Jovem que cantava nos ônibus para pagar a faculdade se forma em medicina no MA

'Sempre tive o sonho de ser médico e lutei por esse sonho com a ferramenta que eu tenho, que é a música' #g1

20/10/2021 02:30:00

'Sempre tive o sonho de ser médico e lutei por esse sonho com a ferramenta que eu tenho, que é a música' g1

Joel Mistokles é conhecido como o 'cantor dos ônibus' e realizou seu sonho nesta segunda-feira (18), recebendo homenagens de alunos e professores.

A manhã desta segunda-feira (18), Dia do Médico, representou a concretização de um sonho para um jovem, que é exemplo de perseverança e superação de barreiras sociais e econômicas para atingir os objetivos de vida.

Porquinho amarrado com bandeira do Palmeiras no Rio é resgatado por protetores de animais Sobe para 176 número de casos de pessoas com lesões na pele que causam coceira; surto atinge 35 bairros do Recife Brasil fechará fronteiras aéreas para seis países da África a partir de segunda, diz Casa Civil

É o caso de JoelMistokles Luis da Silva de Macedo Vale, de 33 anos, mais conhecido como 'Joel Mistokles', morador do bairro São Bernardo, periferia de São Luís, e que agora pode ser chamado de médico, seu grande sonho.

Cantando nos ônibus, Joel Mistokles conseguiu realizar o sonho de ser médico — Foto: Arquivo pessoalA conquista veio após sete anos anos de luta que envolve o desafio de dar sustento à esposa e filhos, a falta de recursos para pagar a faculdade, e ainda levar e esperança às pessoas por meio da música, dentro dos ônibus da capital maranhense. headtopics.com

Sempre tive o sonho de ser médico e lutei por esse sonho com a ferramenta que eu tenho, que é a música. Nunca foi fácil. Eu e minha esposa sempre tivemos dificuldade, tínhamos nosso filho para cuidar... mas eu não desisti. Quando finalmente passei para medicina, eu já cantava nos ônibus. Então vendia o CD nos coletivos, o material que eu tinha às vezes, cabo, carregador, película de celular... porque quando a gente tem um sonho, luta com o que tem" — Joel Mistokles, o cantor dos ônibus Sonho no Dia do Médico

A cerimônia de colação nesta segunda contou com a presença de amigos, familiares, professores e alunos que acompanharam as batalhas que Joel travou durante o curso. O aluno foi um dos mais aplaudidos e reverenciados."Eu sei de sua história. Eu sei de tudo o que você passou para estar aqui hoje. E eu te reverencio em nome de todos os que estão aqui presente para mostrar que sonhar não é proibido. E eu te parabenizo, Doutor", declarou a professora e enfermeira Cianna, coordenadora da colação dos alunos de medicina.

Trajetória de vida Conheça a história de Joel Mistokles, o jovem que transforma vidas através da músicaEm 2016, a TV Mirante contou um pouco da história do jovem cantor Joel Mistokles (veja acima), que naquela época ainda estava no início do curso de medicina, e ainda sob o desafio de pagar os materiais do curso, e sustentar a família.

"A gente levantava de manhã cedo, 4... 6 horas da manhã para fazer beiju, cuscuz de arroz, de milho, bolo de milho... vários tipos. E vendia café da manhã na porta de casa antes de ir para a faculdade. Ela [minha esposa] ficava em casa, cuidando do bebê. E quando eu voltava da faculdade, ainda dava 'tempo' de vender churrasquinho, eu e ela também, para complementar a renda de casa", disse Joel. headtopics.com

Segunda Turma do STF manda Curitiba desbloquear bens de Lula na Lava Jato Omicron, nova variante de coronavírus detectada na África do Sul, já chegou a Israel, Bélgica e Hong Kong - BBC News Brasil STF manda a Justiça Federal de Curitiba desbloquear os bens de Lula

A ideia de cantar nos ônibus surgiu quase por acaso. Segundo Joel, ele já cantava na igreja e realizava trabalho de evangelização, mas foi em um momento de angústia, em janeiro de 2014, que ele percebeu que poderia usar seu dom para levar esperança às pessoas e ainda realizar o próprio sonho.

"Houve um dia que eu estava triste porque faltavam as coisas em casa. Então eu estava em um ônibus e comecei a cantar como se eu tivesse dentro do meu quarto. As lágrimas vieram para o meu rosto, cantei como se estivesse cantando para o meu próprio Deus. E quando eu passei a catraca, percebi que algumas pessoas estavam chorando dentro do ônibus. Então eu pensei: Isso só pode ser Deus. Não é o Joel. Então eu entendi que era ali, no ônibus, que eu deveria começar a cantar"

Desde então, Joel começou a cantar nos coletivos. E quando enfim passou no vestibular para medicina, começou a cantar músicas na ida e na volta das aulas, sempre sem cobrar. Primeiro Joel canta, depois oferece seu CD, mas cada passageiro dá o valor que pode.

"A mudança real que esse trabalho tem feito em mim é a forma de eu enxergar as pessoas e ver as necessidades dela. Porque às vezes as pessoas estão em um ônibus, com a cabeça tão cheia de problemas, pensando nas contas que têm, pensando no que perdeu ... Então você chegar com uma mensagem positiva, falando sobre o amor de Deus, porque Deus ama todos nós. Eu creio que isso venha fazer a diferença. Eu creio que o amor ao próximo é o que me motiva", conta o cantor. headtopics.com

Joel também canta nos hospitais, levando amor e esperança aos pacientes — Foto: Arquivo pessoalDurante o curso, Joel também cantou nos hospitais e a fama alcançada pela música levada aos lugares mais carentes fez o então estudante alçar voos mais altos. De 2014 pra cá, o cantor participou de vários eventos gospel, se apresentou para uma multidão na Praça Maria Aragão, e até foi convidado a participar de um programa de TV.

