O que os economistas pensam da ideia de ‘imprimir dinheiro’ de Henrique Meirelles - Mercado - E-Investidor

O que os economistas pensam da ideia de ‘imprimir dinheiro’ de Henrique Meirelles (via @EInvestidor)

09/04/2020 09:40:00

O que os economistas pensam da ideia de ‘imprimir dinheiro’ de Henrique Meirelles (via EInvestidor)

Uma declaração controversa de Henrique Meirelles, secretário de Fazenda e Planejamento de São Paulo, estremeceu o sistema financeiro nesta quarta-feira (8). Em entrevista à BBC News Brasil, o ex-presidente do Banco Central afirmou que a

Para entender o peso das palavras do ex-presidente do Banco Central, oE-Investidorouviu a opinião de outros economistas. Veja o que eles pensam sobre a proposta.Alexandre Schwartsman, economista e ex-diretor de assuntos internacionais do Banco Central

PF também está na casa de Luciano Hang, da Havan – veja os alvos | Radar PF cumpre mandados expedidos pelo STF no inquérito das fake news | Radar Resistir é preciso - Opinião - Estadão

“Para criar uma reserva bancária, seria necessário entregar títulos públicos com compromisso de recompra. O problema é que isso pode gerar um excesso de liquidez e fazer com que a Selic fique abaixo da meta”, diz Schwartsman. “O Brasil não está em situação de fazer isso agora. A nossa taxa de 3,75% está distante desse cenário e ainda é alta para atual meta de inflação do País.”

Segundo o economista, a justificativa para os países que começaram a emitir moeda é a situação de taxa de juros nominal zero. “O instrumento que o Banco Central tem nesse momento para fazer esse controle é cortar a taxa Selic”, diz Schwartsman.

Nelson Marconi, professor de economia da FGV EAESP“O Meirelles está absolutamente correto. Essa estratégia não causa elevação da dívida pública junto ao mercado, apenas junto ao Banco central , que também faz parte do governo e portanto é mais fácil acertar isso no futuro”, afirma Marconi. Para o economista, com a recessão que está por vir, a medida não tem potencial de elevar a inflação. “O que causa a inflação é demanda muito aquecida. Quando a economia está muito aquecida, injetar mais dinheiro pode estimular esse processo. Mas na situação atual, com essa parada total, não há a mínima possibilidade de que a medida pressione a inflação”.

Alvaro Bandeira, economista-chefe do banco digital Modalmais“Estamos em um esforço de guerra e tudo tem que ser feito para tentar equilibrar os efeitos do Covid-19 na economia”, diz. “O BC tem mesmo que emitir título e endividar o Tesouro ou emitir moeda.”

Para o economista, a inflação não tem sido um problema nos últimos tempos e também não será agora com a desaceleração da economia. “Quando o cenário econômico melhorar será necessário enxugar a liquidez do sistema financeiro”, afirma. “Vivemos um quadro atípico e ele precisa ser encarado dessa forma.”

Arthur Barrionuevo, professor da FGV EAESP“Nesta crise, é o que tem de fazer. É preciso colocar dinheiro na mão das empresas ou das pessoas. Alguém tem que funcionar como emprestador, e esse alguém pode ser o Banco Central”, diz Arthur Barrionuevo, professor Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da FGV, que lembra que uma ação do BC nesse sentido não seria novidade. Na crise 2008, a autoridade monetária também precisou intervir na economia. “Ele não estará imprimindo dinheiro literalmente. É comprar títulos de empresas, duplicatas, debêntures e por aí vai.”

Carla Zambelli, Bia Kicis, Junio Amaral… Os deputados na mira do STF | Radar Beth Beli: “O racista não faz ideia o tipo de marca que deixa na gente” Luciano Hang, Roberto Jefferson e aliados de Bolsonaro são alvo da PF contra fake news - CartaCapital

Cristina Helena Pinto de Mello, economista e professora da ESPM“A oferta de moeda não é inflacionária”, diz Cristina. “Essa já é uma realidade praticada pelos bancos centrais dos Estados Unidos e da Europa e os países não sofreram com inflação. O Banco Central precisa dar liquidez.”

