Coronavírus: Empresa cria campanha para doar marmitas para moradores sem-teto

20/04/2020 18:45:00

Coronavírus: Empresa cria campanha para doar marmitas para moradores sem-teto #G1

Coronavírus: Empresa cria campanha para doar marmitas para moradores sem-teto G1

Consumidores podem comprar marmitas produzidas por cozinheiros informais que serão doadas para pessoas que vivem nas ruas da capital paulista.

Com a queda das vendas devido a pandemia de coronavírus, uma empresa que conecta consumidores a cozinheiros informais, que fabricam marmitas, decidiu criar uma campanha para estimular a solidariedade e manter a lucratividade do negócio. Consumidores passaram a poder comprar kits de marmita que serão doados para instituições que atendem comunidades da capital paulista.

"Quando começou [a pandemia] deu aquele pânico , porque você estava acostumado com um ritmo de trabalho, uma quantidade de refeições, uma determinada renda, aí então, dá aquele pânico, aquele gelo, mas sempre confiante que o aplicativo ia dar uma solução porque eles são muito preocupados", disse Maura Souza, uma das cozinheiras que utilizam o aplicativo.

Consulte Mais informação:
g1 »

Vá se lascar rede Globo, o povo quer é trabalhar e ñ esmolas. Borala prassumpcao cadê o Boulos? Olá G1! Há uma fábrica em Curicica (RJ) que está produzindo máscaras para doação aos prof. de saúde da linha de frente. Há uma vakinha para custear a produção e entrega as UPAS,Hospitais,etc IG: salvidesign3d Se puder ajudar divulgando! obg!

GloboLixo

Taxa de condomínio só pode ser alterada por decisão coletivaCrise do coronavírus não isenta moradores de mensalidade, vital para a gestão de condomínios; para especialistas, síndicos Economia iii eee kkkkkk tá bom então Economia como não? nos temos que ficar na quarentena!!!! não dá pra ir trabalhar Economia Apesar das áreas de lazer estarem fechadas, a manutenção continua, e sendo intensificada, e sejam solidarios com os porteiros e funcionarios da limpeza eles estão arriscando a vida todo dia pegando transporte publico lotado para seu conforto😉

Nicolelis: coronavírus revelou 'quão fúteis eram nossas prioridades' - CartaCapitalMiguel Nicolelis: 'Queria saber o que existe de diferente aqui… e eu sei: uma completa negação da ciência, da medicina'. Leia a entrevista. Lorota Esse pegou muuuuuuuuita grana do PT pra nada fazer Quem!? O Mino Carta? Não acredito. Ele mora na Europa.

Roberto Carlos faz live sem falar a palavra 'coronavírus' para não dar azar - Cultura - EstadãoLive do cantor que festejava 79 anos em seu estúdio particular perdeu em audiência para a transmissão da dupla sertaneja Henrique & Juliano Cultura caraio agora o corona vai embora Cultura Cultura

Mortes por coronavírus sobem para 991 em São Paulo; estado tem 13.894 casos confirmados, que sobem 8% em 24hNas últimas 24 horas foram 63 novas mortes e 1.053 novos casos confirmados da doença, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. Hidroxicloroquina para todos Olha a gripezinha. Fique em casa 'gripezinha', disseram

Paulo Miranda e Dunga fazem doação de marmitas em Porto AlegreZagueiro do Grêmio além de ex-jogador e treinador do Internacional doaram 200 marmitas para moradores de rua em bairro nobre da capital gaúcha O Dunga é um dos caras que mais faz trabalho social na região de Porto Alegre. Parabéns ao capitão do tetra!👏👏👏👏👏

Felipe Melo, Burnquist... Allianz inicia série de lives para arrecadar doaçõesSem atividades por tempo determinado devido à pandemia do coronavírus, estádio do Palmeiras usará suas redes sociais para entrevistas; primeiro é Felipe Melo, neste domingo

Cozinheiros autônomos distribuem marmitas Com a queda das vendas devido a pandemia de coronavírus, uma empresa que conecta consumidores a cozinheiros informais, que fabricam marmitas, decidiu criar uma campanha para estimular a solidariedade e manter a lucratividade do negócio.Não há escapatória para quem busca riscar a taxa condominial do orçamento .CC: O senhor integra o Comitê Científico do Consórcio Nordeste, que estuda como o coronavírus se comporta na região.Roberto mostrou um forma vocal perfeita para seus 79 anos.

