Coronavírus: Mercados despencam após Trump projetar mínimo de 100 mil mortos nos EUA - Economia - Estadão

Coronavírus: Mercados despencam após Trump projetar mínimo de 100 mil mortos nos EUA -via @EstadaoEconomia

01/04/2020 13:40:00

Coronavírus: Mercados despencam após Trump projetar mínimo de 100 mil mortos nos EUA -via EstadaoEconomia

Bolsas da Europa e mercados futuros de Nova York operam em queda; Bolsas da Ásia tiveram queda generalizada

Petróleo petróleo operam em baixa na madrugada desta quarta-feira, após encerrarem na terça seu pior trimestre da história em meio aos efeitos adversos do coronavírus, reagindo aos últimos números do American Petroleum Institute (API), que no fim da tarde de terça estimou um salto de 10,5 milhões de barris no volume estocado de petróleo bruto dos EUA na última semana.

EUA anunciam proibição de entrada de viajantes vindos do Brasil por causa de coronavírus 'Tentam deturpar minha fala para desestabilizar a nação', diz Weintraub - Política - Estadão Companheiro bolivariano Bolsonaro

O Departamento de Energia (DoE) divulga a pesquisa oficial sobre estoques americanos na manhã desta quarta. Às 4h47 (de Brasília), o petróleo WTI para maio caía 0,98% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 20,28 o barril, enquanto o petróleo Brent para junho recuava 4,40% na Intercontinental Exchange (ICE), a US$ 25,19 o barril. 

Lembrando que a commodity chegou a ser, em mínima dos últimos 18 anos. Mercados futuros Pelos mesmos motivos, os futuros das Bolsas de Nova York operam em forte baixa na madrugada desta quarta-feira e os juros dos Treasuries de mais longo prazo também caem. Às 4h33 (de Brasília), no mercado futuro, Dow Jones caía 3%, S&P 500 recuava 2,99% e Nasdaq se desvalorizava 2,61%. No mesmo horário, o rendimento da T-note de 10 anos diminuía a 0,590% e o do T-bond de 30 anos caía a 1,251%. 



Consulte Mais informação: Estadão

Economia Capaz, é uma simples gripezinha... Economia De 100 mil a 240 mil mortos e isso se fazerem tudo perfeito. Assustador! E o Brasil? Economia 3guerra mundial sem um único tiro de arma de fogo...a guerra é biológica. Economia Deputada gleisi acaba de divulgar que doará seu salário, verba de gabinete e demais auxílios ao minsaude! Parabéns, nobre deputada! 1deabril que sirva de exemplo! PUMM***

Bolsas da Europa invertem curso e fecham em alta nesta segundaPrincipais índices passaram quase todo o dia em queda, mas se recuperaram no final da sessão. Abertura mais forte nos EUA ajudou mercado europeu.

Marin retorna ao Brasil após quase cinco anos preso e com patrimônio reduzido - Esportes - EstadãoMarin retorna ao Brasil após quase cinco anos preso e com patrimônio reduzido (via EstadaoEsporte) Esporte Ninguém liga. Esporte Aqui ele vai ter uma certa proteção!!! Esporte Coitado, vai até entrar na fila pra pedir os 600 reais do governo. Ah, vá!

Coronavírus encontra mercado de trabalho em ritmo lento; desemprego deve subir nos próximos meses - Economia - EstadãoCoronavírus encontra mercado de trabalho em ritmo lento; desemprego deve subir nos próximos meses (via EstadaoEconomia)

Depois dos EUA, França ultrapassa China em número de mortos por coronavírus - Internacional - EstadãoDepois dos EUA, França ultrapassa China em número de mortos por coronavírus (via EstadaoInter) Inter Corrige para: Depois dos EUA, França ultrapassa NÚMEROS FALSOS DIVULGADOS PELA China em número de mortos por coronavírus. Inter Talvez esse numero estúpido de mortes leve o mundo a questionar a conduta do Governo Chinês no começo das transmissões.

EUA superam China em número oficial de mortos por coronavírus - Internacional - EstadãoSegundo contagem da Universidade Johns Hopkins, os EUA já somam 3.415 mortes; em todo o mundo são 40 mil mortos Inter O jogo está só começando e a China vai pagar pelo prejuízo causado a economia mundial a facção criminosa comunista quer a desgraça do mundo Inter 😂😂😂😂mente bem pouquinho kkkkk silvioluiz Inter Democracia x Ditadura próxima

EUA superam número oficial de mortos por coronavírus na China - CartaCapitalCoronavírus já matou mais nos Estados Unidos do que os atentados de 11 de setembro