Os trabalhadores rurais que se isolaram para proteger cidade do Piauí do coronavírus

Os trabalhadores rurais que se isolaram para proteger cidade do sertão do Piauí do coronavírus

29/05/2020 03:19:00

Os trabalhadores rurais que se isolaram para proteger cidade do sertão do Piauí do coronavírus

Sabendo que a cidade de Aroazes não tem estrutura para atender pacientes com covid-19, trabalhadores que voltam de fazendas de milho do Centro-Oeste e Sudeste resolveram, por conta própria, fazer quarentena.

Fechar painel de compartilhamentoSecretaria de saúde de Aroazes/DivulgaçãoImage captionTrabalhadores resolveram se isolar numa escola municipal de AroazesDuas vezes por ano, dezenas de homens saem da pequena Aroazes, sertão do Piauí, para trabalhar em fazendas de milho no Centro-Oeste e Sudeste do Brasil.

Sem máscaras, Bolsonaro, filho e ministros comemoram a independência dos EUA em Brasília Decotelli atualiza o currículo e diz que foi ministro da Educação entre os dias 25 e 30 de junho Netos de Luiz Gonzaga divulgam 'nota de nojo' por uso de música do compositor em live de Bolsonaro

De dois a três meses depois, eles voltam. A chegada dos grupos em ônibus normalmente é acompanhada com a ansiedade dos familiares que permaneceram na cidade de menos de 6 mil habitantes.Mas, neste ano, o desembarque foi diferente: sem conversas, sem abraços e sem poder matar a saudade de casa.

Preocupados com a pandemia do novo coronavírus e num esforço para evitar a chegada da doença à cidade, dezenas desses trabalhadores rurais resolveram se isolar da comunidade numa quarentena voluntária."A gente sabe que a cidade não tem estrutura se a doença chegar, então para nossa proteção, da família e da comunidade, resolvemos ficar longe", conta Antônio José da Silva, 34 anos, que passou sete dias no começo de abril dormindo numa sala da escola municipal local com outros 13 colegas.

Sem hospital equipado, muito menos UTIs ou respiradores para tratar eventuais pacientes com a covid-19, Aroazes é uma entre tantas cidades pobres do interior do Brasil que veem com aflição o avanço da pandemia que já deixou mais de 25 mil mortos no Brasil.

Direito de imagemSecretaria de saúde de Aroazes/DivulgaçãoImage captionIdeia partiu dos próprios migrantes que estavam voltando ao PiauíNesta segunda-feira (25/05), o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, alertou que o efeito da pandemia em cidades do interior"ainda está por vir", em uma videoconferência da Fundação Oswaldo Cruz.

"As UTIs do Estado já estão superlotadas e aqui não temos como cuidar de pacientes graves. Por isso, temos que evitar o máximo que a doença se espalhe por aqui", conta a secretária de Saúde de Aroazes, Thaisa Veloso Bonfim.

Nos dados divulgados pelo governo do Piauí, Aroazes tem um caso confirmado. Segundo a Secretaria de Saúde do município, trata-se de um médico morador de Teresina, a capital do Piauí, que faz atendimento semanal em Aroazes. Ele entrou na estatística de profissionais de saúde piauienses infectados e, por isso, ficou registrado como caso na cidade.

Anvisa autoriza nova fase de testes de vacina chinesa para covid-19 Coronavírus: OMS encerra estudos com hidroxicloroquina após ineficácia Qual será a espécie dominante na Terra se os seres humanos forem extintos?

Portanto, atualmente nenhum morador da cidade estaria com a doença. Dois casos suspeitos são investigados, após os primeiros exames apontarem resultado negativo.Os municípios vizinhos a Aroazes têm casos de covid-19: Elesbão Veloso (18), Valença do Piauí (4) e Pimenteiras (7).

Trabalhadores em quarentenaFoi Antônio José da Silva que teve a ideia de propor à prefeitura um isolamento dos trabalhadores rurais que estão voltando a Aroazes em meio à pandemia.Ele passou quase 2 meses trabalhando em campos de milho numa fazenda de Catalão, Goiás. É a chamada"safra de inverno". Em novembro, voltam para a"safra de verão".

Direito de imagemSecretaria de saúde de Aroazes/DivulgaçãoImage captionBarreiras sanitárias faz controle de todas as pessoas que entram na cidade"Aqui na nossa cidade é muito difícil ter serviço. Não tem indústria, as fazendas estão em crise, só tem prefeitura e mercado para se empregar", explica. De acordo com dados do IBGE de 2017, apenas 8,16% das pessoas do município tinham emprego formal.

Diante das notícias sobre a pandemia, Antônio resolveu solicitar a estrutura para a chegada do ônibus com os trabalhadores vindos de Catalão, cidade que registrava 15 casos de coronavírus na quarta-feira."Lá, a gente teve contato com todo tipo de gente, não dava pra saber se estava ou não infectado."

Como muitos dos trabalhadores não tinham como se isolar em suas casas pequenas e com poucos cômodos, a solução foi se abrigar em uma escola municipal preparada pelo município.A primeira turma, da qual Antônio faz parte, permaneceu no local por sete dias, com contato diário com profissionais de saúde que iam medir a temperatura. Para passar o tempo, jogos de damas, baralho e dominó.

A segunda turma, com 16 trabalhadores, chegou a Aroazes na quarta-feira, 20, vinda de uma fazenda de milho de Montividiu, Goiás.Eloy Vieira, de 49 anos, conta que se preocupava com a volta para casa desde início do pandemia."Ficar isolado foi a melhor opção. A vontade de encontrar a família é grande, mas quem tem amor pelos familiares não vai pra casa", contou.