Renan Pieri, professor da Escola de Economia da FGV-SP“O Banco Central tem, sim, espaço para expandir a base monetária, para fazer cortes expressivos na Selic, o que até facilitaria o rolamento da dívida pública”, afirma Renan Pieri, da FGV. Porém, o professor faz ressalvas quanto ao controle da inflação: “Embora a demanda agregada do País esteja baixa, já que as pessoas não estão comprando, a gente teve também um choque de oferta, ou seja, as empresas estão produzindo menos. O choque de oferta negativo faz com que os preços subam. Por isso a gente pode, sim, ter inflação nesse período”.

Ele alerta que, dependendo da intensidade da medida, o tiro pode sair pela culatra. Ou seja, as famílias de baixa renda, que mais precisam de socorro financeiro nesse momento de crise, seriam as mais prejudicadas com uma disparada da inflação. “A inflação brasileira é muito volátil, qualquer estímulo gera inflação mais alta que em outros países. E o aumento da inflação recai mais sobre os pobres”, diz Pieri. “É um recurso que deve ser utilizado, mas está longe de resolver o problema.”

Ernesto Lozardo, economista e professor da FGV EAESP“Há caminhos melhores que a emissão de moeda ou de títulos públicos”. O economista critica a sugestão de Meirelles: “Isso pode elevar a dívida pública [hoje em 76,5% do PIB] a quase 90%. Se eu aumento a dívida pública, tenho que pagar essa dívida. E se a economia não cresce, tenho que elevar os impostos. A economia perde competitividade, o custo Brasil aumenta, a reforma tributária se inviabiliza e vai tudo para o espaço”, argumenta.

Para ele, usar a dívida interna é o pior caminho possível. “Você tornaria a dívida interna brasileira a maior do mundo e, pior, encurtaria o perfil dessa dívida. Porque ninguém vai emprestar com prazo longo, de 30 anos. Seriam empréstimos de curto prazo.”

O professor acredita que, para conter a crise, a melhor solução é utilizar mais fortemente as reservas internacionais. Segundo Lozardo, o Brasil precisa de US$ 50 bilhões para combater o coronavírus. Como atualmente, as reservas são de aproximadamente US$ 340 bi, o País ainda teria lenha para queimar. “Foi-se o tempo em que tínhamos uma dívida externa elevada, hoje ela é pequena”.

Facções políticas em guerra aberta pelo poder no Rio | Noblat Wanderson Oliveira cita ‘pedras no caminho’ ao se despedir de ministério Homem é preso suspeito de transportar entre o Pará e Goiás fuzil capaz de derrubar avião Consulte Mais informação: Estadão »

EInvestidor Kd o fraganomics ? EInvestidor Esse é o genio da lampada, adora ferrar com o país, ainda bem q ninguem da ouvidos...ja passou os 15 min, poee voltar pra sua secretaria e continuar tomando o dinheiro do contribuinte paulista, nao acrescenta nada... EInvestidor Chama o Meirelles 🙏 EInvestidor Parece que o Banco Central da Inglaterra concorda com o Meireles.

EInvestidor Cuidado, ficam comparando Brasil com Europa e Usa onde se deveriam comparar mais com argentina e venezuela e países economicamente fracos. Tivemos um enorme custo para nos livrarmos de inflação galopante no passado. O povo não a aceita mais. EInvestidor O que os ditadores fizeram sem covid

EInvestidor Fico com a opinião do Ernesto Lozardo, é a mais correta. EInvestidor Pode imprimir em casa? Que ideia de Jerico. EInvestidor Melhor o velhinho aí calar a boca EInvestidor Maluquice. EInvestidor Ótimo EInvestidor Um monte de retardado falando merda sem ler a buceta da matéria EInvestidor print money

