Coronav\U00cdrus, M\U00e1scaras, Procura

Coronav\U00cdrus, M\U00e1scaras

Coronavírus: farmácias têm corrida por máscaras - ISTOÉ Independente

Nos últimos dias, com a confirmação de um caso no Brasil, a procura cresceu ainda mais, segundo farmácias e fabricantes

27/02/2020 14:45:00

Nos últimos dias, com a confirmação de um caso no Brasil, a procura cresceu ainda mais, segundo farmácias e fabricantes

Farmácias do centro de São Paulo já estão sem máscaras cirúrgicas nas prateleiras. Desde o início do ano, o medo do coronavírus fez aumentar a busca pelo produto, principalmente por pessoas com viagem marcada ou que têm parentes em países com surto. Nos últimos dias, com a confirmação de um caso no Brasil, a procura …

Coronavírus: farmácias têm corrida por máscarasPassageiros com máscaras para evitar contrair o vírus COVID-19 no aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo - AFPEstadão Conteúdo27/02/20 - 07h45 - Atualizado em 27/02/20 - 08h34

Dois únicos moradores de vila italiana usam máscaras para se proteger da Covid-19 Jovem que cortava cabelos por R$ 2 em garagem ganha o próprio salão no litoral de SP Damares pede 'cadeia imediatamente' para Robinho

Farmácias do centro de São Paulo já estão sem máscaras cirúrgicas nas prateleiras. Desde o início do ano, o medo do coronavírus fez aumentar a busca pelo produto, principalmente por pessoas com viagem marcada ou que têm parentes em países com surto. Nos últimos dias, com a confirmação de um caso no Brasil, a procura cresceu ainda mais, segundo farmácias e fabricantes.

“Muitos chineses querem comprar máscaras porque vão viajar ou enviar a familiares que moram fora do Brasil. Em média, 20 pessoas passam por dia pela loja em busca de máscaras. Quando os produtos chegam, acabam no mesmo dia ou no máximo no dia seguinte. Hoje (ontem) não temos mais. Algumas pessoas também ligam e outras querem encomendar”, disse Ana Paula Miranda, farmacêutica, de 31 anos.

A vendedora Stefani de Souza, de 28 anos, saiu às 8 horas ontem para comprar máscaras para os patrões, que são chineses e estão com viagem marcada. “Procurei na (rua) 25 de março, no (largo) São Bento, no Anhangabaú e na República”, disse. Perto do meio-dia, ela ainda não tinha encontrado o produto.

Na farmácia onde Ana Paula trabalha, o pacote com 100 máscaras brancas descartáveis até a semana passada custava R$ 25,90. “O novo lote, previsto para chegar até amanhã, virá com reajuste e sairá por R$ 29,90.”A reportagem percorreu farmácias do centro ontem. Todas disseram não ter o produto para venda e muitas sem previsão de chegada. Mas todos os estabelecimentos adiantaram que o novo lote terá preço maior.

Só em uma loja de produtos descartáveis na República, a reportagem encontrou dois tipos de máscaras – branca e azul – na prateleira. No local, o pacote com 100 unidades varia de R$ 16 a R$ 25,90, dependendo do modelo. “A procura também é grande por álcool em gel, embalagens de 500 ml e de 5 litros”, afirmou Nilma Souza, vendedora da farmácia. O pote com 500 ml é vendido por R$ 9,50 e o galão de 5 litros, por R$ 44.

“Muitos asiáticos procuram para mandar para familiares que moram fora porque lá também está em falta. Vamos até colocar placa na loja avisando que não temos unidades para vender no momento”, diz Cleidiomar Barreto, de 30 anos, auxiliar em outra farmácia.

Primeiro caso de Covid-19 em animal do país é registrado em Cuiabá 'A voz suprema do blues' ganha primeiro trailer com Viola Davis e Chadwick Boseman O que pensam os imigrantes ilegais brasileiros que apoiam Trump

A assistente financeira Jéssica Braga, de 27 anos, foi uma das que passaram a usar máscara. Ontem, ela já pegou o metrô com a proteção. “Por indicação da minha amiga, médica. Pego metrô todo dia para o trabalho, é zona de fácil contágio. Tento me prevenir como posso.”

Mercado“Várias redes de farmácias informaram que estão com estoques zerados ou dificuldade de conseguir esse item”, afirmou Sergio Mena Barreto, presidente da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), que reúne as 26 maiores redes de farmácia do País.

Antes, segundo ele, a demanda por máscaras nunca foi tão alta e estava restrita a usos específicos. Mas quando eclodiu a doença na China, um mês atrás, a procura pelo produto subiu muito e distribuidores não tinham máscaras para entregar.

