Oms, Coronavirus Covid-19, Coronavirus De Wuhan, Pandemia, Coronavirus, Enfermedades İnfecciosas, Enfermedades Respiratorias, Ms Brasil

Oms, Coronavirus Covid-19

Militares e cúpula do Legislativo intervêm para manter Mandetta, a despeito de Bolsonaro

Alcolumbre adverte Planalto sobre estremecimento com Parlamento, em caso de demissão. Ministro pede “paz” para trabalhar

07/04/2020 03:30:00

Alcolumbre adverte Planalto sobre estremecimento com Parlamento, em caso de demissão. Nomes do STF criticam falta de liderança. Por afonsobenites

Alcolumbre adverte Planalto sobre estremecimento com Parlamento, em caso de demissão. Ministro pede “paz” para trabalhar

, estar descontente com a atuação de Mandetta na pasta. Ao falar a um grupo de religiosos apoiadores que o aguardavam na entrada do Palácio da Alvorada, o presidente disse que havia ministros que estavam se sentindo estrelas e que poderia usar a “caneta” contra eles. Não citou nomes. Mas o recado foi direto ao ministro da Saúde. “Algumas pessoas no meu Governo, algo subiu à cabeça deles. Estão se achando. Eram pessoas normais, mas de repente viraram estrelas. Falam pelos cotovelos. Tem provocações”, afirmou. “Mas a hora deles não chegou ainda não. Vai chegar a hora deles. A minha caneta funciona. Não tenho medo de usar a caneta nem pavor. E ela vai ser usada para o bem do Brasil, não é para o meu bem. Nada pessoal meu. A gente vai vencer essa”, declarou o presidente.

Resistir é preciso - Opinião - Estadão Alexandre põe PF nas ruas para fazer 29 buscas no inquérito das fake news Ministério da Saúde admite que quantidade de testes para coronavírus feita no Brasil não é ideal - Saúde - Estadão

No sábado, o ministro deu mais uma demonstração dos holofotes que atraiu: gravou um vídeo para músicos campeões de audiência no Brasil que fizeram apresentações ao vivo em suas redes sociais, como Xand do Avião e

Jorge & Mateus. Na gravação, Mandetta disse a eles que o “show não pode parar”, mas as aglomerações, sim. Enquanto isso, a interlocutores, o ministro reagia às queixas de Bolsonaro. Disse que não aceitava ameaças. Que se Bolsonaro tivesse algo a fazer, que agisse, que o demitisse. E insistiu em seu discurso feito na semana passada quando foi questionado se abandonaria o cargo: “Médico não abandona paciente”.

Depois de um dia de inteiro de rumores e uma série de reuniões, inclusive com Bolsonaro e sua equipe de ministros, Mandetta surgiu para falar com a imprensa depois das 20h. Discursando na sede do Ministério da Saúde, em Brasília, e em mais um sintoma de uma crise com o Planalto que ganha ares surrealistas em meio à pandemia, admitiu que vários funcionários seus já estavam limpando suas gavetas para irem embora, inclusive as dele. E deu o recado: “Nós vamos continuar porque continuando a gente vai conseguir enfrentar o nosso inimigo, que tem nome e sobrenome, a Covid-19”.

A altivez do ex-deputado vinha do respaldo angariado ao longo do dia e na semana passada. O presidente do Congresso Nacional,senador Davi Alcolumbre(DEM-AP), transmitiu o seguinte recado a Bolsonaro por meio dos ministros-generais Luiz Eduardo Ramos (Governo) e Walter Braga Netto (Casa Civil): “o Congresso é contra a saída de Mandetta. Isso iria prejudicar a relação com o Parlamento”. Chamado para conversar pessoalmente com o presidente, Alcolumbre avisou que não o encontraria e que a discussão estava acima de questões partidárias. Mandetta é filiado ao DEM de Alcolumbre, pelo qual cumpriu dois mandatos de deputado federal por Mato Grosso do Sul.

A pressão mais intensa, contudo, veio dos militares dias antes. Na noite de quinta-feira passada, quatro generais com assento no Planalto se reuniram com Bolsonaro logo após ele conceder uma polêmicaJovem Pan, na qual disse que faltava humildade a Mandetta e que ele deveria ouvi-lo mais. O quarteto disse a Bolsonaro que ele deveria se calar para não deixar a crise sanitária e econômica ainda mais grave. Pediram para ele não mexer em sua equipe, por enquanto. Tampouco provocar governadores e prefeitos que decretaram quarentenas. Disseram que, se ele não mudasse sua postura, poderia ser pressionado a deixar o cargo.

Em um primeiro momento, parecia que o presidente tinha ouvido as advertências e acatado os conselhos. Mas as declarações no domingo e as sinalizações da segunda-feira demonstraram que não foi bem assim. Para um interlocutor que estava no encontro com os militares na quinta-feira, não ficou de todo claro se Bolsonaro esperava tamanha reação, e de tantas frentes coordenadas, contra a queda do ministro.

