O Assunto #628: Vida e obra de Elza Soares, por Ruy Castro

Neste episódio especial de O Assunto, antecipado para homenagear uma de nossas maiores cantoras, @renataloprete conversa com o jornalista e escritor Ruy Castro sobre a vida e a obra de Elza Soares #g1

22/01/2022 23:00:00

Neste episódio especial de O Assunto, antecipado para homenagear uma de nossas maiores cantoras, renataloprete conversa com o jornalista e escritor Ruy Castro sobre a vida e a obra de Elza Soares g1

Neste episódio especial, antecipado para homenagear uma de nossas maiores cantoras, O Assunto recebe o jornalista e escritor, profundo estudioso da música brasileira. Ele conduz o ouvinte por marcos da trajetória de Elza, que morreu na quinta-feira aos 91 anos.

Neste episódio especial, antecipado para homenagear uma de nossas maiores cantoras, O Assunto recebe o jornalista e escritor, profundo estudioso da música brasileira. Ele conduz o ouvinte por marcos da trajetória de Elza, que morreu na quinta-feira aos 91 anos: da estreia no programa de rádio de Ary Barroso, em 1953, à colaboração com jovens compositores em anos recentes, passando pela histórica gravação de “Língua”, de Caetano Veloso, que a resgatou de um período de ostracismo na década de 80. "Ela cantava muito com o corpo. Impressionante como tinha mobilidade, uma potência não só vocal, mas do corpo todo”, diz. Biógrafo de Garrincha, com quem Elza viveu longo e conturbado casamento, Ruy a entrevistou dezenas de vezes para a feitura do livro, colhendo em primeira mão relatos das adversidades enfrentadas desde a infância de menina negra na favela até a luta, em vão, contra o alcoolismo do jogador. "Ela encarava tudo”, afirma. “É uma coisa espantosa que tenha ‘recomeçado’ a carreira aos quase 80". Elza realmente “cantou até o fim”, conforme letra da canção destacada no obituário do jornal americano “The New York Times”. Dessa extensa produção, Ruy não titubeia quando chamado a escolher sua fase favorita: é a dos sambas, em especial até o início dos anos 70. Nesse capítulo, diz, não teve pra mais ninguém.

Consulte Mais informação: g1 »

Virada Cultural tem shows de Chico César, Gloria Groove e outros artistas em São Paulo

Chico César e Glória Groove são os convidados do CBN São Paulo e falam sobre suas participações nos shows da Virada Cultural, que acontece neste fim de semana na capital paulista. Chico toca no palco Butantã. Groove vai se apresentar no palco Itaquera. 'Esse show tem uma importância tremenda de trazer a Lady Leste Tour pra dentro da minha Zona Leste', celebra. 'É um show que leva o nome das minhas origens exatamente neste lugar, por isso que tem todo esse gostinho especial de jogar em casa.' Consulte Mais informação >>

renataloprete Prefiro ver o filme do Pelé... renataloprete RODRIGO MERECE RESPEITO

Ruy Castro fala sobre carreira de Elza SoaresO escritor e jornalista Ruy Castro escreveu a biografia do jogador Garrincha, que foi casado com Elza. Em entrevista ao Edição16, Ruy comentou a carreira de Elza Soares: GloboNews Morre a artista Elza Soares, veja a causa Poxa mas paga honorários as filhas do jogador, safado

Elza Soares morre de causas naturais aos 91 anos - ISTOÉ IndependenteLuto na música! Morreu, nesta quinta-feira (20), no Rio de Janeiro, a cantora Elza Soares aos 91 anos de idade. “É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais”, […] Mais que tristeza, é uma alegria celebrar a vida dessa rainha 👑 descanse em paz Elza 🙏🏻 viveu muito e bem, chegou a hora de partir

Elza Soares morre aos 91 anos | O AntagonistaSegundo assessoria, cantora morreu de 'causas naturais'; carreira dela, iniciada nos anos 50, foi do samba e da bossa nova ao hip hop e à música eletrônica Que triste, perde a música brasileira, mas com certeza já ganhou muito com ela em vida. Meus sentimentos aos familiares e amigos. 🙏🏻🙏🏻🙏🏻🙏🏻 Obrigado, Elza! Divirtam-se pessoal aí de cima.

Elza Soares morre aos 91 anos no Rio de JaneiroInformação foi confirmada pela família da cantora nesta quinta-feira (20); ela estava em casa e morreu por causas naturais vai com Deus 💔 Guerreira, descanse em paz 😓

Elza Soares morre aos 91 anosCantora morreu de causas naturais em casa nesta quinta (20). Ah não No mesmo dia do Garrincha. Que doideira. Quê?

Elza Soares morre, no Rio de Janeiro, aos 91 anosA cantora morreu em casa, nesta quinta-feira, de causas naturais. A informação foi confirmada pela assessoria da artista. Ícone da música brasileira, Elza Soares começou a carreira na década de 1960 e chegou a ser eleita como 'voz do milênio'. O Descanso de uma guerreira! Obrigado por ter existido!🙏🙏

Você pode ouvir O Assunto no g1, no GloboPlay, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music, no Hello You ou na sua plataforma de áudio preferida. Assine ou siga O Assunto, para ser avisado sempre que tiver novo episódio. Neste episódio especial, antecipado para homenagear uma de nossas maiores cantoras, O Assunto recebe o jornalista e escritor, profundo estudioso da música brasileira. Ele conduz o ouvinte por marcos da trajetória de Elza, que morreu na quinta-feira aos 91 anos: da estreia no programa de rádio de Ary Barroso, em 1953, à colaboração com jovens compositores em anos recentes, passando pela histórica gravação de “Língua”, de Caetano Veloso, que a resgatou de um período de ostracismo na década de 80. "Ela cantava muito com o corpo. Impressionante como tinha mobilidade, uma potência não só vocal, mas do corpo todo”, diz. Biógrafo de Garrincha, com quem Elza viveu longo e conturbado casamento, Ruy a entrevistou dezenas de vezes para a feitura do livro, colhendo em primeira mão relatos das adversidades enfrentadas desde a infância de menina negra na favela até a luta, em vão, contra o alcoolismo do jogador. "Ela encarava tudo”, afirma. “É uma coisa espantosa que tenha ‘recomeçado’ a carreira aos quase 80". Elza realmente “cantou até o fim”, conforme letra da canção destacada no obituário do jornal americano “The New York Times”. Dessa extensa produção, Ruy não titubeia quando chamado a escolher sua fase favorita: é a dos sambas, em especial até o início dos anos 70. Nesse capítulo, diz, não teve pra mais ninguém. O que você precisa saber: O podcast O Assunto é produzido por: Mônica Mariotti, Isabel Seta, Arthur Stabile, Gabriel de Campos, Luiz Felipe Silva, Thiago Kaczuroski e Eto Osclighter. Neste episódio colaborou também: Gustavo Honório. Apresentação: Renata Lo Prete. — Foto: Comunicação/Globo