Governo aposta no verão e em ação coordenada para frear propagação do coronavírus no Brasil

Latinoamérica, Coronavirus, Ncov, Infecciones, Enfermedades, Enfermedades Respiratorias, Luiz Henrique Mandetta, Ms Brasil, Gobierno, Salud Pública, Virología, São Paulo, Microbiología, Neumonía, Vacunas

“Não há razão para pânico, mas precisamos ficar alerta porque tudo pode mudar”, diz o secretário-executivo da Saúde de São Paulo, Alberto Kanamura. Por @beatrizjuca

Latinoamérica, Coronavirus

27.2.2020

“Não há razão para pânico, mas precisamos ficar alerta porque tudo pode mudar”, diz o secretário-executivo da Saúde de São Paulo , Alberto Kanamura. Por beatrizjuca

Expectativa é de que vírus se espalhe mais lentamente por causa de temperaturas mais elevadas. São Paulo cria comitê de contingenciamento e monitora 30 familiares de paciente infectado

que o restante da população: lavar regularmente as mãos, manter-se hidratado e com uma alimentação saudável. O alerta gerado pela confirmação do primeiro caso de coronavírus impulsionou o Governo do Estado de São Paulo a criar um comitê de contingenciamento, com especialistas preparados para dialogar tanto com autoridades de saúde federais, estaduais e municipais quanto com autoridades de outras áreas, caso haja necessidade, a depender da evolução de casos no país. Ainda não há informações sobre como exatamente o grupo atuará na prática, mas o infectologista David Uip, coordenador do comitê, afirma que São Paulo está preparada para lidar com a Covid-19, doença que surge a partir de uma modificação genética do coronavírus. “Não tem nenhuma novidade o que estamos tratando aqui hoje. Passamos pelo H1N1 e outras infecções virais há muitos anos”, afirma. Uip garante ainda que a rede paulista de leitos hospitalares, sendo 7.000 de UTI, é suficiente para atender um possível aumento de demanda pelo coronavírus, pois eles serão destinados apenas aos casos graves da doença. No âmbito nacional, o anunciou já ter feito uma licitação para a contratação emergencial de 1.000 leitos de CTI em caso de necessidade, informa o repórter Afonso Benites . O ministro também disse que, dentro de uma semana, todos os Estados brasileiros receberão máscaras e outros insumos já comprados pelo Governo para se prepararem a uma maior demanda de pacientes por conta do coronavírus. Ele diz que o momento não é de pânico , mas de se preparar para notificar os possíveis casos num contexto em que o verão e o clima tropical podem contribuir para uma disseminação mais lenta. Mesmo que novos casos possam ser confirmados nos próximos dias, Mandetta argumenta que o padrão do vírus observado na China dá pistas sobre a transmissibilidade e a baixa letalidade do coronavírus. “A gravidade da doença está de moderada a leve”, endossa o secretário de vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira. “Não há razão para pânico, mas precisamos ficar alerta porque tudo pode mudar”, acrescenta o secretário-executivo da Saúde de São Paulo, Alberto Kanamura. Ele explica que a maior chance de uma pessoa transmitir o coronavírus é quando está com sintomas e que pesquisas mostram que, no inverno dos países do hemisfério norte, um infectado tem transmitido a doença para uma média de três pessoas. E compara com o sarampo, quando essa média de transmissão chega a 20 pessoas. O virologista Gúbio Soares ―que integra o Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia e desenvolveu um teste rápido que pode identificar o coronavírus em cerca de três horas― acha difícil que o vírus se espalhe pelo Brasil na mesma velocidade de . “O clima mais quente do país não ajuda a propagação em pleno verão. As salivas e gotículas das pessoas também secam rapidamente. Não acredito que haja uma disseminação descontrolada no país”, afirma. Gúbio Soares diz que o sistema público de saúde vem se preparando para dar respostas rápidas a uma possível propagação da doença desde janeiro, mas sugere que o Governo se antecipe em pedir autorização de mais recursos financeiros ao Congresso, caso precise oferecer recursos rapidamente para comprar equipamentos e insumos numa situação de emergência. A experiência de outros países mostra, por exemplo, que há um grupo mais suscetível a contrair o coronavírus, como pessoas acima de 60 anos, com a imunidade comprometida ou com comorbidades (a exemplo de pessoas transplantadas, portadoras de HIV sem tratamento e pacientes com câncer). É nesse contexto que o Governo decidiu antecipar a vacinação contra outros vírus respiratórios que já circulam pelo país , como por exemplo Influenza e H1N1. A partir de março, as vacinas serão disponibilizadas com novos componentes às modificações comuns desses vírus, informa o Ministério da Saúde. O virologista Gúbio Soares afirma que esta será uma ação importante para evitar coinfecções, com a contração de mais de um vírus que poderia agravar quadros clínicos. O infectologista David Uip também vê a medida como positiva neste momento que o país está prestes a ver o retorno de vírus sazonais. “Com isso, você diminui a prevalência de pelo menos três vírus, dois Influenza A e um B”, explica. O ministro Luiz Henrique Mandetta ainda aproveitou o caso de coronavírus no Brasil para cobrar que a , quando não está mais concentrada em territórios específicos. A medida seria um reconhecimento de que a doença infecta, simultaneamente, pessoas ao redor do mundo e permitiria ampliar a lista de alerta de países para a doença. Adere a Consulte Mais informação: EL PAÍS Brasil

beatrizjuca Governo: vamos apostar no verão Verão em São Paulo: VOU FAZER FRIO beatrizjuca Complicado não entrar em pânico onde tudo desmorona nesse país!

