Galicia, Coronavirus, Coronavirus Covid-19, Robos, Material Sanitario, Emergencia Sanitaria, Delitos, Detenciones, Fuerzas Seguridad, Portugal, Salud

Galicia, Coronavirus

Detido empresário por roubar dois milhões de máscaras de proteção máxima na Espanha

Polícia acusa o homem de furtar na Galícia material avaliado em 28 milhões de reais e vendê-lo em Portugal

07/04/2020 02:57:00

Polícia acusa o homem de furtar na Galícia material avaliado em 28 milhões de reais e vendê-lo em Portugal

Polícia acusa o homem de furtar na Galícia material avaliado em 28 milhões de reais e vendê-lo em Portugal

para evitarem ser contagiados. O preso, segundo a Polícia regional, invadiu um galpão industrial de uma fabricante de equipamentos de saúde que está em falência e vendeu os itens roubados em Portugal. Os agentes situam o crime em fevereiro, antes do estado de alarme na Espanha, mas com o

PF também está na casa de Luciano Hang, da Havan – veja os alvos | Radar Resistir é preciso - Opinião - Estadão PF cumpre mandados expedidos pelo STF no inquérito das fake news | Radar

coronavírusjá avançando, e consideram que o detido estava “totalmente ciente” de que levava um material fundamental com o qual poderia especular."Entramos numa situação clara durante o mês de fevereiro, quando havia um alerta de saúde e se sabia que o material era valioso e muito necessário", afirmou o vice-presidente da Xunta (administração da Galícia), Alfonso Rueda (PP), que visitou o local nesta segunda-feira e foi fotografado entre a montanha de caixas e plásticos deixados pelos ladrões após saquearem o galpão localizado no Polígono Industrial de Tambre, nos arredores da capital galega.

A operação foi iniciada depois que os policiais receberam a informação de que no interior do recinto poderia haver “um grande número” demáscaras FFP2, luvas cirúrgicas, calças, uniformes sanitários, armários de remédios e álcool. Depois de pedir permissão ao administrador da falência da empresa proprietária, a polícia entrou no galpão e descobriu que havia sido invadido e que grande parte do material tinha sido roubada, explicou o inspetor Antonio Criado. Restava apenas uma enorme pilha de caixas, invólucros, produtos não vitais nesta crise e mil máscaras.

Os pesquisadores não têm dúvida de que os autores do roubo queriam aproveitar a escassez de suprimentos médicos causada pela pandemia para ganhar dinheiro com especulação. “Eles levaram os materiais mais procurados atualmente e deixaram outros que não são demandados, como botas ou kits de primeiros socorros”, afirma a vice-presidência da Xunta.

A polícia regional viu as imagens gravadas pelas câmeras de segurança e colheu o depoimento de diferentes testemunhas. Finalmente, as investigações apontaram para um empresário de Santiago de Compostela que havia sido visto nas proximidades das instalações furtadas e que"supostamente se reuniu recentemente com cidadãos portugueses", que depois entraram no complexo onde as máscaras roubadas estavam armazenadas.

O detido foi colocado no sábado à disposição da Justiça e permanece em liberdade sob investigação por um crime de roubo com uso da força. O caso está a cargo do Tribunal de Instrução número 1 de Santiago de Compostela. As investigações continuam para localizar possíveis colaboradores e quem comprou a mercadoria do empresário preso “conhecendo sua origem ilícita”. A polícia da região autônoma pediu a colaboração das forças de segurança portuguesas porque os indícios são de que o material foi adquirido por uma empresa do país vizinho. “Provavelmente será vendido a um preço muito alto, aproveitando a enorme demanda e a necessidade no momento”, denunciou o vice-presidente Rueda. Considerando que, de acordo com dados da Xunta, o setor de saúde galego está consumindo nesta crise mais de 400.000 máscaras por semana, os dois milhões de itens roubados do Polígono Industrial de Tambre cobririam suas necessidades por quase um mês.

Consulte Mais informação: EL PAÍS Brasil »

STONKS FAIL

Espanha tem quarto dia consecutivo de queda nas mortes por coronavírusPaís também registra uma desaceleração nos contágios; espanhóis estão confinados em suas casas desde 14 de março Eu sei que são mortes ainda... mas é confortante ouvir isso... mostra que aqui também se o isolamento continuar não chegaremos nunca a 10.000 mortos... rip jornalismo

Como fazer máscara de proteção em casaAprenda a fazer sua própria máscara, de acordo com as recomendações do Ministério da Saúde e da USFC tecmundo

Espanha tem quarto dia consecutivo de queda nas mortes por coronavírus - CartaCapitalO país está sob rígidas medidas de confinamento, aplicadas desde 14 de março e que devem prosseguir até 25 de abril. Confira:

Espanha tem quarto dia consecutivo de queda nas mortes por coronavírus com 637 vítimas fatais - ISTOÉ IndependenteA pandemia de coronavírus deixou 637 mortos nas últimas 24 horas na Espanha, o quarto dia consecutivo de queda nos óbitos e o menor número de vítimas fatais em 13 dias, segundo o balanço desta segunda-feira do ministério da Saúde. O número de casos aumentou 3,3% no mesmo período, contra 4,8% na véspera, o que … Nossa esse número é maior do que o mês todo do Brasil !!

Turquia proíbe venda de máscaras contra covid-19 e as distribuirá de graça - Internacional - EstadãoDesde sábado, é obrigatório usar equipamento em qualquer área do país onde haja aglomerações de pessoas; país já contabiliza 649 mortes Inter De graça? 🤣🤣🤣🤣🤣🤣🤣 Inter O certo seria distribuir apenas para a população carente e os demais, obrigados a comprar. Não existe nada de graça! Inter Ehhhh Turquia!Tô indo!

Rodo com raio ultravioleta para desinfetar piso de hospitais espera validação da Anvisa - Saúde - EstadãoDois equipamentos foram cedidos à Santa Casa de Misericórdia de São Carlos após serem desenvolvido por pesquisadores da USP Que ótimo. No aguardo do trabalho da Anvisa. Tinham que baixar uma lei pra ter um treco desse em todos os motéis. Água sanitária não é mais barato ?