Há um mês, Itália resistiu a tomar medidas mais restritivas contra coronavírus; hoje soma 7,5 mil mortes

Há um mês, Itália resistiu a tomar medidas mais restritivas contra coronavírus; hoje soma 7,5 mil mortes == #G1

26/03/2020 02:15:00

Há um mês, Itália resistiu a tomar medidas mais restritivas contra coronavírus; hoje soma 7,5 mil mortes == G1

A Itália confirmou sua 1ª morte por Covid-19 em 21 de fevereiro, quando havia apenas 17 casos confirmados no país. O governo reclamava de notícias 'exageradas' e de uma 'infodemia de desinformação'. Decisão de decretar isolamento nacionalmente veio mais de duas semanas depois.

O Ministério de Saúde da Itália registrou ao menos 7.503 mortes por Covid-19 e mais de 57,5 mil casos do início da epidemia até esta quarta-feira (25). Há um mês, o país mediterrâneo relutava em ampliar medidas de isolamento que estavam concentradas em cidades da Lombardia, região ao norte do país mais afetada pelo surto de coronavírus.

Conheça Pistachio, cachorrinho que nasceu com pelo verde na Itália Oposição ameaça entrar com pedido de impeachment se Bolsonaro barrar compra de vacina - Política - Estadão Guerra das vacinas traz de volta ‘gabinete do ódio’ - Política - Estadão

Em 21 de fevereiro, a Itália confirmou sua 1ª morte por Covid-19. Naquele momento, o país registrava apenas 17 casos confirmados da doença. Logo no dia seguinte, o governo italiano anunciou um toque de recolher para 11 cidades da região mais afetada pela doença.

Mas foi apenas em 8 de março que a Itália decidiu isolar toda a região da Lombardia, responsável por parte importante da economia italiana, em uma medida que afetou cerca de 16 milhões de pessoas. No dia seguinte, o isolamento foi estendido para todos os 60 milhões de habitantes do país que naquele momento já registrava mais de 400 mortes pelo novo coronavírus.

ROMA - Uma rua vazia leva ao antigo Coliseu em Roma, na Itália. O país registra mais de 6 mil mortos pela Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus — Foto: Andrew Medichini/APCoronavírus na Itália'Exagero'

Com o rápido aumento no número dos casos, que em apenas uma semana de fevereiro foram de 76 para 650, diversos países passaram a restringir as viagens tanto com destino como as que tinham origem nas regiões mais afetadas da Itália.

O ministro das Relações Exteriores, Luigi Di Maio, disse em 27 de fevereiro, que houve uma "cobertura exagerada da mídia", o que teria sido motivo para a redução no número de voos."Na Itália, passamos de um risco de epidemia para uma 'infodemia' de desinformação, que neste momento está afetando nosso fluxo de turistas, nossos negócios e todo o nosso sistema econômico", disse Di Maio.

Neste mesmo dia, as autoridades de saúde italianas definiram um novo protocolo de testes para poder diagnosticar pacientes infectados pelo novo coronavírus, limitando o número de exames apenas às pessoas consideradas "do grupo de risco" que apresentassem sintomas.

Lula defende impeachment de Bolsonaro Menino de 14 anos pega carro escondido dos pais e morre ao bater de frente em caminhão no MT 'É simples assim: um manda e o outro obedece', diz Pazuello ao lado de Bolsonaro

Decretos e revogações Pessoas com máscaras caminham pelo centro de Milão, na Itália, neste domingo (22) — Foto: Antonio Calanni/APPrevendo o avanço da epidemia no país e com a falta de ações centralizadas em Roma, prefeitos e governadores italianos tomaram atitudes individuais para tentar conter o surto de Covid-19. Decretos e regras mais restritivas eram impostas pelas regiões, mas anuladas pelo governo italiano.

Em 24 de fevereiro, o primeiro-ministro Giuseppe Conte suspendeu um decreto assinado pelo governador de Marche, região que até aquele momento não registrava casos de coronavírus, que previa o fechamento de escolas e a proibição de aglomerações.

O premiê italiano argumentou que este tipo de ação descentralizada “contribuía para gerar o caos”. O governador da Lombardia, Attilio Fontana, decretou o fechamento de bares e restaurantes, medida que foi anulada pelo governo central de Roma.

