'Não há meritocracia sem direitos iguais': o desabafo do jovem que ficou famoso ao passar em Medicina estudando sem luz elétrica - BBC News Brasil

Matheus Silva fez seis vezes o Enem antes de ser aprovado. Ele diz que não quer que suas adversidades sejam 'romantizadas' ou que sua história seja usada para dar força ao discurso contra um suposto 'vitimismo negro'.

29/07/2021 02:58:00

'O que eu sofri eu não desejo para nenhum estudante', diz Matheus Silva. Ele diz que não quer que suas adversidades sejam 'romantizadas' ou que sua história seja usada para dar força ao discurso contra um suposto 'vitimismo negro'.

Matheus Silva fez seis vezes o Enem antes de ser aprovado. Ele diz que não quer que suas adversidades sejam 'romantizadas' ou que sua história seja usada para dar força ao discurso contra um suposto 'vitimismo negro'.

Fim do Talvez também te interesseMas não quer ver sua história de vida e seu esforço usados para exaltar a meritocracia e por quem critica um suposto "vitimismo negro" — ou seja, a ideia de que negros poderiam competir por oportunidades em condições de igualdade que brancos e aqueles que reclamam das injustiças causadas pelo preconceito estariam se colocando na posição de "vítimas" sem motivos para isso.

O cálculo político do PT desconsidera a memória da corrupção O que a Lava-Jato separou, Lula vai tentar unir novamente | Radar Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos em Itatiba

"Isso está me incomodando demais. Esse discurso é balela", diz Matheus à BBC News Brasil."Poxa, o que eu sofri eu não desejo para nenhum estudante. Se tivesse tido um bom local para estudar, se não tivesse tido que trabalhar, teria facilitado bastante."

Prouni 2021: como funciona programa que distribui bolsas em universidades por meio do EnemUma das manifestações públicas que o incomodaram veio do presidente da Fundação Cultural Palmares, Sergio Camargo. O órgão, ligado ao governo federal, é dedicado à promoção da cultura afro-brasileira. headtopics.com

"Enquanto pretos vitimistas jogam suas vidas fora na militância ressentida, bailes funk, vício da maconha, bandidagem e manifestações de esquerda, esse rapaz dedicou-se ao estudo com muita disciplina e esforço, associado à fé em Deus. Matheus venceu em meio a grandes dificuldades (sem luz nem internet). Ele é a prova de que negros não precisam ser vítimas. Terá um futuro brilhante. Parabéns!", escreveu Camargo no Twitter.

"Não é bem assim, 'quem quer consegue'", responde Matheus."Meritocracia é quando as pessoas têm os mesmos direitos. (...) Para a gente que é de periferia, de interior, de favela, as políticas públicas não chegam. Sempre trabalhei num turno e estudei no outro, o que é bastante complicado, porque nossos pais não têm condição de pagar cursos, materiais. Você chega cansado, e isso atrapalha bastante."

"Às vezes precisa (escolher entre) trabalhar para ter dinheiro e botar comida em casa, ou estudar. Não acho bonito ter que fazer essa escolha complicada", prossegue.Matheus lamenta que muitos estudantes, como ele próprio, não disponham de ambientes adequados para estudar dentro de casa e tenham ficado sem opções durante a pandemia, quando escolas e espaços públicos foram fechados.

"Então, romantizar a pobreza não é algo legal, é triste. Eu ter tido que estudar sem energia elétrica e o pessoal achar 'que bonito, que belo' não é nem um pouco legal."Brasileiros lideram ranking mundial de sensação de viver em 'país em declínio' headtopics.com

Inquérito sobre protestos confirma SC como o estado-maior do bolsonarismo Partido de Putin vence as eleições na Rússia Geraldo Alckmin lidera pesquisa para Governo de São Paulo

TrajetóriaMatheus começou a prestar o Enem em 2015. Fez as provas todos os anos desde então. Chegou a ser aprovado em Enfermagem e fez curso durante dois anos, mas desistiu para se concentrar no sonho de fazer Medicina.Crédito,Arquivo pessoal

Legenda da foto,Matheus ao comemorar aprovação no vestibular da UFRB; ele desenvolveu um método de estudo com 'disciplina de atleta"Neste último ano, sem ter espaço para estudar em casa e com a biblioteca local fechada, Matheus passou a estudar na casa de uma amiga — onde não havia energia elétrica ou internet.

Para contornar os desafios, Matheus contratou um plano de dados no celular e passou a dedicar-se ao estudo com "disciplina de atleta".Ele conta que lia constantemente, de livros a gibis e reportagens, para estimular sua capacidade de interpretação de texto e aumentar seu repertório — habilidades úteis nas provas de linguagem e redação.

