Na média, maior espera na fila do INSS é pelo BPC, de 195 dias - Economia - Estadão

Na média, maior espera na fila do INSS é pelo BPC, de 195 dias (via @EstadaoEconomia)

20.1.2020

Na média, maior espera na fila do INSS é pelo BPC, de 195 dias (via EstadaoEconomia)

Fila de pedidos transbordou após a transformação digital, que eliminou necessidade de agendamento para solicitar benefício

Idiana Tomazelli, O Estado de S. Paulo 19 de janeiro de 2020 | 05h00 BRASÍLIA | Na fila do INSS à espera de benefício, os brasileiros chegam a aguardar seis meses e meio até uma resposta do órgão. Enquanto isso, o dinheiro não pinga na conta – é só depois do sinal verde do governo que os valores atrasados são pagos, com correção monetária. A maior espera é de quem solicita o benefício assistencial voltado para idosos e pessoas com deficiência de baixa renda (o chamado BPC): são 195 dias, em média. LEIA TAMBÉM Na fila do INSS, brasileiro espera pela aposentadoria A fila de pedidos no INSS transbordou após a transformação digital do órgão, em 2018, que eliminou uma porteira anterior que represava os requerimentos: a necessidade de agendamento para ingressar com a solicitação do benefício. Ao retirar essa trava, o governo recebeu uma enxurrada de solicitações e não teve braço suficiente para atender à demanda: até o primeiro semestre do ano passado, só 2,7 mil dos 23 mil servidores atuavam na análise dos pedidos, que no período oscilaram entre 700 mil a um milhão por mês. No segundo semestre, a atual gestão triplicou a mão de obra que faz a análise, mas a herança acumulada ficou. A situação mais dramática foi observada em julho do ano passado, quando os pedidos acumulados beiravam os 2,4 milhões. No início deste ano, caíram a 1,9 milhão – mais de dois terços deles, porém, sem uma resposta há mais de 45 dias, prazo legal para o INSS dizer se concede ou não o benefício. Por trás da fila, no entanto, a radiografia da espera é diversa. Enquanto quem pede um auxílio, como o auxílio-doença, espera em média 23 dias por uma resposta, há quem fique mais de seis meses sem uma posição do órgão oficial. No caso das aposentadorias, o tempo médio de concessão é de 125 dias. No caso das pensões, a espera fica em torno de 86 dias. No salário-maternidade, a média é de 63 dias. O governo promete resolver o problema em seis meses, considerando o período de abril a setembro de 2020, quando espera colocar em operação os 7 mil militares que pretende contratar para funções administrativas no INSS. O objetivo é liberar 2,1 mil servidores do próprio órgão para reforçar as análises. Notícias relacionadas Consulte Mais informação: Estadão

Economia A máfia do BPC.

A fila cada vez maior do INSSQuase 2 milhões estão à espera da análise de seus pedidos, e o governo anuncia plano para tentar diminuir a demora, agravada por redução drástica de funcionários nos últimos anos Por Mônica Pereira Não houve 'redução drástica' de funcionários. Ao contrário, as agências do INSS são abarrotadas de funcionários públicos. Falta eficiência e mais qualidade no trabalho A estabilidade tem que acabar e esses funcionários tem que ser demitidos se pisarem na bola. Vale lembrar que esta fila não se formou no último ano‼️🤙🏿 O erro foi aprovar e promulgar uma Reforma às pressas para agradar ao mercado, sem pensar em preparar o sistema antes... burrice, má fé e incompetência, é a cara do governo B17

O Assunto #99 a #103: petróleo, a base brasileira na Antártica, Megxit, as filas do INSS e a água suja no RioO Assunto é o podcast diário com Renata Lo Prete. Perdeu algum nesta semana? Aproveite o fim de semana para maratonar todos os episódios. renataloprete Sobre o Secom tem tb ? renataloprete Deus nos livre dessa manipulação global. renataloprete Essa mulher falando parece um desenho na thumb

Médicos encontram fungo de pombo na cabeça de homem internado em SPEm 2019, dois homens morreram por conta da doença na Baixada Santista. Família da vítima acredita que ele foi contaminado após vizinho passar a alimentar pombos. 🤔 Aqui em minas Pombo tem nome de rato de asas Nao é atoa E ainda tem uns FDP que ficam dando comida pra pombo.

