Defensoria tenta soltar homem condenado a 7 anos de prisão por roubar três peças de carne em mercado da Zona Norte de SP

Desempregado e pai de uma criança de 6 anos, o homem declarou à Polícia Militar, no ato da prisão em flagrante, que havia furtado os itens porque 'estava passando por dificuldades' #g1

19/10/2021 22:00:00

Desempregado e pai de uma criança de 6 anos, o homem declarou à Polícia Militar, no ato da prisão em flagrante, que havia furtado os itens porque 'estava passando por dificuldades' g1

Homem de 41 anos escondeu as peças de carne nas roupas e disse que 'estava passando por dificuldades' ao ser preso em flagrante. Ele já tinha outras condenações na Justiça por roubo e furto. Valor total das carnes foi de R$ 181,95.

A Defensoria Pública de São Paulo tenta soltar um homem de 41 anos preso no ano passado pelo roubo de três peças de carne no valor de R$ 181,95 em um supermercado na Zona Norte da capital paulista. O homem está preso desde junho de 2020, quando ocorreu o crime, e cumpre pena no Presídio de Parelheiros, Zona Sul de São Paulo.

Eleito o melhor da Libertadores, Gabigol diz: 'Nem lembrava como era perder um título, dói muito’ - Esportes - Estadão João Doria vence prévias e será candidato do PSDB à presidência em 2022 - BBC News Brasil Como o homem esqueceu o mais valioso tesouro, o silêncio - Aliás - Estadão

Desempregado e pai de uma criança de 6 anos, o homem declarou à Polícia Militar, no ato da prisão em flagrante, que havia furtado os itens porque “estava passando por dificuldades”.Ele já tinha quatro condenações na Justiça pelos crimes de roubo e furto desde 1999, data da primeira condenação por roubo, quando foi sentenciado a quatro anos de prisão.

Em setembro de 2020, o juiz José Paulo Camargo, da 11ª Vara Criminal acolheu a denúncia do Ministério Público e entendeu que o rapaz praticou roubo com emprego de violência física na ação, não furto simples. Ele não estava armado. headtopics.com

A pena base fixada pelo juiz foi de 4 anos de reclusão. Por causa dos antecedentes dele, o fato de estar desempregado e o suposto emprego da força na ação, a pena foi elevada para sete anos, segundo a sentença.“Na primeira fase de fixação da pena, observo que o réu ostenta maus antecedentes, com a prática de série de crimes contra o patrimônio, personalidade voltada à prática de ilícitos penais, e é uma pessoa desocupada. Desses fatores, advém série de consequências, elevação da pena-base em 1/20, para 5 anos e 3 meses, de reclusão, 11 dias-multa, o regime fechado, e, caso oposto recurso, o descabimento de aguardo em liberdade. O réu é reincidente. Elevo a pena em 1/3, para 7 anos de reclusão, em regime fechado”, afirmou José Paulo Camargo.

A Defensoria Pública apela ao Tribunal de Justiça de São Paulo para tentar rever a pena. No entendimento dos defensores, houve exagero no sentenciamento do rapaz, principalmente no que diz respeito ao emprego da violência contra a segurança do supermercado no momento do flagrante.

Para a defesa, “sem a ocorrência de grave ameaça ou violência a pessoa da vítima, como no caso, correta a decisão que desclassificou o crime de roubo para o de furto simples”.“Tendo em vista os depoimentos colhidos em juízo, há dúvidas razoáveis sobre a ocorrência de violência ou grave ameaça a pessoa. O apelante, em seu interrogatório judicial, afirmou ter praticado apenas um furto, sem, entretanto, dirigir qualquer ameaça ou violência a qualquer pessoa”, afirmou a Defensoria.

A Defensoria também alega que o fato do réu ser reincidente e se desempregado não pode ser usado como forma de aumentar a pena, visto que a Justiça pode incorrer no que se chama no meio jurídico de "bis in idem", que é a palavra em latim para a repetição de uma sanção sobre mesmo fato. headtopics.com

Masturbação em 'Um Lugar ao Sol' não foi a 1ª em novelas l SEMANA POP l g1 BBC resgata vozes e sambas esquecidos dos soldados brasileiros na 2ª Guerra - BBC News Brasil Diego Alves lamenta e defende companheiros do Flamengo: 'Não tem que ter culpado' - Esportes - Estadão

LEIA TAMBÉM:Peças de carne em supermercado de São Paulo — Foto: Patrícia Figueiredo/g1Indenização ao segurançaApesar da argumentação da defesa, o Ministério Público sustenta que houve violência e pede nas razões de apelação que o juiz também fixe também uma multa de um salário mínimo contra o acusado, por danos morais ao segurança do mercado.