Consumidores passaram a poder comprar kits de marmita que serão doados para instituições que atendem comunidades da capital paulista. "Quando começou [a pandemia] deu aquele pânico , porque você estava acostumado com um ritmo de trabalho, uma quantidade de refeições, uma determinada renda, aí então, dá aquele pânico, aquele gelo, mas sempre confiante que o aplicativo ia dar uma solução porque eles são muito preocupados", disse Maura Souza, uma das cozinheiras que utilizam o aplicativo. Redução da cobrança ou flexibilização do pagamento de mensalidades atrasadas, todavia, podem ser apreciadas e decididas em assembleia de moradores. Em média 150 refeições são distribuídas por dia. A minha hipótese é que Recife, Salvador, Natal e Fortaleza se transformaram em grandes focos pela entrada de voos internacionais e pela demora em restringir o espaço aéreo brasileiro, como outros países fizeram – outro absurdo que demonstra a falta de conhecimento mínimo do governo federal. Desde o início da campanha 'Faça o Bem' mais de duas mil marmitas já foram entregues. O Código Civil brasileiro determina que condôminos são obrigados, “na proporção de sua parte, a concorrer para as despesas de conservação ou divisão da coisa, e a suportar os ônus a que estiver sujeita”. Para atender a demanda de todos os cozinheiros da plataforma é necessário que sejam vendidas cerca de 500 refeições, por dia.” Usou também Caminhoneiro para falar dos médicos e dos profissionais da saúde que trabalham para conter a crise sanitária e lembrou dos profissionais das estradas, essenciais mesmo em tempos de confinamento.

Um kit com 10 marmitas custa R$ 134. Enquanto o aluguel parte de uma relação contratual e pode ser negociado diretamente , a taxa condominial está ligada à propriedade do imóvel , ou seja, quem o adquire assume esta despesa até quando durar a posse do bem. Mas, pela transmissão comunitária, você teve a infecção se espalhando dessas capitais para o interior. "Foi assim que surgiu a ação 'Faça o Bem' que busca apoiadores que possam adquirir kits de marmitas, fomentando assim a geração de renda para as famílias que produzem as refeições, fortalecendo o comércio local e as compras de insumos que são feitas e levando refeições para quem tem fome, a população em situação de rua", disse Nelson Andreata, fundador da Eats for You. Uma das instituições que recebeu as refeições foi a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, localizada na Zona Sul de São Paulo. Foto: Felipe Rau/Estadão Além disso, como a mensalidade tem um caráter coletivo, já que a taxa representa um rateio entre todos os moradores, o não pagamento atinge os vizinhos e põe em risco, por exemplo, a manutenção de serviços essenciais, como limpeza e segurança. A refeição é organizada em caixas por voluntários no local e depois segue para a distribuição.” CC: Pode falar mais sobre esse aplicativo? MN: Aqui no Comitê Científico, desenvolvemos um aplicativo em que a população relata os sintomas e a gente, na falta dos testes massivos, usa do diagnóstico clínico. "Essa solidariedade, ela já está acontecendo, mas a gente conta mesmo com as pessoas que puderem ajudar as regiões das periferias, como ali no Largo 13 e outros pequenos centros tão menos assistidos. O docente e advogado explica que os motivos individuais não podem se sobrepor às obrigações coletivas, sob o risco do próprio condomínio entrar em “lockdown”. Durante toda a transmissão, os sertanejos mantiveram uma diferença de 500 mil internautas a mais.

Então, é importante apoiar as instituições e organizações que estão atendendo esses mais isolados e mais abandonados que é o caso aqui do nosso grupo", disse Arlindo Pereira Dias. Dona Rosa foi uma das beneficiadas com a ação. (Despesa com) água, luz, funcionários . Para isso, nós vamos criar uma Brigada de Saúde de emergência, para tentar ir onde os casos estão aparecendo. "Se não fosse essa doação a gente ia passar fome", disse a idosa de 71 anos que sobrevive na rua há 1 um e meio na região do Largo 13. CORONAVÍRUS . Como os condomínios tiveram que restringir o acesso a áreas comuns, por questões de segurança dos moradores, há quem pense na possibilidade de haver uma redução da taxa, já que diversos itens não estão sendo utilizados, como sauna e academia.