Estado Islâmico reivindica autoria de ataques que mataram 32 em Bagdá - Internacional - Estadão

Estado Islâmico reivindica autoria de ataques que mataram 32 em Bagdá (via @EstadaoInter)

22/01/2021 11:45:00

Estado Islâmico reivindica autoria de ataques que mataram 32 em Bagdá (via EstadaoInter)

Dois ataques simultâneos foram o mais mortífero atentado em três anos na capital iraquiana, que ocorreu um dia após a posse do novo presidente americano, Joe Biden

reivindicou a autoria dos ataques na noite desta quinta-feira, 21. Segundo o Ministério do Interior, um primeiro homem acionou seu cinto de explosivos no meio de um mercado de roupas usadas, na Praça Tayaran. Enquanto uma multidão se formava para tentar ajudar as vítimas, um segundo homem-bomba detonou seu artefato.

Bolsonaro diz ter 'projeto pronto' para botar em prática no Brasil, se STF deixar - Saúde - Estadão Após recorde de mortes por Covid, Pazuello fala em 'dia difícil para todos os brasileiros'; 'Não somos uma máquina de fabricar soluções' Rio terá 'toque de recolher' e bares vão fechar às 17h

Leia TambémMortes por terrorismo caem, mas avanço da extrema direita e de grupo jihadista preocupa, diz estudoO atendimento dos feridos era caótico, pois os hospitais estão lotados com pacientes infectados pela covid-19. O Ministério da Saúde colocou todo o pessoal médico em alerta máximo. Na praça, um dos locais mais movimentados de Bagdá, soldados e paramédicos removiam os corpos e ajudavam os feridos. 

Há três anos, no mesmo lugar, um ataque semelhante matou 31 pessoas. Como em 2018, o atentado de ontem coincidiu com os preparativos das autoridades para a organização das eleições legislativas, que no Iraque costumam registrar atos de violência. headtopics.com

O presidente iraquiano,Salam Saleh, disse em sua conta no Twitter que os ataques são “tentativas malignas de abalar a estabilidade do país”. Já a missão de paz da Organização das Nações Unidas disse que “um ato tão deplorável não vai prejudicar a marcha do Iraque para a estabilidade e prosperidade”.

O papa Francisco lamentou “este ato de brutalidade sem sentido”. Em um telegrama ao presidente Saleh, ele afirmou que reza “pelas vítimas, suas famílias, pelos feridos e pelas equipes de emergência”. O pontífice pretende visitar o Iraque no início de março.

No passado, o EI já tinha recorrido a esta forma de operar: um terrorista suicida, seguido de um segundo que se faz explodir quando as pessoas se reúnem para ajudar os feridos. O grupo ocupou quase um terço do Iraque em 2014, mas no final de 2017, Bagdá assegurou ter ganhado a guerra contra os jihadistas. 

Desde então, as células terroristas se refugiaram em áreas montanhosas e desérticas do país. O atentado ocorre após os EUA terem reduzido o número de seus soldados no Iraque para 2,5 mil, uma queda que “reflete o aumento da capacidade do Exército iraquiano”, disse o Pentágono quando anunciou a redução, no ano passado.  headtopics.com

Panelaços contra Bolsonaro voltam a ser registrados em SP, RJ e RS - Política - Estadão Bolsonaro mobiliza governo para conhecer spray anticovid em Israel - Saúde - Estadão 'Foi horrível, não tem explicação', diz filha de paciente que morreu antes de ser transferido para a UTI - BBC News Brasil

Essa redução “não significa uma mudança na política dos Estados Unidos”. “Os EUA e as forças da coalizão permanecem no Iraque para garantir uma derrota duradoura do Estado Islâmico”, afirmou o Pentágono na ocasião. Quase todas as tropas dos outros membros da coalizão deixaram o país no início da pandemia do novo coronavírus.

/ AFP  Consulte Mais informação: Estadão »

Um ano de Covid-19 em São Paulo | São Paulo | G1

Inter ISSO É TERROR , IGUAL DILMA , JOSÉ DIRCEU , MIRIAM LEITÃO , JOSÉ SERRA E PIMENTEL FAZIAM , TERROR