Ex-premiê francês é condenado a quatro anos de prisão por criar emprego fantasma para esposa

09/05/2022 21:30:00

Ex-premiê francês é condenado a quatro anos de prisão por criar emprego fantasma para esposa #g1

Ex-premiê francês é condenado a quatro anos de prisão por criar emprego fantasma para esposa g1

Tribunal em Paris confirmou a sentença a François Fillon. O ex-político e sua mulher entraram com recurso na Justiça.

O Tribunal de Apelação de Paris confirmou nesta segunda-feira (9) o veredito do ex-primeiro-ministro francês, François Fillon. O premiê já havia sido condenado em 2020 pela criação de empregos fantasma para sua mulher, Penélope Fillon, que teria recebido cerca de € 600 mil sem trabalhar, como assessora parlamentar do marido Assembleia Nacional da França, na época em que era deputado. Os dois entraram com recurso na Justiça.

Fillon foi condenado a quatro anos de prisão, dos quais um em regime fechado. Ele também deve pagar € 375 mil de multa e ficará inelegivel por dez anos.François Fillon com a mulher, Penelope — Foto: Pascal Rossignol/ReutersO casal alega inocência e não estava presente no tribunal. Penélope Fillon foi condenada a dois anos de prisão com sursis. Entre 1998 e 2013, ela recebeu € 612 mil por três empregos fantasmas como assistente parlamentar do marido e seu suplente, Marc Joulaud.

Consulte Mais informação: g1 »

Jornal Hoje | Juiz e professor de SP é acusado de assediar sexualmente mulheres dentro de fórum trabalhista e nas redes sociais; CNJ e TRF apuram | Globoplay

O Conselho Nacional de Justiça e o Tribunal Regional Federal da 3ª região analisam denúncias de assédio sexual contra um juiz do trabalho nas esferas administrativa e criminal. Dez mulheres afirmam ter sido assediadas por Marcos Scalercio entre 2014 e 2020. Três delas contaram a ONG Me Too Brasil que foram agarradas e beijadas à força no gabinete e em cafeteria. Sete delas o acusam de assediá-las virtualmente. Nos autos, defesa do magistrado nega o crime. Consulte Mais informação >>

Enquanto isso no Brasil! Se fazem isso aqui não ia ter um político se elegendo no próximo mandato Se for de esquerda o STF_oficial vai tirar ele Ôooo vida, o cara gerando empregos e é condenado coitado... Brasil precisa seguir os bons exemplos Coitado. Se tivesse no Brasil, isso não acontecia Nossa! As pessoas vão presas por isso?

Os fãs da micheque não curtiram Bem que no Brasil poderia ser assim. Imagina se a moda pega no Brasil... Aqui temos uma familícia especialista nesse assunto.

TCU multa ex-chefe da Receita por sonegar dados ao tribunal | RadarTCU multa ex-chefe da Receita por sonegar dados ao tribunal (via radaronline) radaronline Ele deveria ter sido preso.

Pior mesmo é na China. Vcs já viram o que acontece com políticos corruptos? Meu Deus 😯 Os Brasileiros vendo uma notícia dessas sabendo que a familicia faz isso a vida toda 🤡 Eita Laiá Se fosse no Brasil: Não ficaria preso Se lançaria a candidato em alguma coisa A mulher também seria candidata Lá também existe a narrativa de perseguição política e o juiz ser um agente da CIA?

Se a moda pega “ chez nous “ Bolsonaros estavam f…….!!!! No Brasil a rachadinha é tesouraria das esposas! Funcionário fantasma me lembra uma certa faMILÍCIA por aqui Tá que nem o Lula. A Janja virou fantasma pra não ter que receber intimação da justiça. em país sério rachadinha é cana na certa

Ex-premier francês é condenado por emprego fantasma da mulherEscândalo remonta a janeiro de 2017, quando jornal semanal revelou o 'Penelopegate' em plena campanha eleitoral presidencial Ahh se isso pega no Brasil!

No Brasil, ganharia um ministério no governo do mito dos imbecis.

Randolfe sobre caseiro e ex de Bolsonaro: “Mais um capítulo lamentável”Antigo funcionário diz ter provas sobre esquema de rachadinha; ela o acusa de chantagem e ameaças E o ex do Randolfe? O cara tá atrelado com bandidos, chama de Democracia a Ditadura da Toga, não aceita perder no Senado e Judicializa tudo e o caseiro do Bolsonaro que é lamentável? Sai prá lá bandido... Olha com quem anda e a tua laia, safado!!!

Ex-braço político do IRA, Sinn Féin vence eleição na Irlanda do Norte | CNN BrasilSinn Féin defende debate sobre Irlanda unida após vitória eleitoral histórica Veish Fmario03 Misericórdia 😔

Putin felicita países da ex-União Soviética pelo Dia da Vitória | O AntagonistaMensagem foi direcionada também ao povo de Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia, reconhecidas pelo líder russo como independentes Elogia de um lado,, e caga do outro Que pesadelo essa gente KGB Carniceiro!!!