Até a última atualização dessa reportagem, O TJ-SP ainda não havia julgado a apelação da defesa.“Diante dos fatos, além da condenação do apelado, o Ministério Público requereu a fixação dos danos morais pelo trauma causado à vítima no montante de um salário mínimo, uma vez que até a perícia médica a vítima foi obrigada a se submeter, fato este que não se apaga em um piscar de olhos da memória daquele que sofreu os efeitos deletérios da prática criminosa”, disse a Promotoria no processo.

Porém, um parecer da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) afirma que "a pretensão indenizatória deve ser afastada porque a vítima trabalhava como segurança do mercado e, em certas circunstâncias, o embate corporal é inerente à própria atividade, como por exemplo para impedir a fuga do agente”.

“Afora que o ferimento identificado no laudo de exame de corpo de delito foi mínimo", disse a PGJ.Penitenciária "ASP Joaquim Fonseca Lopes", em Parelheiros, Zona Sul de São Paulo. — Foto: Reprodução/GoogleMapsOcorrência headtopics.com

Segundo o Boletim de Ocorrência do caso, ao ser flagrado pelos seguranças, o homem teria devolvido apenas uma das peças de carne que estava sob a blusa.As outras duas, que estavam na calça, só teriam sido devolvidas após os agentes do supermercado afirmarem que a Polícia Militar seria acionada.

Ao tentar se desvencilhar dos seguranças para não ser preso, ele teria machucado os dedos de um deles. No depoimento à Justiça, o vigilante afirmou que não foi alvo de socos ou chutes. Disse, porém, que o réu era conhecido no mercado por sempre furtar.

Os riscos de 2022 para o futuro de Doria num PSDB sem alma; leia análise - Política - Estadão Afinal, esses alimentos são vilões ou mocinhos? - Saúde - Estadão Renato Gaúcho despista sobre futuro após derrota do Flamengo na final da Libertadores - Esportes - Estadão

Os policiais que atenderam a ocorrência afirmaram que chegaram ao supermercado e encontraram o homem bastante alterado.Família do acusadoEm conversa com a reportagem do g1, a mãe do homem condenado diz que ele é usuário de crack desde os 15 anos e vivia alguns períodos na rua, por decisão própria.

Segundo ela, o homem aparecia a cada 15 dias em casa, ficando de três a oito dias com a família, mas sumindo novamente por longos períodos, sem dizer onde estava.Faxineira aposentada, ela cuida da neta de seis anos desde o nascimento. A mãe da menina tem depressão e, mesmo tendo passado por dois tipos de câncer em 2007 – no seio e na tireoide - a avó assumiu a criação da menina.

“Estranhei que ele estava alguns dias sem dar nenhuma notícia. Soube da prisão porque ligaram da delegacia informando. Ele foi preso algumas vezes nos últimos tempos por roubar comida. Como mãe é difícil dizer isso, mas na prisão a gente pelo menos sabe onde está. E sabe que não está comendo lixo, apanhando de ninguém nas ruas ou fazendo coisa errada”, afirmou.

VÍDEOS: Tudo sobre São Paulo e região metropolitana Consulte Mais informação: G1 »

Ponto de Vista: Lula pode desistir da corrida presidencial? | Clarissa Oliveira

Entre alguns adversários e até aliados, cresce a tese de que o petista poderia desistir e dar a vaga a Fernando Haddad, dependendo do cenário político

Não deveríamos usar essa palavra no BRASIL. 'Justiça' . Essa palavra aqui deveria ser considerada Fale! A quem a justiça defende e puni? Ela é imparcial e isenta do ego ou de acordos nas entrelinhas. Qual classe ela defende com clareza e honestidade?Então né!'Justiça'sei. O Ministro Astronauta Marcos Pontes realizou a abertura da Semana do Espaço no Pavilhão Brasil na Expo Dubai 2020. A ação aproxima, cria elos e projeta a imagem do Brasil como ator tecnológico global e trazer investimentos para o setor no país. Ministério da Ciência, Tecnologia

