Operação prende 38 pessoas e apreende 75 aviões em combate ao garimpo ilegal na Terra Yanomami

Também foram apreendidos mais de 85 mil litros de combustíveis e 650 munições #g1

04/12/2021 03:00:00

Também foram apreendidos mais de 85 mil litros de combustíveis e 650 munições g1

Também foram apreendidos mais de 85 mil litros de combustíveis e 650 munições. Operação iniciou em agosto e os números são resultado dos últimos três meses de ações.

Uma operação contra o garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami, prendeu 38 pessoas e apreendeu 75 aeronaves, em Roraima. A coordenação é do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). Os resultados foram divulgados nesta sexta-feira (3).

A ação também teve o objetivo de restabelecer as Bases de Proteção Etnoambiental na região. Segundo o MJSP, a operação iniciou em agosto e os números são resultado dos últimos três meses de ações.

Consulte Mais informação: g1 »

Cinco pessoas são feitas reféns em casa na capital paulista

Pelo menos cinco pessoas foram feitas reféns dentro de casa, hoje, na Zona Sul de São Paulo. Dos dois criminosos, um se entregou depois de mais de duas horas de negociação, segundo a polícia. O outro suspeito tentou fugir dos policiais, se machucou e foi levado a um hospital. Entre os reféns, ninguém ficou ferido. Consulte Mais informação >>

Fazendo um calculo aleatório, só de pilotos, mecânicos de manutenção, logistica, transporte de suprimentos e segurança, dá pra estimar um exercito de mais de 150 pessoas atuando nessa célula do 'crime organizado!' Finalmente, uma operação com resultado animador pelo grande número de aeronaves destruídas, o “crime organizado” e o narcotráfico sentiram no bolso desta vez!

Isso é um absurdo, apreende queimando é? Quando o Estado quer, ele faz. Quando não faz é porque não quer. Elementar, meu caro Watson. 😎 A impressão que dá vendo essas ações concretas, é a de que ainda temos um país que respira. Desnecessário queimar os aviões. Isso daqui não é a Suíça. Somos pobres. Esses aviões poderiam ser usados pelo próprio ibama ou leiloados.lamentável

Coloca fogo no avião no meio da mata ai causa incêndio e bota culpa no bolsonaro... Pqp. Que pais rico que eu vivo. Sem olhar no google eu acho q tem mais de 10 países que não tem ao todo 75 aviões. Só por essa e por outros em 22 Bolsonaro2022

Em três meses de operações integradas na Terra Yanomani, Ministério da Justiça confisca 75 aeronaves e prende 38 por garimpo ilegalfausto_macedo Em três meses de operações integradas na Terra Yanomani, Ministério da Justiça confisca 75 aeronaves e prende 38 por garimpo ilegal fausto_macedo só? fausto_macedo Falta prender os empresários e políticos criminosos donos destas aeronaves, pois não são com certeza dos garimpeiros que estão tentando tirar ouro das terras indígenas. fausto_macedo A operação tem por finalidade retirar os garimpeiros ilegais para garantir o trabalho daqueles que receberam autorização:

Imagens aéreas mostram área devastada em terra indígena por garimpo ilegal no ParáPara representante de organização ambiental, quem patrocina o crime são 'barões do garimpo' g1 Pará Quero ver ter coragem em citar o nome dos políticos donos dos garimpos... Ora ora , temos um cheroqui rolmis aqui .. Descartaram as ONGs estrangeiras?

PF faz operação contra quadrilha de tráfico de pessoas para o Brasil | RadarAgentes cumprem nesta quinta 14 mandados de busca e apreensão em SP e mais três estados; grupo teria movimentado R$ 50 milhões radaronline bença radaronline PF, da até dó !

GP da Arábia Saudita de Fórmula 1 - treinos livres ao vivoAcompanhe os treinos livres da Fórmula 1 ao vivo e em tempo real em Jedá, na Arábia Saudita

Startup cristã Glorify é 'abençoada' com aporte de US$ 40 milhões - Link - EstadãoStartup cristã Glorify é 'abençoada' com US$ 40 milhões - via EstadaoLink Link oakspdoijaijsd Link Isso é MUITO grave Link Para quê esse escarnecimento gratuito da fé alheia?

Operação da PF mira PCC por tráfico de cocaína da Bolívia para o Brasil | MaquiavelCorporação cumpre 15 mandados de prisão preventiva e 30 mandados de busca em oito estados Vão colocar na conta do Lula porque tem 'PT' na lateral. Vai vendo, Brasil. E o STF solta👍 Segue o baile.

Aeronaves apreendidas durante a operação foram destruídas — Foto: Divulgação/Ministério da Justiça Uma operação contra o garimpo ilegal na Terra Indígena Yanomami, prendeu 38 pessoas e apreendeu 75 aeronaves, em Roraima. A coordenação é do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). Os resultados foram divulgados nesta sexta-feira (3). A ação também teve o objetivo de restabelecer as Bases de Proteção Etnoambiental na região. Segundo o MJSP, a operação iniciou em agosto e os números são resultado dos últimos três meses de ações. Além das aeronaves, também foram apreendidos: Material apreendido durante a operação na Terra Yanomami — Foto: Divulgação/Ministério da Justiça “O trabalho faz parte do compromisso do Governo Federal com a proteção dos indígenas e combate aos crimes ambientais. São resultados importantes que demonstram a atuação integrada entre as forças e órgãos federais”, afirma o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres. A ação foi realizada pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional de Segurança Pública, Fundação Nacional do Índio (Funai), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Agência nacional de Telecomunicações (ANATEL), Agência Nacional do Petróleo (ANP). Terra Yanomami Maior reserva indígena do Brasil, a Terra Yanomami tem cerca de 28 mil indígenas que vivem em mais de 370 aldeias, em quase 10 milhões de hectares entre os estados de Roraima e Amazonas e parte da Venezuela. A área é alvo do garimpo ilegal de ouro desde a década de 1980. Mas, nos últimos anos, essa busca pelo minério se intensificou, causando além de conflitos armados, a degradação da floresta e ameaça a saúde dos indígenas. A invasão garimpeira causa a contaminação dos rios e degradação da floresta, o que reflete na saúde dos Yanomami, principalmente, crianças que enfrentam a desnutrição por conta do escasseamento dos alimentos. Leia outras notícias do estado no g1 Roraima