Uma parte das máscaras vendidas no Brasil é comprada pronta da China. Outra é fabricada localmente, mas usa insumos produzidos no país asiático. Com o avanço do surto por lá, o consumo interno explodiu e os produtos (máscaras prontas e insumos) deixaram de ser exportados, disse o presidente da Abrafarma.

Três semanas atrás, Barreto contou que uma rede mineira reforçou os estoques e comprou o equivalente a mais de um ano de vendas. Agora, essa empresa está revendendo esse item pelo site da companhia, inclusive para outros Estados. As informações são do jornal

O Estado de S. Paulo. Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

Cão que nasceu com doença no cérebro ganha cadeira de rodas para voltar a se locomover

Esperança da tutora do Thor, de Novo Horizonte (SP), em ver o cão com uma vida normal veio de um projeto chamado 'Rodinhas para Todos', de Sorocaba (SP).

Na Itália, tudo fechado; ruas vazias e medo nas casas com o coronavírus - ISTOÉ IndependenteMáscaras, ruas vazias e espaços públicos com eventos cancelados, incluindo missas. A apreensão cresce na Itália no ritmo da divulgação de novos casos. Há três anos em Milão, o primeiro contato da jornalista brasileira Mari di Pilla com a situação se deu na quinta-feira, durante um desfile na semana de moda local. “Já se comentava … Na Itália, não! Em algumas cidades do norte da Itália.

Brasil tem 1º resultado positivo para coronavírus, mas ainda falta novo teste - ISTOÉ IndependenteO Brasil teve nesta terça-feira, 25, um primeiro teste positivo de coronavírus. Trata-se, segundo o Ministério da Saúde, de um homem de 61 anos, residente em São Paulo, com histórico de viagem para a Itália, na região da Lombardia (norte do país), a trabalho, sozinho, no período de 9 a 21 de fevereiro. Ainda falta … E achava que não ia ter ? Mande o LULA Ailtonciceroda1 Verios países fechando as fronteiras e o Brasilzão continua de pernas abertas pro mundo inteiro ...daí tá um merda dessas e NN sabem pq

Itália registra 11 mortes por coronavírus - ISTOÉ IndependenteA epidemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) já matou 11 pessoas na Itália e contaminou pelo menos 322, de acordo com o último balanço divulgado pela Defesa Civil do país. As quatro vítimas mais recentes são homens de 84 e 91 anos e duas mulheres, uma de 83 e outra de 76. Eles residiam nas cidades … Nada demais... ElisabeteCSP E chegou no Brasil. Segundo as informações no Estado de São Paulo. 1 pessoa foi infectado pelo o Corona Não quero ser o 'senhor humor mórbido', mas essas pessoas já não estavam pra morrer?

Sem apresentar sintomas, homem com coronavírus se reuniu com 30 familiares - ISTOÉ IndependenteO homem de 61 anos infectado pelo novo coronavírus, primeiro caso confirmado da doença no Brasil, reuniu-se em uma confraternização com cerca de 30 parentes no domingo de carnaval, 23, antes de apresentar sintomas da doença. Todos os familiares estão sob monitoramento da vigilância sanitária. Segundo o Ministério da Saúde, apesar destes contatos, cada infectado, … Me preocupa qdo o Brasil diz que cada pessoa infecta no máximo 03 pessoas. Na Correia do Sul era 01 pessoa em um culto com 1000 pessoas e todo mundo sabe o que deu... Encontrei uma inconsistência com o procedimento em relação as pessoas do voo. Só contactar com as pessoas das fileiras adjacentes. E as pessoas que tiveram contato ao executar o embarque? E se o passageiro foi no banheiro? Revejam isto.

Brasil cobra que OMS classifique novo coronavírus como 'pandemia' - ISTOÉ IndependenteO ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), cobrou nesta quarta-feira, 26, que o avanço do novo coronavírus (Covid-2019) seja considerado uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Esta medida seria um reconhecimento de que a doença infecta, simultaneamente, pessoas ao redor do mundo, ou seja, não está restrita a uma região, e permitiria …

Sobra de energia não se traduz em preço mais baixo para consumidores - ISTOÉ IndependenteInvestimentos bilionários feitos nos últimos anos proporcionaram sobra estrutural de energia, mas isso não se traduziu em preços mais baixos para todos os consumidores. Mesmo com o avanço de empreendimentos eólicos e solares, a água ainda é o item que mais influencia nos preços da energia no País. O aumento das chuvas ajudou na recuperação … Nem nunca vai Será... O que os porcos capitalistas puderem extorquir do povo... ...os porcos capitalistas vão extorquir. Então pra q existem? qual é a função dessa gente na política? só faltava essa, 20 já foi terrível 2021 mal começou e dizem q agora faltará arroz e feijão na mesa das pessoas. q mal.