Menino de 13 anos morre por coronavírus no Reino Unido e acende alerta

Ismail Mohamed Abdulwahab teria sido a pessoa mais jovem a morrer de covid-19 no país; família diz que ele não tinha problemas aparentes de saúde.

01/04/2020 15:43:00

Ismail, de 13 anos, recebeu diagnóstico positivo para covid-19 e seria a pessoa mais jovem a morrer da doença no Reino Unido. A família diz que ele não tinha problemas aparentes de saúde.

Ismail Mohamed Abdulwahab teria sido a pessoa mais jovem a morrer de covid-19 no país; família diz que ele não tinha problemas aparentes de saúde.

Fechar painel de compartilhamentoGetty ImagesImage captionIsmail Mohamed Abdulwahab teria sido a pessoa mais jovem a morrer de covid-19 no Reino Unido; imagem mostra o King's College Hospital, onde ele morreuUm menino de 13 anos que recebeu diagnóstico positivo para covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, morreu, informou um hospital em Londres.

Saúde completa 15 dias sem ministro e casos aumentam em 113% Brasil atinge 28.834 mortes por Covid-19 e passa a França no número de vítimas Brasil se torna o quarto país com maior número de mortos por coronavírus

Ismail Mohamed Abdulwahab, de Brixton, no sul de Londres, faleceu no King's College Hospital na manhã de segunda-feira, 30 de março.Ele seria a pessoa mais jovem a morrer por coronavírus no Reino Unido.Um porta-voz do hospital disse que o corpo do menino foi encaminhado para a necropsia, mas não revelou mais detalhes.

Quase 2 mil pessoas já morreram em decorrência de covid-19 no Reino Unido.Só na segunda-feira, foram registradas 381 mortes por coronavírus no país, o maior número de mortes em um dia até agora.A família de Ismail disse que estava"mais do que arrasada" por sua morte, em comunicado divulgado por um amigo da família.

Eles disseram que ele não tinha doenças pré-existentes e que recebeu o diagnóstico positivo para covid-19 na última sexta-feira (27 de março), um dia depois de ser internado.É raro que adolescentes desenvolvam os sintomas mais graves do coronavírus.

"Apenas 0,3% dos que apresentam sintomas necessitam de cuidados hospitalares e 0,006% morrem — em outras palavras, apenas duas em cada 30 mil infecções nessa faixa etária resultam em óbito", explica Nick Triggle, repórter de saúde da BBC.

"Mas isso pode acontecer, como foi o caso de Ismail."A família de Ismail disse que ele foi internado no hospital no sul de Londres depois de mostrar sintomas e dificuldades de respirar."Ele foi acoplado a um respirador e depois colocado em coma induzido, mas infelizmente morreu ontem [segunda-feira] de manhã", disseram eles.

"Pelo que sabemos, ele não tinha doenças pré-existentes. Estamos mais do que arrasados."Mark Stephenson, diretor da faculdade Madinah College, no sudoeste de Londres, onde a irmã de Ismail trabalha como professora, organizou uma campanha virtual para arrecadar dinheiro para os custos do funeral.

Brasil tem recorde de infecções em um dia e é o 4º país do mundo em mortes por coronavírus - Saúde - Estadão Felipe Melo: 'Não é hora de pensar em esquerda ou direita. O importante é se unir contra o vírus' - Esportes - Estadão Papa pede desvio de fundos de armas para pesquisa de covid-19

Um comunicado na página dizia que Ismail morreu"sem nenhum familiar por perto devido à natureza altamente infecciosa da covid-19".Nathalie MacDermott, médica da Universidade King's College de Londres, disse que a morte de Ismail"destaca a importância de todos nós tomarmos as precauções possíveis para reduzir a propagação da infecção no Reino Unido e no mundo".

Ela acrescentou:"É importante que um médico legista avalie se um exame post-mortem é necessário para entender melhor a causa exata da morte"."Embora se saiba que doenças pré-existentes crônicas aumentam o risco de morte após a infecção por covid-19, ouvimos falar de casos de indivíduos mais jovens sem problemas médicos conhecidos sucumbindo à doença", explicou.

"É essencial que realizemos pesquisas para determinar por que uma proporção de mortes ocorre fora dos grupos que morrem devido à infecção, pois isso pode indicar uma suscetibilidade genética subjacente de como o sistema imunológico interage com o vírus", acrescentou.

