Ninguém manda no Brasil | Murillo de Aragão

Murillo de Aragão: Ninguém manda no Brasil

25/09/2021 20:50:00

Murillo de Aragão: Ninguém manda no Brasil

Somos uma sociedade plural onde atuam diversos polos de poder

Atualizado em 23 set 2021, 21h32 - Publicado em 25 set 2021, 08h00Fachada do edifício sede do Supremo Tribunal Federal - STF Marcello Casal/Agência BrasilPublicidadePublicidadeAs turbulências institucionais recentes provocaram temores no país quanto a potenciais rupturas e episódios de violência. No desenrolar dos acontecimentos, o presidente do STF, Luiz Fux, apresentou um cartão amarelo com tons de laranja que precipitou uma série de embaixadas entre atores políticos relevantes. O dito ficou pelo não entendido ou pelo mal-entendido.

Luxemburgo libera cultivo e consumo de maconha Rebeca Andrade volta a brilhar com ouro e prata no Mundial de ginástica artística STF forma maioria para manter a prisão do bolsonarista Daniel Silveira

Uma reflexão acerca dos episódios de 7 de setembro nos leva a uma questão essencial para entender o Brasil: quem, de fato, manda no país? A resposta não é fácil nem pacífica. Isso porque aqui há setores que mandam, mas não parecem mandar; e outros que pensam mandar, mas não mandam. Além do mais, o próprio conceito de “mando” é frágil.

Começando de trás para a frente e respondendo à indagação, digo que ninguém manda no Brasil. O país, como um organismo vivo, reage e atua com base em dezenas de inputs que levam a decisões que, por sua vez, são influenciadas pelos eventos. Sendo organismo vivo, temos inúmeros atores no jogo político. headtopics.com

E, como sempre, os fatos geram repercussões que se refletem no processo político, numa espécie de moto contínuo. Por exemplo, o acirramento das invasões de fazendas estimulou a organização da União Democrática Ruralista, entidade de proprietários que, por sua vez, foi essencial para a criação da poderosa bancada ruralista. Não há tema relevante aprovado no Congresso Nacional sem as digitais do agro.

“Nossas instituições funcionam com pesos e contrapesos para conter exageros, arroubos e bravatas”O entrechoque de forças sociais move a política, bem como as idiossincrasias, as crenças, as expectativas e as narrativas que circulam, historicamente, país afora. Para entender por que ninguém manda no Brasil e por que o processo político é resultante do embate com múltiplos atores, devemos seguir um breve roteiro de esclarecimentos.

Somos uma sociedade plural com diversos polos de poder, seja no universo público, seja no privado. Os campos de disputa política não afloram só em período de eleições. Prosseguem cotidianamente no Congresso, na mídia, no Judiciário, no mercado e suas expressões (bolsa, câmbio e juros futuros), no empresariado, nos trabalhadores, nas organizações não governamentais, nas redes sociais e, eventualmente, nas ruas. Apesar do intenso bombardeio ideológico do século XX, a maioria dos polos de disputa política se expandiu em torno de agendas de interesses específicos em uma luta por privilégios e poder.

A quantidade de polos de poder político e de campos de disputa multiplica os lugares de fala e dificulta a construção de narrativas hegemônicas. A própria construção de consensos é dolorosa, tanto para aperfeiçoamentos quanto para retrocessos. Nossas instituições, como nos acontecimentos de 7 de setembro, funcionam com pesos e contrapesos para conter exageros, arroubos e bravatas. headtopics.com

Blogueiro bolsonarista Allan dos Santos tem mais um canal removido do YouTube Caetano critica Ciro Gomes por atacar Lula: ‘Não me agrada a agressividade’ - CartaCapital Jogadora de vôlei decapitada pelo Talibã: veja outros casos de perseguição a mulheres esportistas no Afeganistão

Em 2023, seja lá quem for o presidente eleito, o quadro institucional prosseguirá o mesmo. E ninguém, de forma isolada, mandará no Brasil nem romperá o equilíbrio “desequilibrado” entre as suas instituições. Prosseguiremos como um regime semiparlamentarista com forte influência do Judiciário, descobrindo-se como federação e com múltiplos atores brigando por espaço e influência no processo político.

Consulte Mais informação: VEJA »

O Assunto #563: CPI - o relatório e o que vem agora

Ao final de 6 meses de investigações, a Comissão Parlamentar de Inquérito mais importante da história do Brasil decidiu indiciar o presidente da República por crime contra a humanidade e mais 8 tipos penais. As ações e omissões que legaram ao país mais de 600 mil mortos na pandemia renderam acusações a outras 65 pessoas - entre elas 4 ministros, 2 ex-ministros, deputados, empresários e 3 filhos de Jair Bolsonaro.

De fato, Lula é o primeiro e único, nunca teve outro presidente igual, seja no Brasil, seja no mundo. Antes dele ladrão era bem-sucedido se roubasse um milhão, depois dele para ser bem-sucedido tem que roubar bilhões, Lula mudou os parâmetros mundiais da corrupção e da ladroagem. Eu mando. Mas jamais descobrirão quem sou.

Supremo,irônico extrema ironia!constatar o fato..e Expurios donatário que rei loucodestribuiu,Quinhão!vivemos regime de anarquia!um centrão de 200 sesmarias! Aragão!passado em !cartório!hereditárias!?

O que significa volta histórica da esquerda ao poder nos países nórdicos - BBC News BrasilDinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia agora têm governos social-democratas. Quais são as implicações dessa mudança e quanto tempo isso pode durar? Acho que Odin está deveras desapontado com isso. Significa o fim da moral, bons costumes, família, tradição, transparência, honestidade, trabalho, educação, saúde, segurança,... e por ai vai. A diferença é que la a direita também se preocupa com bem-estar social e não acha isso delirio comunista e nem mimimi

Bebê esquilo abandonado se apega a cuidador como pai - BBC News BrasilJonny Simpson encontrou o filhote, a quem deu o nome de Paquito, em seu quintal e buscou orientação de veterinários para cuidar dele. Ja pode chamar de Alvim

Senado vai acompanhar a implantação do 5G no BrasilO plano de trabalhos terá quatro audiências públicas com representantes do governo, empresários e especialistas

Tiago Splitter será assistente técnico da seleção brasileira – Jumper BrasilEm vídeo nas redes sociais, Tiago Splitter confirmou ter aceito convite para ser assistente da seleção do técnico Gustavo de Conti

Por que governo da Lituânia fez alerta contra uso de celulares chineses - BBC News BrasilUma investigação oficial da Lituânia encontrou riscos de segurança nos modelos de telefone fabricados por Xiaomi e Huawei. A China é Alemanha do século XXI KKKKKKKKKKKKKK eu fico rindo, toda hora uma materia contra a China. Tem gente que tem coragem de chamar BBC de esquerdista. Foi só minha esposa trocar o samsung por um xiaomi que ela teve o instagram hackeado, tentaram entrar na conta do face e do google.

Globoplay e Netflix vão representar o Brasil no Emmy InternacionalCinco atrações brasileiras estão entre os indicados — e apenas uma vem da TV aberta Netflix é brasileira? Que lástima. Credo!