Defesa viu risco de punição a militares em ‘nova LSN’ - Política - Estadão

@EstadaoPolitica Defesa viu risco de punição a militares em ‘nova LSN’

25/09/2021 12:45:00

EstadaoPolitica Defesa viu risco de punição a militares em ‘nova LSN’

Projeto previa pena de prisão para quem tentasse impedir manifestações, mas Bolsonaro vetou trecho após pedidos do Comando do Exército e do ministro Braga Netto

Estadãomostram que os chefes das Forças Armadas alegaram risco de militares serem presos por eventuais abusos cometidos durante operações deGarantia da Lei e da Ordem(GLOs). O veto, que pode ser derrubado pelos parlamentares em sessão marcada para segunda-feira, foi mais um gesto de Bolsonaro para agradar aos militares, um dos principais grupos de sua base de apoio. Como mostrou o

De olho em 2022, PSD vai apresentar Rodrigo Pacheco como o novo JK | Radar O Brasil é um paraíso fiscal para os mais ricos, diz pesquisador PDT faz ação nacional para divulgar ‘ideias’ de Ciro Gomes | Radar

Estadão, o presidente já comprometeu ao menos R$ 27,7 bilhões até 2022 em benesses a integrantes das Forças Armadas e policiais que vão de aumento salarial a linha de crédito para financiar imóveis com juros abaixo do mercado.

Leia TambémComandante militar dos EUA diz que Forças Armadas não devem juramento a líder políticoA revogação da Lei da Segurança Nacional, uma norma da época da ditadura militar (1964-1985), então usada para reprimir opositores do regime, foi aprovada no mês passado pelo Congresso. No lugar, parlamentares incluíram no Código Penal novos crimes contra o estado de direito, como golpes de Estado e tentativas de impedir a realização de eleições. Bolsonaro sancionou o projeto no dia 2 de setembro, mas vetou cinco dispositivos da nova lei. headtopics.com

A aprovação do texto foi considerada uma resposta do Legislativo a ações do governo, que passou a usar a LSN para abrir investigações contra adversários. Críticos como o youtuber Felipe Neto, o cartunista Aroeira e o jornalista Ricardo Noblat foram alvo de inquéritos, mas as apurações contra eles terminaram interrompidas por ordens da Justiça Federal. Até março de 2021, o número de inquéritos abertos com base na Lei de Segurança Nacional tinha crescido 285% no governo Bolsonaro, conforme mostrou o

Estadão. Só em 2019 e 2020, foram 77 investigações do tipo. Dos pontos vetados pelo presidente, pelo menos dois foram sugeridos no parecer final do ministro da Defesa, generalWalter Braga Netto, elaborado a partir de recomendações dos comandos do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Um deles diz respeito ao chamado “atentado ao direito de manifestação” – pelo projeto, pode pegar até quatro anos de prisão quem usar de “violência ou grave ameaça” para impedir manifestações de partidos políticos, movimentos sociais, sindicatos ou outros grupos políticos, étnicos ou religiosos. A pena é ainda maior se a repressão causar lesão corporal grave (até oito anos) ou morte (até 12 anos). 

Ao vetar o artigo, a Presidência da República alegou que ele poderia gerar “grave insegurança jurídica para os agentes públicos das forças de segurança” responsáveis por reprimir eventual violência em manifestações. O veto foi sugerido ao presidente em parecer assinado por Braga Netto e pelo consultor jurídico da Defesa, Idervânio da Silva Costa. “O dispositivo, na forma como aprovado, pode trazer limitações à atuação das forças de segurança, impactando a atuação das Forças Armadas quando estas estiverem engajadas em ações de GLO. Não raro, manifestações inicialmente pacíficas resultam em ações violentas, que precisam ser reprimidas pelo Estado”, diz um trecho do parecer.

“Nesse cenário, a atuação das forças de segurança poderia ser incorretamente enquadrada no referido tipo penal, limitando de forma excessiva o uso regular da força pelo Estado. Por outro lado, o veto a esse dispositivo não impediria a punição a eventuais excessos cometidos por agentes estatais nessas situações”, afirma o parecer.  headtopics.com

'Vem mais aumento de combustível aí', anuncia Bolsonaro A pedido da PF, subordinada ao ‘mito’, STF determina a prisão do mestre das fake news - ISTOÉ Independente Partido já recruta profissionais para a campanha presidencial de Moro | Radar

Outro trecho vetado por Bolsonaro a pedido das Forças Armadas é o que ampliava em 50% o tempo de prisão por crimes contra o estado de direito, se cometido por militares, e também incluía a perda do posto e da patente. Segundo a Presidência, o dispositivo rompia o princípio da proporcionalidade, ao criar uma punição mais pesada para o militar do que para outros servidores públicos.

O presidente ainda retirou da lei o artigo que previa punição ao uso de “comunicação enganosa em massa” (fake news) para prejudicar um concorrente em uma eleição. Este último é considerado o mais polêmico dos vetos do presidente. A oposição no Congresso priorizará a derrubada deste ponto, junto com o artigo sobre o “atentado ao direito de manifestação”. 

