Coreia do Norte faz terceiro lançamento de mísseis em nove dias - Internacional - Estadão

15/01/2022 02:10:00
Coreia do Norte faz terceiro lançamento de mísseis em nove dias - Internacional - Estadão

Coreia do Norte faz terceiro lançamento de mísseis em nove dias (via @EstadaoInter)

Coreia do Norte faz terceiro lançamento de mísseis em nove dias (via EstadaoInter)

Lançamento foi feito poucas horas depois de o regime ameaçar responder 'mais fortemente' às sanções dos EUA impostas nesta semana contra os norte-coreanos ligados ao programa de armamento do país

, o que aliviou as tensões, embora tenham gerado um impasse nas negociações que persiste até hoje.Entretanto, o futuro panorama diplomático na Península da Coreia não parece estar na mesma direção, em uma época em que o país asiático permanece mais fechado em si mesmo do que nunca devido à pandemia de covid-19. O fato é que, desde janeiro de 2020, está com as fronteiras bem fechadas e não tem nenhum plano de vacinação em vista.

Consulte Mais informação: Estadão 🗞️ »

Inter Feitos de um ano de governo Biden; Rússia dominando a Otan Talibã de volta ao poder Coreia do Norte brincando com mísseis de novo Crise migratória nas fronteiras EUA com 7% de inflação, etc... Inter É por isso que a Coréia do Norte é RESPEITADA pelos Estados Unidos. Inter Eu disse que vocês morrerão em seus pecados se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados'.Eu Sou o que vive;estive morto, mas eis que estou vivo por toda a eternidade! 'Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai,a não ser por mim. EU SOU O ÚLTIMO

Hackers da Coreia do Norte roubaram US$ 400 milhões em criptomoedas no ano passado, diz relatórioGoverno do país é apontado como coordenador de sete ataques cibernéticos em plataformas de ativos digitais

EUA pressionam por mais sanções da ONU à Coreia do Norte por causa de mísseis | CNN Brasil

EUA pressionam por mais sanções da ONU à Coreia do Norte por causa de mísseis | CNN BrasilOs Estados Unidos estão pressionando o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) a impor mais sanções à Coreia do Norte após uma série de lançamentos de mísseis norte-coreanos Dinheiro para comida: ZERO Dinheiro para armas de ditador comunista: BASTANTE

Carolina do Norte investiga morte de homem negro por policial de folgaCircunstâncias que provocaram o assassinato ainda não foram esclarecidas; família da vítima convoca manifestação em protesto Lá vem !!! Mais um E surpreende 0 pessoas.

Covid: Saúde atrasa entrega de vacinas pediátricas ao Rio Grande do NorteO Ministério da Saúde atrasou a entrega de doses da vacina pediátrica da Pfizer contra a covid-19 ao estado do Rio Grande do Norte. As doses, que servem para imunizar crianças de 5 a 11 anos, estavam previstas para chegar na madrugada desta sexta-feira

Vídeo: homem é preso após roubar carro dos Correios na zona norte de SP

Vídeo: homem é preso após roubar carro dos Correios na zona norte de SPVídeo: homem é preso após roubar carro dos Correios na zona norte de SP BandJornalismo

EUA pressionam por mais sanções da ONU à Coreia do Norte por causa de mísseis | CNN Brasil

EUA pressionam por mais sanções da ONU à Coreia do Norte por causa de mísseis | CNN BrasilOs Estados Unidos estão pressionando o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) a impor mais sanções à Coreia do Norte após uma série de lançamentos de mísseis norte-coreanos Dinheiro para comida: ZERO Dinheiro para armas de ditador comunista: BASTANTE

Kim Jong-un , o que aliviou as tensões, embora tenham gerado um impasse nas negociações que persiste até hoje.é responsável por pelo menos sete ataques a plataformas de criptomoedas que roubaram quase US$ 400 milhões (equivalente a R$ 2,2 bilhões) em ativos digitais no ano passado.após uma série de lançamentos de mísseis norte-coreanos.PUBLICIDADE NOVA YORK — A morte de um homem negro, Jason Walker, baleado em circunstâncias confusas por um policial branco, Jeffrey Hash, está causando comoção em Fayetteville, na Carolina do Norte.

