O que é imunidade coletiva e quando ela pode ser atingida no coronavírus?

14/08/2020 20:54:00

O que é imunidade coletiva e quando ela pode ser atingida no coronavírus? (via @VejaSaude)

O que é imunidade coletiva e quando ela pode ser atingida no coronavírus? (via VejaSaude)

A imunidade de rebanho (quando o número de pessoas imunes a uma infecção chega a um nível que freia sua disseminação) gera dúvidas na pandemia de Covid-19

De acordo com a microbiologista Natália Pasternak, presidente doOu seja, esse trabalho até traz uma hipótese positiva, porém aindaContinua após a publicidadeFaz sentido: o índice de imunidade de rebanho tende a ser menor em uma comunidade na qual parte das pessoas está isolada e tomando diversas medidas de precaução, que dificultam o alastramento do Sars-CoV-2. Já em uma situação onde todo mundo volta para as ruas de maneira indiscriminada, essa taxa provavelmente será maior — uma vez que o coronavírus terá mais facilidade para invadir organismos suscetíveis.

Consulte Mais informação:
VEJA »

Carlos Andreazza: 'Com bloqueio de verba, Bolsonaro admite que tem poder sobre o orçamento secreto'

No CBN Em Foco, você acompanha uma análise aprofundada dos temas que dominam o noticiário. Um programa que tem a proposta de separar os fatos da espuma. Com ... Consulte Mais informação >>

VejaSaude Exemplo de imunidade de rebanho é a cidade de NY. VejaSaude Teoria inventada na cabeça dos Gados que nem sabem se existe imunidade após a primeira exposição ao vírus. VejaSaude Não conheço um eleitor do Bolsonaro que esteja arrependido, pelo contrário, já iniciamos a campanha pra 2022. É o melhor presidente de todos os tempos!

O mistério das pessoas imunizadas contra a covid-19 que não tiveram contato com o vírusOs efeitos de outros agentes infecciosos que provocam resfriados estimulam uma reação imunológica em uma parcela da população que pode variar de 20% a 80% Ou não

Bia Doria também é diagnosticada com coronavírus após governador testar positivo para a Covid-19Bia Doria também é diagnosticada com coronavírus após governador testar positivo para a Covid-19 G1 Ela vai adorar, faz tempo que não vê nada! Casal que transa é outra história Ah sim, se não queria saber quem era o Hélio do Doria

Queda de cabelo, o efeito secundário da covid-19 que apavora homens e mulheresFalamos com Óscar Muñoz, tricologista do Hospital Ramón y Cajal, que lidera uma pesquisa para esclarecer se a perda de cabelo é provocada pela medicação ou pelo próprio vírus. Ainda que afete a ambos os sexos, os médicos afirmam que mulheres buscam ajuda mais assustadas ggiovanaroque sem covid ja to careca, mais um pretexto pra não sair de casa Nossa Senhora!

‘Nos dispensaram por não prescrever cloroquina contra a covid-19’: médicos acusam operadora de saúdeMédicos que trabalharam para Hapvida, uma das maiores operadoras de saúde do Brasil, denunciam pressão para prescrever cloroquina, principalmente após a rede comprar milhares de unidades: 'Queriam que entregasse para qualquer caso de síndrome gripal'. Quantos foram curados? Só sei que muita gente morreu pq não deram esse remédio para as pessoas. minha irmã ja trabalhou com eles. As historias sao um show de horrores. Teve ate uma vez que gritaram com a tecnica para obrigar a entrar sem EPI no quarto de um paciente com meningite bacteriana para RCP. Eles miseram até EPI. E a tecnica entrou para nao perder o emprego

Boato distorce dados de cartórios para desacreditar contagem de mortes por covid-19Portal da Transparência do Registro Civil contabiliza que mais de 95 mil mortes no País tiveram como causa principal a doença causada pelo estadaoverifica LaertRamon olha isso akiiii estadaoverifica Bolsonarista merece ser preso. Por todas as vezes que uma mentira idiota dessas se propaga. estadaoverifica Pqp p acreditar nisso tem q ser muito lesado.

