Lethem: cidade da Guiana na fronteira com Roraima é paraíso de compras baratas, mas falta infraestrutura

Brasileiros voltaram a cruzar a ponte que liga os dois países em outubro, após 1 ano e meio de pausa pela pandemia #g1

22/01/2022 23:30:00

Brasileiros voltaram a cruzar a ponte que liga os dois países em outubro, após 1 ano e meio de pausa pela pandemia g1

Brasileiros voltaram a cruzar a ponte que liga os dois países em outubro, após 1 ano e meio de pausa pela pandemia. Diversidade de idiomas e etnias marca a pequena localidade, que espera se beneficiar com o rápido crescimento econômico do país para atrair ainda mais visitantes.

Por causa da pandemia, a fronteira ficou fechada de março de 2020 até outubro de 2021. Reaberta parcialmente, a Guiana exige comprovante de vacinação completa contra a Covid-19 e, em dias mais cheios, um teste de PCR negativo para a doença feito até 72 horas antes da entrada.

É que Lethem se tornou um paraíso de compras para os brasileiros, com leis fiscais bem menos rígidas do que do outro lado da fronteira. Isso em um país onde o PIB deu um salto de 43% em 2020, segundo o Banco Mundial (leia mais no fim da reportagem).

Consulte Mais informação: g1 »

Fifa anuncia uso do impedimento semiautomático na Copa do Catar; veja como tecnologia funciona - Esportes - Estadão

Recurso tem como objetivo diminuir o tempo de checagem do VAR e tomar decisões mais certeiras Consulte Mais informação >>

Essa cidade deveria pertencer ao Brasil, Roraima deveria se estender até o Rio Esequibo que sempre foi território do Brasil, mas os ingleses tomaram todo território de Pirara na mão Grande no início da República e os governos republicanos brasileiros não contestam mais. O Brasil precisa de um choque inédito de livre comércio. A vontade do brasileiro é essa, ter liberdade, comprar barato e manter o poder de compra. Mas os políticos não querem isso.

Todos os outros locais do mundo possuem coisas mais baratas que o Brasil do Bolsonaro

Saiba quais os destinos mais procurados no Carnaval 2022 entre os brasileiros | CNN Brasil SoftAs grandes festas e blocos de rua foram cancelados ao redor do país, mas o Carnaval segue entre as principais datas para se viajar; confira as cidades mais buscadas segundo o buscador Kayak

Bolsonaro volta ao Brasil para acompanhar velório da mãeO presidente suspendeu sua primeira agenda internacional de 2021, na capital do Suriname, para comparecer ao velório e sepultamento de sua mãe, Olinda Bolsonaro, na cidade de Eldorado, em São Paulo. Ela faleceu na madrugada desta sexta-feira após duas paradas cardiorrespiratórias. A idosa de 94 anos era viúva do pai do presidente, Percy Geraldo Bolsonaro, e deixa seis filhos. De 2022, né?

Alemanha volta a incluir Brasil na lista de alto risco para Covid | O AntagonistaViajantes que desejarem entrar no país europeu e que estiveram no Brasil nos 10 dias anteriores devem preencher um formulário online antes de embarcar A Europa tá pior que a América Latina na contaminação da covid. Eropeus gostam de fazer bonito. Um governo a serviço da morte! BolsonaroGenocida Poxa!

Bolsonaro volta a minimizar mortes de crianças na pandemia | Brasil | O DiaRegulação das redes sociais sobre desinformação na pandemia também foi criticada por Bolsonaro. ODia Alguma surpresa?🤔 Ele foi o primeiro a vender cloroquina em suas lives! As verdades desfazem as mentiras naturalmente e sem cerceamento.

Após enterro de dona Olinda, Bolsonaro volta a Brasília neste sábado (22) | CNN BrasilSegundo informações da repórter da CNN Bruna Macedo, o presidente deve deixar Eldorado (SP) às 11h rumo à capital E? 🤷🏻‍♂️ Trabalhar ...tá bom ! Esse Homem fez uma linda homenagem a sua querida mãe no velório. Lula fez um show no velório de sua esposa e neto. Precisa desenhar? Enquanto a imprensa militante tenta colocar Bolsonaro como um monstro,suas ações falam mais que palavras vinda dessa imprensa fracassada

Brasil volta a bater recorde na média móvel de casos conhecidos de Covid em 24 horasPaís tem 622.647 óbitos e 23.757.741 casos registrados do novo coronavírus, segundo dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa. Médias móveis apontam mais de 200 mortos e 100 mil casos diários: GloboNews Deus Abençoe Este País Porque Caso É Sério! Fake News e já estou denunciando 😂😂😂 Globo fake news 24h por dia.