'Decepcionado' com Suprema Corte, Biden pede que empresas obriguem vacinação | O Antagonista

'Decepcionado' com Suprema Corte, Biden pede que empresas obriguem vacinação por conta própria

14/01/2022 02:04:00

'Decepcionado' com Suprema Corte, Biden pede que empresas obriguem vacinação por conta própria

Joe Biden pediu nesta quinta (13) aos governos estaduais e empresários que obriguem seus funcionários a se vacinarem contra a Covid. O comunicado foi publicado no site da Casa Branca, horas depois de a Suprema Corte derrubar...

Suprema Corte derrubou nesta quinta (13) portaria que obrigava vacinação em empresas com 100 funcionários ou mais×Foto: Official White House Photo by Adam SchultzJoe Biden pediuaos governos estaduais e empresários que obriguem seus funcionários a se vacinarem contra a Covid.

O comunicadofoi publicado no site da Casa Branca, horas depois de a Suprema Corte derrubar uma portaria do governo federal que determinava que empresas com mais de 100 funcionários deveriam exigir vacinação, ou então testes semanais para funcionários não-vacinados.

Consulte Mais informação: O Antagonista »

'Eu não posso dividir o país entre religiões”, diz Lula

Em entrevista à Rádio Mais Brasil News, o ex-presidente Lula condenou a aproximação de Jair Bolsonaro com o eleitorado evangélico.'Eu não posso dividir o paí... Consulte Mais informação >>

13.01.22 20:04 Suprema Corte derrubou nesta quinta (13) portaria que obrigava vacinação em empresas com 100 funcionários ou mais × Foto: Official White House Photo by Adam Schultz Joe Biden pediu aos governos estaduais e empresários que obriguem seus funcionários a se vacinarem contra a Covid. O comunicado foi publicado no site da Casa Branca , horas depois de a Suprema Corte derrubar uma portaria do governo federal que determinava que empresas com mais de 100 funcionários deveriam exigir vacinação, ou então testes semanais para funcionários não-vacinados. “Estou decepcionado que a Suprema Corte tenha optado por bloquear requisitos de bom senso para salvar vidas de funcionários de grandes empresas, fundamentados diretamente na ciência e na lei”, diz o texto. “Como resultado da decisão da Corte, cabe agora aos Estados e a empregadores individuais determinar se devem tornar seus locais de trabalho o mais seguros o possível para os funcionários, e se suas empresas serão seguras para os consumidores durante esta pandemia, exigindo que os funcionários tomem o simples e eficaz passo de se vacinar”. Leia mais