Bolsonaro volta a criticar isolamento social: 'Não dá para continuar assim' - Política - Estadão PF cumpre mandados expedidos pelo STF no inquérito das fake news | Radar Artigo: Sem imprensa livre não há democracia - Política - Estadão

O cerne da discórdia entre chefe e subordinado é o fato de o ministro ser a favor do distanciamento social, com medidas que incluem o isolamento do maior número de pessoas em cidades onde haja uma disseminação da doença. O presidente, por sua vez, entende que só quem deveria se isolar seriam os grupos mais vulneráveis, idosos e pessoas com comorbidades. Bolsonaro está preocupado com os efeitos de uma inevitável quebradeira econômica, com os gastos que o Governo terá para ajudar a população mais pobre e

com suas próprias perspectivas de reeleiçãoem meio à crise sem precedentes.Quem tem ajudado na “fritura” de Mandetta é exatamente seu potencial substituto, Osmar Terra. Deputado federal pelo MDB do Rio Grande do Sul, e demitido por Bolsonaro do Ministério da Cidadania em fevereiro, o parlamentar nega a importância do distanciamento social como ação para coibir a disseminação massiva do coronavírus, assim como o mandatário. No fim de semana agiu intensamente contra seu antigo colega de Parlamento. Participou de reuniões entre Bolsonaro e médicos que são contrários ao isolamento horizontal, publicou artigo em jornal e deu entrevistas para dizer que a quarentena não auxilia no controle da pandemia de Covid-19. Algo que é refutado pelas principais autoridades sanitárias do mundo.

Em suas redes sociais, Terra recebeu sanção do Twitter ao dizer que que a “quarentena aumenta os casos de coronavírus”. Em uma entrevista que concedeu por videoconferência, aoCrítica Nacional, o deputado disse que no Brasil não vão morrer nem 5.000 pessoas. Falou, equivocadamente, que as medidas de isolamentos não funcionaram em nenhum local do mundo e reclamou das quarentenas no país. “Essas medidas drásticas não adiantam nada. Não fica uma pessoa a mais ou a menos internada por causa da quarentena. Não tem uma pessoa a mais ou a menos morrendo por causa da quarentena. Ela não atrapalha o vírus”, afirmou.

Em um grupo de parlamentares do DEM, Mandetta chamou o deputado do MDB de “Osmar Trevas”. “Vamos seguir a ciência, disciplina, planejamento, foco. Não perca. Esses barulhos que vem ao lado, fulano falou isso, beltrano falou aqui, esquece. Eles estão aqui do lado. Apesar dos pesares, foco, aqui!”, afirmou o ministro em uma coletiva durante a noite.

Esse não foi o primeirodia do ficode Mandetta. Nem deve ser o último até o fim da crise da pandemia. “Infelizmente começamos com mais um solavanco a semana de trabalho. Espero que possamos entrar um período de paz, daqui pra frente”, afirmou.

Consulte Mais informação: EL PAÍS Brasil »

afonsobenites Caros do , gostaria de acrescentar uma 5° frente para a manutenção das ações do MS:a sociedade civil. Minutos após a notícia se espalhar, estávamos nas janelas batendo panela e pedindo ForaBolsonaro em várias cidades do Brasil. Era de tarde. Inédito. afonsobenites Que piada. afonsobenites E eu rio muito do 'Não tenho medo de usar a caneta, nem pavor...' 🤣😂🤣😂🤣🤣😂😂😂😂

afonsobenites Todos vassalos da OMS afonsobenites Putz, que país devagar para certas coisas. Deem logo o golpe, pô! Ou então pautem os pedidos de impeachment! Saiam da moita! afonsobenites Claro que há liderança. A hierarquia foi restabelecida e o capitão da canetinha obedece ao general. NinguemApagaNossaEstrela

afonsobenites Se estivessem preocupados com o povo esses canalhas de Brasília já teriam doado metade dos seus salários, reduzido as regalias, cancelado o fundão e tantos outros absurdos.

Bolsonaro ameaça, mas desiste de demitir Mandetta hojeMilitares foram fundamentais na reviravolta, mas o ministro ainda continua balançando no cargo A imprensa toda o demitiu mas não era FakeNews não! Fake news? É incrível como vcs estão babando pela queda do governo Bolsonaro tirando a imprensa de tempo....

Congresso é contra saída de Mandetta, avisa Alcolumbre a Bolsonaro | RadarEm recado ao presidente, chefe do Parlamento disse que ‘defenderá até o fim a permanência de Mandetta na Saúde’ radaronline Bolsonaro perguntou a opinião dos leitões? Não, né? Irrelevante. Só por isso eu demitia. radaronline Por isso que o povo saiu às ruas em 15/03 para apoiar Bolsonaro. radaronline O Congresso não tem MORAL alguma para opinar em nada. Na hora de AJUDAR O POVO eles não abriram mão do Fundo Eleitoral.

Semana pode definir permanência de Mandetta e estratégia para pandemiabrpolitico: Semana pode definir permanência de Mandetta e estratégia para pandemia brpolitico Thailandia Mandeta brpolitico brpolitico Sai logo, Mandetta. Senão tu vai levar a culpa depois.

Sem Mandetta, Bolsonaro faz reunião com Terra e Nise Yamaguchi, médica elogiada por bolsonaristas - Política - EstadãoPresidente exclui ministro da Saúde de reunião que discute o uso da cloroquina em pacientes contaminados pelo novo coronavírus Um absurdo. Aí tem. Podemos esperar o pior.

Após reunião com Bolsonaro, Mandetta diz que fica no Ministério da SaúdeMinistro afirma que o inimigo tem nome e sobrenome e se chama Covid019, mas pede ‘paz’ para continuar trabalhando 🙌🏼 Se fode, Bolsonaro. FicaMandettaForaBolsonaro

Rumor de demissão leva nome de Mandetta ao topo dos assuntos no Twitter - ISTOÉ IndependenteOs rumores de que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pode ser demitido pelo presidente Jair Bolsonaro ainda nesta segunda-feira, 6, levaram rapidamente o sobrenome do ministro a liderar a lista dos assuntos mais comentados do Twitter brasileiro nesta segunda-feira, 6. Segundo o jornal O Globo, a demissão de Mandetta estaria sendo preparada pelo … FicaMandetta ForaBolsonaro segundo o globo....kkkkk é a bosta validando a merda. Demissão em momento errado.