Empresário que levou Guedes a Bolsonaro prepara retorno ao Brasil após décadas na ChinaO gaúcho Winston Ling, que ficou conhecido por ter apresentado Paulo Guedes a Bolsonaro junto com Bia Kicis, em 2017, está no Rio e vai tentar A very difficult choice. 🏴󠁧󠁢󠁷󠁬󠁳󠁿 soracy Olha o paciente 0 da doença do governo atual , o grande culpado soracy Que imbecil ...

Brasil confirma 1º caso de novo coronavírus em paciente de 61 anos em São Paulo - Saúde - EstadãoHomem tem histórico de viagem a trabalho para Itália; caso foi relatado no Hospital Albert Einstein Agora já era. Coronavirus welcome to Brazil jairbolsonaro, corre aqui

Coronavírus: com chegada da doença ao Brasil, o que realmente funciona para se proteger?A principal recomendação — simples, porém bastante eficiente — é lavar as mãos com sabão após usar o banheiro, sempre que chegar em casa ou antes de manipular alimentos lessiana_ corre aqui Excelente sistema imunológico forte.

O que se sabe sobre o 1º paciente diagnosticado com coronavírus no BrasilDe acordo com autoridades das três esferas, hospital em São Paulo enviou amostra para laboratório de referência nacional para realizar contraprova do exame; caso dê positivo, confirmação será divulgada oficialmente. Disseram que ele estava passeando no carnaval. Mas o problema é que a quarentena dele é em casa. Como pode o governo deixar uma pessoa suspeita é agora confirmada, ficar em casa. Vixe! Fud€u.

Bolsonaro critica Mangueira por enredo sobre Jesus - Brasil - EstadãoPresidente fez o comentário sobre o samba-enredo enquanto caminhava pela praia em Praia Grande Welberty crítica estadão por ser um jornal de quinta categoria. E? Se incomoda o Bolso é porque foi muito bem feito. Parabéns pra Mangueira!

Brasil tem primeiro caso de coronavírus confirmado em contraprovaSegundo exame feito em brasileiro de 61 anos que voltou da Itália deu positivo. Ministério dará coletiva às 11h para falar sobre o resultado Veja esqueceu d citar q a culpa é do Bolsonaro O resultado positivo quase nunca erra. O que erra é o negativo. Esse vírus é perigoso por isso. É bom levar esse cara urgente para um banho na marginal tietê. Duvido que o vírus sobreviva. E encontramos a solução mundial.



Em meio ao coronavírus, clã Bolsonaro decide estratégia eleitoral no Rio

Idosa de 104 anos ganha parabéns da janela em Porto Alegre: 'Uma coisa como esta, nunca pensei que ia passar'

Brasil tem 299 mortes e 7.910 casos confirmados de coronavírus, diz ministério

Cantor Paulynho Paixão morre após sofrer dois acidentes em menos de 3 horas no Piauí

O Rio em silêncio: vídeo mostra a cidade em tempos de isolamento

Isolada em casa, jovem ganha festa surpresa com bolo 'inspirado' na pandemia de coronavírus

Autor de vídeo compartilhado por Bolsonaro pode pegar seis meses de prisão - Política - Estadão

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

27 fevereiro 2020, quinta-feira Notícia

Notícias anteriores

MEC divulga resultado do Fies 2020

Próxima notícia

SP: Moradores encontram ninho de vespas gigante - ISTOÉ Independente
Twitter apaga publicações de Silas Malafaia que infringiam regras sobre coronavírus Está na hora de começarmos a falar sobre Mourão - ISTOÉ Independente Atacado por Bolsonaro, Mandetta se aconselha com Alcolumbre e Maia | Radar A postura equivocada de Bolsonaro diminui o país aos olhos do mundo Maia diz que falta de compreensão em partes do governo sobre coronavírus 'atrasa' planejamento da Saúde Chega de inveja, minha gente: deixem a Maju trabalhar | Tela Plana Governo Bolsonaro tem 42% de avaliação 'ruim' ou 'péssima' em abril, diz pesquisa - Política - Estadão Facebook, Instagram e Youtube apagam vídeo de Silas Malafaia - CartaCapital Juristas denunciam Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional por crime contra a humanidade - CartaCapital Vacância de poder - ISTOÉ Independente MEC abre cadastro para estudantes de medicina, enfermagem, farmácia e fisioterapia atuarem no combate ao coronavírus Cemitério em São Paulo. A foto que jamais gostaríamos de publicar
Em meio ao coronavírus, clã Bolsonaro decide estratégia eleitoral no Rio Idosa de 104 anos ganha parabéns da janela em Porto Alegre: 'Uma coisa como esta, nunca pensei que ia passar' Brasil tem 299 mortes e 7.910 casos confirmados de coronavírus, diz ministério Cantor Paulynho Paixão morre após sofrer dois acidentes em menos de 3 horas no Piauí O Rio em silêncio: vídeo mostra a cidade em tempos de isolamento Isolada em casa, jovem ganha festa surpresa com bolo 'inspirado' na pandemia de coronavírus Autor de vídeo compartilhado por Bolsonaro pode pegar seis meses de prisão - Política - Estadão Marta Suplicy filia-se ao Solidariedade e pode concorrer nas eleições municipais - ISTOÉ Independente Câmeras de segurança mostram galpão da Ceasa com mercadorias no mesmo dia em que vídeo postado por Bolsonaro foi gravado Técnico de enfermagem morre infectado pelo coronavírus, diz Secretaria de Saúde; número de mortos chega a três no RN 'Caiam na real: governadores e prefeitos oferecem esmolas com dinheiro alheio', diz presidente do BB - Economia - Estadão Prass: ‘Se os políticos fossem cobrados como jogadores estaríamos melhor’