O fogo amigo entre candidatos bolsonaristas na disputa ao governo de SC | Maquiavel

30/09/2022 00:36:00

O fogo amigo entre candidatos bolsonaristas na disputa ao governo de SC

O fogo amigo entre candidatos bolsonaristas na disputa ao governo de SC

Patinando nas pesquisas, atual governador Carlos Moisés (Republicanos) virou alvo de dois adversários após denúncia contra Jorginho Mello (PL)

(Republicanos) acusou o senador e candidato Jorginho Mello (PL) de ter feito um pedido, em 2020, para que o governo estadual não reduzisse um contrato de 100 milhões de reais com uma empresa que administrava um presídio catarinense.Lula (PT) para o Palácio do Planalto.dinheiro do orçamento secreto.DURAÇÃO: 00:10:57 Copie o código abaixo para usar no seu site: Código copiado! Neymar comemora o seu gol na partida contra a Tunísia.

Durante a transmissão, o também candidato Esperidião Amin (PP) questionou o porquê de Moisés não ter exposto o ocorrido antes e fez um apelo para que o governador apresente provas e formalize a denúncia.Agora, o atual governador é alvo de ambos os adversários, que apresentaram notícias-crime contra o postulante à reeleição.“Diante das ameaças do candidato Bolsonaro contra o sistema eleitoral brasileiro, especialmente contra as urnas eletrônicas, reconhecidas aqui e no exterior como seguras e confiáveis, o que redunda em ameaça ao Estado Democrático de Direito, meu voto, no próximo domingo, será para o Lula”, diz o texto assinado por Velloso nesta quarta-feira 28.Jorginho ingressou na Justiça Eleitoral com um pedido de instauração de ação penal por calúnia e, Amin, recorreu ao Ministério Público de Santa Catarina para que a Promotoria investigue os fatos apresentados pelo governador.Raquel Lyra também optou por fazer uma pergunta a Marília Arraes.Sobe e desce Adversários de Carlos Moisés ouvidos por VEJA afirmam que as declarações do mandatário são sinal de “puro desespero”.Na madrugada desta quarta, ao comunicar o voto em Lula , Celso de Mello anotou que “a atuação de Bolsonaro na Presidência da República revelou a uma Nação estarrecida por seus atos e declarações a constrangedora figura de um político menor, sem estatura presidencial , de elevado coeficiente de mediocridade , destituído de respeitabilidade política”.Moisés, que antes liderava as pesquisas, viu sua pontuação recuar nas últimas semanas e hoje aparece empatado com Jorginho — que tem o apoio de figuras importantes, como o do empresário Luciano Hang –, aliado de primeira hora de Bolsonaro.

A pesquisa Ipec divulgada na segunda-feira, 26, apontou que Jorginho avançou de 16% para 20% na comparação com a edição anterior da sondagem, enquanto Moisés caiu de 23% para 20%.Relacionadas.Miguel Coelho citou a tragédia causada pelas chuvas em Jaboatão dos Guararapes e diz que Anderson Ferreira"não deu a mínima atenção" aos moradores de áreas de risco.Neste cenário, têm emergido ainda a figura dos demais adversários — Amin manteve 15% e Gean Loureiro (União Brasil) subiu de 8% para 14%.O candidato apoiado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Décio Lima (PT) , aparece com 10% — na margem de erro, de três pontos percentuais para mais ou para menos, ele está empatado com Loureiro e Amin.A margem de erro da Ipec é de três pontos para mais ou para menos.Danilo Cabral, em uma questão sobre desemprego, citou que ele era fruto do mau governo de Jair Bolsonaro (PL).Continua após a publicidade Giro VEJA - quinta, 29 de setembro Os preparativos do debate da TV Globo e as últimas definições da Justiça Eleitoral para a votação de domingo são os destaques do dia Os principais candidatos ao Palácio do Planalto se enfrentam nesta noite, no último debate do primeiro turno.

Desta vez, vai ter confronto entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro, já que os dois favoritos na disputa presidencial confirmaram presença.

Consulte Mais informação:
VEJA »
Loading news...
Failed to load news.

Carlos Velloso, ex-ministro do STF, declara voto em Lula; leia a notaEle se junta a outros ex-integrantes da Corte que anunciaram voto no petista, como Joaquim Barbosa e Celso de Mello Cara isso e bobagem que relevância esses personagens tem pra população nenhuma..e só mas um voto e nada más Quem vota em ladrão perde a razão kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Carlos Madeiro - PE: Candidatos perguntam a Marília e a bolsonarista ausentes no debateCom uma inovação, o debate dos candidatos ao governo de Pernambuco na Globo Nordeste reservou um espaço no primeiro bloco para que os concorrentes pudessem perguntar aos nomes ausentes, no caso, Marília Arraes (Solidariedade) e Anderson Ferreira (PL).

'A Seleção tem duas estruturas de jogo prontas para a Copa do Mundo'Carlos Eduardo Eboli e Raphael Prates analisam a partida do Brasil contra a Tunísia. Diferente do jogo contra Gana, Tite voltou à escalação dita titular, com Fred e Danilo. Eboli destaca a boa atuação da Seleção frente uma equipe mais equilibrada: 'capacidade de construir espaços mesmo em um campo mais reduzido'. Os comentaristas falam ainda sobre o arremesso de uma banana em campo contra os jogadores brasileiros. ebolicbn raphaprates Tite experimenta formações. O problema e que não testou contra equipes de primeiro nível em eliminatórias amistosos. Brasil tem bons jogadores, mas está pronto para vencer equipes contra as quais nunca jogou? Não vale história, vale a forma atual das seleções européias. ebolicbn raphaprates Vcs são corajosos. Afirmar isso sem que a seleção tenha enfrentado equipe de primeiro nível? Parece a empolgação que antecedeu a Copa de 2018. Pena que a Bélgica acabou com a festa.

Depois de quatro jogos, Santos volta a vencer no BrasileirãoO Peixe, que vinha de uma sequência de três derrotas e um empate, bateu o Athletico-PR por 2 a 0, na Vila Belmiro, nesta terça-feira. Raphael Prates avalia que o resultado foi importante para o Santos e destaca o gol de Luan, que não marcava desde maio de 2021, quando ainda jogava pelo Corinthians. Já Carlos Eduardo Éboli lembra que, mesmo com uma final de Libertadores pela frente, Felipão escalou o time titular para o confronto. raphaprates ebolicbn Queria ter ouvir Prates e te ouvi.

Debate da TV Globo em MG é marcado por confrontos e acusações entre Zema e KalilA presença de Romeu Zema, do NOVO, no debate da TV Globo nesta terça-feira aqueceu as discussões entre os candidatos ao governo de Minas Gerais. É o primeiro debate que Zema comparece desde o início da campanha eleitoral. Também participaram Carlos Viana, do PL, Lorene Figueiredo, do PSOL, e Marcus Pestana, do PSDB.