Disputa pelo Cristo - ISTOÉ Independente

Em uma relação que envolve lucros e vaidades, o ICMBio e a Arquidiocese do Rio de Janeiro não se entendem na administração do mais famoso cartão-postal do País

26/09/2021 19:00:00

Em uma relação que envolve lucros e vaidades, o ICMBio e a Arquidiocese do Rio de Janeiro não se entendem na administração do mais famoso cartão-postal do País

Em uma relação que envolve lucros e vaidades, o ICMBio e a Arquidiocese do Rio de Janeiro não se entendem na administração do mais famoso cartão-postal do País

24/09/21 - 09h30 - Atualizado em 24/09/21 - 09h34DECISÃO JUDICIALLojas responsáveis pela venda de souvenirs: fechadas desde junho (Crédito:Divulgação)Interesses políticos, comerciais e econômicos, além de uma absurda e tola briga de egos, transformaram o monumento do Cristo Redentor, localizado no Rio de Janeiro (e um dos principais cartões-postais do Brasil desde a década de 1930), no epicentro de uma disputa entre o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Arquidiocese do estado. Tudo começou quando o órgão federal impediu o ingresso do padre Omar Raposo no Santuário, que fica na base do Cristo. Segundo o ICMBio, responsável pelo afluxo de pessoas ao Parque Nacional da Tijuca, o padre não estava devidamente autorizado e nem constava o agendamento de nenhuma missa, casamento ou qualquer outra celebração que justificasse a sua entrada. Ocorre, porém, que Raposo é o reitor do Santuário, o que, por si só, já lhe dá autonomia no local. E, ao contrário do que alegou o ICMBio, havia, sim, um batizado programado.

Com Haddad, Brasil teria passado por lockdown e todos teriam de se vacinar, diz Bolsonaro 'Como confunde marmita com revólver?', diz mãe de jovem negro morto pela Polícia Civil no Morro do Piolho, na Zona Sul de SP Rainha Elizabeth passa a noite em hospital em Londres

Diante do impedimento da liberação para que o padre Raposo, os pais da criança e os padrinhos chegassem ao Santuário, o batismo só aconteceu após muita discussão. A Arquidiocese do Rio de Janeiro abriu, então, um boletim de ocorrência contra o ICMBio, alegando intolerância religiosa. Já o padre Raposo não se deu por satisfeito, e viajou a Roma com a finalidade de apresentar o caso às autoridades eclesiásticas do Vaticano. “De maneira recorrente, o padre, bispos e outros religiosos (…) passam por constrangimentos ao tentarem acessar o Santuário”, esclareceu a Arquidiocese, em nota pública, na qual também afirma que, no espaço de onze dias, ao menos três funcionários foram igualmente barrados. O ICMBio, por sua vez, declarou que, “por questões (…) de conservação do ambiente, todos os veículos e pessoas que vão às áreas restritas precisam se identificar”. O Cristo Redentor é administrado pelos religiosos, e isso abrange o local onde são celebrados casamentos, missas e batizados. Ao ICMBio cabe zelar por toda a área do Parque Nacional da Tijuca. Dessa combinação nascem disputas pelo controle e mando. Segundo a Arquidiocese, uma outra celebração já foi prejudicada pelo ICMBio: “Após a oração, seria oferecido café da manhã gratuitamente aos convidados, mas a entidade federal vetou o acesso à água”.