Naquele momento, o país ainda contava com cerca de 200 casos confirmados de coronavírus e ao menos 6 mortes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O número de confirmações e mortes aumentou exponencialmente e chegou a mais de 9 mil casos quando o país decidiu se isolar por completo.

Fechamento total Imagem de um prédio em Roma, na Itália, em 13 de março de 2020 — Foto: Yara Nardi/ReutersA Itália vive, desde o dia 9, um isolamento total que inclui a suspensão de aulas e de serviços não essenciais. Eventos foram cancelados, e até mesmo o transporte de mercadorias foi limitado.

Giuseppe Conte afirmou nesta quarta-feira que a emergência do novo coronavírus é "sem precedentes" em todo o mundo. Ele pediu também que os países sejam rigorosos no combate ao coronavírus."Ninguém pode aceitar, muito menos a Itália que está fazendo grandes sacrifícios para combater o vírus, que outros países não percebam essa necessidade de máxima atenção preventiva", disse o primeiro-ministro durante um pronunciamento na Câmara dos Deputados da Itália.

Ministro do STJ Néfi Cordeiro aparece de cueca em sessão da Corte 'Auxílio emergencial é tentativa de compra de voto', diz Joice - Política - Estadão Professor da UFRJ comandava esquema de tráfico de fósseis envolvendo mineradores no Ceará - Brasil - Estadão

O premiê disse também que, se outros países não forem rigorosos com as medidas preventivas, a pandemia pode aumentar ainda mais o ritmo dos contágios.Reflexos no BrasilO secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, foi questionado pelo G1 sobre as mudanças de posicionamento da Itália e quais exemplos os recuos deixam para o enfrentamento da Covid-19 no Brasil.

"Diferentemente da Itália, nós estamos nos preparando para um cenário adverso", disse Wanderson. Ele afirmou que o governo prepara estratégias e insumos para enfrentar o avanço da epidemia, mas que os casos aumentam com velocidade diferente em cada estado e que é preciso cautela.

"Que (a quarentena) apresenta resultados, não temos dúvidas. Modulá-la para um país em desenvolvimento é fundamental, evitando exagero, que sejam proporcionais e restritas", disse Wanderson. Consulte Mais informação: G1 »

'Fiz uma prótese de mão negra para meu irmão - e isso se tornou um negócio de sucesso' - BBC News Brasil

Ubokobong Amanan Sunday, que é negro, não conseguia encontrar próteses na cor de sua pele; ele entrou em depressão, até que seu irmão teve uma ideia.

Usem Isarel e Alemanha como exemplo tbm É preciso olhar em todas direções Hierarquia de tomada de decisões: 1° Ciências Médicas 2° Ciências Exatas, em particular Estatística 3° Ciências Humanas JAMAIS AS 'CIÊNCIAS POLÍTICAS', como Itália e Irã fizeram Não foi o que fez nosso Presidente, que vem falando e tomando providências desde q teve conhecimento do caso!

Epicentro chegando nos EUA e logo seremos nós. A Itália é rica e tem 60 milhões de habitantes, imaginem no Brasil que tem mais de 200 milhões a maioria é pobre, favelado, não tem saneamento básico, fazem uma refeição por dia e é governado por um jumento e seus filhotes? RedeGlobo Algo parecido com o que ocorre em Minas Gerais

Vc esqueceu de frisar uma região da Itália, parte dela esta bem 😎🇧🇷 BolsonaroTemRazao Redação do G1. Mete o pau na Itália pq só é lá que o bicho matou mais que 30 dias de assassinatos na era PT. Como se é só uma gripezinha 👀 Certeza q são os idosos q não foram atletas, pq atleta não sente nada Esse genocida que chamam de presidente precisa ser responsabilizado criminalmente por todas as mortes que ocorrerem no Brasil por conta do coronavírus!

Só a BESTA do BolsonaroSP q NÃO prestou atenção, daí o tuíte dele. Como essa família faz MAL ao país. 😔🇮🇹🖤💔 e com semanas de confinamento os casos continuam aumentando la, pq não falam disso? Isso é verdade... Moro na Italia e foi exatamente o que aconteceu. O decreto para fechar comercio nao essencial foi no fim de semana oassado, quando país ja tava com quase 5 mil mortos.