Vanessa Sancho-Shimizu, pesquisadora de doenças infecciosas e virologia da universidade Imperial College de Londres, disse que o caso de Ismail mostra que"as estatísticas não significam nada quando afetam as pessoas próximas a você e que não há espaço para complacência nesta pandemia".

Direito de imagemGetty ImagesImage captionJovens não estão imunes de morrer por coronavírus, diz Simon Clarke, professor associado de microbiologia celular da Universidade de ReadingSimon Clarke, professor associado de microbiologia celular da Universidade de Reading, disse:"Qualquer morte prematura é uma notícia trágica, mas a morte de qualquer criança é particularmente triste — e a primeira morte de uma criança no Reino Unido após um teste positivo para Covid-19 é muito significativa".

"A lição de países como a China é que, embora os idosos tenham muito mais chances de morrer por coronavírus, os jovens certamente não estão imunes a isso.""As crianças podem pegar o vírus e, embora tenham maior probabilidade de apresentar sintomas leves, ainda podem transmiti-lo a outras pessoas mais vulneráveis. Em casos raros, elas também podem ficar gravemente doentes ou morrer."

Mourão aproveita reabertura de shoppings em Brasília e faz compras ao lado da mulher - Política - Estadão Mulher de policial acusado de matar George Floyd pede divórcio Parceria de Nasa e SpaceX obtém sucesso em primeiro lançamento tripulado

"Este é um lembrete de que devemos levar a sério a recomendação das autoridades de saúde para ficar em casa, lavar as mãos e ficar longe de todas as outras pessoas.""Ou seja, com essas ações, podemos salvar a vida de nossos pais ou avós. E este caso ainda nos faz lembrar que ficar em casa também pode salvar a vida de nossos filhos e netos."

Consulte Mais informação: BBC News Brasil »

Só opino depois do laudo técnico e com todas as informações necessárias. Por enquanto ainda continua sem casos fora do padrão (idosos e debilitados l). Que Deus tenha piedade dessa família, que não pode estar ao lado e se despedir de um ente querido. E de todos idiotas sem empatia que desmerecem a morte de um ser humano

Isso não é regra, mas como é notícia ruim vcs publicam GloboLixo É uma fatalidade, como a própria reportagem diz. É RARO a doença desenvolver em alguém dessa faixa etária. Como também até o momento é bem superficial essa comprovação.

EUA superam número oficial de mortos por coronavírus na China - CartaCapitalCoronavírus já matou mais nos Estados Unidos do que os atentados de 11 de setembro

Apresentadora de TV morre de coronavírus aos 54 anos nos EUA - ISTOÉ IndependenteA jornalista Maria Mercader, de 54 anos, da rede CBS News, dos Estados Unidos, morreu neste domingo (29) vítima de coronavírus. Ela morava em Nova York, epicentro da epidemia no país, e estava de licença médica desde o início de fevereiro. Por mais de 20 anos, Maria lutou contra um câncer e doenças relacionadas. ela … Estava de licença médica desde fevereiro com outra doença e morreu de coronavirus, tá bom.

Menina de 12 anos morre vítima do coronavírus na BélgicaDe acordo com o jornal belga 'Le Soir', ela é a mais jovem vítima europeia da pandemia, que já provocou mais de 38,7 mil mortes. “Não era atleta, da nisso”. Só deixar os idosos em casa, eles disseram 'Ué, não era só idoso que morria?' 🤔😒 Uma tristeza que só a família sabe. Tomara que agora quem fala essa merda passe a pensar mais no próximo. Vamos aguardar o desfecho dessa situação, ninguém sabe qual era o estado dela

Marin retorna ao Brasil após quase cinco anos preso e com patrimônio reduzido - Esportes - EstadãoMarin retorna ao Brasil após quase cinco anos preso e com patrimônio reduzido (via EstadaoEsporte) Esporte Ninguém liga. Esporte Aqui ele vai ter uma certa proteção!!! Esporte Coitado, vai até entrar na fila pra pedir os 600 reais do governo. Ah, vá!

Coronavírus: funcionários de companhias aéreas são chamados para atuar em hospital em LondresSem trabalhar devido à suspensão de viagens, funcionários de companhias aéreas britânicas atuarão em hospitais de campanha arrumando camas, executando tarefas não clínicas e auxiliando médicos e enfermeiros

Princesa espanhola morre por coronavírus - Internacional - EstadãoMaria Teresa de Bourbon-Parma é primeiro membro da realeza a sucumbir à covid-19 Inter Paywall maldito Inter A peste chinesa pegou muito 'senhor feudal' pelo caminho..... Até o proletariado. Inter Começou e foi_pouco