BARRADOPadre Omar Raposo: viagem ao Vaticano para denunciar intolerância do ICMBio (Crédito:Hermes de Paula)Existem duas maneiras de se chegar ao monumento, e ambas envolvem interesses comerciais. A primeira delas é por meio do Trem Corcovado, da Arquidiocese, que cobra uma taxa oscilando (conforme o dia da semana) entre R$ 27 e R$ 88. Já na segunda opção, o visitante é transportado pela van do ICMBio, a preços que se estendem de R$ 28,20 a R$ 91,40. Na verdade, esse órgão federal está autorizado a cobrar bilhetes para quaisquer pontos do Parque Nacional, mas só a visita ao Cristo é taxada. headtopics.com

A disputa, que agora vem a público e ganhou espaço até na mídia internacional, é longínqua. No ano passado, houve um caso que acionou a Justiça Federal do Rio de Janeiro: o ICMBio reivindicou a reintegração de posse de seis lojas de souvenirs que estão aos pés do Redentor. A Justiça deu-lhe razão, o comércio foi paralisado e as lojas, desocupadas. Após a determinação judicial, qualquer visitante precisa levar a sua própria alimentação, já que não é mais possível comprar nenhum tipo de alimento no local. O atrito não chegará tão cedo ao final, e o monumento, eternizado nos versos “Cristo Redentor, braços abertos sobre Guanabara”, compostos por Tom Jobim, terá sua imagem associada muito mais às brigas pelo poder que ao lindo “Samba do avião”. A reportagem de ISTOÉ procurou a Arquidiocese e o ICMBio, mas ambos não se manifestaram.

Copyright © 2021 - Editora TrêsTodos os direitos reservados.Nota de esclarecimento Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

O Assunto #562: PEC da vingança - de quem contra quem

Mais uma vez adiada, a votação da PEC 5/2021 muda o tamanho e as indicações para o conselho fiscalizador das atividades do Ministério Público - e dá mais voz ao Congresso dentro da instituição. Em jogo, interesses corporativos de lado a lado: em um córner, procuradores e promotores do MP; em outro, parlamentares de variados partidos.

Arquidiocese tem direito adquirido, mas o bostonaro segue roubando até os religiosos. É a torneira se fechando aí tbm!! 'Foi nada, foi nada!!! Se jogou se jogou!!! Segue o jogo!!' O circo que nós pagamos .. que vergonha

MPE deve investigar suposta interferência de Bretas em eleições no Rio de JaneiroO juiz, que atuava na Lava Jato fluminense, teria atuado para favorecer a chegada de Wilson Witzel ao governo em 2018

Acusado de manter jovem em cárcere privado, homem é detido no Rio de Janeiro - ISTOÉ IndependenteUm homem, que mantinha uma jovem e uma mulher em cárcere privado, foi preso em flagrante na última quinta-feira (23), no Rio de Janeiro. Agentes do Aterro Presente chegaram até o local onde as mulheres eram mantidas após a família da jovem receber informações de que ela estava ali. Segundo a equipe, ela estava desaparecida […]

Cartunista Ota é encontrado morto em casa no RioCartunista Ota é encontrado morto em casa no Rio g1 Ota cartunista luto 🙏 É aquele da finada revista MAD? 🖤😪🙏🏻

Modelo indiana será indenizada em 271 mil dólares por corte malfeito em salão - Emais - EstadãoAashna Roy pediu à equipe um corte de cabelo clássico de 10 centímetros das pontas, porém, a cabeleireira cortou o cabelo deixando apenas 10 centímetros de comprimento Emais_Estadao Eita Emais_Estadao Concordo. O meu cabelereiro fez um estrago irreparável no meu cabelo. Parece de propósito, pois são profissionais. 🥰😥😥😥

Em 10 anos, EUA aumentam em 400% visto para brasileiros ultraqualificadosCrescimento reforça o movimento de 'fuga de cérebros' pela qual o Brasil vem passando; país cai em ranking de retenção de talentos Graças a patria educadora, do animal do luladrao e da Dilmanta. A Educação acabou. Parabéns.

Queiroga deixa hotel de luxo em NY para se hospedar em local mais baratoMinistro foi diagnosticado com a Covid-19 após participar de comitiva brasileira que viajou aos EUA para a Assembleia-geral da ONU A gente está pagando do mesmo jeito Se o primeiro turno fosse hj, em quem vc votaria? No esgoto? Seria o melhor lugar!