Mãe do judoca Daniel Cargnin fala de homenagem após bronze nas Olimpíadas: 'Passa um filme'

Atleta lembrou do apoio da família depois da conquista: 'Queria que minha mãe estivesse aqui' #G1

25/07/2021 21:00:00

Atleta lembrou do apoio da família depois da conquista: 'Queria que minha mãe estivesse aqui' G1

Natural de Porto Alegre, atleta lembrou do apoio da família: 'Queria que minha mãe estivesse aqui'. Medalhista foi homenageado por autoridades do RS após conquista nos Jogos de Tóquio.

A mãe do judoca Daniel Cargnin, de 23 anos, que conquistou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio, neste domingo (25), falou da homenagem recebida logo após o atleta deixar o tatame. Em Porto Alegre, dona Ana Rita lembrou com emoção dos desafios enfrentados pelo filho.

Atuação vacilante do STF não contém a venda de armas incentivada por Bolsonaro Milton Neves sofre golpe de R$ 2,5 milhões de ex-funcionário Queda de braço entre Fernández e Kirchner expõe fratura na esquerda argentina - BBC News Brasil

"Foi emocionante, claro. Foi tenso, momentos de bastante tensão, coração apertado. Mas depois, o momento em que ele extravasou, saiu chorando, foi um momento muito bonito. A entrevista foi uma coisa emocionante, passa um filme na cabeça da gente", disse ao G1.

Ao ser entrevistado pelo repórter Edgar Alencar, do Grupo Globo, ainda dentro do Budokan, o ginásio das artes marciais, Daniel Cargnin falou do apoio que recebeu da mãe ao longo da carreira. Veja abaixo."Queria que a minha mãe estivesse aqui. A gente sonhou isso junto. Vou ser bem sincero, o que eu queria agora era poder pegar, ligar para ela e falar que valeu a pena", afirmou. headtopics.com

Ana Rita viu a luta do filho caçula pela televisão ao lado de familiares. Ela falou da tensão, principalmente nos minutos finais do confronto contra Baruch Shmailov, de Israel. Veja abaixo."Nós estávamos assistindo, na sala, à luta. Ficamos aqui esperando. Quando eu olhei, faltavam 57 segundos. Aqueles 57 segundos demoraram duas horas para passar, não terminava nunca. Quando zerou o placar... Nossa! Respira, fala, pensa de novo. Aí passou", disse aliviada.

O judoca conquistou a medalha de bronze na categoria até 66kg. O ouro ficou com o japonês Hifumi Abe, já a prata foi para Vazha Margvelashvili, da Geórgia. Mais cedo, o Brasil foi prata no skate street, com Kelvin Hoefler. Brasileiro Daniel Cargnin conquista medalha de bronze no judô

TrajetóriaO judoca lembrou de uma ocasião quando, ainda jovem, após um treino difícil, foi consolado pela mãe. Cargnin é atleta da Sociedade Ginástica Porto Alegre (Sogipa)."Eu era pequeno e eu voltei chorando do treino, porque eu tinha apanhando muito no treino. Ela falou assim: 'Não, Dani. Vamos sair para comer alguma coisa e amanhã é um novo dia'", recordou.

Ana Rita recordou das palavras que destinava ao filho em situações como essa."Meu filho, só tem um jeito de não chorar, de não sofrer. O esporte não tem que ser para fazer as pessoas sofrerem, tem que ser para dar alegria. A única maneira de não sofrer, de ser feliz no esporte, é treinar, treinar e treinar", comentou. headtopics.com

Um respiro em julho - Opinião - Estadão 'É meu legado', diz compositor que acusa Adele de plagiar música gravada por Martinho da Vila - BBC News Brasil 'Não é hora de relaxar restrições', diz biomédica que sequenciou coronavírus e 'virou' Barbie

Na preparação para as Olimpíadas, Cargnin voltou a encontrar apoio em casa. O medalhista chegou a contrair o coronavírus, deixando de disputar o mundial da categoria."Eu, desde a pandemia, no início de competições, eu machuquei duas, três vezes. Não fui para o Mundial porque, infelizmente, eu peguei a Covid na época. E eu cheguei a pensar: 'pô, por que não está dando certo?', sabe? Eu me esforcei bastante nesse tempo. Eu fiquei na casa da minha mãe, ela me deu todo este suporte", recordou.