Brasil Meu Deus q triste. Isso vai acontecer muito mais vezes com tanta dificuldade de um pai ter emprego dinheiro pra comprar alimentos... Novamente fui ler a matéria, porque as chamadas são tendenciosas. E acertei. Vários roubos e furtos desde 99, com emprego de violência física. Não é uma peça de carne que o está condenando a 7 anos. É um histórico. Segue o jogo.

É meu veio, complicado O engraçado é que o cara rouba pra comer e leva 7 anos de prisão, quando o cara estupra ou mata a justiça é conivente e diz que não tem provas suficientes Roubar por fome, necessidade devia ser crime? Tá perdoado Tem gente que comete crime bem pior, e só fica preso por alguns meses.

Santos fará 5 dos próximos 7 jogos do Brasileirão na Vila Belmiro🔥🔥🔥 Santos fará 5 dos próximos 7 jogos do Brasileirão na Vila Belmiro lancenet

O cara rouba 3 peças de carne e pega 7 anos. Os playboy que botaram fogo no índio nos anos 90 estão lá todos coçando a bunda sentados na grana. Que belo sistema judiciário esse que temos hein 🤦🏻‍♀️ Politico rouba milhoes nao fica nem 2 anos preso, soltam bandidos do pcc todo dia, mas querem condenar por 7 anos roubo de carne. Tem que ser punido sim mas a justiça é uma piada.

A pena base fixada pelo juiz foi de 4 anos de xadrez, não que eu seja contra, mas daí vc assiste a um acusado de desviar milhões da saúde presidindo CPI da saúde... Por Deus que se me acontecesse um injustiça tão desproporcional dessa, era sair da prisão, comprar uma metralhadora, me dirigir ao juízo que me condenou e sentar bala, depois um tiro na cabeça e pronto.

Os políticos filhos de uma puta, roubam Bilhões e ninguém faz porra nenhuma. Um pai, passando necessidades vai roubar para comer no momento do desespero e é condenado a 7 anos de prisão. Como se isso justificasse o furto.... Não é defendendo quem rouba. Mas qual a diferença desse roubo para o que o LulaOficial roubou do Brasil?

'Passei 20 anos na prisão e hoje alimento milhares de pessoas nos EUA' - BBC News BrasilCaliforniano Manny Flores esteve envolvido em atividades criminosas e cumpriu pena de 20 anos por tentativa de homicídio; hoje, comanda um dos maiores bancos de alimentos da Califórnia. Que vergonha Caso raríssimo de regeneração social. BBCLixo e a máfia das ONGS.

Gafford acerta extensão de contrato com Wizards – Jumper BrasilAntes do início da temporada, Wizards adianta-se e fecha extensão de contrato com Daniel Gafford por três anos a partir de 2023

Após salto de 63% em estreia, GetNet tem desafio de brilhar em 'carreira solo' - Economia - EstadãoCompanhia de maquininhas de cartões foi separada do Santander; em apenas um dia de negociações na B3, já passou o valor de mercado da rival Cielo

Fifa faz parceria com OMS e Catar para promover saúde física e mental - ISTOÉ IndependenteA Fifa anunciou nesta segunda-feira uma parceria com a Organização Mundial de Saúde (OMS) e com o governo do Catar, sede da Copa do Mundo de 2022, para “promover a saúde física e mental”. A decisão acontece após anos de críticas por parte da imprensa e de lideranças internacionais quanto às condições de trabalho de […]

Oposição da Venezuela pede retomada de diálogo com chavismo - Internacional - EstadãoCaracas suspendeu rodada de conversas com oposicionistas, classificando ações americanas de 'sequestro'; acusações contra Saab podem levar à pena de 20 anos de prisão Inter Não tem mais diálogo com a Venezuela, é intervenção internacional e pronto Inter Osh...ainda existe partidos políticos contrário a ditadura chavista? Eu em..... Inter Isso pode ser arapuca para os que têm esperança da Venezuela-Libre.