De FHC a Bolsonaro: a Previdência ao longo do tempo - Economia - Estadão

De FHC a Bolsonaro: a Previdência ao longo do tempo (via @EstadaoEconomia)

23.10.2019

De FHC a Bolsonaro: a Previdência ao longo do tempo (via EstadaoEconomia)

Conheça as principais alterações feitas pelos últimos presidentes do País nas regras de aposentadoria dos brasileiros

Lula - 233 dias do envio à promulgação Na gestão do ex-presidente Lula , também houve mudança nas regras previdenciárias, centradas nos servidores federais. Uma emenda constitucional restringiu a possibilidade de aposentadoria integral (com o último salário da carreira) a quem entrou na carreira até 2003. Quem ingressou depois disso passou a ter o benefício calculado de acordo com a média de sua contribuição para a Previdência. Os servidores aposentados passaram a ter um desconto de 11%. As idades mínimas subiram a 55 anos (mulheres) e 60 anos (homens). Dilma - 116 dias do envio à aprovação do Senado Os trabalhadores da iniciativa privada foram atingidos em 2015, no governo Dilma , com a regra que ficou conhecida como 85/95. A norma concede aposentadoria integral aos trabalhadores que, somando o tempo de contribuição e a idade, obtenham resultado igual ou superior a 85 pontos (para mulheres) e 95 pontos (para homens). A soma é progressiva e atualmente está em 86/96 pontos. O governo Dilma também implementou o , fundo de previdência complementar dos servidores públicos, em 2013. Quem ingressou na carreira após o Funpresp tem a aposentadoria limitada ao teto do INSS (R$ 5.839,45), com a opção de contribuir para o fundo complementar. Temer Com o agravamento das contas públicas e o aprofundamento do déficit da Previdência, o governo Michel Temer apresentou uma ampla proposta de reforma em dezembro de 2016. A articulação, porém, naufragou diante das denúncias contra o agora ex-presidente. Bolsonaro - 244 dias até aprovação do Senado (não há ainda data para promulgação) O texto aprovado institui idades mínimas para aposentadoria de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens. O tempo mínimo de contribuição foi estipulado em 20 anos para homens e 15 anos para mulheres. A proposta prevê cinco regras de transição para os trabalhadores da iniciativa privada que já estão no mercado. Uma dessas regras vale também para servidores – além disso, essa categoria tem uma opção específica. Todas as modalidades vão vigorar por até 14 anos depois de aprovada a reforma. Notícias relacionadas Consulte Mais informação: Estadão

Economia Ver o nome do Bolsonaro na mesma frase que o FHC é de doer.

Horas antes de votação, senadores articulam tentativa de mudar texto da Previdência - Economia - EstadãoEstão na mira dispositivos que dificultam incorporações salariais na aposentadoria dos servidores e que autorizam a União a criar alíquotas extraordinárias de contribuição para equilibrar o déficit no regime dos servidores Economia Góóóópi Economia Eu li criminosos no lugar de 'senadores'. Economia Bora prestar atenção nisso!!! CNNBrasil bbcbrasil GloboNews radiobandnewsfm BandNews folha JornalOGlobo estudioi RodaViva Metropoles

Com expectativa de aprovação da Previdência, Bolsa fecha acima de 107 mil pontos - Economia - EstadãoMaterialização da reforma é considerada como uma espécie de sinal verde para o retorno do investidor estrangeiro, que há tempos tem se afastado do mercado brasileiro Economia Dá em nada, só especulação e lobby, não respinga um centavo nos bolsos dos pobres. Passarem a reforma é bolsa caindo, dolar subindo e gado aplaudindo. Economia Estamos Lascados mesmos. Economia Os ricos ficam eufóricos quando fodem os pobres... mas veremos até quando!

Com risco de alteração, Senado adia a votação de destaques da PrevidênciaProposta de retirar da PEC a proibição de aposentadoria especial para trabalhadores sob periculosidade fez com que a mesa diretora cancelasse votação BlogdoNoblat Proponham aposentadoria por tempo de contribuição. NovaPrevidencia ATÉ PIADA O QUE FAZEM OS POLÍTICOS PARA NOS PREJUDICAR...E AINDA DIZEM QUE ESTÃO ACABANDO COM PRIVILEGIOS

Há 'time de fake news' no entorno de Bolsonaro, diz JoiceEm entrevista ao Roda Viva, deputada do PSL diz que assessores controlam perfis nas redes sociais responsáveis por ataques virtuais Joice conta mais. Precisamos derrubar esse governo de merda Presidente OUSOU ligar diretamente para os parlamentares em favor do Eduardo...isso sim é não respeitar o seu cargo e seus eleitores! Ahh sério isso? Ninguém tinha notado ainda.