EInvestidor sério isso? Cara, por isso foi ministro da esquerda... nuncamais esqueceesseloko EInvestidor EInvestidor O cara está fumando ou cheirando produtos vencido do narcochavusmos quer uma venaquela dentro do Brasil fdp será que foi o mal do século o vírus Paulo Freire geração perdida EInvestidor Vamos imprimir dinheiro. Eu quero cinco mil

EInvestidor Q pergunta...nem precisa ser economista p responder, basta não comer capim como os esquerdalhas!🤣😂🤣😂🤣😂🤣😂 EInvestidor Ele só foi sincero. Todo mundo sabe que o dinheiro de merda que circula hoje, no mundo inteiro, não é lastreado em bosta nenhuma, senão em um saco sem fundo. A ganância da Elite por possuir tudo, usufruir de tudo e se divertir às custas de 99% da humanidade não conhece limites.

EInvestidor Não devia pensar nada, só ignorar o veio que deve ta pirando porque não pode ir na padaria.. EInvestidor Uma boa idéia EInvestidor Quem?! EInvestidor laisesteevam lalaaaaa kkkkkkk EInvestidor Envelheceu sem deixar de fazer o que ele mas gosta de alimentar seu ego avarento 💲💲💲 EInvestidor $ocorro!

Meirelles defende 'imprimir dinheiro' contra crise do coronavírus: 'Risco nenhum de inflação'Em entrevista à BBC News Brasil, ex-presidente do BC apoia medidas extraordinárias contra impacto da pandemia, mas diz que reservas internacionais devem ser preservadas. se imprimir libra só gera inflação no reino unido Esse é dosss meuuus!!!! Parabéns Meirelesss, Fado Sensato!!!🤗🤗🤗 Certíssimo

As 3 dicas financeiras para enfrentar a crise, pelo ‘Favelado Investidor’ - Educação Financeira - E-InvestidorO contador Murilo Duarte, de 24 anos, é morador do Jardim João XXIII, na zona oeste de São Paulo, e fundador do canal de finanças Favelado Investidor, que hoje tem mais de 61 mil inscritos faveladoinvest EInvestidor Não quero favelado investidor! Eu quero é que a favela deixe de existir... Por moradia digna, saneamento básico, acesso a serviços públicos, trabalhos com direitos e salários que lhes garantam uma vida plena. faveladoinvest EInvestidor Qm tem ouvidos, ouça.

Imprimir dinheiro pode ser uma medida eficaz na crise | Maílson da NóbregaCaberia autorizar o Banco Central a comprar títulos do Tesouro em emissões primárias para facilitar o financiamento da expansão de gastos públicos Alguém apresenta um livro de história para esse povo! O velho princípio da inflação..... Meireles tbm disse a mesma coisa, vamos ver como termina isso.

“É hora de focar em empresas sólidas”, diz educador financeiro - Educação Financeira - E-InvestidorEm live transmitida pelo Facebook, nesta quarta-feira (8), o E-Investidor conversou com o educador financeiro Fabrizio Gueratto, criador do canal no YouTube 1Bilhão Educação Financeira. Em um debate sobre o mercado de ações, ele indicou EInvestidor Falou o novo guruzinho do momento EInvestidor Nossa, Einstein esse EInvestidor Boa noite. Peço um minuto de sua atenção para esse alerta. Obrigado.

FGV já detecta alta dramática do desemprego no paísIndicador que antecipa os rumos do mercado de trabalho teve retração de 9,4 pontos em março e caiu para 82,6 pontos, o menor nível desde junho de 2016 Esperamos para o bem da Nação que isto não seja novidade prá ninguém. Agradeçam a esquerda corrupta e vagabunda. O povo vai se lembrar disso nas urnas O pior governo da história,

Ministério da Saúde vai explicar ‘relaxamento’ da quarentenaO ministro Luiz Henrique Mandetta e os técnicos da pasta da Saúde vão usar a entrevista coletiva desta terça-feira para rever uma medida anunciada de forma brpolitico Abriu as pernas brpolitico Bolsonaro mandou,é isto?deram pra trás é? brpolitico Relaxamento da coronanóia, já!! 😁😁😁