Entretanto, o futuro panorama diplomático na Península da Coreia não parece estar na mesma direção, em uma época em que o país asiático permanece mais fechado em si mesmo do que nunca devido à pandemia de covid-19. O fato é que, desde janeiro de 2020, está com as fronteiras bem fechadas e não tem nenhum plano de vacinação em vista. A empresa não identificou todos os alvos dos ataques, mas informou que eram sobretudo investidoras e exchanges, incluindo a Liquid. Em relação ao lançamento de hoje, o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul (JCS) informou em um comunicado que foram detectados dois projéteis que se acredita serem mísseis balísticos de curto alcance lançados perto de Uiju, na província de Pyonyan do Norte, perto da fronteira com a China . Não há mais detalhes sobre as sanções propostas imediatamente disponíveis. Os mísseis foram disparados às 14h41 e 14h52 (hora local; 2h41 e 2h41 de Brasília) na direção do Mar do Japão (chamado de Mar do Leste nas duas Coreias) e percorreram cerca de 430 quilômetros, alcançando uma altitude máxima de cerca de 36 quilômetros, de acordo com o JCS. "Uma vez que a Coreia do Norte ganhou a tutela dos fundos, eles começaram um cuidadoso processo de lavagem para encobrir e sacar", diz o relatório, publicado pelo The Guardian. A inteligência militar de Coreia do Sul e EUA ainda analisa as especificações detalhadas de ambos os projéteis. Em um vídeo amador filmado logo após a ocorrência e postado na internet, o policial explica aos colegas que chegaram ao local que Walker se jogou sobre seu carro no meio da rua.

Por sua vez, o governo do Japão disse que acredita se tratar de um único míssil balístico, enquanto a agência de notícias japonesa Kyodo informou, citando uma fonte do governo, que o míssil caiu no Mar do Japão, fora da zona econômica exclusiva do país (ZEE). No entanto, as autoridades do país já divulgaram declarações negando as alegações de práticas hackers. Em 5 e 11 de janeiro, o regime norte-coreano disparou o que alega serem mísseis hipersônicos, embora Seul e Tóquio, cujos sistemas de radar tiveram inicialmente problemas para estabelecer os padrões de voo destes projéteis, tenham insistido em suas análises que eram mísseis balísticos que mostram uma grande capacidade de manobra. Seul insistiu que é capaz de"detectar e interceptar" esses projéteis e que Pyongyang - que afirma que com esses testes desenvolveu com sucesso a tecnologia hipersônica - ainda não possui o conhecimento ou a tecnologia para fabricar este tipo de armamento. Por sua vez, o Conselho Nacional de Segurança da Coreia do Sul (NSC) lamentou mais uma vez o teste do país vizinho e ressaltou que eles não ajudam a estabilizar a situação em um momento delicado, com os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim programados para começar em três semanas e com as eleições presidenciais na Coreia do Sul marcadas para daqui a dois meses. O teste norte-coreano de hoje aconteceu horas depois de Pyongyang ameaçar responder de forma mais forte e determinada às novas sanções que os EUA aprovaram nesta semana contra cidadãos norte-coreanos acusados de fornecer, do exterior, materiais e tecnologia para o programa de armamento do regime. — Eu o vi frear de repente, parar e acelerar de novo — disse Elizabeth Ricks à ABC.

A embaixadora dos EUA na ONU, Linda Thomas-Greenfield, também declarou nesta semana que Washington está pressionando o Conselho de Segurança para impor sanções adicionais à Coreia do Norte como punição por todos os lançamentos que realizou desde setembro do ano passado. Violações O governo americano acredita que a Coreia do Norte utilizou mísseis balísticos nestes testes, em violação às resoluções de sanções anteriores aprovadas desde 2006 para punir o programa de armamento do país asiático. Em uma mensagem transmitida no dia de ano-novo, Kim, de forma surpreendente, evitou enviar uma mensagem aos EUA e garantiu que a prioridade do regime é a economia doméstica e o fortalecimento da defesa nacional. O próprio Kim, no ano passado, rejeitou as ofertas dos EUA para tentar retomar o diálogo sobre a desnuclearização, paralisado após a fracassada cúpula de Hanói com Trump, em 2019, argumentando que Washington mantém uma atitude hostil em relação a seu governo.  Reação  O Reino Unido condeou os testes desta sexta-feira, dizendo que eles são uma ameaça à paz regional e pediu a Pyongyang que se abstenha de mais provocações. O renomado advogado Ben Crump, que defendeu inúmeras vítimas de brutalidade policial, e a família de Jason Walker marcaram uma"marcha pela justiça" para a noite desta quinta-feira.

"É fundamental que as sanções contra o desenvolvimento ilegal de armas da RPDC (República Popular Democrática da  Coreia) permaneçam em vigor enquanto seus programas existirem", disse uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores."Pedimos à Coreia do Norte que se abstenha de mais provocações e volte a dialogar com os EUA." /EFE e REUTERS  Notícias relacionadas .