Covid-19: Média móvel de mortes volta a apresentar queda após oito dias

Covid-19: Média móvel de mortes volta a apresentar queda após oito dias

03/12/2021 00:52:00

Covid-19: Média móvel de mortes volta a apresentar queda após oito dias

Índice é o menor desde 25 de novembro; confira levantamento feito por VEJA

Matheus Deccache2 dez 2021, 18h24Adultos e jovens acima de 18 anos já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19 - Twitter/ReproduçãoPublicidadePublicidadeCom 215 mortes registradas por Covid-19 nesta quinta-feira, 2, a média móvel de óbitos chegou a 219,6 e voltou a patamar de queda após oito dias — uma diminuição de 20% em relação há duas semanas. Desse modo, o índice segue por 31 dias consecutivos abaixo de 300, algo que não acontecia desde o início da pandemia, entre março de abril de 2020. Além disso, esta é a menor média registrada desde 25 de novembro — 214,0, na ocasião.

Mais de 80% dos internados não completaram o esquema vacinal contra a Covid-19 | CNN Brasil

Já a média móvel de novos casos permanece em estabilidade pelo terceiro dia consecutivo após breve período em queda. Com 12.910 diagnósticos, o índice chegou a 9.077,7 e permanece abaixo de 10.000 pelo 17º dia seguido, algo que não acontecia desde maio de 2020. Desse modo, a média de brasileiros infectados pelo coronavírus segue sem registro de aumento por 32 dias — a última vez foi em 31 de outubro, segundo levantamento feito por VEJA.

O cálculo de médias móveis feito pelo levantamento de VEJA consiste em somar todos os registros dos últimos sete dias e dividir o total por sete. Assim, é possível ter uma visão ampla do atual momento da pandemia. Os gráficos ao final da matéria mostram a evolução diária da média móvel no Brasil, nas cinco regiões geográficas, nos 26 estados da Federação (mais o Distrito Federal) e nas 27 capitais do país. headtopics.com

Consulte Mais informação: VEJA »

O Assunto #620: Explosão da ômicron - como ela mudou a pandemia

A tsunami de infecções provocada pela nova variante registra, dia após dia, recorde no número de casos: no mundo, foram mais de 3,2 milhões em 24 horas; no Brasil, a média móvel subiu mais de 600%. Diante de um cenário com muito mais transmissões, a eficácia da vacina é a principal estratégia para reduzir mortes e hospitalizações.

Especialistas dos EUA recomendam autorização de pílula da Merck no tratamento de pacientes com Covid-19O medicamento deve ser utilizado nos primeiros cincos dias após o aparecimento dos primeiros sintomas.

Biden irá lançar novo plano para conter o avanço da Covid-19 no invernoObjetivo da nova estratégia é manter a economia em funcionamento; reembolso de testes e criação de clínicas móves estão entre as medidas Coitado...Tá perdido igual barata tonta...Um fantoche

SP reduz para 4 meses intervalo para a dose adicional contra covid-19 - Saúde - EstadãoMedida é válida para quem já tomou duas doses de Coronavac, AstraZeneca ou Pfizer; anteriormente, Ministério da Saúde havia determinado que o espaçamento mínimo deveria ser de cinco meses Confia

Novos casos de Covid dobram na África do Sul em um diaForam registrados 8.561 casos na quarta-feira, contra 4.373 no dia anterior, de acordo com estatísticas oficiais. Taxa de positividade nos testes foi de 16,5%, enquanto no início de novembro era de apenas 1%; especialistas dizem que é cedo para ter certeza se culpa é da variante ômicron, mas é muito possível. E os pandeminions vibrammm 🎉 Vai começar tudo de novo! Pra alegria dos coronalovers

Especialistas rebatem ideia que variante Ômicron comprometa vacinação contra CovidMédicos e cientistas insistem na importância da dose de reforço como principal medida nesta nova fase da pandemia

Clube Militar agenda palestra sobre 'efeitos adversos' de vacinas contra a CovidA responsável por ministrar a palestra é Maria Emília Gadelha Serra e o evento acontecerá no salão nobre da sede do Clube, diz jornal Ah, praque essa veiarada se vacinar Milicos contra o povo brasileiro.