Parlamento da França aprova projeto de lei do passaporte da vacina - Internacional - Estadão

@EstadaoInter Parlamento da França aprova projeto de lei do passaporte da vacina

17/01/2022 05:20:00

EstadaoInter Parlamento da França aprova projeto de lei do passaporte da vacina

Passe vai impedir que os não vacinados tenham acesso a vários espaços, como trens, restaurantes e cinemas; será preciso ter o esquema de imunização completo, exceto para acessar serviços de saúde

O texto foi aprovado com 215 votos a favor, 58 contra e 7 abstenções. Os deputados socialistas (oposição) pretendem encaminhar a questão ao Conselho Constitucional para que sejam respeitadas as"liberdades fundamentais", o que atrasará por alguns dias a promulgação do projeto.

O governo quer que o texto entre em vigor o mais rápido possível, devido ao aumento de casos provocado pelavariante Ômicron. Com uma média de 300 mil infecções diárias na última semana, o Executivo espera iniciar a exigência do passe de vacinação por volta de 20 de janeiro.

Consulte Mais informação: Estadão 🗞️ »

Compra de caminhões de lixo dispara e preços inflados somam R$ 109 milhões - Política - Estadão

Cidades com menos de 8 mil habitantes receberam até três veículos potentes em menos de um ano mesmo sem produzir resíduos suficientes para enchê-los Consulte Mais informação >>

Inter 'liberdade, igualdade, fraternidade' Era uma vez a França Inter Passaporte de vacina que não evita transmissão e contágio? Qual a lógica? Inter Foto escrotissima para estampar a notícia. A mídia brasileira passando vergonha como sempre. Defende juiz corrupto, elege neofascista, evita falar que o candidato que ela apoiou eh de extrema-direita

Inter A Pfizer agradece! Inter Djokovic não gostou disso! Roland Garros também foi para o espaço para ele! Inter os contaminados que possuem o passaporte da hipocrisia já estão liberados p/contaminar os outros. Viva a 'çiênssia' Inter Parabéns ao parlamento francês. Inter Já podem andar de cruzeiros por lá...

Inter Lixo de país.

Cacau brasileiro ganha prêmios na França e conquista excelência internacional - ISTOÉ IndependenteDepois de duas décadas investindo na qualificação de mão de obra e melhorando cientificamente o processo de produção, o País ganha reconhecimento no mercado internacional de matéria-prima para chocolates requintados Acabou a mamata Contaminou, morreu? .... A verdade é ki essas vacinas são 70% de embromação... a gripe sepa ômicron é bem vinda para imunidade de rebanho !

Ernesto Araújo diz que Carlos França faz “política externa medrosa” | O AntagonistaErnesto Araújo (foto) voltou a criticar a gestão de Carlos França no Itamaraty. O ex-ministro das Relações Exteriores disse que o atual chanceler condenou a diplomacia brasileira à “irrelevância”...

França aprova projeto de lei do passaporte de vacinação da covid-19Após semanas de debate, o Parlamento francês aprovou definitivamente neste domingo (16) o polêmico projeto de lei que substitui o atual passaporte sanitário por um passe de vacinação válido para maiores de 16 anos.O texto foi aprovado com 215 vo

Criança de 5 anos morre após acidente de esqui na França - ISTOÉ IndependenteUma criança britânica de 5 anos morreu em um acidente em uma estação de esqui nos Alpes franceses, no sábado (15). A criança participava de uma aula, quando foi atingida por um esquiador em alta velocidade no Flaine resort, na região de Haute-Savoie. A menina chegou a ser socorrida, mas morreu enquanto era levada para […] Portanto eu trarei sobre os humanos um duro tratamento,Trarei sobre eles o que eles mais temem.Porquanto Eu chamei,e ninguém sequer esboçou resposta ; preguei e ninguém deu ouvidos.Praticaram o mal diante da minha pessoa e escolheram fazer tudo quanto me desagrada profundamente!”

França aprova projeto de lei do passaporte de vacinação da covid-19Após semanas de debate, o Parlamento francês aprovou definitivamente neste domingo (16) o polêmico projeto de lei que substitui o atual passaporte sanitário por um passe de vacinação válido para maiores de 16 anos.O texto foi aprovado com 215 vo

Parlamento francês aprova projeto de lei do passaporte de vacinaçãoO governo quer que o texto entre em vigor o mais rápido possível, devido ao aumento de casos provocado pela variante ômicron. Qualquer posse fraudulenta de um passaporte de saúde (seja falsificado ou emprestado de terceiros) poderá ser punida com pena de três anos de prisão e multa de € 45.000, cerca de R$ 284.000. Mais um país comunista Exemplos não nos faltam. Serve de mais esse passaport kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Cerco se fecha contra os antivacina em grande parte do Ocidente O texto foi aprovado com 215 votos a favor, 58 contra e 7 abstenções. Os deputados socialistas (oposição) pretendem encaminhar a questão ao Conselho Constitucional para que sejam respeitadas as"liberdades fundamentais", o que atrasará por alguns dias a promulgação do projeto. O governo quer que o texto entre em vigor o mais rápido possível, devido ao aumento de casos provocado pela variante Ômicron . Com uma média de 300 mil infecções diárias na última semana, o Executivo espera iniciar a exigência do passe de vacinação por volta de 20 de janeiro. O passaporte vai impedir que os não vacinados tenham acesso a vários espaços, como trens, restaurantes e cinemas. Será preciso ter o esquema de imunização completo, exceto para acessar serviços de saúde. Até agora, o passe atual incluía a possibilidade de apresentar teste negativo para covid-19 ou ter superado recentemente a doença. O novo documento só será exigido a partir dos 16 anos, enquanto aos menores entre 12 e 15 anos continuará a ser solicitado o passaporte sanitário atualmente em vigor. A implantação do passe de vacinação estava prevista para 15 de janeiro, mas foi atrasada devido às divergências dos deputados sobre as versões da norma. Quase 78% da população está totalmente vacinada, de acordo com o Ministério da Saúde no sábado. O presidente (liberal), que deve buscar um segundo mandato nas eleições presidenciais de abril, disse ao jornal Le Parisien queria"irritar" as pessoas não vacinadas , tornando suas vidas tão complicadas que acabariam tomando a vacina. Suas palavras desencadearam uma tormenta na classe política e contribuíram para suspender o debate parlamentar sobre o projeto de lei. Milhares de manifestantes antivacina se reuniram em Paris e algumas outras cidades no sábado contra a lei, mas seus números caíram acentuadamente em relação à semana anterior, logo após os comentários de Macron. A França está enfrentando sua quinta onda de covid-19, com novos casos diários atingindo regularmente níveis recordes acima de 300 mil, apesar de o número de casos graves de pacientes internados em UTIs ser muito menor do que na primeira onda, em março-abril de 2020. /AFP e REUTERS