O atraso da vanguarda | Murillo de Aragão

Políticos do século XX, Bolsonaro e Lula têm ideias do século XIX

15/01/2022 23:00:00

Murillo de Aragão: Tanto Lula quanto Bolsonaro são políticos do século XX com ideias do século XIX VEJAColunistas

Políticos do século XX, Bolsonaro e Lula têm ideias do século XIX

Murillo de AragãoAtualizado em 14 jan 2022, 18h23 - Publicado em 15 jan 2022, 08h00O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro Isac Nóbrega/PR; Ricardo Stuckert/Instituto LulaPublicidadePublicidadeO ano mal começou e o bestialógico na política já se faz presente. Duas recentes declarações expressas pelos dois ponteiros da campanha eleitoral à Presidência revelam o atraso em que vivemos.

A primeira foi dada por Jair Bolsonaro, ao se referir a pessoas “taradas por vacinas”. Incrível como o presidente da República insiste em um tema já superado. E em um país onde a imunização conta com amplo apoio, inclusive por parte da maioria daqueles que o cercam.

Consulte Mais informação: VEJA »

O Assunto #708: Por que a dengue voltou com força

Desde janeiro, o Brasil registrou mais de 700 mil casos, superando o total do ano passado. O surto de 2022, que já causou 265 mortes, concentra-se numa espécie de corredor que vai do Tocantins ao oeste de Santa Catarina. Consulte Mais informação >>

Infelicidade preconizar que as políticas de Lula e do desmiolado, são iguais. Lula é o melhor do século vinte, que chegou ao século 21. É o desenvolvimento de Lula e seus eleitos, contra a ignorância homicida do século 20 e o retrocesso, socio estrutural. O “ moderno” é o Moro, igual o Collor né mesmo!!

A VEJA é do século XV . . Lula deu certo! O Brasil com ele prosperava! JairBolsonaro ForaBolsonaro DitaduraNuncaMais Somos70porcento ImpeachmentBolsonaro E vcs? São uma revista de qual século? rs Verdade BRASILNAOAVANÇA Essa VEJA não aprende a lição mesmo neh! Revista nojo!!! Querem eleger o negacionista de novo ou outra nova aberração? Esqueceram do juiz parcial ? Credibilidade de vcs segue no nível mais baixo !!!

KKKK. Isentona 👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽 Claro Veja, os demais tem ideias do século XVIII e vcs não cansam de passar vergonha. Que ideia ultrapassada né dizer que o pobre tem que comer carne, tem que ter a acesso as universidades públicas e comer 3x por dia

Estado do Rio recebe doses pediátricas e deve iniciar vacinação na segunda-feira | CNN BrasilDoses do imunizante contra a Covid-19 para crianças chegaram ao Rio de Janeiro nesta sexta (14) e vacinação deve começar a partir de segunda-feira (17) Vamos ver crianças caindo com mau súbito por aí?

Esse aí, deve ser mais um viúvo da lava jato, cúmplice do juiz suspeito 🤮🤮🤮🤮🤮🤮 2022 já chegou... Lula neles 💪💪 Aceita que dói menos 😂😂😂😂😂😂😂 MoroPresidente2022 MoroVenceBolsoLula Vocês de borram de medo de ver os pobres e pretos novamente com dinheiro não? Vocês odeiam os brasileiros! E vcs São da imprensa tem ideias de 64 do golpe!!

2 picaretas! E o 'oi de boto'? E a VEJA de qual século é? Político do Século XXI da Veja: - Vamos privatizar porque o país melhora. - Vamos 'desinvestir' com o teto de gastos. - Pra que direitos trabalhistas? - 7 reais na gasolina está tudo bem, pois ao menos é o mercado que comanda a Petrobras. - Juiz incompetente é o herói do mercado

Que M de artigo

Ministério da Saúde nega atraso em envio de vacinas infantis para estados | CNN BrasilO ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou que a pasta esteja atrasando a entrega de vacinas infantis aos estados e municípios e disse que há uma narrativa para “deixar pais e mães inseguros” com relação à vacinação Nordeste só presta para passear. Terra de povo sem educação, que não respeita os direitos das pessoas nem o próximo. Número altíssimo de desemprego. Lembrando que é a região com maior número de ANALFABETOS do país. ARREPENDIMENTO Ahhhhh, quem criou uma narrativa para 'deixar pais e mães inseguros' foram esses fdp genocidas que atrasaram a compra das vacinas. A anvisa já havia liberado o uso. O mundo já está vacinando e esses fdp atrasaram de forma propocital Por sorte, só idiotas acreditam nesses vermes Governo de inúteis só funciona assim. Nega, dificulta, atrasa, depois autoriza, aí depois diz que está normal kkkkk Esse ano vai ser o fim desses micróbios!!!

Um só fala de Ditadura Militar o outro é amigo de Ditadores Latinos, q bela dupla de bosta Não, Murillo. Lula é um ladrão. A única ideia dele é roubar o Brasil. Lula é um idiota ReVeja que nem será candidato Quem é Murilo? A veja poderia pelo menos explica quem é esse Murilo de Aragão? Para depois saber se o que fala tem importância.

Quem é esse, motorista de Uber? Qual ideia atual é melhor? Entregar a política nacional nas mãos de globalistas? Bom mesmo é o Moro clone do Bolsonaro

Em Maricá, aldeias indígenas vivem expectativa para vacinação de crianças após atraso na chegada de doses

Será Século XXI? O candidato moderno dos caras é um ex-juiz que se achava rei. Idéias do seculo XV rapaziada As ideias do Bolsonaro tbm são do século XX. Se não me engano o facismo é de 1922. Engraçado que tentam achar simetria do Bolsonaro com o antagonista Lula, mas não falam ds simetria com o Moro, que fez parte do governo, ajudou a eleger e que a conje confessou que eram um só!

