Espaços culturais e produtores buscam financiamentos coletivos para pagar funcionários e artistas - Cultura - Estadão

Espaços culturais e produtores buscam financiamentos coletivos para pagar funcionários e artistas (via @EstadaoCultura)

3/26/2020

Espaços culturais e produtores buscam financiamentos coletivos para pagar funcionários e artistas (via EstadaoCultura)

Em São Paulo, Petra Belas Artes e Cine Matilha abrem crowdfundings; do Rio, Paula Lavigne e o Procure Saber buscam patrocínio para criar fundo dedicado a funcionários da cadeia produtiva da música

Em tempos de crise sem precedentes, espaços culturais buscam no crowdfunding – a famosa vaquinha – uma maneira de arrecadar fundos para manter suas estruturas, pagamentos e salários em dia. É o caso do Petra Belas Artes , que anunciou nesta semana o início de uma campanha de financiamento coletivo para manter alguma saúde financeira e conseguir pagar a equipe de 55 pessoas que mantém o cinema funcionando, nas condições normais, de domingo a domingo. LEIA TAMBÉM Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real “O Belas sobrevive de portas abertas e com a bilheteria”, diz um comunicado do cinema. “Sem isso, precisamos da sua ajuda para levantar um valor mínimo para manter as contas e, principalmente, a equipe de 55 pessoas.” A nota explica que o patrocínio da cerveja Petra custeia o aluguel do prédio, situado numa das esquinas mais icônicas de São Paulo (Consolação e Paulista), mas o resto da operação é bancado pela bilheteria. O crowdfunding do Belas Artes sugere alguns valores: com R$ 10, o cliente recebe um agradecimento especial e um ingresso para o cinema, quando reabrir; com R$ 50, são dois ingressos e acesso a dois filmes da Pandora, a distribuidora criada por André Sturm , também a pessoa à frente do cinema. Em escala, as cotas vão até R$ 2,5 mil, quando, entre outras diversas recompensas, o doador recebe o direito de usar uma sala do cinema exclusiva em um evento especial para seus convidados. “Vai gerar algum fluxo de caixa, é um alívio, estamos buscando preservar os funcionários”, explica Sturm. “Se a quarentena continuar por muito tempo, todo mundo vai ter que fazer sacrifícios. Nesse primeiro momento, propus aos funcionários que seria o período de férias, uma despesa que já teríamos de qualquer forma. A partir do segundo mês, vamos ter de buscar outras alternativas, como essa.” Segundo ele, o funcionamento do Belas Artes custa cerca de R$ 350 mil por mês. O crowdfunding arrecadou até agora R$ 22 mil, e a meta para essa primeira iniciativa é R$ 50 mil. No Rio de Janeiro, o coletivo #342Artes, capitaneado por Paula Lavigne , também lançou uma campanha de financiamento coletivo, com o objetivo de dar suporte a quatro instituições da cidade que têm “total confiança” do movimento e que trabalham em favelas. São elas: Coletivos Papo Reto, Voz da Comunidade Rocinha Resiste e Redes da Maré, todas ligadas à arte e a projetos sociais. Apoiada por diversos artistas, como Anitta, Frejat e Glória Pires, a campanha já arrecadou cerca de R$ 125 mil, de uma meta inicial de R$ 150 mil. “A campanha está indo bem, dentro do possível agora”, diz Lavigne. “Mas temos de pensar que vamos dividir por quatro instituições, e cada um desses lugares é uma cidade, praticamente. Muita gente quer ajudar, mas não tem a curadoria, não sabe quem são as organizações sérias. Claro que existem muitas outras, mas por essas a gente bota a mão no fogo”, explica. Procure Saber procura patrocínio para lives de Caetano, Gil e Bethânia Outro projeto de Lavigne, mais ligado à , busca um patrocínio para sair do papel. A ideia, diz a produtora, é conseguir patrocínios de empresas para promover lives com apresentações do primeiro time do Procure Saber, como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Frejat, Nando Reis e outros, e com os recursos levantados criar um fundo destinado a profissionais da cadeia produtiva da música ao vivo, de bilheteiros a carregadores e técnicos de som. “Não estou preocupada com os artistas mainstream”, explica Lavigne. “Mas sim com toda a cadeia: bilheteiros, técnicos de som, carregadores, etc. O que eles fazem não está sendo utilizado em local nenhum, não há trabalho. Estamos terminando um projeto, e agora estamos atrás de um patrocínio, para que uma empresa possa bancar e possamos reverter isso para a cadeia produtiva.” Em São Paulo, o Cine Matilha , na República, também está com uma campanha de financiamento coletivo, aberta, na verdade, antes da quarentena. Os recursos seriam dedicados inteiramente à reforma do espaço físico, mas agora o coletivo vai definir uma nova meta para incluir o pagamento dos funcionários – eram R$ 7 mil, 99% dos quais já arrecadados. “O cinema custa, por mês, R$ 12 mil, entre custos de funcionários e despesas”, explica a programadora do Cine Matilha, Patricia Rabello. “Isso sem o valor da programação, que como estamos fechados, não temos. Existe um caixa escasso para toda a casa, por isso precisamos de ajuda para garantir a sobrevivência do cinema e ele estar pronto para a reabertura assim que a quarentena acabar.” O Jazz Mansion , um projeto da agência paulistana de conteúdo Grupo Cuco, também passou a ser realizado online: toda quarta-feira, uma live no Instagram @jazzmansion traz apresentações com artistas do gênero – e uma vaquinha online pretende levantar fundos destinados a esses profissionais. Na gringa, o Spotify lançou nesta quarta, 25, o projeto Spotify Covid-19 Music Relief, que recomenda ONGs dedicadas ao alívio financeiro para comunidades musicais. As primeiras parcerias são com MusiCares, PRS Foundation e Help Musicians, e a plataforma recomenda que profissionais da música visitem os sites dos parceiros para obter informações sobre como solicitar ajuda. Outra iniciativa planejada pela plataforma é um recurso que permitirá aos artistas arrecadar fundos diretamente dos fãs durante a crise, ainda sem data oficial de lançamento. Composto por festivais, festas, marcas e gravadora, o núcleo paulistano de música eletrônica Só Track Boa também iniciou um crowdfunding com o público, artistas e colaboradores. Os recursos serão doados a Centros Temporários de Acolhimento (CTA) em São Paulo. ONDE AJUDAR? Financiamentos coletivos para espaços culturais Campanha Belas Artes Meu Amor: Consulte Mais informação: Estadão

