Ômicron: o que se sabe sobre os seis casos confirmados no Brasil - BBC News Brasil

Sexto caso de covid-19 relacionado à ômicron no Brasil foi confirmado no Rio Grande do Sul.

04/12/2021 13:51:00

Sexto caso de covid-19 relacionado à ômicron no Brasil foi confirmado no Rio Grande do Sul.

As primeiras infecções causadas pela nova variante em território nacional foram detectadas em São Paulo, Distrito Federal e Rio Grande do Sul.

EpisódiosFim do PodcastNa tarde do dia 2 de dezembro, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (DF) confirmou o quarto e o quinto casos de covid-19 causados pela ômicron no país.De acordo com as informações divulgadas, as pacientes são duas mulheres adultas, que pegaram um voo na África do Sul, foram para a Etiópia e desembarcaram no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, no dia 30 de novembro.

Na sequência, ela embarcaram numa nova viagem até Brasília. Ao chegarem na capital, fizeram um teste de diagnóstico, que deu resultado positivo para a doença.Uma análise genética das amostras revelou a presença da variante ômicron nelas.

O general Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, secretário da Saúde do DF, explicou que as duas pacientes estão em isolamento. Uma delas apresenta sintomas leves, enquanto a outra não tem nenhum incômodo. Ambas estão vacinadas com três doses. headtopics.com

O secretário também informou que todos os passageiros do voo Guarulhos-Brasília em que elas estavam serão contactados e orientados sobre o que devem fazer, como a testagem e o isolamento.São PauloAs notícias de que os primeiros pacientes infectados com a ômicron haviam sido identificados no Brasil começaram a circular no final da tarde do dia 30 de novembro.

A confirmação oficial, feita pelo Instituto Adolfo Lutz e pela Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo, aconteceu algumas horas depois.Trata-se de um homem de 41 anos e de uma mulher de 37 anos que são missionários na África do Sul e desembarcaram no Aeroporto Internacional de Guarulhos no dia 23 de novembro. Os dois vieram ao país para visitar familiares.

Vale destacar aqui que a descoberta da variante ômicron por pesquisadores sul-africanos só aconteceu no dia seguinte (24/11).Como retornariam à África do Sul no dia 25 de novembro, eles foram até um laboratório do Hospital Israelita Albert Einstein montado no Aeroporto de Guarulhos para realizar um exame de PCR, que detecta o coronavírus.

Foi justamente esse teste e a análise genética da amostra que deram resultado positivo para a ômicron.De acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde de SP, os dois tinham sintomas leves e haviam tomado a vacina da Janssen. Até o momento, eles passam bem e estão em isolamento. headtopics.com

As equipes de vigilância de São Paulo acompanham os dois pacientes e estão entrando em contato com todas as pessoas com as quais eles tiveram contato nesses últimos dias.A ideia é checar se esses outros indivíduos também foram infectados e isolá-los, para evitar o máximo possível a criação de cadeias internas de transmissão da ômicron no Brasil.

Crédito,Legenda da foto,Aeroportos são a principal porta de entrada de novas variantes no paísO Governo de São Paulo confirmou no dia 1° de dezembro a detecção do terceiro paciente com a ômicron no Estado.Trata-se de um homem de 29 anos, que também chegou pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos num voo da Etiópia no dia 27 de novembro.

Ele tinha sido vacinado anteriormente com duas doses da Pfizer.O homem foi testado no aeroporto, na hora do desembarque, pelo laboratório CR Diagnósticos.Segundo as informações divulgadas pela Secretaria de Saúde paulista, ele passa bem, não tem sintomas e está em isolamento.

A equipe de vigilância do município de Guarulhos, a cidade de residência dele, está fazendo o acompanhamento do paciente.Legenda do vídeo,Ômicron: falta de vacinas contribuiu para surgimento de nova variante na África? headtopics.com

O que dizem as autoridadesApós a confirmação dos primeiros casos, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)publicou uma nota em seu sitedizendo que "a Rede Cievs, ligada ao Ministério da Saúde, deve monitorar os casos de acordo com o sistema de vigilância vigente no Brasil, para avaliação das condições de saúde e direcionamento dos indivíduos aos serviços de atenção à saúde, bem como para adoção das medidas de prevenção e controle da covid-19".