'Nos dispensaram por não prescrever cloroquina contra Covid-19': médicos acusam operadora de saúdeUma das maiores operadoras de saúde do Brasil, Hapvida é acusada de pressionar médicos a prescrever medicamento sem comprovação cientifica e desaconselhado por várias entidades. camilabomfim Vai vendo Perfeito, querem brincar com a saude dos outros que o facam em outro lugar. Bolsonaro Pará! ESSA É A VERDADEIRA PESQUISA DE OPINIÃO!🇧🇷👏👏👏 FechadosComBolsonaro NinguémFicaPraTrás BolsonaroAté2026 PTnuncaMais

Observatório Covid-19 , projeto que compila dados da pandemia.“Fritar” o vírus.Doria e sua mulher, Bia Doria — Foto: Celso Tavares/G1 A primeira-dama de São Paulo, Bia Doria, também foi diagnosticada com coronavírus nesta quarta-feira (12) após o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmar que também está com Covid-19.se curaram do coronavírus e, após 2 ou 3 meses, começam a perder o cabelo.

Paulo Lotufo, epidemiologista da USP, vai além: “É temerário fazer projeções assim para uma doença tão heterogênea quanto a Covid-19, que tem uma boa parte de assintomáticos, casos graves, mortes súbitas. São nuances que o modelo matemático não consegue distinguir. A maior parte deles provoca quadros respiratórios leves [como os resfriados], e outros, mais graves, como a SARS ou a MERS”, diz Juan Pablo Horcajada, chefe do Serviço de Doenças Infecciosas do Hospital del Mar, de Barcelona. De acordo com a microbiologista Natália Pasternak, presidente do Instituto Questão de Ciência , ainda não sabemos o suficiente sobre algumas das características que influem na capacidade de transmissão do novo coronavírus. Segundo a assessoria de imprensa do governo, imediatamente após a confirmação do exame, Bia Doria iniciou isolamento em sua residência, segundo protocolos médicos, e deve permanecer em observação pelos próximos dez dias. “Não conhecemos os parâmetros exatos para calcular a imunidade coletiva, principalmente a adquirida pelo curso natural da infecção. “Algo que não sabemos ainda é se esses anticorpos têm capacidade para proteger, ou em que medida”, observa. Nós nem sabemos se quem a contraiu estará de fato imune, ou quanto tempo dura a proteção promovida pelo contágio”, elenca. O padrão de queda é conhecido pelos dermatologistas como eflúvio telógeno.

Ou seja, esse trabalho até traz uma hipótese positiva, porém ainda longe de estar consolidada . O trabalho, não obstante, foi feito em amostras celulares, e a hipótese teria de ser testada em situações reais com pessoas reais. Nesta terça-feira (11), o estado de São Paulo registrou o segundo maior número de mortes por coronavírus desde o inicio da pandemia. Continua após a publicidade Tem mais: no caso da Covid-19, é provável que a tal imunidade coletiva gere uma queda no número de casos e mortes, mas não o fim do problema. “Ao atingir esse patamar, as novas infecções continuam acontecendo, embora em ritmo mais lento”, continua Kraenkel. Análises parecidas de outros grupos de pesquisa alcançaram resultados que colocam a presença de linfócitos T com reação protetora em cifras que superam 40% de suas amostras e chegam até 81%. O engenheiro Rodrigo Corder, um dos autores da pesquisa que citamos, concorda. Em sua conta no Twitter, Doria compartilhou o resultado do exame, que aponta "DETECTADO" pelo método "PCR em tempo real". “O limiar que propomos não indica que a transmissão foi interrompida. Embora exista preocupação com o aumento de casos, não está acontecendo o mesmo que em março, e parte da explicação pode estar em que existe uma maior percentagem de pessoas protegidas que o que se reflete nas pesquisas sorológicas”, cogita Manel Juan, chefe de imunologia do hospital Clínic de Barcelona..

