Mundo reage com indignação a ataque extremista contra igreja em Nice - ISTOÉ Independente

30/10/2020 09:47:00

O ataque com faca que matou três pessoas em uma igreja em Nice, cidade no sul da França, provocou reprovação e indignação em todo o mundo, e muitos países expressaram sua solidariedade à França. Estas são as principais reações: BRASIL O Ministério das Relações Exteriores informou em um comunicado a morte de uma brasileira no […]

“O Governo brasileiro informa, com grande pesar, que uma das vítimas fatais era uma brasileira de 40 anos, mãe de três filhos, residente na França”, disse a nota publicada no site do Itamaraty.“O Presidente Jair Bolsonaro, em nome de toda a nação brasileira, apresenta suas profundas condolências aos familiares e amigos da cidadã assassinada em Nice, bem como aos das demais vítimas, e estende sua solidariedade ao povo e Governo franceses”, acrescentou.

Hamilton protesta nas redes sociais contra assassinato em Porto Alegre: 'Outra vida negra perdida' - Esportes - Estadão Prefeitura faz asfalto em bairro de Araguaína e preserva pé de pequi no meio de rua Bolsonaro deve anunciar em Macapá isenção na conta de luz para consumidores do Amapá - Brasil - Estadão

ESTADOS UNIDOSO presidente dos EUA, Donald Trump, manifestou sua solidariedade à França e exigiu o fim “imediato” dos “ataques terroristas” após o atentado.“Nossos corações estão com o povo da França. Os Estados Unidos estão com nosso mais antigo aliado nesta luta”, escreveu Trump no Twitter. “Esses ataques terroristas islâmicos radicais precisam parar imediatamente. Nenhum país, a França ou qualquer outro, consegue aguentar por muito mais!”

Desafiante de Trump nas eleições presidenciais americanas, Joe Biden também se manifestou pelo Twitter, prometendo combater a “violência extremista”.“Jill e eu incluímos o povo francês em nossas orações, após o terrível ataque terrorista em Nice – que atingiu inocentes em uma casa de culto”, escreveu o candidato democrata em seu nome e no de sua esposa.

“Um governo Biden-Harris trabalhará com nossos aliados e parceiros para evitar a violência extremista de todas as formas”, acrescentou, em referência à sua companheira de chapa, Kamala Harris.CANADÁO primeiro-ministro, Justin Trudeau, condenou o ataque ao final de uma videoconferência com líderes da União Europeia. Para Trudeau, “nada justifica esta violência”.

“Os terroristas, os criminosos, não representam o islã nem os muçulmanos de nenhum modo”, disse o primeiro-ministro canadense.NAÇÕES UNIDASO secretário-geral da ONU, António Guterres, “condena veementemente o ataque atroz” ocorrido na quinta-feira em Nice, declarou seu porta-voz, Stéphane Dujarric, em Nova York.

Guterres “reafirma a solidariedade das Nações Unidas com a população e o governo da França” durante este tormento, acrescentou, durante sua coletiva de imprensa diária.Em nota, o alto representante das Nações Unidas para a Aliança das Civilizações, Miguel Ángel Moratinos, condenou “o ataque bárbaro” em Nice.

REINO UNIDOO primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, se declarou “chocado” após esse “ataque bárbaro” em um tuíte. “O Reino Unido está firmemente ao lado da França contra o terror e a intolerância”, escreveu ele.

Após 19 dias de apagão, Bolsonaro é recebido por manifestantes e apoiadores no Amapá Twitter vai transferir conta de presidente dos EUA para Biden Ferry e rebocador são afundados na Baía de Todos-os-Santos e serão usados no turismo subaquático

VATICANOO papa Francisco condena “o terrorismo e a violência”, que ele considera inaceitáveis, e “reza pelas vítimas” após o ataque desta quinta-feira.“É um momento de dor, um momento de confusão. O terrorismo e a violência nunca podem ser aceitos. O ataque de hoje semeou a morte em um lugar de amor e conforto, como (é) a casa do Senhor”, afirmou em um comunicado o porta-voz do papa, Matteo Bruni, que disse que o pontífice “reza pelas vítimas e suas famílias”.

UNIÃO EUROPEIAA União Europeia expressou sua “solidariedade” à França e pediu a união contra “aqueles que espalham o ódio”. “Toda minha solidariedade à França”, declarou o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, no Twitter.

Por sua vez, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que “toda a Europa se solidariza com a França”. “Continuamos unidos e determinados diante da barbárie e do fanatismo”, acrescentou ela pelo Twitter.ESPANHA“Continuaremos a defender a liberdade, nossos valores democráticos, a paz e a segurança de nossos concidadãos. Unidos diante do terror e do ódio”, disse o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez.

A chanceler alemã, Angela Merkel, expressou a “solidariedade” da Alemanha com a França e se mostrou “muito chocada”.TURQUIAA Turquia condenou “firmemente” o ataque “selvagem” a Nice e manifestou sua “solidariedade”, apesar das tensões diplomáticas entre os dois países.