Também usou materiais gratuitos online e provas antigas para se preparar.Adaptou-se ao chamado "método pomodoro" de estudos, que preconiza que o estudante dedique-se a uma tarefa por 25 minutos e em seguida faça uma pausa de 5 minutos, e depois repita o mesmo procedimento com a segunda tarefa, e assim por diante. headtopics.com

Esse tipo de método, segundo neurocientistas, ajuda a descansar o cérebro e a tirar o máximo proveito da capacidade de atenção.Para simular as condições exatas que enfrentaria no dia do Enem, Matheus passou a estudar à tarde e usando máscara, com o objetivo de "acostumar minha respiração".

"Estudar não é só sentar na cadeira e riscar papel. Tem que ter método, estratégia", argumenta."Fiquei tantos anos fazendo tanta prova que pensei, 'puxa, o que posso fazer para facilitar meu processo de aprendizado?' (Decidi que) ia me preparar como atleta; ter disciplina, foco".

Camilo Aggio: Essa 'fakeada' tem cara de fake Centenário: Paulo Freire ganha painel de homenagem em SP Governistas descumprem decisão Judicial e atacam Paulo Freire em suas redes

E essa rotina de estudos tinha de ser conciliada com o trabalho. Matheus já trabalhou como carregador, vendedor de frutas e entregador de pizza, até começar a dar aulas de reforço.A dedicação, porém, foi recompensada. Na redação do Enem mais recente, Matheus obteve 980 pontos, perto da nota máxima de mil, e foi aprovado na UFRB.

Agora, ele está cursando Medicina à distância (temporariamente, por conta da pandemia), até chegar a hora de mudar-se para a universidade, na cidade de Santo Antônio de Jesus, em novembro. Seu objetivo, por enquanto, é especializar-se em Medicina da Família ou Neurologia.

O jovem fez uma vaquinha para conseguir dinheiro para comprar um computador e para custear suas despesas universitárias e obteve ajuda de famosos, como a ex-BBB Camilla de Lucas."Mas a maioria das pessoas que me ajudaram são pessoas como eu, simples — donas de casa, pedreiros, que sentiram uma certa identificação. Alguns mandaram mensagens dizendo 'não desista, você representa muito para mim', e ajudaram com R$ 1 ou R$ 5. Agora não sou mais eu — sou eu e mais um monte de gente", comemora.

"Eu não tive cursinho, não tive dinheiro pra isso. Não consegui bolsa. então fui estudar por conta própria, o que foi bastante complicado. Aí tem os amigos (que perguntam) 'Matheus, como conseguiu fazer isso, velho, num período de pandemia, sem energia, sem cursinho, sem recursos? Tu conseguiu algo bem grande'. É, mas tudo o que eu criei foi um molde, uma estratégia, para poder facilitar na hora da prova."

'Redação com Matheus'ReproduçãoLegenda da foto,Matheus agora dá dicas de preparação para vestibulares e Enem para jovens que, como ele, têm poucas condições de estudarSeu perfil no Instagram, Redação com Matheus, hoje tem 18,4 mil seguidores. Matheus compartilha seu método de estudos e dá dicas — sobretudo para a temida prova de redação — para outros estudantes "sonhadores" como ele.

"Agora, eu tenho uma certa representatividade, e acho bom que (os jovens) tenham alguém em quem se espelhar. Hoje em dia, tudo é instantâneo, então, você olhar para alguém e sentir identificação é legal", afirma.

"Todos os dias chegam centenas de mensagens de jovens como eu, do interior, de zonas periféricas, dizendo 'você me inspirou, vou estudar também, sei que vai ser complicado'", conta ele."Os meninos aqui no bairro quando eu passo dizem 'olha ali o menino que passou em Medicina'. Tem os que chegam em mim e falam 'o tio, vou estudar para ser igual ao senhor, para ser grande'. Vejo que poxa, tem um certo impacto. Quando você vê alguém igual você vencendo, isso te motiva - 'pronto, dá para mim também'. É algo bastante interessante e gratificante."

Mas defende que jovens como ele precisam de políticas específicas, além de fontes de inspiração. "Não era para ter sido tão difícil assim para mim", diz."Eu conseguir pular o sistema (e ser aprovado no vestibular) virou uma notícia tão grande porque não é comum, não é padrão, mas era para ser padrão", afirma.

"Falta explicar os caminhos possíveis para quem concluir o ensino médio, mostrar os cursos técnicos para quem não quiser fazer faculdade, dizer 'se capacite, não fique só com o ensino médio'. Tem que dar caminhos para abrir os horizontes (dos jovens)."