E, se retirarmos medidas como o distanciamento social e o uso de máscaras de maneira abrupta, a transmissão pode se prolongar muito mais”, alerta. Faz sentido: o índice de imunidade de rebanho tende a ser menor em uma comunidade na qual parte das pessoas está isolada e tomando diversas medidas de precaução, que dificultam o alastramento do Sars-CoV-2. Para Villar, esta resposta dos linfócitos T, gerada por um contato com vírus similares ou pelo próprio sistema imunológico do indivíduo, pode explicar também a heterogeneidade no impacto da doença. Absolutamente, assintomático, me sinto bem, vou para a minha casa, vou seguir o protocolo médico, com a orientação do doutor David Uip, infectologista e integrante do comitê de saúde do estado de São Paulo", disse Doria. Já em uma situação onde todo mundo volta para as ruas de maneira indiscriminada, essa taxa provavelmente será maior — uma vez que o coronavírus terá mais facilidade para invadir organismos suscetíveis. Imunidade coletiva ou mortes dos suscetíveis? Outro ponto debatido é a razão por trás do platô no número de mortes e casos no Brasil. Por isso os jovens podem ter uma forma mais leve da doença e inclusive assintomática, e os idosos apresentam quadros muito mais graves ”, aponta. “O que estamos vendo hoje em algumas cidades brasileiras é uma redução não porque atingimos a imunidade coletiva, mas porque boa parte das pessoas mais suscetíveis a morrer ou ter versões graves da doença já foi contaminada”, destaca Lotufo. Tudo isso vai passar, a vacina vai chegar, e o Brasil terá um novo momento livre do coronavírus. Muito mais em pessoas que acabam de superar uma doença tão devastadora como a covid e podem estar emocionalmente vulneráveis .

Para ele, a imunidade coletiva existe e também chegará para a Covid-19. Essa espícula está sendo empregada pelos laboratórios que desenvolvem alguns dos candidatos à vacina contra a Covid, pois é visto como um alvo contra o qual gerar uma reação imunológica que evite a infecção. Contudo, ela não deve ser alcançada naturalmente , porque o custo disso viria a uma quantidade alarmante de mortes. “O ideal é atingir esse número artificialmente, com uma vacina eficaz”, pontua. “Faria sentido para mim que houvesse mais proteção no norte da Espanha [uma região mais fria e úmida], porque pensaria que há mais resfriados, mas não é o que vemos”, especula Juan. Ele reforçou que Doria está com o coronavírus e assintomático. Continua após a publicidade cujos dados suportariam a teoria do limiar mais baixo da imunidade coletiva. Depois de um pico de infecções e sem implementação efetiva de medidas preventivas, a doença arrefeceu e os inquéritos sorológicos apontam que cerca de 10% da população teve contato com o vírus. “Com a gripe acontece algo assim, há certo grau de imunidade depois de se contagiar com vírus similares da gripe”, afirma Rodríguez Baño. É muito curioso que a queda pela covid também seja vista em homens.

Só que o custo disso foi um aumento de 500% no número de óbitos em comparação ao mesmo período de 2019, e o colapso da saúde pública do estado. Na ocasião, ele também não foi afastado do cargo e fez o tratamento em casa. Em webinar promovido pela Agência Fapesp , o epidemiologista da USP Marcos Amaku lembra que, mesmo que esses 20% sugeridos pelo estudo sejam reais, será preciso que pelo menos 8 milhões de pessoas se contaminem só no estado de São Paulo. Conhecer a situação imunológica da população pode ajudar a revelar muitos dos mistérios que ainda persistem sobre o impacto desigual do coronavírus , mas medir a imunidade real, independentemente da geração de anticorpos, é algo que exige exames que atualmente são caros e difíceis de fazer. Hoje, temos cerca de 630 mil casos confirmados. O que é um modelo matemático Basicamente, é uma espécie de simulação de um evento da vida real. A informação seria útil para conhecer quanta gente está protegida e até que ponto, mas também para desenhar melhores vacinas, que ajudem o organismo a gerar a reação mais eficaz contra o coronavírus. O número paulista equivalia naquele dia a um quarto do total de mortes no Brasil, que alcançava a marca de 100 mil também no sábado. Diversos parâmetros numéricos escolhidos pelos experts formam uma equação para tentar responder uma questão. O ano de 2020 passará à história como um dos mais difíceis de nossas vidas .

“No caso das doenças infecciosas, usamos como parâmetro, por exemplo, a taxa de transmissão do vírus, além de fatores como densidade demográfica e características populacionais”, explica Corder. Informações sobre o coronavírus:. “Assim, tentamos investigar os mecanismos que influenciam eventos reais”, continua. É como se uma aeronave de grande porte caísse diariamente no estado, matando todas as vítimas a bordo. Relacionadas .