EGITOO Ministério das Relações Exteriores do Egito afirmou que o país “está ao lado da França na luta” contra esse tipo de crime “de ódio”.O imã da Mesquita de al-Azhar, Ahmed al-Tayeb, denunciou o “ato de ódio e terrorismo” que é “contrário aos ensinamentos do Islã”.

CONGRESSO JUDAICO EUROPEUO Congresso Judaico Europeu (CJE) expressou na quinta-feira “indignação” com o atentado e denunciou o “mal absoluto”.“Estamos profundamente horrorizados com a barbárie e o mal absoluto representados por esses ataques perpetrados contra cidadãos franceses e a República Francesa”, disse em nota Moshe Kantor, presidente do CJE, uma instituição laica com sede em Bruxelas.

Para conter Boulos na periferia, Covas vai às ruas com Marta Suplicy na zona sul - Política - Estadão Ambev cobra Carrefour por morte de homem negro em unidade da rede de supermercados - Brasil - Estadão Astro adolescente do trap, MC Caverinha chega junto com Djonga na velocidade do single 'Meu corre'

IRÃO Irã condenou o “ciclo de provocações e violência” que, em sua visão, começou com a republicação das charges do profeta Maomé na revista Charlie Hebdo e a defesa deste ato pelo presidente Emmanuel Macron.

“Este ciclo vicioso crescente – discurso de ódio, provocações e violência – deve ser substituído pela razão e sanidade”, defendeu o ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, em um tuíte. Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

O que nos une – G1 Consciencia Negra

Na semana da Consciência Negra, o G1 publica a série especial 'O que nos une'. As reportagens lembram personagens negros e negras importantes na história do Brasil, através do olhar de pessoas inspiradas por eles ou que têm trajetórias similares.

É parece que a tal Cristofobia existe mesmo. Boycott_Frence_Products Boycott_Frence We_Love_Mohammad_ﷺ❤️ We_Follow_Mohammad_ﷺ❤️ We_Are_Mohammedian_of_Ummah❤️ Boycott_French_Products boycot_frence ফ্রান্স_পন্য_বর্জন_করুন Love_Prophet_Muhammad_SAW ❤ My_Prophet_My_Honour La_ilaha_illallahu_muhammadur_rasulullah,

Ataque a faca deixa pelo menos 3 mortos em Nice, na França - ISTOÉ IndependenteUm ataque a faca matou pelo menos três pessoas e deixou outras feridas na Basílica de Nice, na França, na manhã desta quinta-feira (29). Uma das vítimas foi degolada. O ataque aconteceu por volta das 9h (5h no horário de Brasília) perto da basílica de Notre-Dame. O agressor foi detido, segundo o prefeito de Nice, […]

Ataque a faca deixa mortos e feridos na Basílica de Nice, na FrançaPrefeito da cidade diz que um suspeito foi detido e classificou o ataque como terrorismo. Procuradoria antiterrorismo do país abriu investigação. Que dê tudo certo lá no país Será se Emanuel vai falar em árabe nessa reunião? Investigação ao brioco do estagiário

Ataque com faca em igreja de Nice, na França, deixa pelo menos três mortosAutoridades investigam o caso como um “homicídio terrorista” e prefeito local fala em “islamofascismo”. Há menos de 15 dias, professor foi degolado por mostrar caricaturas de Maomé Cristophobia

Após atentado em Nice, Macron decide aumentar presença militar na FrançaPresidente defendeu o secularismo e liberdade de crença na França; líderes de países muçulmanos criticam postura e pedem boicote a produtos franceses Abre mais as perninhas....muçulmanos são gente boa e tolerantes.... Decadente 2018 fui pra Paris e o tanto de militar nas ruas já não era pouco. Tudo de mp5

Brasileira é uma das vítimas do atentado à basílica de Nice, na FrançaO Consulado Geral do Brasil em Paris confirmou que uma das vítimas do atentado terrorista na basílica Notre-Dame de Assunção, nesta quinta-feira (29) no centro de Nice, era a brasileira Simone Barreto Silva. Nascida em Salvador (BA), Simone, tinha 44 anos, morava na França há 30 e deixou três filhos. mdsss coitada, q ela descansa em paz😪q tristeza *terrorista MUÇULMANO degola CRISTÃOS dentro de uma igreja Como jairbolsonaro disse, há uma onda de Cristofobia e muitos estão fechando os olhos pra essa situação.

Brasileira é uma das vítimas do atentado à basílica de Nice, na França - CartaCapitalNascida em Salvador (BA), Simone tinha 44 anos, morava na França há 30 e deixou três filhos O destino é engraçado o quê uma mãe de santo, macumbeira vai na Igreja Católica, será que ia fazer um trabalho para Oxum dentro da Igreja? A fatalidade chega ser engraçado Macumbeira morta por Maomé. O terrorista podia até aliviar se ela explicasse o que é Macumba! Allah é grande