FDA suspende uso de dois tratamentos contra Covid aprovados pela Anvisa | O Antagonista

FDA suspende uso de dois tratamentos contra Covid aprovados pela Anvisa

25/01/2022 20:33:00

FDA suspende uso de dois tratamentos contra Covid aprovados pela Anvisa

Infusões intravenosas de anticorpos monoclonais comercializadas no Brasil pela Roche e pela Eli Lilly não funcionam contra Ômicron, segundo agência americana

A FDA, a ‘Anvisa’ americana, suspendeuna noite desta segunda (24)as autorizações para dois tratamentos contra a Covid com anticorpos monoclonais, por entender que são ineficazes contra a Ômicron.Ambos foram aprovados no Brasil pela Anvisa.

Os tratamentos são o casirivimabe + imdevimabe e o banlanivimabe + etesivimabe. Ambos são administrados por via intravenosa, dentro do hospital. Não são, portanto, comprimidos.No Brasil, foram aprovados pela Anvisa em abril e maio de 2021, respectivamente – muitos meses antes da identificação da variante Ômicron.

Consulte Mais informação: O Antagonista »

Paulo Dantas é eleito governador para ‘mandato tampão’ em Alagoas

Na tarde deste domingo (15), deputados de Alagoas elegeram Paulo Dantas (MDB) como governador-tampão do estado, para um mandato até o fim do ano. Ele já tomou posse. O cargo de vice já estava vago desde 2020, anos de eleições municipais. Consulte Mais informação >>

Saúde prorroga custeio de leitos para Covid | O AntagonistaContrato para os cerca de 14,2 mil leitos UTI se encerraria em 31 de janeiro Quando copiar e colar matéria não corte o enunciado. MINISTÉRIO DA SAÚDE.

Covid: Brasil registra 135 mil casos em 24 horas, diz Conass | O AntagonistaCovid: Brasil registra 135 mil casos em 24 horas, diz Conass O importante é não festejar no Carnaval e aglomerar no metrô indo pro trabalho! Vamos trabalhador otario, para de se divertir e sacrifica suas férias pela pandemia, 🥰

Covid: São Paulo tem 77% dos leitos de UTI ocupados | O AntagonistaA última vez que esse patamar havia sido atingido na capital paulista foi em junho do ano passado Blogueiros, quantos estão ocupados por crianças ? HidroxicloroquinaJá Culpa de Bolsonaro novamente kk

CEO da Pfizer defende vacinação anual contra Covid | O AntagonistaBourla foi questionado se vê as doses de reforço sendo administradas a cada quatro ou cinco meses A Covid será mais ou menos como a gripe, o vírus não vai desaparecer e vai ter vacinação anual. Hora de voltar à normalidade. O CEgO do Brasil defende cloroquina. era o minimo pra nao dar tanta bandeira mas ja quiseram meter 5 dose de uma vez ai fica meio esquisito

Premiê britânico fez festa em meio a restrições da Covid, diz TV | O AntagonistaSegundo emissora, Boris Johnson celebrou aniversário durante 1º lockdown contra Covid, em 2020, quando reuniões em ambientes internos estavam proibidas O motivo do desespero do SF_Moro... 👇🏻 A contagem regressiva já começou, e ele sabe disso.🔗🦆🔗 MoroNaCadeia BolsonaroNaCadeia By:AirRoute67 É o Eduardo Paz? 🤔😂 Parece que o Boris já está na rampa de lançamento. Ao infinito e além.

Covid: Brasil registra 83 mil casos em 24 horas, diz Conass | O AntagonistaHouve 259 mortes, o que elevou para 623.356 o número de óbitos desde o início da pandemia no país; total de infecções subiu para 24.127.595.

× A FDA, a ‘Anvisa’ americana, suspendeu na noite desta segunda (24) as autorizações para dois tratamentos contra a Covid com anticorpos monoclonais, por entender que são ineficazes contra a Ômicron. Ambos foram aprovados no Brasil pela Anvisa. Os tratamentos são o casirivimabe + imdevimabe e o banlanivimabe + etesivimabe. Ambos são administrados por via intravenosa, dentro do hospital. Não são, portanto, comprimidos. No Brasil, foram aprovados pela Anvisa em abril e maio de 2021, respectivamente – muitos meses antes da identificação da variante Ômicron. “Como os dados mostram que é altamente improvável que esses tratamentos sejam ativos contra a variante Ômicron, que circula em frequência muito alta nos Estados Unidos, esses tratamentos não estão autorizados para uso em nenhum estado, território e jurisdição dos EUA no momento. No futuro, se houver probabilidade de pacientes em determinadas regiões geográficas serem infectados ou expostos a uma variante suscetível a esses tratamentos, o uso desses tratamentos poderá ser autorizado nessas regiões”, diz a nota da FDA à imprensa . A agência acrescentou que há outras terapias com altas chances de funcionarem contra a Ômicron, como o remdesivir, o Paxlovid, o sotrovimabe e o molnupiravir. Leia mais