"Tudo acaba tendo um motivo. Eu disse para ele nessa ocasião: 'Dani, quem sabe tu não foste para o mundial porque, de repente, tu te machucas ou acontece alguma coisa que prejudique a Olimpíada'. Tudo aconteceu da forma que tinha que acontecer. Estamos com a medalha", comemorou Ana.

Daniel Cargnin, de quimono azul, durante luta nas quartas de final do judô masculino categoria até 66kg nos Jogos Olímpicos de Tóquio neste domingo (25) — Foto: Vincent Thian/AP PhotoO brasileiro, que tem a palavra "família" em japonês tatuada no peito, disse que pensou em desistir do esporte. Agora, a tatuagem vai dividir espaço com a medalha de bronze.

"Eu saí de casa muito cedo, eu sabia que ia ter que sair um pouco do cômodo da minha mãe para criar uma garra, uma vontade. Eu não me arrependo. Mas eu lembro que, quando eu estava vindo para a Olimpíada, eu falei para minha mãe: 'Quando passar a Olimpíada, independente do que acontecer, eu estou tranquilo, porque eu posso voltar para casa'", disse Cargnin. headtopics.com

Daniel Cargnin conquista primeiro bronze do Brasil — Foto: COBHomenagensA conquista de Daniel Cargnin rendeu homenagens de autoridades, amigos e colegas do judô. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), e o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), comemoraram a medalha do gaúcho nas redes sociais. Veja abaixo.

Ao G1, o técnico de judô e secretário de Esportes, Lazer e Juventude de Porto Alegre, Antônio Carlos de Oliveira Pereira, o Kiko, analisou a luta que rendeu o bronze para Cargnin."O Daniel teve uma grande participação, estava muito difícil a competição. Mas, realmente, ele se superou. Estamos muito felizes aqui em Porto Alegre, aqui na Sogipa. É a nossa quinta medalha olímpica", comentou.

Tsunami no Brasil? Possibilidade é muito remota, segundo especialistas Câmara Técnica da Saúde pode apresentar renúncia coletiva se Queiroga não retomar vacinação de adolescentes, diz jornal São Paulo é a terceira cidade mais criativa do mundo, afirma relatório de Cannes Lions

Cargnin se junta a três judocas na lista de medalhistas olímpicos do clube de Porto Alegre. São eles, Tiago Camilo, bronze em Pequim (2008); Mayra Aguiar, bronze em Londres (2012) e no Rio de Janeiro (2016); e Felipe Kitadai, também bronze em Londres (2012).

Governador do RS e prefeito de Porto Alegre saudaram judoca Daniel Cargnin — Foto: Reprodução/Twitter VÍDEOS: Tudo sobre o RS Consulte Mais informação: G1 »

Em ato em Brasília, Bolsonaro faz discurso com ameaças ao Congresso e Judiciário - Política - Estadão

Presidente afirmou que 'ou o chefe desse Poder enquadra o seu' ou 'pode sofrer aquilo que não queremos'; ele não citou a quem se referia, mas fala remete ao STF; Bolsonaro afirma ainda que vai convocar o Conselho da República

