Governos de Roraima e São Paulo têm menor transparência em contratações emergenciais durante pandemia, revela estudo

Governos de Roraima e São Paulo têm menor transparência em contratações emergenciais durante pandemia, revela estudo #G1

21/05/2020 16:20:00

Governos de Roraima e São Paulo têm menor transparência em contratações emergenciais durante pandemia, revela estudo G1

Transparência Internacional verifica como as informações dos contratos feitos para combater a Covid-19 são divulgadas nos estados e nas capitais. Entre as prefeituras, Belém tem o pior índice.

Espírito Santo, Distrito Federal, Goiás e Paraná aparecem com uma avaliação ótima. Já entre as capitais, João Pessoa e Goiânia lideraram o ranking.A ONG analisou os sites, redes sociais e portais de transparência dos governos de todos os 26 estados e do Distrito Federal e de todas as 27 capitais.

Brasil tem 35.026 mortes por coronavírus, diz ministério Estudo diz que bolsonaristas desiludidos votariam de novo no presidente “por falta de alternativa” 'Acabou matéria no Jornal Nacional', diz Bolsonaro sobre atrasar dos dados da covid-19 - Saúde - Estadão

O resultado indica que boa parte dos governos estaduais e municipais não está cumprindo as exigências da Lei Federal nº 13.979/2020, que regulamentou as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia do coronavírus. Essa legislação exige transparência nas contratações emergenciais.

Ao não dar transparência aos contratos feitos sem licitação, os governos dificultam a fiscalização e impedem que a sociedade veja como o dinheiro público está sendo usado durante a pandemia do coronavírus."A flexibilização dos controles e a realização dos procedimentos sem o processo licitatório acabam aumentando o risco de corrupção", afirma Guilherme France, coordenador da pesquisa da Transparência Internacional.

"Nós vimos nas últimas semanas diversos indícios de irregularidades em contratos (relacionados à Covid-19), no Rio, em Santa Catarina, que foram identificados justamente pelas informações divulgadas por esses portais."

Com recursos e equipes maiores, segundo a ONG, os 26 estados do país e o DF tiveram melhor desempenho, com pontuação média de 59 pontos em 100 possíveis. Já as prefeituras das capitais tiveram média de 45 pontos.Cerca de metade dos estados recebeu nota boa ou ótima, entre 79 e 100. Dos restantes, apenas São Paulo e Roraima tiveram nota ruim, de 20 a 39.

Ranking da transparência dos estados nas contratações emergenciais durante a pandemia de Covid-19 feito pela Transparência Internacional — Foto: Aparecido Gonçalves/G1Já entre as prefeituras das capitais, que têm menos recursos e equipes de transparência, segundo a ONG, só cinco tiveram nota boa ou ótima. Outras nove tiveram nota ruim. Belém foi a única com avaliação péssima, de 0 a 19.

Ranking de transparência das prefeituras das capitais nas contratações emergenciais durante a pandemia da Covid-19 feito pela Transparência Internacional — Foto: Aparecido Gonçalves/G1Nível abaixo do recomendadoNa avaliação da Transparência Internacional, o nível de transparência oferecido pelos estados e prefeituras está abaixo do recomendado. E isso não só dificulta a fiscalização como pode dar margem a desvios e prejuízos aos cofres públicos.

'Acabou matéria do Jornal Nacional', diz Bolsonaro sobre atrasos na divulgação de mortos por coronavírus Bolsonaro diz que avalia deixar OMS caso órgão mantenha atuação ‘partidária’ - Internacional - Estadão MEC alerta em ofício que Enem 2021 pode ser suspenso por falta de recursos

No caso de São Paulo, que ficou entre os piores estados, não estão facilmente disponíveis informações básicas dos contratos emergenciais, como o valor e o prazo de execução. "São informações exigidas por lei", afirma France.

