PF investiga desvio de 1 milhão no gabinete de deputado do Amapá alvo de outra ação por 'rachadinha'

Segundo a investigação da PF, o esquema de desvio das verbas para custear despesas parlamentares ocorria deste 2019 #g1

27/11/2021 17:04:00

Segundo a investigação da PF, o esquema de desvio das verbas para custear despesas parlamentares ocorria deste 2019 g1

Ação deste sábado (27), batizada de 'En Passant' cumpre 15 mandados de busca e apreensão e dá continuidade à operação 'Terça Parte', que investigou Dr. Alberto Negrão (PP).

A Polícia Federal (PF) cumpriu neste sábado (27) 15 mandados de busca e apreensão em Macapá na operação "En Passant", que investiga um esquema criminoso que teria desviado quase R$ 1 milhão da verba de gabinete do deputado Alberto Negrão (PP) na Assembleia Legislativa do Amapá (Alap)

'Nem doeu', 'feliz', 'emocionada', 'doença muito séria': g1 ouve as crianças no 1º dia de vacinação

Os mandados foram cumpridos em residências e empresas dos investigados. A "En Passant" é desdobramento da operação "Terça Parte", deflagrada em 14 de maio, que apurou um esquema criminoso que envolvia compra de votos, nomeação de funcionários fantasmas e "rachadinha".

Cumprimento de mandado de busca e apreensão em residência em Macapá — Foto: Polícia Federal/DivulgaçãoA "Terça Parte" resultou na decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de afastar cautelarmente o parlamentar investigado. Porém, a decisão foi submetida ao plenário da casa, que votou por manter Alberto Negrão no mandato. headtopics.com

Em razão da operação "En Passant", o Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap) também impôs o afastamento do deputado do mandato.O g1 tenta contato com a defesa do deputado e também com a Assembleia Legislativa do Amapá, mas não houve resposta das solicitações até a última atualização desta reportagem.

81% dos brasileiros apoiam a exigência do 'passaporte de vacina' em locais fechados, diz Datafolha

Deputado estadual Dr. Alberto Negrão — Foto: DivulgaçãoSegundo a investigação da PF, o esquema de desvio das verbas para custear despesas parlamentares ocorria deste 2019. Sendo R$ 30 mil por mês e R$ 360 mil por ano, por meio da emissão de notas fiscais frias para que o parlamentar fosse ressarcido por serviços não realizados.

As empresas usadas para realização da fraude, de acordo com a PF, eram de ramos como locação de veículo e embarcação, escritório de contabilidade e advocacia e serviço de comunicação social (mídia).

Uma funcionária do gabinete parlamentar, que já havia sido afastada pelo TRE por suspeita de participação na "rachadinha", foi apontada pela PF como uma das principais articuladoras do esquema de desvio dos recursos públicos. headtopics.com

Bebê de oito meses morre de Covid em São Gonçalo

Cumprimento de mandado de busca e apreensão em residência — Foto: Polícia Federal/DivulgaçãoUma das empresas que emitia as notas fiscais frias, segundo a PF, pertence ao marido da funcionária afastada pelo TRE.Os investigados poderão responder pelos crimes de associação criminosa, peculato, falsidade ideológica e duplicata simulada. Se somadas em caso de condenação, as penas podem chegar a 22 anos de prisão e pagamento de multa.

Veja o plantão de últimas notícias do G1 AmapáASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:

Consulte Mais informação: G1 »

Butantan começa a produzir vacina eficaz contra o atual surto de gripe

Jornal Nacional acompanhou, com exclusividade, o início da produção do ingrediente farmacêutico ativo, o IFA, da vacina contra o H3N2.

Vícios privados, benefícios públicos . (E.G.) Tem dedo de miliciano com sobrenome Bolsonaro Novidades, advinha quem criou? A PF já teve trabalhos anteriores.

Mourão diz que Marinha e PF planejam ação em região invadida por garimpeirosImagens captadas pela organização Greenpeace mostram as embarcações formando correntes ao longo do leito do rio Madeira É a imagem das Forças Armadas e Polícia Federal indo para o fundo do rio, ajudando a garimpagem ilegal de ouro. Esse senhor não está nem aí com nada, só afunda a imagem da instituição que o criou general. Vão comer picanha com eles. Mourão é a pessoa mais inútil desse governo, e olha que a concorrência de inutilidade é grande. Já era pra essa ação tá pronta e em andamento. Um absurdo o que tá acontecendo!

Para fugir da PF, Olavo de Carvalho foi até o Paraguai pegar voo para os EUAAo sair do Brasil rumo ao país vizinho, o guru bolsonarista não passou pela imigração Desculpa de menino amarelo é comer barro Desculpa de peidorreiro é barriga inchada Desculpa de brigadeiro é vazia sem a passagem e imigração. Cadê o voo batendo com horário de chegada? Como que vocês noticiam isso sem nem apurar nada , é assessoria de comunicação? Para prender o guru da imundície, terá que prender mais de uma dúzia que faz parte da quadrilha. Muito útil pra ele que já escreveu para esse 'jornal'.

PF reabre inquérito sobre a facada em Bolsonaro, diz jornalO delegado Rodrigo Fernandes analisará os dados bancários e o conteúdo do celular apreendido com advogado de Adélio Finalmente vamos trr a confirmacao de qual membro da familicia organizou a facareta. já começou o choro de campanha eleitoreira Como diz o professor, pesquisador e pensador pierolei cada vez mais está história já foi vista.....

PF reabre inquérito sobre facada e analisará celular de advogado de AdélioDecisão ocorre após TRF-1 liberar acesso a informações do advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior Olha o golpe ... E volta o cão arrependido... 🥱🥱🥱 De novo isso?

PF reabre investigação de facada em Bolsonaro e vai analisar dados de advogado - ISTOÉ IndependenteA Polícia Federal reabriu a investigação sobre o atentado a faca contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na campanha eleitoral de 2018. O inquérito foi retomado após o sinal verde do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, que no início do mês derrubou as restrições que vinham travando as apurações. A […] Aparelhamento? Quem assinou a lista de presença do Adelio na câmara dos deputados em Brasília enquanto ele estava dando a facada no Bolsonaro? Vem aí o 2o. episódio da fakeada!!!

PF reabre inquérito sobre facada em Bolsonaro e vai analisar celular do advogado de Adélio BispoPF reabre inquérito sobre facada em Bolsonaro e vai analisar celular do advogado de Adélio Bispo g1 AdélioBispo PolíciaFederal Muito bom Em 2019, teve a oportunidade de recorrer da decisão e não o fez. EM 2021, após mudar toda cúpula da PF, investigação é reaberta. Mas nunca interferiu.... Lá vem outra bomba por aí! Isso é só mais uma cortina de fumaça.