Brigitte Macron agradece em carta apoio de brasileiras após comentários de BolsonaroEla também prestou solidariedade às mulheres que são 'confrontadas com estereótipos e com preconceitos sexistas' Viva as mulheres !!! Continua feia Viva Bolsonaro!

Bolsonaro vê Foro de SP por trás de protestos chilenosPresidente diz que, se necessário, governo pode acionar Forças Armadas para evitar confrontos como os que assolam países na América do Sul É golpe Bom vamos lá, pelo Maduro elogiar o foro de São Paulo... Não é de se duvidar mesmo Ué, mas segundo vocês o Foro de SP nem existe.



Jornalista do 'Estado' é alvo de ataques nas redes sociais - Política - Estadão

Ministério da Saúde confirma paciente com coronavírus no Brasil | Ciência e Saúde | G1

Líder do PSOL denuncia Bolsonaro no Congresso dos EUA

Mulher pega coronavírus pela 2ª vez no Japão

Ex-advogado de sargento da cocaína desconfia da confissão do velho cliente | Radar

“Hoje, se insulta como se dissesse bom dia”, diz papa Francisco

Brasil tem primeiro caso de coronavírus confirmado em contraprova

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

23 outubro 2019, quarta-feira Notícia

Notícias anteriores

‘Cabe crime de improbidade a quem permitiu’, diz Major Olimpio sobre suposto gabinete do ódio no Planalto

Próxima notícia

CPI das Fake News chama Delegado Waldir, Joice, Gleisi e assessores de Bolsonaro para falar sobre informações falsas
Bolsonaro ataca jornalista do 'Estado' e nega ter compartilhado vídeo convocando para atos - Política - Estadão Bolsonaro diz que pode cancelar viagem à Itália por causa do coronavírus - Saúde - Estadão Milton Cunha atende a desejo de internautas que pedem sua voz em app de trânsito por GPS; veja “O Exército está sendo usado pelo governo Bolsonaro”, diz um coronel | Maquiavel Coronavírus: Por que o número de casos suspeitos no Brasil cresceu 1.500% em 24 horas? Abolição da pena de morte no Colorado entra em vigor em julho Loja usa currículos de candidatos para embalar produtos de clientes e gera revolta em internautas Família procura por duas cadelas pit bull que estão desaparecidas em Cuiabá Sob o mote ‘Ditadura Nunca Mais’, oposição convoca atos contra Bolsonaro - Política - Estadão Bolsonaro: 'Não vou renunciar ao meu mandato, não vou dar dinheiro para imprensa' - Política - Estadão Veja vídeo do navio com minério da Vale tombado no meio do oceano - Brasil - Estadão Brasileira que sumiu na Espanha ficou quase um mês vivendo na rua, diz mãe
Jornalista do 'Estado' é alvo de ataques nas redes sociais - Política - Estadão Ministério da Saúde confirma paciente com coronavírus no Brasil | Ciência e Saúde | G1 Líder do PSOL denuncia Bolsonaro no Congresso dos EUA Mulher pega coronavírus pela 2ª vez no Japão Ex-advogado de sargento da cocaína desconfia da confissão do velho cliente | Radar “Hoje, se insulta como se dissesse bom dia”, diz papa Francisco Brasil tem primeiro caso de coronavírus confirmado em contraprova 'Tem gente que não come chocolate, mas fala mal da vida dos outros', diz padre sobre período de quaresma Bolsonaro pode ser acusado de crime de responsabilidade por convocação para ato, dizem juristas - Política - Estadão Dólar: reformas e privatizações são as armas para conter o câmbio Coronavírus: número de casos suspeitos no Brasil sobe de 20 para 132 Por que brasileiros que vieram da China ficaram em quarentena, mas os que voltaram da Itália, não?