O presidencialismo fracassou [Artigo]

Em vez de seguir com o brado de 'fora um, fora outro', sistema político precisa de reforma

25.5.2019

Artigo: Em vez de seguir com o brado de 'fora um, fora outro', sistema político precisa de reforma por Rodrigo Abel

Em vez de seguir com o brado de 'fora um, fora outro', sistema político precisa de reforma

PUBLICIDADE O Brasil de 2016 parece ainda teimar em continuar coabitando o Brasil de 2019. Dólar nas alturas, reformas inconclusas, povo nas ruas, incapacidade de diálogo, desemprego em alta, produtividade em baixa, estados falidos, cortes em áreas essenciais — como educação, saúde na UTI —, enfim; de Dilma, passando por Temer, chegando agora a Bolsonaro, mudamos praticamente nada nestes anos. O"Fora, Dilma" se transformou no"Fora, Temer", que agora ensaia no"Fora, Bolsonaro". Sem falar no"Fora, FHC", no"Fora, Lula" e no"Fora, Collor". É a repetição da repetição. Nosso povo, para bem da verdade, gosta mesmo é de colocar os governantes para fora, já que a letalidade em nosso presidencialismo é de espantar. Dos cinco presidentes eleitos desde 1989, dois foram colocados para fora e os outros dois quase tiveram o mesmo destino. Bolsonaro, nosso quinto presidente eleito, ainda resiste, mas já há cheiro de pólvora no ar. Receba as newsletters do Globo: Digite as letras da imagem: Trocar imagem Cadastrar Enquanto vamos nos divertindo com nossa tragédia do bota e tira, enfrentando-nos uns aos outros neste permanente octógono, deixamos de lado o grande vilão disso tudo: o sistema político que criamos e que impossibilita avançarmos ao futuro. Está claro que o modelo presidencialista, de tipo brasileiro, fracassou. A letalidade desse sistema é seu próprio epitáfio. Ao impor um padrão de conduta que namora com os limites da legalidade e da moralidade, o presidencialismo de coalizão é uma máquina em produzir crises. Só não enxerga isso quem não quiser. E esse cenário se agrava ainda mais quando elegemos mandatários que não se dispõem a jogar o jogo do sistema de trocas que criamos – Dilma e Bolsonaro são irmãos nessa rara habilidade. O presidencialismo não é um regime político que nos permita dar o “reset” a hora que quisermos. Esse sistema é outro. Em 1993, no único plebiscito realizado neste novo período democrático, o Brasil foi às urnas para decidir entre a república e a monarquia; entre o presidencialismo e o parlamentarismo. Venceu a república e o presidencialismo. Mas o que fica cada dia mais claro é que a nossa prática política é literalmente de uma república parlamentarista. O problema disso é que “resetar” o sistema por meio de impeachment vem custando nosso futuro. PUBLICIDADE Entretanto, em 2020, teremos a oportunidade de iniciar uma nova caminhada, já que as coligações partidárias para as eleições às Câmaras municipais estarão proibidas. Há, neste novo critério, combinado com o fim do acesso à televisão e ao fundo partidário para partidos que não conseguiram cumprir com a cláusula de barreira imposta nas eleições de 2018, grandes chances em diminuirmos a vergonhosa pulverização partidária que alimenta nosso presidencialismo de crises. Menos partidos significa maior estabilidade. Maior estabilidade significa mais previsibilidade. Mais previsibilidade significa mais desenvolvimento. Mais desenvolvimento significa, sobretudo, mais riqueza, empregos e melhores políticas públicas. Essa é a receita simples que orienta as 36 nações mais desenvolvidas do mundo que estão organizadas no clube dos países ricos – OCDE, que o Brasil tanto almeja ser membro. Mas reparem num detalhe: 81% destes países adotaram o regime parlamentarista como forma de governo. Entre o “Lula livre” e o “Bolsonaro mito” que se entoam nas ruas e nas redes sociais, há um vácuo a ser preenchido. O regime já caiu faz tempo, e algo é preciso ser colocado em seu lugar. Rodrigo Abel é cientista político. Compartilhe por Consulte Mais informação: Época

Era uma maravilha com Lula, Dilma, FHC, Color, Sarney, Temer.. Agora não presta mais.. Entendi.. A imprensa tem culpa. Levantou e derrubou, e se lambusou nas corrupções destes. Agora chega um q ela n criou, q n tira grana dele.. Pronto, não presta mais!! Fracassou não, está começando agora com Jair Bolsonaro e o povo!

O presidencialismo fracassou na opinião da sem época. Quando a população se une a favor de um presidente a mídia tem que enfiar o rabo entre as pernas e se calar Em outras palavras: a Época quer o Brasil governado pelo Centrão. Só falta 'combinar' com o povo, né? Mas que importância tem o povo, não é mesmo?

Fracassou não.... Só agora que a esquerda perdeu o poder? Curioso O presidencialismo nao fracassou, nós e que elegemos um Presidente fraco, sem projeto e incapaz de fazer uma gestão eficiente Agora que foi eleito um presidente que fechou as torneiras da mídia e dos corruptos aí o presidencialismo fracassou. Quando os que estavam no poder sustentavam essa corja o presidencialismo era ótimo.

Algumas pessoas, que se consideram 'donas do país', podem achar que o Presidencialismo acabou e qqer coisa que queiram pensar. Isso é liberdade de expressão. Outra coisa é tentar impor isso à revelia do povo. Aí, devem lembrar um dito do passado: 'Quantas divisões tem fulano?' Vagabundo querendo empurrar parlamentarismo. VA PA PORRA

Em inquérito, delegada diz que PM que atirou em jovem em Florianópolis 'extrapolou os limites'O policial foi indiciado por homicídio doloso, quando há intenção de matar G1 Se tivesse aprovada a lei do Moro ele podia ter alegado que agiu sobre forte emoção e se assustou. Aí tava tudo bem Extrapolou os limites? Toda PM extrapola os limites, né? Cansado desses 'casos isolados'.

