Oms, Coronavirus Covid-19, Coronavirus De Wuhan, Pandemia, Coronavirus, Enfermedades İnfecciosas, Enfermedades Respiratorias, Ms Brasil

Oms, Coronavirus Covid-19

Hidroxicloroquina, tratamento experimental e arma na “guerra cultural” de Bolsonaro e Trump

Medicamento, pesquisado em todo o mundo para tratar Covid-19 e defendido pela Casa Branca, se tornou munição de grupos bolsonaristas contrários ao isolamento social. Mandetta aponta riscos de efeitos colaterais

09/04/2020 06:36:00

Medicamento, pesquisado em todo o mundo para tratar Covid-19 e defendido pela Casa Branca, se tornou munição de grupos bolsonaristas contrários ao isolamento social. Mandetta aponta riscos de efeitos colaterais. Por marinarossi

Medicamento, pesquisado em todo o mundo para tratar Covid-19 e defendido pela Casa Branca, se tornou munição de grupos bolsonaristas contrários ao isolamento social. Mandetta aponta riscos de efeitos colaterais

estão ampliando a produção da cloroquina podendo chegar à fabricação de 500.000 compridos por semana. E o Ministério da Saúde já anunciou a distribuição do remédio para os Estados. De acordo com o secretário da Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, o Estado recebeu 200.000 comprimidos que já foram distribuídos aos hospitais.

Alemanha anuncia que prisioneiro no país é suspeito no desaparecimento de Madeleine McCann - Internacional - Estadão Torcedor ameaça abandonar o time por campanha antirracista e clube responde: 'Não fará falta' - Esportes - Estadão Educafro pede ao MPF abertura de ação penal por racismo contra presidente da Fundação Palmares

Médicos ligados a opositores no alvoApesar do empenho mundial em busca de conclusões científicas sobre a medicação, Bolsonaro segue usando como munição política a possibilidade de haver um tratamento para a doença. “Há 40 dias venho falando do uso da hidroxicloroquina no tratamento do COVID-19. Sempre busquei tratar da vida das pessoas em primeiro lugar, mas também se [sic] preocupando em preservar empregos. Fiz, ao longo desse tempo, contato com dezenas médicos e chefes de Estados de outros países”, escreveu o presidente, nesta quarta-feira, em sua conta no Twitter. “Cada vez mais o uso da cloroquina se apresenta como algo eficaz. Dois renomados médicos no Brasil se recusaram a divulgar o que os curou da COVID-19. Seriam questões políticas, já que um pertence a equipe do Governador de SP?”, disse, em referência à gestão de seu oponente político, João Doria (PSDB).

Os dardos lançados pelo presidente tinham dois alvos bem claros. Trata-se de duas das maiores sumidades médicas do país, Roberto Kalil Filho, cardiologista do Hospital Sírio Libanês, e o infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo. Ambos recém-curados do coronavírus. Kalil Filho recebeu alta nesta quarta-feira depois de passar 10 dias internado. No mesmo dia, ele afirmou à rádio Jovem Pan que usou a hidroxicloroquina, depois que um dos médicos que o tratava propôs seu uso. Ele ponderou, no entanto, que a droga foi apenas uma das que ele usou para se tratar, juntamente com outras, e que, não pretende, com isso, influenciar o tratamento de ninguém.

A declaração de Kalil alavancou ainda mais as provocações contra David Uip, que já vinha sendo pressionado a dizer se havia feito uso do medicamento. Retornando ao trabalho nesta semana após 15 dias afastado, e sabendo que era sobre ele a publicação de Bolsonaro no Twitter, Uip se defendeu. “Presidente, respeite o meu direito de não revelar o meu tratamento”, afirmou, durante entrevista coletiva nesta quarta-feira em São Paulo. “Não há nenhuma importância no que eu tomei ou deixei de tomar. “O que é importante é que eu não me automediquei. O resto é absolutamente pessoal”.

Uip, que chegou a ser tratado por Kalil antes que o cardiologista adoecesse, afirmou que não revelaria seu tratamento, um direito que tem, como paciente. Nas redes sociais chegaram até mesmo a publicar uma suposta receita médica de cloroquina emitida pela clínica de Uip a um paciente. O médico confirmou a veracidade do documento à Rádio Gaúcha, afirmando que a receita teria sido vazada por alguém do seu consultório. Na coletiva, no entanto, ele afirmou que tomará “as providências legais e adequadas a essa invasão da minha privacidade”.

