Greve global pelo clima atrai milhares de manifestantes nesta sexta contra mudanças climáticas

Mais de 5 mil protestos são esperados, em uma sequência que deve terminar com uma manifestação em Nova York, Estados Unidos #G1

20.9.2019

Mais de 5 mil protestos são esperados, em uma sequência que deve terminar com uma manifestação em Nova York, Estados Unidos G1

Há atos marcados contra o aquecimento global em 150 países, incluindo o Brasil, de acordo com os organizadores. Mais de 5 mil protestos são esperados, em uma sequência que deve terminar com uma manifestação em Nova York, Estados Unidos.

Greve pelo Clima: Na Alemanha, manifestante segura cartaz com frase sobre a Amazônia: 'A Amazônia não está queimando, está sendo queimada'. O protesto ocorre nesta sexta, 20 de setembro. — Foto: Wolfgang Rattay/Reuters

Fizeram esfriar mais um pouco, eu sinto isso aqui, muito obrigado!

Para esta sexta, estão programados mais de 5 mil eventos em todo o mundo em 150 países, incluindo o Brasil, em uma sequência que deve terminar com uma manifestação em Nova York, informou a agência France Presse (AFP).

O líder espiritual dos budistas tibetanos, Dalai Lama, publicou uma mensagem na sua conta oficial do Twitter apoiando as manifestações. "Esta é provavelmente a geração mais jovem que tem sérias preocupações com a crise climática e seus efeitos no meio ambiente. Eles estão sendo muito realistas sobre o futuro. Eles veem que precisamos ouvir os cientistas. Nós devemos encorajá-los.", afirmou.

O ator australiano Chris Hemsworth, que entre outros filmes fez o personagem Thor em alguns longas da franquia Marvel, publicou um vídeo em sua conta no Instagram em que aparece em meio à manifestação. "A crise climática está sobre nós. As crianças entendem a ciência básica de que, se continuarmos a poluir o planeta, as mudanças climáticas piorarão e elas não terão futuro", escreveu.

Melbourne teve o maior protesto, com 100 mil pessoas, segundo os organizadores citados pela CNN. Em Sidney foram 80 mil e em Brisbane, 30 mil. Não há informações sobre números divulgados pelas autoridades destes locais.

Na África do Sul, houve registro de manifestações em Cape Town e Joanesburgo.

Na Alemanha, a manifestação atraiu cerca de 80 mil pessoas, segundo os organizadores. Manifestantes subiram sobre blocos de gelo embaixo de uma forca improvisada para alertar sobre os riscos do aquecimento global. O protesto ocorreu em frente ao portão de Brandemburgo, em Berlim.

Greve pelo Clima: Na Alemanha, ativistas sobem em blocos de gelo sob forca improvisada em frente ao portão de Brandemburgo, em Berlim, Alemanha, para alertar sobre os riscos do aquecimento global — Foto: Fabrizio Bensch/Reuters

Greve pelo Clima: Na Dinamarca, houve protesto em Copenhague contra as mudanças climáticas nesta sexta (20). — Foto: Nils Meilvang / Ritzau Scanpix / AFP

Greve pelo Clima: Na Índia, manifestantes saíram às ruas de Guwahati empunhando cartazes e usando máscaras de oxigênio para alertar sobre os riscos da poluição ambiental e do aquecimento global. — Foto: Biju Boro/AFP

Greve pelo Clima: Em Londres, na Inglaterra, manifestantes empunham cartazes com frases como "estamos perdendo aulas para te ensinar uma lição". — Foto: Hannah McKay/Reuters

Na Ucrânia, os manifestantes foram às ruas da capital Kiev para protestar pelo clima. Crianças caminharam pela cidade empunhando cartazes pedindo mudanças para frear o aquecimento global.

Nesta quinta, Greta divulgou um vídeo em suas redes sociais convocando as manifestações. "É manhã no Pacífico. Em breve o sol nascerá na sexta-feira, 20 de setembro de 2019. Boa sorte Austrália, Filipinas, Japão e todas as nações das Ilhas do Pacífico. Vocês vão primeiro! Agora mostre o caminho! Boa manifestação!", escreveu.

It’s early morning in the Pacific. Soon the sun will rise on Friday the 20th of September 2019. Good luck Australia, The Philippines, Japan and all the Pacific Island nations . You go first! Now lead the way! Happy striking! #fridaysforfuture #climatestrike #schoolstrike4climate (NZ along with many others go next week.)

Consulte Mais informação: G1

Então... terá no Brasil inteiro tbm e vcs fld de NY na chamada Cairam na narrativa globalista igual patinho! Quem sabe assim não mostramos pra essa galera os problemas do aquecimento global Se a manifestação é no meio da semana então boa coisa não é.

Greve Global pelo Clima terá atos em 150 países. O que esperar do Brasil? - CartaCapitalNesta sexta-feira 20, pelo menos 50 cidades brasileiras vão aderir ao movimento mundial de combate às mudanças climáticas A imbecilidade da desinformação.... cientistas sérios já provaram que a mudança climática não tem em nada a ver com a intervenção humana mas a Agenda Globalista imbecilizando as pessoas continua todo vapor Se os imbecis que isentam a humanidade de culpa pela degradação ambiental concluírem que o fogo na Amazônia e no Centro-oeste do Brasil são provas de que precisamos mudar as manifestações valerão à pena Deve ter vagabundos/desocupados para ter tempo hábil para tal acontecimento!

Cientistas fazem carta para estudantes levarem às escolas como justificativa em dia de greve pelo climaNesta sexta (20), diversas manifestações estão marcadas em todo o mundo contra as mudanças climáticas. A mobilização tem origem no movimento 'Fridays For Future', da adolescente ativista Greta Thunberg, que desde agosto de 2018 falta às aulas nas sextas-feiras para protestar pelo clima. Usam crianças/adolescentes para tudo. De boas intenções o inferno está cheio. Aquele povo, massa de manobra que não tem o que fazer. GretaThunberg

Funcionários dos Correios suspendem greve - ISTOÉ IndependenteApós o Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidir ontem (7) que 70% dos empregados dos Correios mantivessem as atividades da empresa, os funcionários suspenderam a paralisação. Com a decisão dos empregados, os Correios vão manter as cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2019 até o dia 2 de outubro, data do julgamento do dissídio pelo tribunal. … piada pronta pois a eficiência dos correios trabalhando ou d férias é a mesma kkkkkk Privativa tudo! Correios Caixa econômica Banco do Brasil. Vai na agência , trabalham com freio de mão puxado , e a maioria se veste como mendigo.Nao existe Dress Code.

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

20 setembro 2019, sexta-feira Notícia

Notícias anteriores

Carbono negro encontrado no Rio Amazonas revela queimadas recentes na floresta - Sustentabilidade - Estadão

Próxima notícia

Sem Pato, média de gols do São Paulo cai significativamente no Brasileirão