'Patinhas de Amor' alimenta diariamente mais de 40 cães de rua em PE

'Patinhas de Amor' alimenta diariamente mais de 40 cães de rua em PE

20/01/2022 13:26:00

'Patinhas de Amor' alimenta diariamente mais de 40 cães de rua em PE

Wagner Macêdo percebeu quatro cães com fome durante uma visita a um cemitério de Recife (PE). Sensibilizado com a situação, resolveu alimentá-los. Quatro anos depois, o gesto de carinho virou um projeto que leva comida para cães de rua dia

Imagem: Arquivo pessoalColaboração para Ecoa, do Recife (PE)20/01/2022 06h00WagnerMacêdopercebeu quatro cães com fome durante uma visita a um cemitério de Recife (PE). Sensibilizado com a situação, resolveu alimentá-los. Quatro anos depois, o gesto de carinho virou um projeto que leva comida para cães de rua diariamente. O Patinhas de Amor alimenta atualmente cerca de 40 animais e ainda ajuda uma tutora de 84 anos que cuida de 23 cachorros.

O bacharel em direito capta doações e sai às ruas da cidade para cuidar dos bichos. No início do projeto, Wagner deu auxílio a uma pequena matilha de cachorros (Cabeção, Preta Gorda, Maga, Lili e Branco) que vive na praça que fica em frente ao cemitério de Santo Amaro, localizado no bairro de mesmo nome, área central de Recife.

Consulte Mais informação: UOL Notícias »

Pouso forçado de balão de turismo deixa nove feridos em Porto Feliz, no interior de São Paulo

Na tentativa de pouso, o piloto e mais duas pessoas caíram da cesta quando o balão tocou o solo. Consulte Mais informação >>

Em agenda na PB e em PE, Queiroga não vacina nenhuma criançaLeia em O Antagonista: Ministro da Saúde teve tempo de visitar família de criança vacinada incorretamente com dose para adulto PARABÉNS MINISTRO 👏👏 Capacho anti-sanitizante QueirogaMentiroso

Ventania arrasta cadeiras, mesas e assusta moradoras em PE: 'Tudo voando'Uma forte ventania surpreendeu ontem moradores de Lagoa Grande, no Sertão de Pernambuco. Em questão de segundos os ventos levantaram cadeiras e mesas.A professora Tânia Vieira conversava com a vizinha Neuma Gonçalves enquanto observava crianças

Paraíba: técnica diz que foi orientada a aplicar vacinas que iriam vencerInvestigação na Paraíba: técnica diz que foi orientada a aplicar vacinas que iriam vencer BandJornalismo

Servidores federais de mais de 40 categorias vão às ruas em busca de reajustes - Economia - EstadãoMaioria dos presentes em protesto na manhã desta terça é de servidores do BC, do Judiciário e do Legislativo; há mais de 250 pessoas em frente ao prédio do Banco Central Economia Fracasso à vista. 🤣🤣🤣🤣🤣 Economia Tem uns 15 petistas, cadê o resto? Economia Pessoal desempregado. Inúmeras empresas fecharam. Os mesmos tem salário garantido. Passaram a pandemia na tranquilidade dos seus lares e querem aumento. Depois reclamam quando o brasileiro normal CLAMA por uma reforma administrativa.

Cães de raça são resgatados vítimas de maus-tratos em canil clandestino no DFLocal vendia filhotes; funcionário foi preso em flagrante. Entre oito cachorros encontrados, uma fêmea adulta morreu pouco após chegada da polícia. Enquanto as pessoas continuarem comprando cachorro, isso vai continuar acontecendo adote Deveria ter pena de morte para essas pessoas. Culpa do Bolsonaro. Impeachment Já! Até quando...!!!

Record começa a gravar a série 'Todas as Garotas em Mim'Amanhã, quarta-feira, em locações na região de Paulínia, a pouco mais de 100 km de São Paulo, a Record vai iniciar as gravações de Todas as Ga...

Projeto também leva água e medicamentos para os animais, além de levá-los ao veterinário quando necessário Imagem: Arquivo pessoal Colaboração para Ecoa, do Recife (PE) 20/01/2022 06h00 Wagner Macêdo percebeu quatro cães com fome durante uma visita a um cemitério de Recife (PE). Sensibilizado com a situação, resolveu alimentá-los. Quatro anos depois, o gesto de carinho virou um projeto que leva comida para cães de rua diariamente. O Patinhas de Amor alimenta atualmente cerca de 40 animais e ainda ajuda uma tutora de 84 anos que cuida de 23 cachorros. O bacharel em direito capta doações e sai às ruas da cidade para cuidar dos bichos. No início do projeto, Wagner deu auxílio a uma pequena matilha de cachorros (Cabeção, Preta Gorda, Maga, Lili e Branco) que vive na praça que fica em frente ao cemitério de Santo Amaro, localizado no bairro de mesmo nome, área central de Recife. "Alguns cachorros estavam magros. Então, voltei para casa, peguei ração dos meus pets e levei para eles comerem. E fui fazendo isso diariamente. No percurso da minha casa até a praça, fui mapeando outros animais em situação de rua e os alimentando com recurso próprio. Porém, chegou um momento em que eu não conseguia mais arcar com as despesas de alimentação, veterinário e medicamentos. Com isso resolvi criar o projeto Patinhas de Amor", relembrou. Wagner explicou que sua motivação foi a empatia e o amor que ele tem pelos animais. Imaginar que são invisíveis à maioria da população e que eles também sentem fome, dor e medo são coisas que mexem muito com ele. A atuação do projeto é diária. De domingo a domingo."Faça chuva ou faça sol, eu faço um percurso que pega os bairros da Boa Vista, Santo Amaro e Madalena. Dou ração Premium, pois é uma ração com qualidade que os ajuda a ter uma melhor imunidade, uma vez que estão expostos na rua. Também levo água, medicamento para os que estão doentes ou feridos e dou muito amor a eles. Se algum precisar ir ao veterinário, levamos. Já temos alguns cachorros castrados. Mas ainda faltam alguns", destacou. Atualmente, o Patinhas de Amor ajuda pouco mais de 40 animais que estão na rua e também alguns de empresas de vigilância que alugam animais para guardar locais abandonados ou sem uso."Alimento-os diariamente também. E por fim ajudo uma senhora de 84 anos que mora com 23 cachorros", acrescentou. Desafios com a pandemia