Nos portais de Roraima, não há nem os nomes dos fornecedores e o bem ou o serviço contratado.Ele explica que algumas informações estão disponíveis no Diário Oficial e outras em arquivos pdf que precisam ser baixados, mas que isso não significa que há transparência.

"Não é viável pedir que o cidadão fique lendo o Diário Oficial para conseguir as informações. A importância da transparência é justamente que todo mundo consiga acessar e entender as informações", diz.

A situação em Belém é ainda pior. Não é possível nem sequer ver as informações dos contratos no site. É preciso acessar um link, que leva para uma nuvem e de lá baixar os arquivos em pdf.Metodologia

Os critérios de avaliação do ranking se basearam no guia de Recomendações para Transparência de Contratações Emergenciais em Resposta à Covid-19. O manual foi lançado há duas semanas e produzido em conjunto com o Tribunal de Conta da União (TCU).

Consulte Mais informação: G1 »

jdoriajr cadê a transparência? antoniodenarium cadê a transparência? Não precisa fazer estudo. Eu trabalho com compras governamentais a anos e já tinha esquema nas compras... Agora com essa lei que abriu a torneira está pipocando irregularidades em vários locais do Brasil. A mídia deveria dar atenção a isso se não tiver rabo preso com esse esquema

São Paulo comprou respiradores a 180 mil cada. Super ultra superfaturado. Mas vamos falar só do processo do presidente mostrar o exame de covid que é melhor. Desejo saber sobre o COVIDÃO , tenho direito a ter informações sobre isto! Ou vcs vão ser parciais Rsrs 🤔

Denúncias de corrupção na Saúde do Rio motivam desinformação nas redesMinistério Público do Estado investiga fraudes em contratações emergenciais em meio à pandemia do coronavírus estadaoverifica Desinformação no Estadão estadaoverifica A roubalheira do bem do Estadão. Que vexame! estadaoverifica Malvadona essa rede... Expõe as verdades que a grande mídia insiste em ocultar...

Taís Araújo fará live sobre aumento de violência doméstica na quarentena - Emais - EstadãoDenúncias têm aumentado durante a pandemia do novo coronavírus; atriz também é embaixadora da ONU Mulheres Emais_Estadao Quantos homem, crianças, idosos Sofrem violência doméstica Cadê esses números Emais_Estadao A tá,que se foda Emais_Estadao Pq? Ela bateu no marido?

Pandemia derruba abertura de novos negócios em São Paulo - Economia - EstadãoDe acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o registro semanal de novas empresas em SP caiu 72% após o início da pandemia Economia Não conheço um eleitor do Bolsonaro que não esteja arrependido. Ninguém nem vai fazer campanha em 2022. Todos acham ele o pior presidente de todos os tempos. Economia PANDEMIA NÃO DERRUBA NADA JOÃO DÓRIA E IMPRENSA PATIFE FAZEM ISSO Economia Sou fora Bolsonaro, para o bem do meu país. Reage meu Brasil.

Justiça do Rio reduz mensalidade de faculdadeFaculdade de medicina do estado terá de descontar valor durante a pandemia

Ao menos 57 operários da construção já morreram por coronavírus em São PauloSão Paulo, 19/05/2020 - A pandemia do coronavírus causou a morte de ao menos 57 operários da construção na região Economia As obras não podem parar, e daí se morrer umas centenas? Economia Isso inclui funcionários do monotrilho, que estão trabalhando de dia e a noite, pois o Sr João Dória, não parou nenhuma obra do estado. Economia Sim, pessoas morrem, inclusive de fome. Felizmente, POUQUÍSSIMAS pessoas saudáveis morrem da peste chinesa e o trabalho não pode parar. BoraTrabalhar

Gol vai ampliar oferta diária de voos em 47% no mês de junhoEm comparação com o período anterior à pandemia do coronavírus, a oferta de voos ainda é 87% menor. Só faz promoção próximo a o fim do mundo né? Notícia boa,pena que o país ta quebrado 😶 De brinde vem um coronguinha