Decotelli inclui cargo de ministro da Educação em currículo - Educação - Estadão Apresentadora Paloma Tocci assume namoro com Rubens Barrichello - ISTOÉ Independente Bolsonaro almoça com embaixador para comemorar independência dos EUA - ISTOÉ Independente

Direito de imagemSecretaria de saúde de Aroazes/DivulgaçãoImage captionGrupo passa sete dias sendo monitorado por profissionais de saúdeO piauiense passou 75 dias na cidade goiana que, na segunda, 25, registrava apenas um caso."Se uma pessoa só pegar a doença numa cidade pequena como a nossa, é capaz de alcançar muita gente", justifica.

Segundo a secretária de Saúde de Aroazes, mesmo trabalhadores que não voltam em grupos estão solicitando apoio da prefeitura para o isolamento. Eles são alocados em hotéis ou em outras salas da escola.Depois de sete dias, os trabalhadores sem sintomas completam mais sete dias de isolamento em suas casas, monitorados por profissionais de saúde. Outros grupos de trabalhadores migrantes devem chegar nas próximas semana e todos serão convidados ao isolamento.

Barreiras sanitáriasDiante da fragilidade do sistema de saúde não só de Aroazes, mas de todos os municípios vizinhos, a covid-19 virou foco de atenção total, mesmo sem o registro de tantos casos.Os leitos de UTI mais próximos do município ficam na cidade de Picos, a 141 quilômetros. A capital, Teresina, está a 228 quilômetros.

Além da quarentena voluntária dos trabalhadores, as pessoas que entram em Aroazes diariamente têm temperatura monitorada, e os carros são higienizados.Profissionais de saúde também fazem plantão em"tendas sanitárias" localizadas na porta dos poucos mercados, farmácias e bancos que estão abertos. Eles só permitem a entrada com máscara e limpam as cadeiras colocadas em fila quando alguém se levanta.

Direito de imagemSecretaria de saúde de Aroazes/DivulgaçãoImage captionCidade de totens com álcool em gel que são ativados com o péTotens com álcool em gel que são ativados com o pé para evitar contaminação também foram espalhados. As ruas estão sendo pulverizadas a cada dois dias, principalmente em pontos de grande movimento.

Apesar do esforço, profissionais de saúde do município e moradores dizem que é"questão de tempo" que a doença chegue à cidade."Mas a gente vai fazendo nossa parte", concluiu Antônio José da Silva.

Consulte Mais informação: BBC News Brasil »

Cidades ricas choram! Não é uma gripezinha! Cidades sem UTI's, milhares de subnotificacões em casos e óbitos... Falta de testes e demora de resultados para covid19... Faltam equipes médicas e equipamentos... Vidas importam! Aí sim hein 👏👏👏👏 Nem todo herói usa capa! Parabéns, senhores enquanto os empresários, advogados, engenheiros e demais estudados das grandes cidades estão brigando para não ficar em isolamento

Orgulho! ❤ Pessoas que fazem mais que o próprio presidente 👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

Doria empurra os pobres ao vírus com plano de abrir shoppingsOpinião | 'À espera do cliente que pode não se arriscar a uma ida às compras estará o morador da Brasilândia, onde a covid-19 já matou o equivalente ao ocorrido em cinco bairros nobres juntos', por talitabedinelli talitabedinelli julemecosta olha aí talitabedinelli São Paulo é o retrato cruel da desigualdade social capitalista no Brasil onde uns são obrigados a morrer literalmente para outros ficarem em casa enquanto passa a pandemia. talitabedinelli 😔😔😔😔

Para onde levam os inquéritos - Política - EstadãoWilliam Waack: 'Para onde levam os inquéritos - Onde hoje mora o perigo para Bolsonaro não é no Congresso, é no STF' William Vaca. Mais um bovino oportunista querendo fingir -se democrata. Assim como o Jornaleco que o dá espaço Willian Waack não era aquele que fazia deboche dos negros?🤔

Veja os protocolos de reabertura da economia em SP para todos os setores, por fase do plano - Saúde - EstadãoNo Plano São Paulo, apresentado pelo governador João Doria, as regiões do Estado são divididas em cinco fases de flexibilização da quarentena A matéria é interessante e de utilidade pública, uma pena não poder ler pq não sou assinante.. Quando for assim, finaliza logo no início: APENAS PARA ASSINANTES, assim nem entramos... pensando em deixar de seguii Los, muita matéria assim

Pandemia representa uma ameaça existencial até mesmo para os grandes times da Europa - Esportes - EstadãoPandemia representa uma ameaça existencial até mesmo para os grandes times da Europa (via EstadaoEsporte)

De Arthur Cabral a Neymar: os brasileiros com mais gols na Europa nesta temporada - LANCE!Firmino fez 2 gols no Mundial

Os 100.000 mortos dos Estados Unidos: assim fracassou o país mais poderoso do mundoOs EUA ultrapassaram 100.000 mortos pela covid-19, longe dos 60.000 que o Governo Trump calculou em seus prognósticos mais otimistas, ou dos 58.000 caídos na Guerra do Vietnã, um trauma gravado no imaginário coletivo do país como régua para tragédias 👎🏼👎🏼👎🏼 triste Triste isso, conseguem enviar foguetes para o espaço e outras tecnologias, porém não consegue salvar e vida de 100 mil pessoas. Lamentável!