Consulte Mais informação: BBC News Brasil »

Ao Vivo - 7 de Setembro tem manifestações a favor e contra Bolsonaro em todo o País; acompanhe

Atos mobilizam bases bolsonarista e da oposição, evidenciam tensão institucional e testam risco de ruptura com a democracia

Mas pra haver direitos iguais é preciso q haja meritocracia nas indicações para cargos do governo. Medo da elite Brazuca é esse... Ver gente da base ascendendo. Terror🥶🥶🥶 É esse aí ministro que não tem direito de estar na universidade ? 'Não era pra ser... Não é o padrão...' Mas acabou sendo. Brabo!👏👏👏 Mas como ele mesmo disse; não devemos romantizar coisas assim. Isso é algo para se lamentar. Mostra o reflexo de um país falho de terceiro mundo.

Olá amigos 🐾 mantemos um abrigo de animais resgatados das ruas,estamos passando por dificuldades financeiras, precisamos muito de ajuda p/ ração e despesas,estamos sem renda alguma.Nos ajudem a continuar por favor🙏 Qualquer valor ajuda até 1,00 Deus abençoe Tel-pix 41999290349 ele se equivocou um pouco e vcs aproveitaram, mas o certo seria 'não há meritocracia sem igualdade economica' p/ que todos possam ter condição de concorrer ou participar, ai necessita uma intervenção do estado e fazer justiça social cobrando de quem mais lucra e redistribuindo

Mas está na constituição logo está valendo a meritocracia. E a Constituição de 88 não garante? Bando de mijão brabíssimo Meritocracia é o choro do medíocre frustrado típico deste país de idiotas. Direitos iguais...não se pode confundir isonomia e igualdade. Nada nem ninguém é igual.

Fabiana Silva perde a 2ª no badminton e se despede da Olimpíada de Tóquio - Esportes - EstadãoEstadaoEsporte Fabiana Silva perde a 2ª no badminton e se despede da Olimpíada de Tóquio Badminton Tokyo2020 JogosOlimpicos

Vai estudar eh melhor, larga essa imprensa nojenta de lado. Mais um exemplo pra mostrar, quando o camarada rouba, trafica, mata é por falta de caráter mesmo, quem busca alcança. Essa vai pra esquerda que vive colocando vagabundo como vítima da sociedade Um direito que muitas vezes só os filhos de ricos tem, que estudam em colégios particulares caros, eles são sempre os primeiros lugares nas faculdades públicas.

O mérito de ele ter passado foi de quem então? A agenda da meritocracia é da mídia. Gerações cresceram com essa frustração. Deus? Really? DEUS PQP E acredito convictamente na meritocracia. Se um playboy que não faz nada além de estudar, que frequentou escolas particulares, que vai ganhar um presentão do papai se passar em medicina, consegue se classificar mesmo com cotas, você também consegue. É só se esforçar.

Sou totalmente contra as cotas. Assim que os negros na média tiverem a mesma representatividade política, mesma renda, mesmo status social e a mesma condição financeira protestarei fervorosamente contra as cotas. A romanização da pobreza é uma estratégia de exclusão e racismo. Uma coisa é termos um olhar afetivo para o lugar em que nascemos ou vivemos ,outra é não enxergarmos nesse lugar um pólo de exclusão mantido pelas eleites política para nos controlar e punir

Zileide Silva revela que se afastou da TV para tratar câncer: 'Momento difícil' - ISTOÉ IndependenteA jornalista Zileide Silva, de 62 anos, participou do programa “Em Pauta”, da GloboNews, na noite de segunda-feira (26), e quebrou o protocolo da emissora ao revelar o motivo de seu afastamento da TV. No jornalístico, Zileide contou que ficou ausente para tratar um câncer de mama. “O telespectador que acompanha o Em Pauta diariamente […] Estimo melhoras 🙏🏻 Desejo que se recupere logo! 🙌 isso é muito particular da pessoa, acho errado a divulgação em expor algo assim, apenas para ter like, erra ela é erra o site aqui em divulgar...

O modelo europeu adotado nas escolas brasileiras impõe ao aluno a obrigação de correr atrás para obter o mérito. Como este método pode ser adequado a um país com tantas desigualdades e falta de oportunidade. Temos que parar de usar o esforço de uns para desqualificar os demais. emanoelseabra nossa, que moço GÊNIO! Romantizar pobreza é bem coisa privilegiado que não quer igualdade.

É verdade. Parabéns pelo esforço e superação. Não msm. Falou tudo! Com certeza, Matheus Silva vai longe, porque não se faz de coitadinho, não se vitimiza. Sucesso, Mérito e Competência! Infelizmente a corrupção atrapalha e mata vários sonhos e sonhadores. A PEC da improbidade, fundão eleitoral, vários corruptos impunes , esses fatos impedem o povo brasileiro de evoluir.

