O retorno de Bolsonaro ao Planalto depois de 20 dias recluso no Alvorada | Radar

23/11/2022 16:42:00

O retorno de Bolsonaro ao Planalto depois de 20 dias recluso no Alvorada (via @radaronline)

O retorno de Bolsonaro ao Planalto depois de 20 dias recluso no Alvorada (via radaronline)

A última vez que o presidente tinha ido à sede do governo federal foi no último dia 3, para um rápido encontro com Geraldo Alckmin

Por Gustavo Maia Atualizado em 23 nov 2022, 10h36 - Publicado em 23 nov 2022, 10h26 O presidente Jair Bolsonaro, antes de fazer o seu pronunciamento de derrota no último dia 1º, no Palácio da Alvorada Evaristo Sa/AFP Publicidade Jair Bolsonaro chegou na manhã desta quarta-feira ao Palácio do Planalto.Momento em que o presidente Jair Bolsonaro deixa o Palácio da Alvorada para se dirigir ao Planalto O presidente Jair Bolsonaro (PL), derrotado nas eleições deste ano, voltou nesta quarta-feira (23) ao Palácio do Planalto após 19 dias de reclusão no Palácio da Alvorada – residência oficial da presidência em Brasília.DURAÇÃO: 00:03:55 Copie o código abaixo para usar no seu site: Código copiado! O presidente Jair Bolsonaro vota no Rio de Janeiro.× Foto: Adriano Machado/Crusoé O presidente Jair Bolsonaro foi, nesta quarta-feira (23), ao Palácio do Planalto, no que é seu primeiro expediente no ambiente de trabalho em 20 dias.

A informação, absolutamente trivial em condições normais, sequer seria digna de nota se esta não fosse a primeira vez que o mandatário pisa na sede do governo federal em 20 dias.E mais: esta é apenas a terceira vez que Bolsonaro vai ao Planalto depois de ser derrotado por Lula nas urnas, no dia 30 de outubro.A última agenda oficial do presidente no Palácio do Planalto foi no dia 31 de outubro, uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, um dia após o segundo turno da eleição presidencial.Recluso no Palácio da Alvorada após as eleições, o presidente foi ao seu gabinete pela última vez em uma passagem relâmpago para cumprimentar por alguns minutos o vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin , fora da agenda oficial, no dia 3.Desde então, ele vinha recebendo ministros e aliados esporadicamente na residência oficial.No dia 1º de novembro, o presidente convocou a imprensa para um pronunciamento no Palácio da Alvorada.Como transparência não é exatamente o forte do atual governo, a agenda do presidente não registra nenhum compromisso no Planalto nesta quarta.O encontro, no entanto, ainda está marcado para acontecer no Palácio da Alvorada.

Consta apenas uma reunião de 30 minutos, a partir das 11h30, no Alvorada, com o ex-ministro do Desenvolvimento Regional e senador eleito Rogério Marinho (PL-RN).VÍDEOS: notícias de política 50 vídeos.Coincidência ou não, o retorno ocorre um dia depois de ele e o PL pedirem ao TSE a anulações de urnas eletrônicas utilizadas nas eleições deste ano, mas apenas no segundo turno.A investida golpista, que teve uma , serviu para mobilizar a base bolsonarista.Interlocutores de Bolsonaro têm relatado que ele alega estar com várias feridas nas pernas , causada por uma erisipela — um doloroso processo infeccioso da pele, que pode atingir a gordura do tecido celular, causado por uma bactéria que se propaga pelos vasos linfáticos.Mas, até o momento, a Presidência não divulgou nenhuma informação oficial sobre a suposta condição médica do presidente.

Depois de passar quase 45 horas em silêncio sobre o resultado das eleições, ele fez um.

Consulte Mais informação:
VEJA »
Loading news...
Failed to load news.

radaronline Que diferença faz? Só os maus sentem falta radaronline Tava de atestado quero ver um servidor publico ficar 20 dias sem trabalhar se não sofre processo disciplinar e fica sem receber. radaronline É vagabundo que chama, né? radaronline Finalmente, algum dia ele teria que voltar a trabalhar.

radaronline Nós vamos vencer e derrubaremos o sistema! Bolsonaroreeleito radaronline 20 dias de atestado depois... Esse aí não gosta de trabalhar radaronline radaronline Ninguém se importa com esse inútil

Bolsonaro volta ao Palácio do Planalto após 19 dias de reclusão no AlvoradaPresidente chegou ao Palácio do Planalto por volta das 9h desta quarta-feira (23). Última ida ao local foi no dia 3 de novembro, quando se encontrou com o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin. vagabundo Vagabundo! Igual os apoiadores que estão aí impedindo o direito de ir e vim. Se jogar uma carteira de trabalho não fica um. Vcs n tem oq fazer n?Tendenciosos que chega a ser ridículo.Ladeira a baixo p mídia parcial.

De saída do Planalto, Bolsonaro acelera indicações para manter aliados em postos no governoA expectativa do presidente é garantir sua influência em diferentes áreas durante o governo Lula, no qual deve desempenhar papel de liderança na oposição. Um dos movimentos principais de Bolsonaro é a antecipação de 21 sabatinas de nomes indicados a embaixadas pelo mundo. A Comissão de Relações Exteriores já começou as entrevistas. Indicações de consenso para postos na África e na Ásia devem ser aprovados em breve. A volta dos que não foram!🤣🤣🤣🤣🤣

Bolsonaro reaparece no Palácio do Planalto depois de três semanas | O AntagonistaPresidente da República ficou recluso no Palácio do Alvorada por 20 dias; última agenda foi um encontro com Geraldo Alckmin após o 2º Turno foi só protocolarem para ele responder por abandono de função. o cara só trabalha forçado. Deus abençoe Bolsonaro. De muita força 🤩👏👏👏👏 ELE ESTAVA NO BANHEIRO?!? 😱😱😱😱

Ação de Bolsonaro no TSE é ‘chicana’ e tem que ser punida, diz Gleisi | Radar'Chega de catimba, de irresponsabilidade, de insultos às instituições e à democracia', afirmou a presidente do PT radaronline O que a janja vai achar disso klk radaronline Isso mesmo! Da mesma forma que aquele que foi Descondenado, será Deseleito! 🇧🇷 radaronline Bando de vagabundos , a urna tem problema e ninguém quer testar por que será ein?

A resposta-relâmpago de Moraes ao questionamento de Bolsonaro às urnas | RadarA resposta relâmpago de Moraes ao questionamento de Bolsonaro às urnas (via radaronline) radaronline to aqui pensando q todas as urnas em 2018 foram fabricadas antes de 2020, anula tb? radaronline radaronline 1 - o numero da coluna não invalida os votos 2 - se consegue identificar a urna cruzando os dados de Município, Serie e seção. 3 - se é para invalidar tem que invalidar o primeiro turno todo, com governadores, senadores e etc. só otário acredita neste documento.

Bolsonaro e PL questionam urnas eletrônicas no TSE — mas só no 2º turno | RadarEmpresa contratada pelo partido do presidente diz ter identificado supostas inconformidades em alguns modelos de urnas eletrônicas radaronline Se essa moda pega vai ficar difícil, perdeu pede anulação. Me poupe viu! radaronline Resposta do Xandão... radaronline 1 - o numero da coluna não invalida os votos 2 - se consegue identificar a urna cruzando os dados de Município, Serie e seção. 3 - se é para invalidar tem que invalidar o primeiro turno todo, com governadores, senadores e etc. só otário acredita neste documento.