Claro, como se o problema fosse o sistema e nao os eleitos... com o que temos na política, estaríamos na merda, como estamos, de qq jeito canalha! fracassou teu lulismo, teu socialismo, na verdade nunca prestou! Eis a reforma que também precisa, incluindo vocês. Certeza, o Brasil melhora, e vai acontecer. Olhem a foto. É vocês amanhã, imprensa corrupta, bandida.

Adotar o Parlamentarismo seria ver o país governado pela trupe corrupta do Centrão (PP, PSB, SD, DEM e PSDB) Deus me livre! Vem coisa por aí..... A imprensa determinando o fim do presidencialismo e politicos como Serra organizando listas para PEC do parlamentarismo. Já pensou, hoje o primeiro ministro seria algum líder do centrão, tipo o gordo Maia ou Waldemar da Costa Neto.

Sarney, Collor, FHC comprando reeleicao, Lula e Dimla com mensalao e petrolao, Temer com Joesley ... e agora que as pessoas veem que algo de errado nao esta certo? Fracassou ou ameaça o stablisment? Canalhas!

Abel lamenta erros em derrota para o Galo: 'Fugiu ao nosso padrão'Treinador rubro-negro admitiu decepção com a derrota por 2 a 1 para o Galo mesmo com o time atuando com um a mais durante todo o segundo tempo no Independência É isso q dá ter só uma forma de jogar. Troca arrascaeta por Diego. E quando um não tá. Vai no bomba meu boi. Abel é fraco. Joga na cara da torcida agora seu merda! O falou que era dia de Arrascaeta e Everton Ribeiro atropelar o Galo. Kd?

Jonas, do Benfica, diz estar 'realizado' com título Português, mas se esquiva de pergunta sobre continuidade no clube - ESPN VideoJonas, do Benfica, diz estar 'realizado' com título Português, mas se esquiva de pergunta sobre continuidade no clube marcosbrazrio

O jogo dos quatro erros de Bolsonaro [Artigo]Artigo: Recuo do apoio às manifestações de domingo chegou tarde. Eventual fracasso cairá no colo do presidente por Luiz Fernando Vianna Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahqhqhqha F A K E N E W S , TA OK? LKKKKKKKKKK idiotice! ninguém do governo tem que ir mesmo! essa é uma manifestação do POVO!



Descontrole total - Opinião - Estadão

Bolsonaro está minando a democracia brasileira? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Morre o criador do 'copiar e colar' (o CTRL C, CTRL V)

Caso Ninho: Fla pleiteia por redução da pensão para menos que um salário mínimo. MPRJ e DPRJ rebatem

‘Tô aqui desarmado e vou enfrentar’, avisou Cid antes de ser baleado | Radar

Sem aval da Justiça, Suzane von Richthofen perde semestre na faculdade após dez faltas

Guedes se desculpa: “A mãe do meu pai foi doméstica”

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

25 maio 2019, sábado Notícia

Notícias anteriores

O que Moro diz quando lhe perguntam sobre a lista tríplice

Próxima notícia

Sem Hannibal Lecter, novo livro de Thomas Harris aborda imigrantes - Aliás - Estadão
Aproximação entre Datena e Covas isola Bolsonaro e fortalece Doria - Política - Estadão 48% das mulheres dizem já ter sofrido algum tipo de assédio no carnaval, diz Ibope Inteligência Bolsonaro diz que vai aos EUA para tentar trazer fábrica da Tesla para o Brasil - Link - Estadão PMs buscam aumento salarial como compensação por queda de criminalidade, diz comandante - Política - Estadão Bolsonaro vai para o Guarujá passar o carnaval com aliados e filhos - Política - Estadão Joaquin Phoenix resgata bezerra e vaca de abatedouro após o Oscar - Emais - Estadão Novas imagens mostram que três pessoas dispararam na direção de Cid Gomes em motim no Ceará Vistos negados pelos EUA a brasileiros crescem 45% em um ano; deportados relatam medo e humilhação Dólar tem leve alta nesta sexta e renova patamar recorde de fechamento Estados Unidos reabrem mercado para a carne bovina in natura do Brasil, diz ministério FOTOS: Veja imagens do 2º dia de carnaval em Salvador Telas de novos celulares dobráveis formam bolhas e rachaduras, mostram testes
Descontrole total - Opinião - Estadão Bolsonaro está minando a democracia brasileira? Ouça no ‘Estadão Notícias’ Morre o criador do 'copiar e colar' (o CTRL C, CTRL V) Caso Ninho: Fla pleiteia por redução da pensão para menos que um salário mínimo. MPRJ e DPRJ rebatem ‘Tô aqui desarmado e vou enfrentar’, avisou Cid antes de ser baleado | Radar Sem aval da Justiça, Suzane von Richthofen perde semestre na faculdade após dez faltas Guedes se desculpa: “A mãe do meu pai foi doméstica” Vídeo mostra homem disparando em ato em que Cid Gomes foi baleado Doria, Gilmar e Maia veem escalada de ‘autoritarismo’ no Planalto - Política - Estadão Dólar abre em alta e bate R$ 4,40 pela 1ª vez ‘Bolsonaro cometeu um estelionato eleitoral’ - Infográficos - Estadão Silvia Abravanel pede demissão do SBT e pega Silvio Santos de surpresa | VEJA Gente