Cultura Vms ver se os artistas socialistas vão dividir o q tem pra ajudar já q são todos amantes da arte Cultura Que os artistas e produtores busquem por meio de recursos PRÓPRIOS para continuarem suas 'produções artísticas' 👍 CHEGA de usarem dinheiro PÚBLICO do povo brasileiro.... Que se virem daqui pra frente 😉

De ioga a contação de histórias, lives de Instagram ganham espaço durante quarentena - Saúde - EstadãoProfessores e profissionais de áreas diversas criam agendas de ‘lives’ nas redes sociais para compartilhar experiências de forma gratuita Saude de ioga eu nao entendo mas de confusão com a china o eduardo e esses caras entendem kkkkk

Para economistas, mesmo com dívida alta, há espaço para aumento do gasto público - Economia - EstadãoAnalistas dizem que governo pode usar recursos do Tesouro, emitir títulos ou mesmo usar reservas para fazer frente à crise provocada pelo coronavírus Economia Estadão quer quebrar o Brasil de qualqer jeito, saudades das verbas poupudas!!!! Estão nem aí para o povo e Brasil. Triste. Economia Lógico as pessoas ainda usam mercados, farmácias, deliverys lógico apenas com uma precaução a mais Economia Se não aumentar o caos e quebradeira vai ser ainda maior, o que já era difícil retomar, dada a agenda adotada pelo governo, se tornará quase impossível num curto e médio prazo.

Coronavírus: Como devo fazer para adiar a prestação do financiamento da casa própria na Caixa? - Economia - EstadãoEstadaoEconomia Coronavírus: Como devo fazer para adiar a prestação do financiamento da casa própria na Caixa? Economia Pagar Economia Abre a matéria Estadão, complicado Economia Vcs tem informação sobre outros bancos?!