Depois vcs não querem apanhar dos bolsominions aí. Kkkkk algum estagiario vai tomar uma coça segunda seis não sabe nem quem é quem bixo kkk Parabéns 👏🇧🇷🇧🇷 garoto pela vitória, e, parabéns pra mamãe que é exemplo perfeito de mãe. Família forte!! FOTO ERRADA G1 Ué confundiu os caras 🆘 PEÇO DESCULPA POR PEDIR EMPREGO NA PUBLICAÇÃO TENHO 2 FILHOS PEQUENOS E NÃO TÁ FÁCIL MAIS FAÇO BICOS TBM LIMPEZA DE JARDIM LIMPEZA DE PICINA TROCO CHUVEIRO SABE ESSES SERVIÇOS QUE VC NÃO FAZ MAIS PAGA ALGUÉM PARA FAZER SOU DE OSASCO-SP ME AJUDE ❣️🙏 g1

deu mole em estagiario kkkkkkkkkkkkk Ué kkkkkkkkk esse ai não é o Daniel não o maluco Esse Kelvin é brabo mesmo, judoca e skatista

Vídeo: Bebê é resgatado dos escombros na China; mãe morreu - ISTOÉ IndependenteUma bebê foi resgatada dos escombros na China em meio aos temporais que vêm atingindo a província de Henan. As fortes chuvas já deixaram mais de 50 mortos e ainda há pessoas desaparecidas. O resgate ocorreu na última quarta-feira (21). De acordo com a rede de televisão chinesa CCTV, a criança resgatada havia ficado soterrada por […]

Nada como um conforto do colo da mãe. Que saudade eu tenho da minha! Atleta errado, G1 Mas esse é o kelvin

Jaqueline Lima, a atleta de badminton barrada das Olimpíadas por ser mãeMesmo sem avaliação física, piauiense de 19 anos foi barrada pela Confederação de Badminton de torneio na Guatemala pelo “longo tempo de inatividade” durante a gravidez em 2020, o que tira suas chances de ir a Tóquio. “Preconceito pela região de onde vim, por ser mulher e mãe”, diz ela diogomagri É verdade, ela é PPP pobre preta da periferia, e ainda do Piauí!!!! Tá lascada.... ela era a melhor jogadora na idade dela, foi abonada... diogomagri O rigor de quem domina pelo elitismo: “Preconceito pela região de onde vim, por ser mulher e mãe” diogomagri Não romantizem a maternidade não planeada.

Mãe de recém-nascido protesta ao ter amamentação suspensa por restrições olímpicas; COI respondeSegundo Ministério da Saúde (MS) e a Organização Mundial de Saúde (OMS), os primeiros seis meses de amamentação trazem benefícios para mãe e filho

Excluída dos Jogos Olímpicos, Yasmin Brunet manda recado para Gabriel Medina: 'Queria estar com você' - ISTOÉ IndependenteAntes da estreia do surfista na Olimpíada de Tóquio 2020, modelo e namorada do atleta envia mensagem de apoio a Medina. Yasmin foi barrada pelo Comitê Olímpico do Brasil ela pode ir simmm... basta pagar do bolso dela... não do meu... Carai véy, minha mulher n veio. Só to 30% de mim. Se eu perder, já sei a desculpa q vou inventar... Yasmin Brunet é a Yoko Ono do surf.

'Está sendo uma loucura', diz mãe de Douglas Souza sobre mudança em rotina após jogador da seleção virar fenômeno em redes sociaisElizangela Salles revela que bom humor em publicações na internet refletem a personalidade natural do ponteiro do time de vôlei brasileiro, que ganhou centenas de milhares de seguidores nos últimos dias ao relatar rotina na Vila Olímpica. DouglasCorreiaS 🥰🥰🥰 Então se afastem da globolixo! AMOOOO

Mãe que deu à luz em tratamento pós-Covid e conheceu filho após 1 mês recebe alta em Ribeirão PretoLuciana Gonçalves de Andrade Zucolo, de 36 anos, foi internada no oitavo mês de gestação, em 22 de maio, e passou por parto de risco. Retorno à família é 'felicidade muito grande', diz marido. Ainda bem que recebeu alta. Já estava achando que a notícia teria outro desfecho E tem gente que não quer se vacinar...🤦‍♀️”Santo Darwin”