Corinthians perde de virada na Florida Cup e vê título ficar com o Palmeiras - Esportes - EstadãoEquipe cria muitas jogadas, peca nas finalizações e cai diante do Atlético Nacional, da Colômbia, por 2 a 1 Esporte Kkkkkk Esporte Na mata que não tem onça o porco deita e rola 😜 Esporte Tudo como dantes no quartel de Abrantes.

Goebbels na era digital - Política - EstadãoELIANE CANTANHÊDE: 'Alvim sai, mas Bolsonaro fica e Goebbels, Bannon e Olavo continuam pairando no ar' Un choix très difficile. 🇫🇷 Algo a dizer sobre as postagens de Marcelo D2?

Sobe para 29 total de mortos em incêndios na AustráliaUm homem de 84 anos, internado desde 31 de dezembro, morreu em Sydney; área devastada corresponde ao território da Irlanda Chama a “pirralha” que resolve. E a Greta? Já chegou lá para apoiar ou é muito complicado ir até lá de canoa Sempre que sai uma notícia sobre os incêndios na Austrália pipocam comentários atacando a Greta. Pessoas mortas, centenas perdendo suas casas, milhões de animais dizimados, uma tragédia ambiental irreparável. E o 'cidadão de bem' só se preocupa em atacar uma adolescente.



A quem interessa a crise? - Opinião - Estadão

Bolsonaro ataca jornalista do 'Estado' e nega ter compartilhado vídeo convocando para atos - Política - Estadão

Bolsonaro diz que pode cancelar viagem à Itália por causa do coronavírus - Saúde - Estadão

Sob o mote ‘Ditadura Nunca Mais’, oposição convoca atos contra Bolsonaro - Política - Estadão

Moro diz que punks fazem ‘apologia ao crime’ com cartazes anti-Bolsonaro

Ex-advogado de sargento da cocaína desconfia da confissão do velho cliente | Radar

Maia diz não ver confusão entre Poderes: 'Está tudo tranquilo' - Política - Estadão

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

20 janeiro 2020, segunda-feira Notícia

Notícias anteriores

‘Modelo’ de Toffoli, órgão do TJ critica juiz de garantias - Política - Estadão

Próxima notícia

Na Índia, objetivo é transformar etanol em commodity global - Internacional - Estadão
POSIÇÃO DA ISTOÉ - ISTOÉ Independente Pesquisadores ligados ao MIT, nos EUA, afirmam que não há indícios de fraude em eleições bolivianas - Internacional - Estadão Cientistas do Brasil e de Oxford sequenciam genoma do novo coronavírus detectado em SP Deputado de RR usa motosserra para cortar corrente em terra indígena na divisa com o Amazonas Jovem passa 13 horas em restaurante em Santos, gasta R$ 3 mil e tenta sair sem pagar Ascensão do dólar repete escalada do segundo mandato de Dilma Moradores encontram bicho-preguiça em quintal de casa no sul da Bahia China tem 427 novos casos e 45 mortes por coronavírus Deputado corta corrente de terra indígena com motoserra Secretaria confirma 1ª morte por sarampo em 2020 em São Paulo - Saúde - Estadão Astrônomos detectam a maior explosão do universo desde o Big Bang - Ciência - Estadão Segundo filho do cantor Cristiano, da dupla com Zé Neto, nasce em Rio Preto
A quem interessa a crise? - Opinião - Estadão Bolsonaro ataca jornalista do 'Estado' e nega ter compartilhado vídeo convocando para atos - Política - Estadão Bolsonaro diz que pode cancelar viagem à Itália por causa do coronavírus - Saúde - Estadão Sob o mote ‘Ditadura Nunca Mais’, oposição convoca atos contra Bolsonaro - Política - Estadão Moro diz que punks fazem ‘apologia ao crime’ com cartazes anti-Bolsonaro Ex-advogado de sargento da cocaína desconfia da confissão do velho cliente | Radar Maia diz não ver confusão entre Poderes: 'Está tudo tranquilo' - Política - Estadão Dólar: reformas e privatizações são as armas para conter o câmbio 'Tem gente que não come chocolate, mas fala mal da vida dos outros', diz padre sobre período de quaresma Coronavírus: número de casos suspeitos no Brasil sobe de 20 para 132 Hong Kong isola cachorro após teste positivo de coronavírus; infecção ainda não foi confirmada - Saúde - Estadão Bolsonaro: 'Não vou renunciar ao meu mandato, não vou dar dinheiro para imprensa' - Política - Estadão