Seja como for, o assunto movimenta torcidas virtuais contra e a favor de Bolsonaro, ou do medicamento, e isso, por si só, não é um efeito colateral desprezível nomodus operandibolsonarista. Nos EUA, analistas políticos argumentam que Trump cumpre seu roteiro de sempre: se agarrar em uma visão “otimista” e “antissistema”, dessa vez em relação à pandemia. No caso de as drogas comprovadamente se mostrarem efetivas, o presidente dos EUA poderá dizer que se antecipou aos especialistas “do sistema”. Caso não dê certo, o ocupante da Casa Branca tem experiência em apenas mudar o foco da conversa e ignorar a campanha anterior. Não seria a primeira vez que Bolsonaro seguiria seu

Consulte Mais informação: EL PAÍS Brasil »

marinarossi O isolamento continua sendo importante! marinarossi marinarossi Esse é um debate médico. Se um medicamento serve, os médicos saberão aplicar conforme o caso. O q deve ser debatido são as ações públicas de combate a essa desgraça que ameaça o Planeta. Só isso importa. O resto é polêmica diversionista. E IDIOTA.

EmanuelLima marinarossi Toma nao suas bichas adbrasil marinarossi adbrasil marinarossi adbrasil marinarossi Veja isso seus idiotas adbrasil marinarossi adbrasil marinarossi A fala esquerdista do El País... nojento marinarossi O q/pode dar errado qdo o sujeito se informa por whatsapp e se automedica pela internet? Estudo realizado c/médicos q/estão na linha de frente do combate em diferentes países, usaram no tratamento dos pacientes: 1o. lugar analgésicos, 2o. antibióticos e 3o. Cloroquina, apenas 30%

marinarossi Quem descobriu que a cloroquina podia fazer algum efeito contra a COVID-19 foram os chineses. Tem uma thread sobre no meu perfil. Mesmo assim a China só conseguiu resolver o.problema com quarentena pesada. RemedioChinês bolsonaromente marinarossi marinarossi Há uma pesquisa anterior ao pandemônio que fizeram na pandemia que dava conta de bons resultados da cloroquina durante sintomas iniciais. Daí, ao invés de se estudar mais, ficou parecendo que havia se achado um remédio universal ou um veneno. Tudo errado. Covid19 ForaBolsonaro

marinarossi Kd os Genoci-minions? marinarossi Vai ser assim. Bolsominion é tudo potencial anti-vacina. O Brasil vive uma epidemia de ignorância.. marinarossi Dá para presumir que o governo americano resolveu deixar seus cidadãos morrerem. Só hj dois mil americanos morreram por causa da Covid-19 e nada de cloroquina. Já sei! Estão esperando o resultado nas cobaias da rainha louca.

marinarossi marinarossi A 'lógica' por trás do discurso: 1 - Poucos mortos: foi um exagero o tal do isolamento, destruíram a economia. 2 - Muitos mortos: foi porque boicotaram a cloro sei lá o que. Em todos os casos ele se dá bem. Dane-se salvar vidas. Necropolítica em estado puro! BolsonaroGenocida

Defesa de Trump da hidroxicloroquina levanta suspeitas sobre sua ligação com farmacêuticas - Internacional - EstadãoUso do medicamento em pacientes com covid-19 divide comunidade médica, mas presidente americano diz que é a melhor solução Inter Alguém tem alguma dúvida? Inter Inter ESTADÃO continua vivendo no país do faz de conta ...

Polícia de SP apura disparos feitos contra dois prédios durante panelaçoOcorrência foi registrada na noite de 31 de março, durante manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro; segundo a polícia, munição é de arma de pressão vishKKKKKKKK Caraca nada mais importante pra se preocupar? Quem tem que ver isso são os síndicos, e dar multa.. pelo amor de Deus né Hoje tem mais panelaço

Entenda a polêmica sobre a liberação de cloroquina e hidroxicloroquina no Brasil - Saúde - EstadãoEntenda a polêmica sobre a liberação de cloroquina e hidroxicloroquina no Brasil (via EstadaoSaude) Saude Polêmica pra vocês, por motivos políticos. Agora tem que botar o rabo entre as pernas e dar razão ao jairbolsonaro . Saude A polêmica: Bolsonaro foi o primeiro a defendê-la. Próxima. Saude A polemica é criada por psicopatas, apenas isto... os psicopatas de sempre.

Doria critica ataques a Uip nas redes sociais: 'Milicianos internautas' - ISTOÉ IndependenteDurante o anúncio de medidas para conter o avanço do novo coronavírus em São Paulo, o governador João Doria (PSDB) voltou a elogiar o trabalho do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e criticou o que chamou de “milícias virtuais” que estariam atacando médicos, entre eles o chefe do Comitê contra a covid-19 no Estado, … Força Presidente Bolsonaro

Itaú Cultural lança editais de crise para produção artística na quarentena - Cultura - EstadãoProjetos de teatro, dança e circo feitos antes e durante o confinamento serão contemplados com R$ 10 mil Cultura Lamentável Cultura Louvaquem

Pronunciamento de Bolsonaro deve focar em cloroquinaO pronunciamento desta noite de Jair Bolsonaro deve focar no uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no tratamento da covid-19. Bolsonaro vai procurar deixar brpolitico Só no chute heim brpolitico Puta que pariu brpolitico Ok