O confinamento se mostrou ineficaz. Notícia está mal formulada jairbolsonaro comenta aí Isso é mais ou menos o tempo que a mídia cobria o carnaval por aqui né Só que aqui, era o coronafunkese, Jesus sendo morto por satanás com ampla cobertura, que lindo, como a cretinice midiática é linda! Aplausos!!!

Infelizmente vamos aprender da pior maneira O bananinha do clã miliciano estava tuitando justamente uma matéria em que a Itália estaria afrouxando suas medidas por tratar a situação como mero 'alarmismo'. A matéria era antiga bananinha apagou o post Sabemos no que deu essa decisão. FiqueEmCasa BolsonaroEnlouqueceu

fake news, a Italia seguiu os conselhos da OMS e deu no que deu. Bolsominions vindo desesperados pra falar q é mentira em 3,2,1 ... silvioluiz Vamos falar a vdd G1? jairbolsonaro lê aqui seu babaca silvioluiz Vai morrer um monte de gente de fome por causa de uma empresa parcial vagabunda. Diz que o mundo inteiro está fazendo quarentena, só esquece de mencionar a Holanda, Israel, Coreia do Sul e Japão. Se isso não é um jornalismo porco, então o Lula é alma mais honesta deste país.

silvioluiz silvioluiz Aqui é Brasil!!!!!!!!! Aqui no Brasil não iremos morrer pois somos todos atletas. silvioluiz Vamos ser honestos sobre a Itália? Um artigo jornalistico com dados de verdade Eu acompanhei as notícias desde o 1º anúncio de caso. Em 21/02 e 22/02 a situação em Codogno já era grave ou seja, o vírus tinha 'saído' da China, já tava no Ocidente. Isso não impediu q as pessoas no Brasil fossem pra Carnaval. E agora são os porta-vozes no isolamento. 🤔

o Brasil ta no caminho de ser o próximo E no Brasil vai ser pior... anotem!!!

Prefeito de Bérgamo diz que jogo da Champions foi um dos principais focos da COVID-19 na ItáliaAtalanta recebeu o Valencia pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões em Milão. Na volta, na Espanha, partida foi realizada com portões fechados Alguém era contra a suspensão dos jogos aqui no Brasil

'Há luz no fim do túnel', diz médico curado de Covid-19 após seis dias na UTIHenrique Rodrigues, de 31 anos, contou nunca ter se sentido tão mal e revelou preocupação maior com a família; agora, se recupera em casa sem febre, cansaço e falta de ar Sim!Equipe médica, hospitais e ventiladores pulmonares!!! Além da sorte é claro!! 6 dias na UTI, se houver uma contaminação em massa, teremos UTI para todos os contaminados?

A semana que pode salvar a Itália e dizer quando a crise vai acabar | MundialistaÉ uma fresta de esperança tão pequena que dá medo contemplá-la, mas dois dias com queda no número de mortos abrem expectativa de projeção menos terrível Em tempos de pandemia, conteúdo só pra assinantes Veja? Cobrar assinatura para ler notícia como essa? Enfia no rabo!!!!

Número de casos de vírus na Itália pode ser 10 vezes maior - ISTOÉ IndependenteROMA, 24 MAR (ANSA) – O chefe da Defesa Civil da Itália, Angelo Borrelli, admitiu que o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) no país pode ser até 10 vezes maior do que o balanço oficial divulgado diariamente. De acordo com o último dado da Defesa Civil, publicado às 18h desta segunda-feira (24), … Pode... pode... pode... ou não pode. No Brasil também. Os casos estão sendo subnotificados e teste só pra rico ou quem está grave. BolsonaroGenocida ForaGUEDES

Itália registra queda no número de novos casos de coronavírus pelo 2º dia consecutivo - Internacional - EstadãoAutoridades, no entanto, adotaram cautela e disseram que ainda é cedo para determinar se a queda é uma tendência Inter Glória a Deus nas alturas! E paz na Terra aos homens e mulheres por Ele amados. Inter Sultane (as-Sultan) é uma cidade na Líbia situado no distrito de Sirte. Referências Inter No Brasil o governo federal vai realizando com sucesso o dever de casa🇧🇷👋👋👋

Zagueiro brasileiro explica situação na Itália e alerta: ‘Levem a sério'O zagueiro Igor Júlio, da Fiorentina, está em quarentena na sua casa na cidade de Florença, na Itália. Ele pede que os seus compatriotas se conscientize da gravidade do problema