Terranotícias

Terranotícias

O buraco mais profundo já cavado na Terra

O buraco mais profundo já cavado na Terra #TerraNotícias

25.5.2019

O buraco mais profundo já cavado na Terra TerraNotícias

Durante Guerra Fria, EUA e União Soviética criaram projetos ambiciosos para perfurar mais fundo do que nunca

A estrutura de 12,2 km é tão profunda que os moradores locais juram que podem ouvir os gritos das almas torturadas no inferno. Os soviéticos levaram quase 20 anos para conclui-la. Apesar disso, não chegaram ao fundo da Terra. Na verdade, a broca ainda estava a apenas um terço do caminho entre a crosta e o manto da Terra quando o projeto foi interrompido, em meio ao caos da Rússia pós-soviética.

"A perfuração começou na época da Cortina de Ferro", conta Uli Harms, do Programa Internacional de Perfuração Continental Científica (ICDP, na sigla em inglês). Na época um jovem cientista, ele trabalhou na"rival alemã" do Poço Superprofundo de Kola."Havia certamente uma competição entre nós. Uma das principais motivações era que os russos simplesmente não revelavam nada sobre o que faziam."

"É a diferença entre ter um dinossauro vivo e um osso de dinossauro fossilizado", compara.

Os EUA foram os primeiros a tentar explorar essa fronteira profunda. A iniciativa partiu da famosa American Miscellaneous Society, no final dos anos 1950. O grupo informal era formado por expoentes das principais da comunidade científica dos EUA. A ideia de perfurar a crosta terrestre até o manto foi chamada de projeto Mohole, em homenagem à Descontinuidade de Mohorovičić (ou Descontinuidade M), que separa a crosta do manto.

Empreitada soviética Os soviéticos começaram a perfurar o Círculo Polar Ártico em 1970. E, finalmente, em 1990, o Programa de Perfuração Profunda Continental Alemã (KTB) teve início na região da Bavária - e finalmente perfurou 9 km.

Um dos maiores desafios enfrentados pelos engenheiros alemães foi a necessidade de perfurar um buraco o mais vertical possível. A solução criada por eles se tornou atualmente a tecnologia padrão nos campos de petróleo e gás do mundo.

Dois anos antes de Neil Armstrong caminhar na Lua, o Congresso dos EUA cancelou o financiamento para o projeto Mohole quando os custos se afastaram do previsto. Os poucos metros de basalto que eles conseguiram trazer custaram aos cofres públicos cerca de US$ 40 milhões (R$ 160 milhões) em valores atuais.

Ali, em 2013, a artista holandesa Lotte Geevan decidiu fazer um experimento. Ela levou para baixo um microfone protegido por um escudo térmico, captando um som profundo e estrondoso que os cientistas não conseguiram explicar. Nas palavras dela, o som"me fez sentir muito pequena; foi a primeira vez na minha vida que essa grande bola em que vivemos veio à vida e parece assombrosa", diz."Algumas pessoas achavam que soava como o inferno. Outras, que podiam ouvir o planeta respirar".

"Pensamos nisso como uma expedição, porque realmente leva algum tempo em termos de preparação e execução", diz Harms,"e porque você está realmente entrando na terra de ninguém, onde ninguém esteve antes, e isso é realmente incomum nos dias de hoje".

"No buraco 1256, fomos os primeiros a ver a crosta oceânica intacta. Ninguém tinha conseguido isso antes. Foi realmente emocionante. Sempre há surpresas".

"A ideia é que esse navio dê prosseguimento ao trabalho iniciado pelo projeto Mohole original há 50 anos", diz Sean Toczko, gerente de programa da Agência Japonesa para a Ciência e Tecnologia Marinha-Terrestre."Esses poços superprofundos nos ensinaram sobre nossa densa crosta continental. O que estamos tentando fazer agora é descobrir mais sobre os limites da crosta-manto".

"No fim das contas, é realmente uma questão de custo", diz Harms."Essas expedições são extremamente caras - e, portanto, são difíceis de serem replicadas. Podem custar centenas de milhões de dólares - e apenas uma pequena porcentagem será de fato para as ciências da terra; o restante será para o desenvolvimento tecnológico e, é claro, para as operações."

Consulte Mais informação: Terra

Cuca, após derrota para o Bahia em casa: 'Não pode ter terra arrasada'Tricolor amarga derrota por 1 a 0, nesta quarta-feira, e chega ao segundo jogo seguido sem vencer a equipe baiana no Morumbi Com todo respeito, mas cansou ver esse time pipoca em mata mata, cheguei agora em casa cheio de fome maior veneno

O buraco mais profundo já cavado na TerraDurante Guerra Fria, EUA e União Soviética criaram projetos ambiciosos para perfurar mais fundo do que nunca. Vão achar o Vasco lá Em redor do buraco tudo é beira. O ânus da vossa progenitora. Risos.

Quem é o Rei da Copa do Rei - e por que ele fez da Espanha a terra dos times com 'Real' no nomeBarcelona e Valencia decidem a edição 2018/19 da Copa do Rei neste sábado, às 15h50 Pois é. Então parem de chamar o Madrid de 'O Real', porque não é o único.

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

25 maio 2019, sábado Notícia

Notícias anteriores

Ex-jogador Roni é preso no Mané Garrincha em operação no DF

Próxima notícia

Recall diário - Política - Estadão