Fundação Dorina Nowill disponibiliza livros infantis acessíveis para cegos - Cultura - EstadãoEm meio ao isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus, livros para crianças com deficiência visual estão disponíveis pela biblioteca virtual

Cannes abre portas para sem-teto depois de coronavírus adiar festival de cinema - Cultura - EstadãoDepois do cancelamento de Festival de Cannes 2020, o Palais des Festivals vai abrigar entre 50 e 70 pessoas por noite

Lionel Richie quer refazer projeto 'We Are The World' para vítimas do coronavírus - Cultura - EstadãoTrinta e cinco anos depois de conseguir arrecadar US$ 63 milhões de dólares com a maior reunião musical de todos os tempos, cantor diz que é hora de reativar a ideia Cultura euelobrisa Cultura mas não chame os artistas atuais Cultura Terão de cantar cada um na sua casa



Em relatório a ministério, Ceasa desmente Bolsonaro, que apaga vídeo | Radar

“Chance de morrer de Covid-19 é de 1 em 10.000 em jovens. Problema é se 100 milhões de brasileiros pegarem ao mesmo tempo”

Monica De Bolle: “Hoje, dane-se o Estado mínimo, é preciso gastar e errar pelo lado do excesso”

Carlos Bolsonaro atuará na campanha de reeleição de prefeito do Rio

Com coronavírus, empresário faz festa com cerca de 15 pessoas no RN; 'Errei feio, fui irresponsável'

Internações por problemas respiratórios cresceram na última semana, mas em ritmo menor, diz Fiocruz

Médica que associou 'soro da imunidade' à Covid-19 nega intenção de enganar, mas aceita acordo com MP

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

25 março 2020, quarta-feira Notícia

Notícias anteriores

'Jogo Aberto' tem estúdio invadido por pomba e leva Renata Fan ao desespero; assista

Próxima notícia

Hospital das Clínicas libera 900 leitos para abrir espaço para casos de coronavírus - Saúde - Estadão
Presidente das Filipinas autoriza policiais a matar quem violar quarentena Governadores do Sul e Sudeste pedem urgência à União para evitar 'colapso econômico', diz Doria - Política - Estadão Coronavírus: Filipinas ordena a policiais matar quem violar quarentena O Rio em silêncio: vídeo mostra a cidade em tempos de isolamento Em meio ao coronavírus, clã Bolsonaro decide estratégia eleitoral no Rio Bradesco, Itaú e Santander doam R$ 50 milhões para compra de máscaras Criticados por Bolsonaro, médicos cubanos ajudam a combater pandemia na Itália - ISTOÉ Independente Prefeitura contrata emergencialmente 20 carros funerários durante pandemia de coronavírus em São Paulo Coronavírus: Governo convoca ajuda de veterinários e mais 13 categorias Que países e territórios ainda não têm casos confirmados de coronavírus? Ministério da Saúde cadastra médicos veterinários e mais 13 categorias para combater coronavírus Curado da covid-19, Alcolumbre defende decisões de governadores por isolamento - Política - Estadão
Em relatório a ministério, Ceasa desmente Bolsonaro, que apaga vídeo | Radar “Chance de morrer de Covid-19 é de 1 em 10.000 em jovens. Problema é se 100 milhões de brasileiros pegarem ao mesmo tempo” Monica De Bolle: “Hoje, dane-se o Estado mínimo, é preciso gastar e errar pelo lado do excesso” Carlos Bolsonaro atuará na campanha de reeleição de prefeito do Rio Com coronavírus, empresário faz festa com cerca de 15 pessoas no RN; 'Errei feio, fui irresponsável' Internações por problemas respiratórios cresceram na última semana, mas em ritmo menor, diz Fiocruz Médica que associou 'soro da imunidade' à Covid-19 nega intenção de enganar, mas aceita acordo com MP Da Vera: Ao se associar a Lula, Doria comete seu maior erro na crise Falas de Bolsonaro sobre coronavírus viram piada em Portugal – Vídeo | Radar Tropa da bola torceu contra Manu Gavassi por odiar futebol e acabou caindo no rótulo machista Bolsonaro fala em união e pacto pela vida — Será uma mudança de postura? | Radar Thammy revela que já fez sexo com Andressa Ferreira após parto - ISTOÉ Independente