É verdade. Mas isso mostra que se esforçar funciona tbm. Sem dúvida. Mas onde está a luta por um ensino público de qualidade? Enquanto houver o 'cala boca' das cotas, nada mudará. Falta interesse de todos os atores envolvidos. Meritocracia não existe mesmo, o mundo é injusto, ninguém tem que pagar nada de graça pra ninguém não

👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽👏🏽

‘Meu foco não é ultrapassar barreiras’, diz Andreia Silva, 1ª mulher a apitar um jogo de basquete no masculino na OlimpíadaAzevedoMarcius ‘Meu foco não é ultrapassar barreiras’, diz Andreia Silva, 1ª mulher a apitar um jogo de basquete no masculino na Olimpíada AzevedoMarcius Meu foco não é ultrapassar barreiras, diz mulher que ultrapassou barreiras AzevedoMarcius

Meu problema é com a capacidade de empregar a ortografia corretamente direitos iguais não tm nada a ver com meritocracia tvglobo psc, pra vcs q adoram romantizar a pobreza, o Matheus tem um recado Até pq agr ele vai ter mt mais dificuldade p terminar o curso do que os playboys da turma A esquerda gosta de romantizar pobreza...querem que o pobre seja sempre dependente do governo...

Falou tudo! Vai ser burro em outro país se tú acreditar que em pleno século XXI que a meritocracia é real... Queremos é direitos que sejam respeitados e assim as oportunidades sejam sim igualadas entre o rico e o pobre!!! Um país exemplar em que o povo tenha uma ajuda federal eficiente lobaoeletrico Alguém sem luz elétrica já é ERRADO DEMAIS.

Um guerreiro e certamente um rapaz excepcional. Porém, alguns usam esses exemplos pra romantizar e dizer q 'tudo depende de esforço', oq é uma mentira absurda. Outros, nas mesmas condições, ñ chegarão onde poderiam por falta d infraestrutura básica, oq é uma vergonha para o país.

Wanderlei Silva e mais: Iron Man CF 21 vai contar com personalidades do esporte na pesagem; vejaAlém do “Cachorro Louco”, o Iron Man já confirmou as presenças de Marcelo Dourado, Cristiano Marcelo, um dos principais técnicos de MMA, Elizeu Capoeira, lutador do UFC

God bless this Kiddo's hands É por aí 🤗👍👏👏👏👏👏 Já se estudava a luz de velas na antiguidade quando foram produzidas grandes obras. Até prefiro essa iluminação para relaxar. o absurdo é pessoas nao terem luz elétrica no brazil em pleno 2021 É sério? E porque será que quem tem luz elétrica não passa no vestibular? Ridículos!

Ai me vem 'Zé Jorge' o perfil bolsonarista, na sua foto dentro do carro, falando: 'Tá vendo, essa uma pessoa passou em condições degradantes, então o restante da população não alcança pq é preguiçosa' 'Zé' apoia Bolsonaro, que está há 30 anos sem trabalhar de fato. jeanjmgs 🤚Milagre de Deus🤚 Acho que com essa frase podemos finalmente esquecer Platão...

Badminton: Fabiana Silva perde para Zhang, dos EUA, e se despede dos Jogos Olímpicos de Tóquio - ISTOÉ IndependenteDepois de perder na primeira partida, a brasileira foi derrotada por 2 a 0 pela número 14 do ranking mundial, Beiwen Zhang, dos EUA Esporte é isso, ganhar ou perder faz parte... Parabéns para ela por chegar a uma Olimpíada, defendendo o Brasil. 🇧🇷👊🏼💥👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼

MARAVILHOSO Não há meritocracia em país com índice alto de desigualdade. Deve ser por isso que a Simine Biles nunca conseguiu ter destaque como uma super ginasta e o Lebron não chegou a ser um super jogador de basquete. Não há meritocracia... Meu vô trabalhou numa olaria desde os 8 anos de idade até os 22, foi concluir o ensino médio depois de casado. Esse sim sofreu, e oque ele sofreu, não é desejável a ninguém. Papo de perdedor otário desse jovenzinho ai, mas eu sei que a culpa é do jornalista e não dele.

Consciente. Um e dois % de negros (ou pobres) que conseguem vencer na vida, não pode ser usado como exemplo usado por coachs ou palestrantes motivacionais (e até padres, pastores e espiritualistas) para corroborar este sistema injusto que sonega a milhões de pessoas, oportunidades justas. ou será que ele sofreu para conseguir estudar enquanto alguns professores só queriam lacrar sobre temáticas ideológicas de esquerda?

Sucesso para você, guerreiro.

Jair Bolsonaro e a procura pelo ossinho com tutanoJair Bolsonaro (sem partido) fez bizarramente história ao ser o primeiro presidente no período democrático brasileiro que ficou sem Politica 🤦🏻‍♂️🤷🏻‍♂️👉🏻😂😂😂😂😂😂😂😂😂 Politica E vocês procuram pelo leite da teta que ele cortou Politica 2T