Ex-ministro da Saúde, Barros nega envolvimento em fraude de contratos | Radar

Ex-ministro da Saúde, Barros nega envolvimento em fraude de contratos (via @radaronline)

21/09/2021 19:10:00

Ex-ministro da Saúde, Barros nega envolvimento em fraude de contratos (via radaronline)

Operação deflagrada pela Polícia Federal apura irregularidades na compra de medicamentos durante gestão do deputado no Ministério da Saúde

Atualizado em 21 set 2021, 12h21 - Publicado em 21 set 2021, 11h55Deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), já passou pelo mesmo procedimento outras duas vezes -  Maryanna Oliveira/Câmara dos DeputadosPublicidadePublicidadeO líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), negou ter envolvimento com irregularidades na compra de medicamentos enquanto chefiava o Ministério da Saúde.

Pela primeira vez, mulher trans é eleita Miss Cuiabá 2021 Como o Conselho de Medicina silenciou diante do negacionismo de Bolsonaro e abraçou a cloroquina Como Datena vê as chances de ser vice de Ciro Gomes à Presidência em 2022 | Maquiavel

Conforme mostrou o Radar,operação da Polícia Federal deflagrada nesta terça apura fraudes em contratos firmadosdurante a gestão do deputado na pasta. O empresário Francisco Maximiano e empresas ligadas a ele — como a Precisa Medicamentos e a Global Saúde — estão na mira da força-tarefa.

“Reitero que não sou alvo da operação. As compras foram feitas dentro das normas legais e provocaram mudança na posição da Anvisa, que deixou de exigir licença de importação para medicamentos judicializados. Sobre o caso Global, reitero que o prazo de entrega dos medicamentos venceu após a minha saída do ministério, em abril de 2018. O atraso não tem relação com as mortes citadas”, diz Barros. headtopics.com

O deputado afirma, ainda, que a política de quebra de monopólios buscava a proposta de menor preço, independentemente do vendedor do medicamento, e que, aumentando o número de concorrentes, buscou-se a possibilidade de pagamento antecipado para redução de preços.

“No caso da empresa Global, foram adotadas todas as providências pelo Ministério da Saúde para penalização da empresa e para o ressarcimento aos cofres públicos. A Global já confessou a dívida e ressarciu até agora cerca de 2,8 milhões de reais”, afirma o ex-ministro.

De acordo com a Polícia Federal, os fatos investigados ocorreram entre 2016 e 2018 e envolveram a aquisição de medicamentos de alto custo pela Diretoria de Logística em Saúde do Ministério da Saúde.Foram encontrados indícios de inobservância da legislação administrativa, licitatória e sanitária, além do descumprimento de reiteradas decisões judiciais, “com o aparente intento de favorecer determinadas empresas”, diz a PF.

“A má condução dos processos de aquisição desses medicamentos causou o desabastecimento por vários meses de seus estoques do Ministério da Saúde, em prejuízo de centenas de pacientes beneficiários de ordens judiciais, o que contribuiu para o agravamento de sua saúde, podendo ter levado ao óbito ao menos 14 pacientes. Estima-se que o prejuízo causado pelo pagamento antecipado de medicamentos sem o posterior fornecimento ultrapasse 20 milhões de reais”, afirmam os investigadores. headtopics.com

Retorno de prisão após 2ª instância assombra políticos e atinge Mendonça Giorgio Parisi, o Nobel de física apaixonado por forró e Guimarães Rosa - BBC News Brasil 'Todos subestimam Bolsonaro: assim ele virou presidente e pode ser reeleito', diz cientista político - BBC News Brasil Consulte Mais informação: VEJA »

Arraia-jamanta inspira dispositivo para livrar oceanos dos microplásticos - BBC News Brasil

Cientistas desenvolveram um sistema que captura os pequenos fragmentos.

radaronline radaronline

PF faz buscas em investigação de fraude na gestão de Ricardo Barros na SaúdeDois dos alvos da operação são ex-diretores do Departamento de Logística (DLOG) do Ministério da Saúde empregados

VÍDEO: Ministro da Saúde faz gesto obsceno a manifestantes em NY | RadarMarcelo Queiroga gesticulou em direção ao grupo, que retribuiu com xingamentos e gestos obscenos radaronline Kkkkkkkk esse é o Queirogão da massa. Paciência com comuna mimizento tem limite. Os antis já vão dizer que isso é má influência do Bonorão da massa. 😂 radaronline Eu acenava com o pênis mesmo!! FechadoComBolsonaroAte2026 ou mais... radaronline BolsonaroVergonhaDoBrasil

Em NY, Ministro da Saúde faz gesto obsceno para manifestantes anti-Bolsonaro; veja o vídeoQueiroga está na cidade acompanhando o presidente Jair Bolsonaro que discursa na abertura da Assembleia Geral da ONU ... A imprensa massacrou o Lula, e apoiou a eleição do Bolsonaro o.O A esquerda seria ruim porque governa para todos e o Bolsonaro é bom porque tortura e mata brasileiros Só peço que a imprensa seja justa, e fique do lado do povo dessa vez, LULA EM 2022! Pela Democracia... A imprensa é uma piada Oh, que horror. Gesto obceno! 😂

MINISTRO DA CGU FALA SOBRE SUPOSTA OMISSÃO EM NEGOCIAÇÕES IRREGULARES DA PASTA DA SAÚDE | Ao vivoCPI DA COVID | Wagner de Campos Rosário, ex-capitão do Exército e atual ministro da CGU, depõe à Comissão. Ele prestará esclarecimentos sobre possíveis desvios de recursos da União destinados ao combate à pandemia. Assista:

Fumaça de queimadas tem potencial cancerígeno, mostra pesquisa no interior de SP - Saúde - EstadãoFiltragem do material particulado do ar revelou compostos químicos que causam a morte de células e danos ao DNA A poeira que entra em casa é só fuligem, você varre a casa e na mesma hora já tá cheio dessa poeira. É uma poluição invisível que fica suspensa na atmosfera por séculos. INTERIOR? QUE BOM QUE TENHO MÁSCARA.

Brasil tem 37,64% da população totalmente imunizada contra a covid - Saúde - EstadãoA quantidade de pessoas vacinadas contra a covid-19 com ao menos uma dose no País chegou neste domingo, 19, a 141.623.847 Imunizada? Kkkkk Se tivessem não estavam morrendo tomando vacinas.... Precisamos chegar a 80% rápido 😥 Imunizada não, vacinada. Imunizada é quando você toma a vacina e NÃO CONTRAI A DOENÇA. Não é isso que estamos vendo.