Lei e Ordem.As GLOs são operações autorizadas pelo presidente da República, nas quais as Forças Armadas passam a atuar para restabelecer a ordem interna, inclusive na segurança pública. Em fevereiro de 2020, Bolsonaro autorizou uma GLO em Fortaleza (CE), a pedido do governador do Estado,

Camilo Santana(PT). Na ocasião, o presidente defendeu o chamado “excludente de ilicitude” para evitar que militares fossem punidos por mortes nas GLOs. “Minha consciência fica pesada porque tem muito jovem de 20 anos de idade que está na missão, que se aproxima de uma guerra. Depois, caso tenha qualquer problema, pode ser julgado por lei de (tempos de) paz”, disse ele.  headtopics.com

Consulte Mais informação: Estadão »

O país que virou 'lixão' de roupas de má qualidade dos países ricos - BBC News Brasil

Todas as semanas, mais de 15 milhões de peças de roupas usadas chegam a Gana, mas apenas parte disso consegue ser reaproveitada.

Politica Tem que punir mesmo, as novas FAs que vão assumir o próximo governo não pode deixar passar a corrupção e o desvio de conduta, as FAs são referência para o País, torço pelo restabelecimento delas de forma plena e honesta … Politica DefesaGovBr praga neto golpista cronico. Cancer do pais Politica Os militares foram, são e serão sempre ultra corporativistas. Se acham acima do bem e do mal... São 'patriotas' até tentarem mexer nas regalias...

Politica Estão vendo bons motivos para serem punidos? Politica Não poode ser punido, principalmente em manifestação política Politica Claro, foi, é e será assim, a casta privilegiada e os pobres na cadeia ! Politica Normal. Em um país onde 15-20% de alienados querem golpe militar com o genocida no poder é esperado que os milicos, afundados na mamata e corrupção, se achem intocáveis

Politica E militar por acaso não pode ser punido ? São diferentes, CAGAM CHEIROSO? Politica Militar não pode ser punido? Politica Quem precisa serem punidos são os comunistas, fora e dentro da imprensa, como em 1964. São traidores da pátria.🤬 Politica DIA 02 DE OUTUBRO HAVERÁ UM GRANDE ATO PELA DEMOCRACIA NAS RUAS... E O PRESIDENTE FAZ ISSO, COM QUE INTUITO? BLINDAR MILITAR BANDIDO? ALÔ STF_oficial SenadoFederal É DIREITO DO POVO O PROTESTO E A LIVRE MANIFESTAÇÃO, DESDE QUE PACÍFICA E ORDEIRA!!! QUEREMOS PROTESTAR! ptbrasil

Com QB novato, Texans encaram a impressionante defesa dos Panthers; onde ver e a apostaDavis Mills deverá fazer sua estreia como titular em Houston contra uma das melhores defesas neste início de temporada

Politica E os bonito nao podemser punidos né! Punição é pra pobre né. Politica Todo dia um assunto uma nova narrativa!!vamos criar crise!! Politica As Forças Armadas acabaram assumindo a responsabilidade de manter a escravidão no país, proibindo as pessoas de denunciar criminosos, professores de ensinar e falar a verdade e determinando a matança e assassinato de quem ousava ser livre e defensor da verdade.

Debate sobre desoneração ampla tem cheiro de nova CPMF | Clarissa OliveiraSem um imposto sobre transações financeiras ou outro mecanismo semelhante, ideia de reduzir impostos sobre todos os salários é uma conta que não fecha claoliveira Segue a palhaçada que só a mídia militante leva a sério ..

A nova vitória de Nubank, C6 e Inter sobre os grandes bancos | Radar EconômicoA nova vitória de Nubank, C6 e Inter sobre os grandes bancos (via EconomicoRadar) EconomicoRadar A PEC32 (reforma administrativa) só interessa a políticos corruptos, não agrega nada de bom ao país e AUMENTA os custos públicos. Diga não à PEC32. PEC32Não

CPI da Covid aprova nova convocação de Luciano Hang para depoimento no dia 29 - ISTOÉ IndependenteA Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid aprovou uma nova convocação do empresário Luciano Hang para coletar o depoimento na próxima quarta-feira, 29. Ele já havia sido convocado anteriormente pela CPI. Em depoimento à comissão na quarta-feira, 22, o diretor executivo da Prevent Senior, Pedro Benedito Batista Júnior, admitiu que a operadora de saúde […] ForaBolsonaro LulaPresidente2022 Caralho que filho de merda. O cara deixou a mãe ser cobaia no hospital. Quem quer filho de merda desses em? Lixo. A CPI vai coloca-lo como Senador do Brasil.

A nova data para o fim da CPI da Pandemia | RadarAnteriormente, a entrega do relatório final de Renan Calheiros foi anunciada para esta quinta-feira radaronline Senadores, OmarAzizSenador randolfeap renancalheiros CPIdaCovid evidenciou face oculta e vergonhosa do Brasil Mostrou bastidores da máquina pública permeada por militares e aproveitadores inescrúpulosos parceiros na corrupção ImpeachmentBolsonaro radaronline radaronline

'Não seja um Jair Bolsonaro', diz prefeito de Nova York ao pedir vacinação - ISTOÉ IndependenteO prefeito de Nova York, Bill de Blasio, fez uma publicação nesta quinta-feira em suas redes sociais pedindo para que as pessoas se vacinem contra a Covid-19, e provocou o presidente brasileiro Jair Bolsonaro (sem partido). De Blasio pediu para que as pessoas não sigam o exemplo de Bolsonaro, mas o de pessoas como o […] Blá blá blá blá bla Socialista idiota. Se toda a população do planeta agissem como o presidente demente a raça humana seria dizimada nessa pandemia.