Irmão de Alicia, 7 anos, que morreu de Covid, é vacinado contra a doença

Acompanhado do pai, o médico Rodolfo Aparecido da Silva, João, de 11 anos, homenageou a irmã ao receber a primeira dose da CoronaVac, em Ribeirão Preto

26/01/2022 01:59:00

Irmão de garotinha que morreu de Covid aos 7 anos se vacina contra a doença Acompanhado do pai, o médico Rodolfo Aparecido da Silva, João, de 11 anos, homenageou a irmã ao receber a primeira dose Leia

Acompanhado do pai, o médico Rodolfo Aparecido da Silva, João, de 11 anos, homenageou a irmã ao receber a primeira dose da CoronaVac, em Ribeirão Preto

PublicidadePublicidadeO meninoJoão Rocha da Silva Neto, de 11 anos, filho do médico Rodolfo Aparecido da Silva e irmão de Alicia, de 7 anos, que morreu no dia 18 de janeiro de 2021 por complicações da Covid-19, foi vacinado na tarde desta terça-feira, 25, em Ribeirão Preto

, interior de São Paulo. “Quando anunciou a vacinação infantil, ele já fez o próprio pré-cadastro. Estava ansioso”, disse Rodolfo a VEJA.Segundo o pai, João entende o que aconteceu com Alicia e quis tomar a vacina para proteger a si e a outras pessoas, além de homenagear a irmã. O menino tomou a primeira dose da CoronaVac, imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, que foi aprovado para uso emergencial em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos na última quinta-feira 20 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Consulte Mais informação: VEJA »

Carlos Andreazza: 'Bolsonaro quer represar o preço dos combustíveis até a eleição. A conta virá'

No CBN Em Foco, você acompanha uma análise aprofundada dos temas que dominam o noticiário. Um programa que tem a proposta de separar os fatos da espuma. Com ... Consulte Mais informação >>

Faz parte do grupo globo z É tão triste uma criança passar por isso 😢 ☠️💉☠️💉☠️ Jesus guarda as nossas crianças..

Ginasta campeão olímpico, Szilveszter Csollány morre aos 51 anos de covid-19 - ISTOÉ IndependenteO ex-ginasta húngaro Szilveszter Csollány, campeão nas argolas nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000, morreu na segunda-feira, aos 51 anos, devido à covid-19. A informação foi divulgada nesta terça-feira pela Federação Húngara de Ginástica (MTSZ). Csollány contraiu o coronavírus em novembro do ano passado. Nos primeiros dias de dezembro ele foi internado em estado […] Darwin a todo vapor hoje Aí a gente vê gente vacinada sendo contaminada e Tarciso Meira morrendo de covid mesmo tendo sido vacinado e se pergunta porque a mídia 'imparcial' não trata da mesma forma.

Bebê morre à espera de transferência após testar positivo para Covid-19 - ISTOÉ IndependenteUm bebê de 1 ano morreu nesta segunda-feira (24) à espera de uma transferência no Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, no Rio de Janeiro, onde estava internado desde o dia 178 As informações são do jornal O Globo. Gael Aguiar da Silva Souza, de 1 ano e 3 meses, tinha testado positivo para Covid-19, […] Cosvid? Bora corrigir? 😔 Lamentavel meus sentimentos .

Campanha ‘Vacina Sim’ esclarece sobre vacinação de crianças contra covid - Saúde - EstadãoIniciativa de veículos de imprensa entra na quinta etapa; ‘As crianças não podem ficar de fora’, afirma Drauzio Varella Louvável atitude dos veículos de imprensa, porém esses a estão desqualificando as vacinas tem q serem punidos, pois estão cometendo crimes! Ñ são qualquer pessoa, são q deveriam estar levando esclarecimentos há toda população!!!! As reações, sequelas e mortes causadas pelas vachacinas anticovid são apenas 'psicológicas', segundo os especialistas.

Covid-19: média móvel de casos bate novo recordeÍndice de 149 mil novos casos é o mais alto de toda a pandemia; curva de mortes sobe 142% em duas semanas E essa merda de vacina tá fazendo o que? Coveiros... lixos... acabooooou pra vcs!!! Bolsonaro 2022!!! As vacinas não estão adiantando?

Europa se encaminha para o fim da pandemia de Covid-19, prevê diretor regional da OMSMais contagiosa do que a variante delta, a ômicron é atualmente dominante na União Europeia e, segundo estimativas, pode vir a infectar 60% dos europeus até março. E a coisa pra investigar o Moro. Quando vcs vão falar sobre? F....-SE a Europa e os babacas dos europeus A pandemia só acaba quando a transmissão de COVID for controlada no MUNDO TODO, se não nada feito 🤗

Covid: Com 84 mil novos casos conhecidos, Brasil bate recorde pelo 6º diaO Brasil bateu recorde na média móvel de novos casos conhecidos de covid-19 pelo sexto dia consecutivo com 148.212 diagnósticos positivos em média nos últimos sete dias.Nas últimas 24 horas, foram notificados 84.230 novos testes positivos. Ao to Certamente esse número deve ser bem maior. Não é mesmo minsaude mqueiroga2 Com certeza BolsonaroGenocida vai dizer que esse número é insignificante.

João com a foto da irmã Alicia: ansioso pela vacina divulgação/Divulgação Publicidade Publicidade O menino João Rocha da Silva Neto, de 11 anos, filho do médico Rodolfo Aparecido da Silva e irmão de Alicia, de 7 anos, que morreu no dia 18 de janeiro de 2021 por complicações da Covid-19, foi vacinado na tarde desta terça-feira, 25, em Ribeirão Preto , interior de São Paulo. “Quando anunciou a vacinação infantil, ele já fez o próprio pré-cadastro. Estava ansioso”, disse Rodolfo a VEJA. Segundo o pai, João entende o que aconteceu com Alicia e quis tomar a vacina para proteger a si e a outras pessoas, além de homenagear a irmã. O menino tomou a primeira dose da CoronaVac, imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, que foi aprovado para uso emergencial em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos na última quinta-feira 20 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Anvisa também já havia liberado, em 16 de dezembro de 2021, a vacina pediátrica da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos. A campanha de imunização desse público, porém, sofreu vários entraves por conta de barreiras impostas pelo governo federal, encabeçadas pelo presidente Jair Bolsonaro, que se mostra contrário à vacinação infantil. Por causa disso, a imunização de crianças só começou em janeiro de 2022, após uma consulta pública e uma audiência pública realizada pelo Ministério da Saúde. As primeiras doses do imunizante pediátrico da Pfizer chegaram ao Brasil no dia 13 de janeiro e, no dia seguinte, o menino indígena Davi Seremramiwe Xavante foi a primeira criança a ser vacinada contra a doença no país.