumindo a responsabilidade pelos seus funcionários subordinados e ainda se reportando aos seus superiores. As autoridades decidiram investigar.

Benefícios esquecidos Infelizmente, a própria pesquisa de Bohns mostra que raramente valorizamos o poder de nossas palavras. Em parceria com Erica Boothby, da Universidade da Pensilvânia, nos EUA, Bohns pediu aos participantes que fossem a um local designado no campus e fizessem um pequeno elogio a um estranho aleatório. "Acho que existe muita pressão por resultados para quem é jovem em cargo de chefia", segundo ela. 7) Os hábitos de consumo são indicadores de nosso status, aceitação e prestígio social. (Para reduzir possíveis mal-entendidos sobre sua motivação, os participantes foram orientados a abordar alguém do mesmo sexo.) Para avaliar seus preconceitos, os participantes primeiro tiveram que estimar o quão satisfeita, lisonjeada ou desconfortável a pessoa se sentiria ao receber o elogio. Nem sempre ficava claro quais eram essas relações. Depois de fazerem o comentário, eles entregaram ao destinatário do elogio um envelope lacrado contendo um pequeno questionário sobre como o estranho realmente se sentiu em relação à interação. Isso é importante porque, paradoxalmente, se incentiva o consumo em um contexto de poder aquisitivo cada vez mais desigual: oito pessoas ganham mais que a metade da população mundial. Crédito, Legenda da foto, Nur Sajat tem um grande número de seguidores nas redes sociais "Quando estava na terra santa, eu só me perguntava.

Após vários experimentos, os pesquisadores descobriram que os participantes subestimaram significativamente o quão feliz a outra pessoa ficaria ao ouvir o elogio, e superestimaram consideravelmente o quão constrangedora seria a situação." Os desafios também se estenderam aos seus subordinados diretos. Crédito, Getty Images Legenda da foto, 'Elogios são a maneira mais fácil de fazer outras pessoas — e, como resultado, nós mesmos — se sentirem melhor', diz o professor Nicholas Epley "Eles sentiam que essa interação seria muito esquisita e que seriam meio desajeitados (ao fazer o elogio)", diz Bohns. Mas a troca real foi muito mais agradável. "Eu tinha apenas alguns meses a mais de experiência que as pessoas que eu chefiava. As compras numa sociedade de consumo Crédito, Getty Images Legenda da foto, 'O sucesso da Black Friday é um símbolo do êxito do consumismo como forma de vida na sociedade atual', diz Pablo Ruisoto O sucesso da Black Friday é um símbolo do êxito do consumismo como forma de vida na sociedade atual, onde consumimos, substituímos e descartamos num ritmo cada vez maior e, portanto, insustentável. Epley tem analisado ideias semelhantes com Xuan Zhao, psicóloga da Universidade de Stanford, nos EUA — mas, em vez de se concentrar em trocas entre estranhos, eles pediram aos participantes que elogiassem alguém que já conheciam. Assim como Bohns e Boothby, Epley e Zhao descobriram que os participantes eram consistentemente pessimistas em suas previsões de como seria a interação." Essa é a "pressão" da gerência de nível médio, segundo Jacob Hirsh, professor de comportamento organizacional da Universidade de Toronto, no Canadá. Não há razão para que eles me condenem como se estivessem fazendo o trabalho de Deus.

Eles presumiram que seus conhecidos ficariam menos satisfeitos e mais constrangidos do que realmente se sentiram ao receber o elogio. Não apenas adotando hábitos de consumo éticos, socialmente responsáveis e sustentáveis, mas também padrões de produção que vão além da busca pela maximização dos lucros para empresas privadas. Investigando mais a fundo, Epley e Zhao descobriram que esses medos pareciam surgir das percepções dos participantes de sua própria "competência" social; eles temiam não articular o elogio corretamente. "É um cargo necessário", afirma ele, "mas é uma posição estruturalmente difícil". "Acontece que o destinatário não dá a mínima para isso", diz Epley. "Eles só se importam com o quanto o elogio é bom ou amável. "Eu não tinha uma equipe de chefia para trabalhar comigo." (O estudo está aguardando publicação no Journal of Personality and Social Psychology. "Sajat fez muitas coisas que provocaram a reação das autoridades religiosas.

) "Trata-se de fazer com que a outra pessoa se sinta percebida", diz Zhao. Meus subordinados diretos tinham uns aos outros para se queixar ou falar sobre problemas que estivessem enfrentando, mas eu não tinha isso. Agenda de elogios É claro que existe o perigo de você exagerar. Se você elogiar excessivamente um amigo, parceiro ou colega, ele pode ficar cansado ou até mesmo começar a achar que é um pouco desagradável." Também é difícil ser a pessoa que distribui as políticas ou atribui tarefas que podem causar ira entre os funcionários. No entanto, pesquisas adicionais de Epley e Zhao sugerem que essa reação também é muito menos provável do que podemos acreditar. Neste estudo, eles recrutaram novamente pares de participantes que já se conheciam. "De um lado, os gerentes superiores dizem 'aqui está o que você precisa fazer'", segundo ele." A Malásia possui um sistema legal de duas vias, com a Sharia (a lei islâmica) adotada nos 13 estados do país e três territórios federais, para regulamentar questões morais e familiares para os 60% da população que são muçulmanos.

Um membro de cada par foi convidado a escrever cinco elogios distintos para seu conhecido. Os pesquisadores fizeram então estes elogios ao destinatário, aos poucos, ao longo da semana seguinte — um elogio por dia. Se você os ignorar, terá uma equipe desgastada, o que irá prejudicar os níveis inferiores. De uma maneira geral, o prazer dos destinatários em ouvir os elogios não diminuiu ao longo da semana. "Eles se sentiam muito bem, todos os dias", diz Epley." Geração do burnout? Simplesmente devido à sua idade — 25 a cerca de 40 anos de idade —, os chefes em nível médio, em sua maioria, são millenials. Se você pretende aplicar esta pesquisa por conta própria, Bohns enfatiza a importância do contexto. "Na verdade, a Malásia já foi muito tolerante e aceitava a comunidade transgênero", diz Rozana Isa, fundadora do grupo Irmãs no Islã, que trabalha com os direitos das mulheres no Islã e apoiou Nur Sajat.

Obviamente, não é apropriado elogiar a aparência de alguém se houver algum risco de você estar objetivando essa pessoa. O seu tempo no mercado de trabalho coincidiu com o surgimento da "cultura do trabalho excessivo": a ideia de que, quanto mais tempo e energia alguém despende no trabalho, mais sucesso ele merece. "A etiqueta é se ater a elogios que realmente transmitam o valor social de alguém", diz ela. Isso pode incluir elogios a uma apresentação ou à maneira como alguém lidou com um cliente difícil. E, mesmo antes do aumento da tensão causado pela pandemia, ela observa que os millenials podem ser mais susceptíveis ao burnout que as outras gerações. Se você tem um pensamento que demonstra respeito genuíno por outra pessoa, a mensagem da pesquisa científica é clara: compartilhe. Ao contrário do aforismo de Twain, você não precisa de nenhum dom raro para mostrar seu apreço pelas melhores qualidades de alguém. "Para eles, foi mais difícil entrar no mercado e formar uma carreira, pois, enquanto eles tentavam, o mundo estava se recolocando no lugar. Ele é também definido como atributo essencial dos malaios, que formam o maior dos diversos grupos étnicos do país.

"Não custa nada", diz Zhao. "É uma maneira muito eficiente de fazer outras pessoas se sentirem felizes. "Eu sou millenial." Leia a .