"Foi em agosto de 2018. Eu estava numa situação delicada financeiramente. Minha esposa indo para o quinto período de odonto e precisando de R$ 5 mil pra comprar de material, mas a gente não tinha nada. Pensei em desistir nesse momento. Foi aí que recebi a ligação para participar do programa fazendo um cover de Reginaldo Rossi. Não parecia nada, mas aí eu fiz do Elvis Presley e consegui a premiação de R$ 10 mil", lembrou Joel.

Texto com críticas a Moro é de cientista político e não representa a opinião do ‘The New York Times’ Canais ficam com água azul fluorescente no litoral de SP e cor surpreende moradores e autoridades Black Friday 2021: vendas pela web movimentam R$ 4 bilhões; veja como foi o dia no país

Família e futuroJoel com esposa e filhos — Foto: Joel MistoklesAntes de Joel, a sua esposa, Lorrane Pereira, já tinha realizado o sonho de trabalhar na área de odontologia, no final de 2019, e ainda deu à luz a segunda filha do casal, a Pérola Sophie. Desde então, ela não teve condições de trabalhar. Joel agora quer dar a chance dela seguir o ofício.

"Em 2022 ainda não vou fazer residência. Vou ajudar quem cuidou de mim e da minha filha. Ela [Lorrane] terminou o curso dela em dezembro de 2020 e tivemos uma filha pequena que nasceu em março. Ela focou em cuidar de nossa filha e não trabalhou. Agora como médico eu espero dar condições dela exercer com mais excelência ainda o trabalho que ela escolheu, que é de ser dentista"

Já Joel, após o sonho de ser médico, afirma que agora o objetivo é cada vez mais exercer a profissão com excelência e levar saúde a quem mais precisa. Consulte Mais informação: G1 »

O Assunto #583: Amazônia – a marcha batida da destruição

Balanço anual do Inpe revela o maior desmatamento em 15 anos na região, com mais de 13 mil km² devastados. É o terceiro ano seguido que a floresta perde mais de 10 mil km² – período que coincide com o protagonismo dos militares no comando estratégico – e orçamentário – do combate ao desmate.

Parabéns !!! Vc merece! 👏👏👏 Top meu amigo. Q vc tenha sucesso na sua nova profissão e sirva de exemplo pra mts. Parabéns pela conquista. 👏👏👏👏👏👏 Com certeza será um excelente médico. Parabéns 👏👏👏 👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻👋🏻 Que lindo. É um alento ver pessoas assim neste país lotado de parasitas

Polícia indicia PM e mais um por estupro coletivo de jovem em Águas Lindas de GoiásVítima denunciou que foi violentada por cinco homens em festa. Delegada disse que não foram encontrados elementos para responsabilizar outros investigados. Hoje você não sabe mais se é um policial honesto ou um bandido de farda Ele apostou na 'imunização de rebanho', cada vez q promove aglomeração é p disseminar o vírus. CPIdaCovid castração pros 5 não pode não?

RS: Polícia investiga jovem que usou foto de Hitler em bolo de aniversário - ISTOÉ IndependenteA Polícia Civil investiga uma jovem que usou uma foto do ditador nazista Adolf Hitler em um bolo de aniversário em Pelotas, na região sul do Rio Grande do Sul. Ela pode responder por apoligia ao nazismo. As informações são do g1. Na última semana, a estudante de história da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) […] Sabe o que mais curioso quando a revista fez a mesma coisa com a foto de um presidente da República ninguém falou nada ! Já que é para investigar apologia ao nazismo que comecem pela revista ! Hipócrita imundos ! Figurinha_do_nao_vai_dar_em_nada.jpg

‘A Jovem de Amajac’, a história da escultura que substituirá a de Cristóvão Colombo no MéxicoA figura de granito, que representa uma mulher governante da cultura huasteca, foi encontrada no início do ano por agricultores do Estado mexicano de Veracruz QUE HISTÓRIA INTERESSANTE E IMPORTANTE!!!

GO: Jovem imobiliza pai para evitar que mãe fosse agredida - ISTOÉ IndependenteUm homem, de 55 anos, foi preso após ameaçar agredir a ex-esposa, no sábado (16), em Anápolis (GO). De acordo com a Polícia Militar, o filho dele, de 21 anos, imobilizou o pai até a chegada da corporação, que foi acionada pela mulher, de 43 anos. As informações são do G1. Conforme o boletim de […]

A jovem arquiteta que transformou lixão em parque em favela de São Paulo - São Paulo - EstadãoEster Carro desenvolve desde 2017 o projeto Fazendinhando, que vem mudando as feições do Jardim Colombo, no Complexo de Paraisópolis Bom né mitridapali

Câmeras registram ex-namorado abordando jovem minutos antes de agredir e atear fogo nela, diz políciaImagens mostram Robson Martins, de 29 anos, com Milena dos Santos em avenida de Catalão. Último boletim médico indica que a mulher está na UTI, em estado grave. Até quandoo Demoníaco isso, acho que não existe nada mais doloroso do que ser queimado.