A agência lembra que, desde o dia 27 de novembro, estão proibidos "voos com destino ao Brasil que tenham origem ou passagem pela República da África do Sul, República de Botsuana, Reino de Essuatíni (Suazilândia), Reino do Lesoto, República da Namíbia e República do Zimbábue".

A medida de limitar a entrada de passageiros de países específicos, porém, é criticada por especialistas, uma vez que a ômicron já foi detectada em todos os continentes."Desde a última sexta-feira (26/11), a Anvisa, ao verificar o risco de transmissão da nova variante, já vem atuando para identificar eventuais riscos de sua disseminação no Brasil", finaliza a agência.

Já aSecretaria de Saúde de SP declarouque faz o acompanhamento das variantes de preocupação, caso de alfa, beta, gama, delta e ômicron, e que "todo e qualquer agravo inusitado é monitorado pela vigilância estadual, seja proveniente de aeroportos ou portos".

Os representantes paulistas ressaltam que "as medidas já conhecidas pela população seguem cruciais para combater a pandemia de coronavírus: uso de máscara, higienização das mãos (com água e sabão ou álcool em gel) e a vacinação".

"Aproveitamos para reforçar a importância da vacinação, principalmente aquelas 3,9 milhões de pessoas que ainda não tomaram a sua segunda dose [em São Paulo], pois somente dessa forma estarão totalmente protegidas", destaca o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

No Brasil inteiro, mais de 17 milhões de indivíduos estão com a segunda dose da vacina que protege contra a covid atrasada.

Consulte Mais informação: BBC News Brasil »

O Assunto #628: Vida e obra de Elza Soares, por Ruy Castro

Neste episódio especial, antecipado para homenagear uma de nossas maiores cantoras, O Assunto recebe o jornalista e escritor, profundo estudioso da música brasileira. Ele conduz o ouvinte por marcos da trajetória de Elza, que morreu na quinta-feira aos 91 anos.

Casos de ômicron disparam na África do Sul mas gravidade é incógnita - BBC News BrasilNúmero de casos diários da variante saltou de 4,3 mil para 8,5 mil no país africano. Mas até agora não há indícios de um aumento grande no número de infecções graves e mortes.

Quando tocar samba dava cadeia no Brasil - BBC News BrasilHoje é DiadoSamba: um ritmo que já foi tratado no Brasil como sinônimo de vadiagem e crime, numa perseguição à cultura negra. Andar com um pandeiro podia dar até 30 dias de cadeia: Hj em dia dizem por aí que é o culpado pela covid-19 no Brasil. Evoluiu de categoria hein Mais uma matéria sensacional!!! Até onde meu samba puder me levar!!!

Queda no PIB coloca Brasil nas últimas posições entre 38 países - BBC News BrasilEntre os 38 países que já divulgaram os números do terceiro trimestre, o PIB brasileiro só é maior do que o do México (-0,4%), da Indonésia (-0,6%), do Japão (-0,8%) e da Austrália (-1,9%). Mais se seu dinheiro estiver em algum paraíso fiscal,você nem liga para esses dados. E o malabarismo ideológico do Guedes mentiroso já começou. É a 7382723773 vez que ele fala que a culpa não é dele e o Brasil vai surpreender

'Não somos racistas': a comunidade de descendentes de confederados americanos no Brasil - BBC News Brasil'Para nós, a bandeira confederada tem um significado totalmente diferente: família e história', diz presidente da Fraternidade e Descendência Americana, associação de famílias de Santa Bárbara D'Oeste. ArquivoBBC Só são vira-lata mesmo Que papinho kkkkkk tem que descer a porrada nesses otários pra esquecer a descendência

Da detecção aos sintomas, o que já sabemos sobre a ômicron - BBC News BrasilVariante identificada na África do Sul já está presente em todos os continentes; veja o que já é conhecido sobre ela e o que ainda falta saber. Sabemos que o gado vai continuar tomando vacina inútil, é só a TV 📺mandar

STF adia julgamento de pedido de medidas para reduzir letalidade de operações policiais no RioNo recurso, PSB quer que Supremo mande governo estadual elaborar plano de redução da letalidade policial. Julgamento começou no plenário virtual, mas passará para o presencial. Esse partido é uma piada!! A letalidade dos bandidos, será votada também? PSB, E no toba, não vai nada?