Conrado Bueno, ex-dupla de Aleksandro, lamenta morte do sertanejo: 'Se foi sem um abraço'Conrado Bueno, ex-dupla de Aleksandro, lamenta morte do sertanejo: 'Se foi sem um abraço' 💔 Cantor fez duo com Aleksandro por 15 anos, até seguir carreira solo, em 2019

Candidato conservador, François Fillon, enfrentou escândalo de corrupção durante a campanha — Foto: Valery Hache / AFP O Tribunal de Apelação de Paris confirmou nesta segunda-feira (9) o veredito do ex-primeiro-ministro francês, François Fillon.Por Robson Bonin Atualizado em 5 Maio 2022, 17h28 - Publicado em 8 Maio 2022, 16h01 O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, durante audiência pública na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do HSBC no Senado Fabio Rodrigues Pozzebom/ Publicidade Publicidade O TCU condenou nesta semana o ex-chefe da Receita Jorge Rachid a pagar uma multa de 37 340 reais por sonegar informações do órgão ao tribunal.mulher, Penelope Fillon , foi condenada pelo Tribunal de Apelações de Paris a dois anos de prisão com suspensão da pena, 375 mil euros em multa e dois anos de inelegibilidade.Ana Cristina de morte.

O premiê já havia sido condenado em 2020 pela criação de empregos fantasma para sua mulher, Penélope Fillon, que teria recebido cerca de € 600 mil sem trabalhar, como assessora parlamentar do marido Assembleia Nacional da França, na época em que era deputado. Os dois entraram com recurso na Justiça. Rachid foi cobrado pelo tribunal a disponibilizar uma plataforma para que o tribunal pudesse acessar dados e realizar fiscalizações, mas ignorou a ordem e, segundo a Corte, não apresentou justificativas para tal ato. Fillon foi condenado a quatro anos de prisão, dos quais um em regime fechado. Desde o início do processo, o casal nega ter cometido qualquer irregularidade. Ele também deve pagar € 375 mil de multa e ficará inelegivel por dez anos. François Fillon com a mulher, Penelope — Foto: Pascal Rossignol/Reuters O casal alega inocência e não estava presente no tribunal. Esse cara que trabalhou com a ex-esposa de Bolsonaro nada mais é do que um retrato do tipo de gente que foi levado por ele para governar o país”, diz o senador, que integra a coordenação da campanha presidencial de Lula.

Penélope Fillon foi condenada a dois anos de prisão com sursis. A notícia levou à abertura de uma investigação. Entre 1998 e 2013, ela recebeu € 612 mil por três empregos fantasmas como assistente parlamentar do marido e seu suplente, Marc Joulaud. Acusado de cumplicidade, Joulaud também estava ausente. Ele foi condenado a três anos de prisão. Entre 1998 e 2013, sua mulher recebeu um total de 612 mil euros como assistente parlamentar do marido quando ele era deputado e, depois, de seu suplente. Os três devem pagar uma multa de € 800 mil à Assembleia Nacional. A República da Rachadinha Segue mostrando o Brasil a que interesse atende no comando do país”, escreveu o petista em uma rede social.

A pena de Fillon ainda poderá ser revisada. Ele será convocado em breve por um juiz que poderá decidir, por exemplo, que ele cumpra prisão domiciliar e utilize uma tornozeleira eletrônica. Fim da candidatura Francois Fillon, durante coletiva de imprensa em 2017 — Foto: REUTERS/Benoit Tessier O escândalo foi revelado em 2017, durante a campanha presidencial do partido de direita Os Republicanos e acabou com a candidatura de François Fillon, ex-primeiro-ministro do ex-presidente Nicolas Sarkozy, eleito em 2006. O ex-chefe de governo chegou a ser favorito nas pesquisas, mas acabou sendo eliminado no primeiro turno. Fillon, que já havia se retirado da vida política, anunciou sua aposentadoria no fim de fevereiro, após a invasão da Ucrânia pela Rússia.

Ele era membro do Conselho de Administração da Petroquímica Sibur e da Zarubezhneft, empresa especializada em hidrocarburetos. Ambas são dirigidas por pessoas próximas ao presidente russo, Vladimir Putin. Premiê anunciou aposentadoria A primeira condenação de François e Penelope Fillon ocorreu em junho de 2020. Em novembro, eles estiveram novamente diante da Justiça francesa e chegaram a entrar com recurso na tentativa de reverter o resultado do primeiro julgamento, mas a Promotoria francesa pediu cinco anos de prisão pelos crimes de corrupção - um em regime fechado - e exigiu que o ex-primeiro-ministro usasse uma tornozeleira eletrônica. Os dois já haviam sido condenados em primeira instância, em um outro caso, por desvio de dinheiro público e outros crimes de corrupção.

François Fillon foi condenado ao pagamento de uma multa de € 375 mil por mau uso de recursos públicos, cumplicidade e uso indevido de recursos. .