E de que século vocês são? Do período paleolítico? É cada mer...que a gente acaba lendo!! Afff E pensar quê antes de 1994 eu assinei essa bosta de revista. Basculho! Desespero batendo na redação da Veja Kkkkkkk. Lula no primeiro turno. E esse BIOGRAFADO é do século XXI ? Pq pense num safado , sonso e traíra moderno 🤔🤨

Só uma diferença. Um foi condenado como ladrão e corrupto, o outro foi capitão do exército. Assim a escolha é fácil.

Bombeiros retomam buscas por desaparecido em naufrágio que deixou dois mortos em SCVereador Ricardo de Moraes Barbosa, da cidade catarinense de Caçador, é uma das vítimas

Bom é o a marreco? E os eleitores do século XVIII A única ideia do Lula é roubar. Fato. Faço votos que Lula e Bolsonaro tenham um ótimo protagonismo na CADEIA. NemLulaNemBolsonaroNuncaMais MoroVenceBolsoLula Bolsonaro é do séc.XV,se tanto. Interessante é que esse turma tem mestrados,doutorados, falam mil línguas e só falam só PORCARIA. 🤦‍♂️ que falta de vida e de alegria. SOS.

Bom mesmo é o marreco que fazia parte do conluio pra eleger o bozo e agora se faz de rival... Se toca rapaz Olha quem fala !!!!

Nextflix anuncia série sobre os circuitos de tênis e dos Grand SlamsNOVIDADE!🆕🎾📱💻 Nextflix anuncia série sobre os circuitos de tênis e dos Grand Slams lance

Bozo é da era medieval, pensamentos retrógados. A diferença é que Lula é bandido. Não há dúvidas!

Arrastão assusta motoristas na BR-040, altura de Duque de CaxiasCom a chegada de agentes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar, os assaltantes fugiram Cariocas assustados com arrastão? Modinhas. Novidade! dhawkbr

Por Murillo de Aragão Atualizado em 14 jan 2022, 18h23 - Publicado em 15 jan 2022, 08h00 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro Isac Nóbrega/PR; Ricardo Stuckert/Instituto Lula Publicidade Publicidade O ano mal começou e o bestialógico na política já se faz presente. Duas recentes declarações expressas pelos dois ponteiros da campanha eleitoral à Presidência revelam o atraso em que vivemos. A primeira foi dada por Jair Bolsonaro, ao se referir a pessoas “taradas por vacinas”. Incrível como o presidente da República insiste em um tema já superado. E em um país onde a imunização conta com amplo apoio, inclusive por parte da maioria daqueles que o cercam. O Brasil — ainda bem — há muito adotou a cultura das vacinas. Por isso mesmo, em meio às dificuldades e precariedades no acesso à saúde, sobrevivemos e reduzimos a mortalidade infantil. Tudo por causa da existência do nosso Sistema Único de Saúde (SUS), da boa qualidade de nossos profissionais na área e do imenso sucesso do nosso programa de vacinações. A insistência da narrativa antivacinas representa um grave retrocesso. Desde 1985, com o programa de autossuficiência em imunizantes, o Brasil conseguiu erradicar diversas doenças. Além disso, nossa produção permite a oferta de fármacos para outros países. Agora, a Fiocruz vai produzir o ingrediente básico da AstraZeneca contra a Covid-19 e em breve o Instituto Butantan também cobrirá todo o processo de produção de sua vacina. Sermos “tarados por vacinas” salvou milhões de brasileiros. É incrível que a morte de milhões no mundo não seja capaz de sensibilizar uma minoria de nefelibatas. Continua após a publicidade “O debate sobre vacinas e reforma trabalhista é um negacionismo que não interessa ao país” A segunda declaração a revelar o atraso de nossa política foi dada por Luiz Inácio Lula da Silva contra a reforma trabalhista. O ex-presidente usou como exemplo a revogação parcial da legislação espanhola. Obviamente, o que preocupa os aliados sindicalistas de Lula é o fim da contribuição sindical obrigatória, que patrocinava aqui campanhas eleitorais, mordomias e, infelizmente, corrupção. A “boca” da contribuição sindical deflagrou uma febre de criação de sindicatos de araque país afora. Lula não é bobo e sabe o que ocorria no mundo sindical. Daí voltar a embarcar nessa canoa é um contrassenso. O modelo trabalhista brasileiro, ainda que com discretos aperfeiçoamentos, foi e é um fracasso. Encarece o emprego, engorda os cofres públicos sem a devida contrapartida. É uma criação derivada do fascismo italiano cujo propósito foi instrumentalizar os sindicatos como aparelhos ideológicos. Por isso, muitos partidos têm um sindicato para chamar de seu — que termina sendo uma agremiação usada como máquina eleitoral. O debate sobre vacinas e sobre a reforma trabalhista mostra os dois atuais ponteiros eleitorais navegando nas nuvens de um negacionismo que não interessa ao país. Temos de continuar vacinando e temos de ampliar a cobertura vacinal para crianças. Temos de fortalecer o SUS e implementar reformas — não apenas a trabalhista — que promovam o emprego maciço e o desenvolvimento social, que libertam o indivíduo da tutela corporativista ou estatal. Tanto Lula quanto Bolsonaro são políticos do século XX com ideias do século XIX. Ainda bem que o Brasil tem a capacidade de criar instituições públicas e privadas robustas que resistem ao reacionarismo de ambos. Publicado em VEJA de 19 de janeiro de 2022,